Há exatamente nove anos, em 2009, eu dei uma entrevista para a página Interpoética, que era dirigida por minha querida amiga Cida Pedrosa, grande intelectual, poeta e ativista  política pernambucana, atualmente Secretária da Mulher da Prefeitura do Recife, na administração Geraldo Júlio.

Desmantelado do jeito que sou, não salvei em meus arquivos a íntegra desta entrevista.

A página Interpoética foi desativa, saiu de ar e eu fiquei na mão…

Aline, meu braço direito na edição desta gazeta escrota e futucadora incansável da internet, descobriu a entrevista reproduzida numa página potiguar intitulada Mediocridade Plural, com esta chamada abaixo transcrita:

ECCE HOMO : LUIZ BERTO!

Uma Entrevista da Bixiga Lixa

Que alívio! Copiei e guardei a matéria nos meus arquivos.

Nesta entrevista fui arrochado e apertado por um time de pergntadores do mais alto nível e respondi sobre assuntos que iam, como diria Jessier Quirino, desde “atracação de navio até acasalamento de ratos“.

Pois bem.

Ontem foi publicada aqui no JBF uma carta do colunista fubânico José Domingos Brito na qual ele insinua a possibilidade de um modesto livro deste Editor ser transformado em filme, dizendo que “a Besta Fubana derrubando aviões com um simples peido ou extraindo cuscuz de um barranco… imagino que nem Spielberg e toda a grana de Hollywood seria capaz de tal proeza” (transformar o livro em filme).

Aí eu me lembrei que, na entrevista que dei à Interpoética, uma das perguntas foi exatamente sobre este assunto: a transformação d’O Romance da Besta Fubana num filme.

Pergunta que me foi feita pele jornalista e escritor Raimundo de Moraes.

A pergunta e a minha resposta estão lá na página Mediocridade Plural.

As fotos e imagens da publicação original não estão mais lá, se desgastaram com tempo. Mas o texto está ao pé da letra.

Quem quiser perder tempo lendo as besteiras que respondi e conhecer a entrevista na íntegra, com todas as perguntas e todas as respostas, basta clicar aqui .

1 Comentário

  1. Alamir Longo disse:

    Presado Editor Luiz Berto,

    Que timaço de “fera” o entrevistou, hein?

    Bela e merecida deferência para um grande escritor.

    Parabéns.

Deixe o seu comentário!


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa