20 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

SAUDADES E EMOÇÕES

Ontem, domingo, fui tomar o café do final de tarde no RioMar, o maior xopis centis daqui do Recife.

Um espaço gigantesco, uma obra-prima da arquitetura nordestina.

Apesar de ser coisa de um grande empresário capitalista, o José Carlos Paes Mendonça, os zisquerdóides revolucionários daqui do Recife adoram dar expediente por lá.

Ontem mesmo encontrei dois que conheço muito bem.

Um deles, filado e militante do PCdoB, que sai sempre fantasiado de Fidel Castro no carnaval, estava enchendo o rabo de cerveja, tirando gosto com camarão, num dos restaurantes da praça de alimentação.

Um tabacudo idiotal, um usufruidor dos prazeres do capitalismo, como todo bom cumunista.

Pois bem: lá no xopis estava acontecendo um evento levado a efeito pelo Exército, a propósito do Dia do Soldado, que é celebrado em 25 de agosto.

Tinha exposição de armas, viaturas, equipamentos e mais um monte de coisas.

E lá estava em concerto a banda do Comando Militar do Nordeste, que brindou o público presente com um cardápio musical variado.

Teve até o tradicional frevo pernambucano.

Eu estava saboreando meu café, quando fui surpreendido com a execução de um dobrado que mexeu com minhas lembranças e minhas emoções.

Uma composição intitulada Canção do Exército Brasileiro, que foi executada pela banda e cantada por um magnífico coral militar.

Meu tempo de serviço na caserna explodiu na memória e eu me emocionei ao extremo vendo e ouvindo aquele espetáculo.

Voltei no tempo e me vi marchando no pátio do quartel e entoando aquela canção.

O público presente, uma multidão enorme, aplaudiu com muito entusiasmo, muito mesmo, aquela canção que encerrou a apresentação.

A partir dos mirantes circulares, localizados nos 4 andares do edifício, as pessoas tinham vista para  o piso térreo, onde a banda estava se apresentando.

Um espetáculo arretado. 

Pra começar a semana, taí pros leitores fubânicos a Canção do Exército Brasileiro, com letra de Alberto Augusto Martins e música de Teófilo de Magalhães.

18 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

URGENTE ! ! !

Notícia de última hora:

Lula não vai comparecer aos debates.

O Departamento de Espionagem desta gazeta escrota recebeu esta informação agora há pouco.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, alegou que o candidato está preso a outros compromissos.

18 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

UMA DATA ESPECIAL

Eu tava aqui no computador, editando esta gazeta escrota, quando João chegou perto de mim e perguntou: 

– Pai, você notou como é especial a data de hoje?

Pensei, pensei e não vi nada de especial. 

– O que é que tem hoje de tão especial, meu filho?

– Veja, pai: 18 de agosto de 2018: 

18/08/18

Apois num é mesmo???!!!

Já me veio um palpite pra uma fezinha no jogo do bicho.

Daqui a pouco tô indo na banca de Elizama fazer a aposta.

Se eu ganhar, vou pagar uma rodada de Pitu e cerveja pruns bebinhos que fazem ponto na feira de Casa Amarela numa banca de vender frutas.

E vou ficar só olhando e me babando de inveja deles.

18 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

ONILDO ALMEIDA, UM TALENTO NORDESTINO

No dia 13 deste mês de agosto completou 90 anos o genial Onildo Almeida.

Cuida-se aqui de um dos ícones da Nação Nordestina, um compositor de inúmeros sucessos, gravados por vários artista daqui da terrinha.

Que você tenha em dobro a alegria e a felicidade que sempre nos proporcionou, seu cabra talentoso e malassombrado!

No dia 13 de agosto de 2028 estarei em Caruaru pra lhe dar um abraço e festejar o seu centenário.

De brinde pros leitores fubânicos, duas músicas de Onildo interpretadas pelo Rei do Baião, seu parceiro e grande amigo desde os anos 50:

15 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

A MEDICINA E A POLÍTICA DE BANÂNIA

Duas manchetes no final de tarde de uma quarta-feira.

