19 Janeiro 2018 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

AMIGOS PARA SEMPRE

Meus amigos, após ver as imagens de Sergio Cabral sendo escoltado pela PF e transferido da Cadeia Pública José Frederico Marques Benfica, do Rio para Curitiba, passou um filme na minha cabeça como que reprisando alguns dos belos e inesquecíveis momentos por ele vividos e compartilhados com seus mais diletos amigos, nos seus badalados tempos de governador do hoje falido estado do Rio de Janeiro.

Fiquei a pensar que, a essas alturas, certamente os “cumpanhero” Lula e Dilma devem andar com seus corações “estraçaiados”- como diria o carismático lutador de boxe-, “Todo Duro”, que é, se não me engano, natural aí da bela Recife.

Não deve ser nada fácil para esses dois estadistas da Pindorama assistirem de pé a derrocada de um de seus mais fraternos comparsas.

Seguindo o velho ditado popular que “uma imagem vale por mil palavras”, separei apenas alguns dos tantos momentos de grande congraçamento compartilhados por Cabral, Dilma e Lula, nos áureos tempos em que eles “deitavam e rolavam” na próspera República do Rio de Janeiro, sempre ao som da música “Amigos Para Sempre”.

São imagens que realmente emocionam:

E para encerrar, revejam neste vídeo a arrogância de Sergio Cabral e Lula xingando um garoto:

16 Janeiro 2018 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

PARA REFLETIR

Meus amigos, eu estava planejando escrever algo sobre as causas dessa brutal desindustrialização por que tem passado esse nosso saqueado país, principalmente, nesses últimos tempos.

Sabemos que são diversos os fatores que contribuem para o desmantelamento do parque industrial de um país. No nosso caso, salvo melhor juízo, a massacrante carga tributária, insegurança jurídica, excesso de burocracia trabalhista, baixo investimento intelectual e mais uma parafernália de leis, códigos, normas e outros milhares de penduricalhos do gênero, penso que são os maiores vilões.

Enquanto nossas fábricas fecham, os produtos chineses vão tomando conta da nossa economia numa velocidade assustadora.

Como afirmei acima, pretendia abordar esse tema com maior profundidade, porém, ao receber o artigo “A CHINA VAI QUEBRAR A ECONOMIA MUNDIAL”, escrito por Luciano Pires – diretor de marketing da Dana e profissional de comunicação-, desisti da referida empreitada por achá-lo muitíssimo interessante.

Transcrevo abaixo, na íntegra, o referido texto que recebi:

A China vai quebrar a economia mundial

Há duzentos anos Napoleão Bonaparte fez uma profecia ao dizer: “Deixem a China dormir, porque quando ela acordar o mundo vai estremecer!”

A China do futuro

O futuro é hoje… A verdade é que agora tudo o que compramos é Made in China… Eis aí um aviso para o futuro!

Agora é só aproveitar… E APROVEITAR…

E depois como será para os nossos filhos? Que futuro terão?

Alguns conhecidos voltaram da China impressionados. Um determinado produto que o Brasil fabrica um milhão de unidades, uma só fábrica chinesa produz quarenta milhões…

A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reação é impressionante.

Os chineses colocam qualquer produto no mercado em questão de semanas… Com preços que são uma fração dos praticados aqui.

Uma das fábricas está de mudança para o interior, pois os salários da região onde está, estão altos demais: 100 dólares.

Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo, que acrescidos de impostos e benefícios representam quase 600 dólares. Quando comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero em benefícios, estamos perante uma ESCRAVIDÃO AMARELA, e alimentando-a.

Horas extraordinárias? Na China??? Esqueça.

O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego que trabalha horas extras sabendo que não vão receber nada por isso. Atrás dessa “postura” está a grande armadilha chinesa.

Não se trata de uma estratégia comercial, mas sim de uma estratégia “de poder” para ganhar o mercado ocidental.

Os chineses estão tirando proveito das atitudes dos “marqueteiros” ocidentais que preferem terceirizar a produção ficando apenas com o que ela “agrega de valor”: A marca.

Dificilmente você adquire nas grandes redes comerciais dos Estados Unidos um produto “made USA”. É tudo made China com rótulo estadunidense. As empresas ganham rios de dinheiro comprando dos chineses por centavos e vendendo por centenas de dólares. Apenas lhes interessa o lucro imediato e a qualquer preço. Mesmo ao custo do fechamento das suas fábricas e do brutal desemprego. É o que se pode chamar de “estratégia preçonhenta”(preço com peçonhento).

Enquanto os ocidentais terceirizam as práticas e ganham no curto prazo, a China assimila essas táticas e tecnologias, cria unidades produtivas de alta performance para dominar no longo prazo. Enquanto as grandes potências mercadológicas ficam com as marcas, os “designs” e grifes, os chineses estão ficando com a produção… assistindo, estimulando e contribuindo para o desmantelamento dos já poucos parques industriais ocidentais. Em breve, por exemplo, já não haverá mais fábricas de tênis ou calçados pelo mundo ocidental – só haverá na China.

Então, num futuro próximo veremos os produtos chineses aumentando seus preços, gerando um “choque na manufatura”, como aconteceu com o choque petrolífero nos anos 70.

-Aí será tarde demais!

Então o mundo perceberá que reerguer as suas fábricas terá um custo proibitivo e irá render-se ao poderio chinês. Perceberá que alimentou um enorme dragão e acabou refém do mesmo. Dragão esse que aumentará gradativamente seus preços, já que será ele quem ditará as novas leis de mercado, pois quem tem o monopólio da produção, manda. Sendo ela e apenas ela quem possuirá as fábricas, inventários e empregos