Manchetes de acontecidos num país surrealista.

Uma republiqueta de bananas ao sul do Equador.

Um país bundaluloso.

15 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

DOIS EXCELENTES PRESENTES

Ganhei ontem um livro de presente.

Aliás, foram dois presentes: o livro e a visita do autor, que autografou o volume pra este Editor.

Trata-se de Garibaldi Dias, um leitor fubânico veterano e fiel, aposentado do Banco do Brasil.

Ele mora aqui no Recife e declarou-se um admirador desta gazeta escrota, da verve e do bom humor que dominam suas postagens.

Embora tenha residência na capital pernambucana, ele passa a maior parte do ano nos Estados Unidos, onde tem cidadania e onde mora uma filha e netos americanos.

E de lá acompanha o JBF.

Francamente, fichei ancho que só a peste com os elogios que ele fez ao nosso trabalho.

Brigadão, meu caro. 

Muito sucesso, paz, saúde e felicidade pra você toda sua família.

13 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

MATANDO AS SAUDADES

Há muitos e muitos anos, ainda no tempo em que não havia sido condenado à abstinência compulsória, eu costumava cantar uns sambas nas farras das quais participava.

Era só aparecer uns amigos com violão, pandeiro e cavaquinho, e eu destabocava a voz no oco do mundo.

Desafinado que só a porra e cantando ruim feito a peste, era preciso eu estar com o rabo muito cheio de cachaça pra ter coragem de perturbar os ouvidos alheias com a minha voz horrível.

Mesmo assim, enrabei muitas “fãs” com esta presepada de cantar em farras musicais.

Era uma cantada infalível!

E cantava sempre o mesmo pot-pourri, que memorizei ouvindo Elizeth Cardoso.

Semana passada, fazendo uma pesquisa sobre músicas na internet, descobri um vídeo com esta preciosidade.

O mesmo pot-pourri que eu costumava cantar. Ou, melhor dizendo, que eu costumava estragar com a minha voz escrota.

E me bateu uma saudade arretada dos tempos da boemia.

Ouvi fascinado e o coração bateu forte no peito.

Compartilho agora com os amigos fubânicos.

Uma excelente semana pra todos vocês!

11 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

ROLANDO LERO

Para alegrar o nosso sábado.

Um excelente final de semana pra toda a comunidade fubânica!!!

10 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

CÍCERO TAVARES – RECIFE-PE

Editodos Luiz Berto:

Segue um despacho jocoso, hilário, feito pelo delegado Aldo Lopes de Araújo, de 61 anos, da Delegacia da Polícia Civil de Natal, RN, mandando soltar um morador de rua preso pela Guarda Municipal daquele Município por ter pulado o muro de uma escola abandonada pelo poder público e ter ido “arriar o barro, cagar”.

O delegado também usa o despacho, que foi assinado no domingo (5) durante seu expediente na Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal, para justificar a soltura do homem. O prédio em que o morador defecou foi um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI), que estava fechado. “O conduzido é morador de rua, e não achou lugar melhor para dar de corpo, cagar, como se diz no idioma espontâneo do povo. Trata-se de um brasileiro em típico estado de necessidade. Ele não tem casa nem privada onde “arriar o barro”, como se diz lá em nós”.

O delegado aproveitou o ensejo para alfinetar o prefeito do município e outras autoridades municipais nos seguintes termos: “Trata a presente ocorrência de uma cagalança geral: do prefeito ao secretário, passando pelo diretor do órgão, pelo vigilante de faz-de-conta, pelos membros da Guarda Municipal que conduziram um homem inocente até esta Delegacia”.

Palma para o delegado que se utilizou do bom humor para criticar o descaso das autoridades que deveriam cuidar da coisa pública e não o fizeram por puro descaso, preferindo condenar um inocente cagão!

8 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

LEMBRANÇAS E SAUDADES

Há poucos dias o nosso querido colaborador Peninha nos brindou com uma postagem intitulada Relíquias Sertanejas, na sua coluna A Música do Mundo, que continha uma coleção de músicas deste gênero.

E eu fiz um comentário nesta postagem.

É este comentário que está transcrito abaixo:

Voltei a mergulhar em ternas lembranças de muitos e muitos anos atrás, quando estava prestando o serviço militar e ficava de madrugada ouvindo no meu radinho de pilha programas de músicas sertanejas.

Meu coração bateu forte com as saudades que estas músicas me provocaram. Sobretudo as faixas Disco Voador e Linda Cigana.

Pois bem, dia desses me veio à lembrança uma daquelas músicas que eu ouvia de madrugada no meu radinho de pilha, quando estava de serviço no quartel, e que ficaram na minha memória.

Memória de um nordestino bem jovem que conheceu a autêntica música sertaneja de raiz quando prestava o serviço militar em Goiânia.

A música que me veio à lembrança é intitulada João Boiadeiro, composta e interpretada pela dupla sertaneja Moreno e Moreninho.

A letra fala de um fato histórico da nossa medicina, o primeiro transplante de coração feito no Brasil.

Operação realizada pelo consagrada cirurgia Dr. Eurycledes de Jesus Zerbini num boiadeiro do Mato Grosso, cuja história de vida é resumida na música.

Uma composição tocante e comovente.

Dr. Eurycledes de Jesus Zerbini (1912-1993), o primeiro cirurgião da América Latina e o quinto do mundo a realizar um transplante de coração

Um detalhe curioso: na letra, ao invés da palavra “transplante”, foi usada a palavra “transplantação” para fechar o verso e a rima.

É uma das minhas prediletas neste gênero.

Ainda ontem, conversando com Peninha por telefone, eu toquei neste assunto.

Abusando da paciência dos meus estimados leitores, aqui vai o vídeo com a música.

Espero que gostem.

8 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

ARENGAS INTERNAS ENTRE FACÇÕES DA MESMA QUADRILHA

Como já falamos aqui e é do conhecimento de todos, de Deus e do mundo, o prisioneiro Lula, lá do fundo do cárcere, deu ordens pra ser retirada a candidatura da petista Marília Arraes a governadora de Pernambuco e impôs que o partido fizesse campanha para a reeleição do atual governador Paulo Câmara, de outro partido que não o PT.

Tristinha e chorosa, a coitadinha foi obrigada a se candidatar a deputada federal. E não a governadora.

Eu fiquei com tanta pena que meus olhos se encheram de lágimas…. Xiuf, xiuf, xiuf, snif, snif, snif…

A cegueira e a parcialidade que são marcas fundamentais e características de todo e qualquer lulo-petista, botou a culpa do pau que Marília levou no furico no senador Humberto Costa.

Costa, mais conhecido por Pato Rouco, foi apenas o pau-mandado que trouxe o recado e transmitiu a ordem de Lula para detonar a candidatura da vermêinha.

Isto foi tema de uma postagem aqui no JBF no último domingo (clique aqui para ler)

Um tabacudo pernambucano, que exerce o mandato de deputado federal, um cabra chamado Silvio Costa, fez umas declarações magníficas respondendo pergunta de uma repórter.

Ele botou a culpa da eliminação da candidatura de Marília Arraes na “banda podre” do PT, uma expressão totalmente equivocada, já que o PT não tem uma banda podre. O PT é inteiramente podre. Todas as suas bandas são podres.

Silvio Costa esculhamba com Humberto Pato-Rouco Costa e até com  Gleisi Amante Hoffmann.

A briga interna entre facções zisquerdóides é uma coisa que faz subir o astral de qualquer cidadão decente. Qualquer cidadão que não tem corruptos prediletos.

Escutem o vídeo com a caganeira oral de Silvio Costa e tenham uma excelente quarta-feira.

Divirtam-se!

7 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

UMA DUPLA DE TABACUDOS BANÂNICOS

No dia 24 de janeiro deste ano de 2018, o ministro Marco Aurélio Babaca de Mello, um idiota togado, declarou que “uma eventual prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva incendiaria o Brasil.

No dia de hoje, 7 de agosto de 2018, se completam 4 meses que o maior salafrário de toda a história de República Federativa de Banânia está atrás das grades.

Restam ainda 141 meses de pena.

Fora as penas que estão por vir com o outros processos de ladroagem que ainda tramitam na justiça.

Não se viu incêndio algum nesta terra espantosa.

Os únicos incêndios de que tive notícia aconteceram nos corações das pessoas de bem, que pegaram fogo de tanto civismo e alegria quando Lapa de Corrupto foi trancafiado.

Só mesmo numa bosta de país feito este nosso é que dois porras que nem estes, Lula e Marco Aurélio, chegariam às posições que chegaram.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Tabacudo de Mello, reverente, submisso e com o olhar cheio de pena, observa Lapa de Corrupto medir o tamanho da pajaraca que levou por conta de sentenças dadas pelos verdadeiros, honestos e autênticos juízes brasileiros

6 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

PRA COMEÇAR A SEMANA DE BOM HUMOR

6 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

VIOLAÇÃO DE DIREITOS AUTORAIS

O grande chargista brasileiro Nani cometeu um erro primeiro numa charge que publicou ontem.

É esta que está a seguir:

Não foi o tabacudo do Meirelles que inventou esta história de que “tirou da miséria” aqueles que continuam miseráveis e pobres do mesmo jeito que antes.

Isto é violação de direitos autorais.

O inventor desta anedota é outra figura banânica.

Perguntem pro fubânico luleiro Ceguinho Teimoso que ele explicará pra vocês.

6 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

UMA CANDIDATURA PRA ARROMBAR A TABACA DE XOLINHA!

A escrotíssima página internética Bar de Ferreirinha, parceira do JBF que consta na lista dos nossos Comparsas, aí do lado direito, publicou ontem, domingo, uma matéria que abalou o mundo pulítico da República Federativa de Banânia.

Trata-se de uma página cuja leitura diária recomendo a todos os amigos fubânicos.

Nestes dias de convenções e lançamentos de candidaturas – candidaturas que vão desde presos cumprindo pena por corrupção até ladrões corruptos que ainda estão soltos, passando por terroristas urbanos como Boulos e assombrações horrendas como Marina -, o Bar de Ferreirinha publicou uma fuderosa reportagem que é aberta com esta chamada: 

A condição de “empresário” que me foi atribuída é por conta da minha gestão à frente do Complexo Midiático Besta Fubana, a maior empresa jornalística da grande imprensa bostífera deste país.

Este lançamento, que une dois partidos com a mesma sigla PBF – Partido do Bar de Ferreirinha e Partido da Besta Fubana -, é uma novidade bombástica capaz de arrombar a tabaca de Xolinha e abalar as estruturas pulítico-partidárias banânicas.

A seguir, a transcrição ao pé da letra da postagem feita ontem na página mais importante do Rio Grande Norte, que é lida em todo Brasil e acessada diariamente no Palácio de Buckingham, no Kremlin, na Casa Branca e no puteiro de Maria Cu-de-Apito em Palmares:

O Partido do Bar de Ferreirinha (PBF) ratifica logo mais às 16h00 o nome do empresário caicoense Bibica Di Barreira como o seu candidato a presidente da República.

O vice será o jornalista, escritor e empresário Luiz Berto, também fundador e presidente do Partido da Besta Fubana (PBF).

A convenção nacional dos dois PBFs será realizada na área de lazer do Complexo Zé Muringa, em Caicó, com a participação de convencionais de vários estados brasileiros.

Os caravaneiros serão recepcionados por centenas de muringuetes, selecionadas em meretrícios de excelente reputação em várias cidades do Seridó.

Cerca de 20 moças mais reputadas foram recrutadas em Natal e Recife para atender especialmente a cópula, quer dizer, a cúpula da direção dos dois partidos.

O Bar de Ferreirinha deu com exclusividade a formação de uma chapa puro-sangue do Nordeste para disputar a presidência: relembre AQUI.

Desde as primeiras horas do dia militantes das duas agremiações estão se reunindo nas imediações do Bar do Macaco, esperando o momento da convenção para homologar Bibica Di Barreira e Luiz Berto, PBF e PBF, como candidatos a presidente e vice do Brasil.

Depois da convenção, haverá confraternização no Complexo Zé Muringa, com serviço de bebidas, petiscos e outras comidas.

O empresário Bibica Di Barreira disse ontem, em entrevista ao Jornal Nacional, que a sua campanha será bancada com recursos próprios, sem um centavo do fundo partidário.

Amanhã cedo, ele embarca pra São Paulo, no seu jatinho, e à noite será sabatinado no Programa Roda Viva, da TV Cultura.

5 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

SIGA O EXEMPLO: VOTE SÓ EM CANDIDATOS HONESTOS

O JBF, imbuído de sentimentos cívicos e patrióticos, convoca os seus leitores a seguir o edificante exemplo contido no vídeo abaixo.

Vote em candidatos honestos.

Político ladrão só é eleito porque alguém votou nele“.

Esta frase indesmentível está contida no brilhante pronunciamento que vocês irão ouvir agora.

Aprenda bem esta lição: não estrague seu voto elegendo político ladrão.

5 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

INDIGNAÇÃO E REVOLTA DENTRO DO CURRAL

A intervenção do presidiário Lula no PT pernambucano – lá do fundo da cela em Curitiba Lula detonou a candidatura de Marília Arraes e ordenou ao bando que apoiasse a reeleição do atual governador Paulo Câmara, do PSB -, provocou uma faniquito da porra entre os descerebrados da militância aqui da terrinha.

Todavia, o curral de antas, ao invés de esculhambar com Lula, o proprietário do partido e responsável pela mudança, cinicamente se revoltou contra o portador da notícia, um petralha de alto escalão, detentor de mandato e conhecido pelo codinome de Pato Rouco, embora oficialmente seu nome conste na lista do senado como sendo Humberto Costa.

Francamente, eu chega se mijei-me todinho de tanto se rir-se-me: vermêios esculhambando com outro vermêio e chamando-o de “golpista”.

Isto mesmo: golpista!!!!!

Idiotas petêlhos chamando outro idiota petêlho de “golpista” é música pros ouvidos de quem usa a razão e raciocina.

E ainda tem um grito de “fela da puta” com que um irracional luleiro brinda Pato Rouco, conforme vocês verão no vídeo a seguir.

Pra completar o surrealismo da cena, os desocupados encheram os ares com um refrão tão irreal quanto surrealista: “Partido é dos trabalhadores“.

Vejam e divirtam-se:

Mas a comédia vermêio-istrelada não parou por aí.

Pato Rouco, acossado e acuado, teve que explicar que não foi ele que vetou a candidatura de Marília, e sim o chefe da quadrilha.

Tirou o cu da reta num constrangimento incomum para um petralha.

E externou o que o mundo inteiro já sabia: dentro do “democrático” PT, uma propriedade particular, não se toma qualquer iniciativa que não seja por ordem do dono.

Escutem o que ele falou:

Num tá arretado!!!

Fizeram a maior zona dentro de um bando que já é intrinsecamente uma zona.

Vamos botar o jegue fubânico Polodoro pra rinchar.

Rinchar em homenagem aos tabacudos da militância petêlha.

Rincha, Polodoro!!!

5 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

DEDO NA FERIDA E PAJARACA NO FURICO

O jornalista Ricardo Kotscho com o ex-presidente Lula, condenado e cumprindo pena por corrupção

O jornalista Ricardo Kotscho conhece Lula e o PT como ninguém.

Ele foi secretário de imprensa no governo do atualmente presidiário e milita no partido desde sua fundação.

Kotscho publicou em sua página na internet um artigo muito interessante e revelador.

Um texto que tem uma meia dúzia de bobagens, mas cujo título já diz tudo e que está na medida certa pra ser comentado pelo fubânico luleiro Ceguinho Teimoso.

Vale a pena ler.

Está transcrito logo em seguida.

* * *

LULA APEQUENA O PT, ARROSTA A JUSTIÇA E HUMILHA OS VELHOS ALIADOS

O que está acontecendo com o ex-presidente Lula, o maior líder político do país após Getúlio Vargas?

Em poucas horas, no final da tarde de sexta-feira, ele conseguiu fazer strike contra ele mesmo e o partido que criou 30 anos atrás.

De uma só tacada, Lula apequenou o PT, a sua direção, os militantes reunidos na convenção nacional em São Paulo, humilhou possíveis aliados e advogados de defesa, e arrostou novamente a Justiça, onde tem perdido todas as paradas.

Preso há quatro meses numa cela solitária em Curitiba, Lula parece ter perdido contato com a realidade, lamento muito ter que dizer.

Apenas uma semana depois daquele belíssimo festival de música e democracia em defesa do Lula Livre!, no Rio, que reanimou a militância petista, já estavam todos comemorando a indicação de Manuela D´Ávila, do PCdoB, como vice de Lula, que seria anunciada na tarde deste sábado.

A notícia dada primeiro pela agência Reuters agitou as redes sociais e eu mesmo até me animei a bolar um slogan para a chapa Lula-Manu: “A esperança voltou”.

Durou pouco a alegria, como costuma acontecer. Voltou a tristeza.

Ao ser informado sobre o andamento da convenção, que estava fechando a chapa presidencial, Lula chamou às pressas a Curitiba a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, e mandou dizer que não havia nada definido.

Decidiu sozinho que o partido não acataria o prazo da Justiça Eleitoral para a inscrição das chapas até segunda-feira, dia 6, o que pode até impedir a participação do PT nestas eleições.

No momento em que o PT parecia sair do isolamento para transformar a convenção nacional numa grande festa, voltou tudo à estaca zero.

Lula queria mais prazo para tentar ainda uma aliança com Ciro Gomes porque acredita que só haverá espaço para um candidato do campo da esquerda nesta eleição.

Mais ou menos na mesma hora, Ciro tinha divulgado uma carta aos brasileiros na rede social em que acenava para um possível diálogo com o PT, se Lula puder ser candidato.

Ao sair do presídio, falando em nome de Lula, Gleisi deu o primeiro sinal:

“Não tem nada fechado, é uma possibilidade (Manuela como vice). Nós temos o PDT como aliado. Acho que Ciro Gomes seria um bom vice para o presidente Lula”.

Pelo que conheço de Ciro, isso deve ter deixado o ex-ministro de Lula ainda mais irado com a direção do PT.

Como assim, vice de Lula, se a candidatura de Ciro já tinha sido oficialmente lançada pelo PDT esta semana?

E, ainda por cima, apresentada, assim de passagem, por Gleisi Hoffmann, a repórteres incrédulos que aguardavam a saída dela do prédio da Polícia Federal.

De mais a mais, a única pessoa que poderia conversar com Ciro sobre a formação desta chapa seria o próprio Lula.

Mas por que só agora, que está se esgotando o prazo legal para a formação de chapas?

Por que os dois não conversaram antes, se tantos líderes políticos já tinham estado na cela de Lula em Curitiba discutindo a formação de uma frente de esquerda?

Ciro não quis ir lá ou Lula não aceitou receber o antigo aliado? Quem vai saber…

A esta altura, quem ainda pode acreditar numa chapa Lula-Ciro disputando a eleição no dia 7 de outubro?

A única consequência prática de toda esta lambança, até o momento em que escrevo, foi humilhar o eterno aliado PCdoB e sua a presidenciável Manuela D´Ávila, que toparia retirar sua candidatura para ser vice de Lula.

Querem agora que ela espere no banco de reservas até o dia 15, quando Lula e o PT finalmente vão decidir o que pretendem fazer da vida?

Só falta agora Ciro conseguir trazer Manuela para ser vice dele, o que já se estava especulando na manhã deste sábado, em que o PCdoB também está fazendo a sua convenção.

No fim, vai acabar sobrando para o PT fazer uma chapa puro sangue, sem Lula, o que colocará em risco a própria sobrevivência do partido.

Para completar, nesse meio tempo, sem quase ninguém perceber, o diretório nacional do PT derrubou por 57 votos a 29 o recurso de Marília Arraes para manter sua candidatura a governadora de Pernambuco, que foi rifada pelo partido no acordo tabajara com o PSB, só para isolar Ciro Gomes.

Com isso, conseguiram apenas rachar o PT de Pernambuco, que homologou a candidatura de Marília, e o PSB de Minas, que deveria retirar a candidatura de Márcio Lacerda para apoiar o petista Fernando Pimentel, mas vai recorrer à Justiça

A semana chega ao fim com a convenção do PT esvaziada de sentido, sem a presença do candidato a presidente, que continua preso, e sem vice definido.

Para mim, que acompanho a longa história de Lula e do PT desde o início, é simplesmente inacreditável e inexplicável o que aconteceu nos últimos dias e horas.

Se não consigo entender, como poderia explicar?

Me lembrei de um artigo do português José Saramago, Nobel de Literatura, publicado no jornal espanhol El País, em que ele escreveu:

“Até aqui eu cheguei. De agora em diante, Cuba seguirá seu caminho, eu fico por aqui”.

Saramago considerou imperdoáveis as execuções de três dissidentes cubanos acusados de terrorismo e rompeu com Fidel, por achar que “discordar é um direito escrito com tinta invisível em toda declaração de direitos humanos”.

“Tem coisa que pode e tem coisa que não pode”, simplesmente, já filosofava o sábio Frederico Branco nos anos 60 do século passado, na velha redação do Estadão.

Desse jeito, Lula e o PT estão deixando sem argumentos até os mais fiéis militantes que ainda os defendiam após o golpe parlamentar que derrubou Dilma e levou o ex-presidente à prisão.

Em vez de voltar ao poder, correm agora o risco de assistir a uma disputa entre direita e extrema-direita no segundo turno.

Não era este o final que eu imaginava no começo desta história.

Vida que segue.

4 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

SÓ MESMO EM BANÂNIA ! ! ! ! !

Vejam só esta manchete impressionante e surrealista que está logo aí embaixo.

Uma manchete que é ilustrada com as fotos de dois dos maiores pulhas da política desta República Federativa de Banânia:

Trata-se de notícia publicada na revista de maior circulação nesta república banânica, um dos maiores órgãos da grande imprensa.

Um partido lançando um presidiário, condenado e cumprindo pena por corrupção, para a presidência da república ! ! ! ! ! !

Atenção: não é gozação, montagem ou ironia.

É notícia séria!!! (ou seria notícia risível?…).

O colaborador fubânico Sponholz, um gênio da charge neste país, registrou com exclusividade para o JBF as primeiras promessas de campanha do candidato-presidiário petralha:

É pra arrombar a tabaca de Xoilinha!!!

Que porra de país é este???!!!

3 agosto 2018 A PALAVRA DO EDITOR

FIQUEI COM OS OLHOS CHEIOS DE LÁGRIMAS

Ontem, quinta-feira, esta gazeta escrota publicou uma matéria onde dava conta do desmantelo acontecido com a campanha petista para o governo do estado aqui em Pernambuco.

Do fundo do cárcere, Lula, o proprietário do partido, detonou a candidatura de Marília Arraes ordenando que o bando apoiasse a reeleição do governador Paulo Câmara do PSB.

O Lula que deu esta ordem, é o mesmo Lula que Marília defende, venera, exalta e glorifica no vídeo que está aí embaixo. Vídeo gravado antes do disparo do míssil vindo de Curitiba.

Um vídeo no qual ela diz que a retirada de sua candidatura é mentira e que não passa de “ataque especulativo”.

Achei arretada esta expressão “ataque especulativo”!

Num é linda???

Parece coisa de zisquerdista…

Francamente, depois que Lula enfiou a pajaraca na coitadinha, explodindo sua candidatura e acabando com seus sonhos de governar o estado que já foi governador por seu avô, Miguel Arraes, eu fiquei morrendo de pena.

Confesso a vocês que meu olhos se encheram de lágrimas.

Xiuf, xiuf, xiuf, snif, snif, snif….

Sempre que acontece alguma cachorrada no interior do bando vermêio-istrelado eu me comovo ao extremo.


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa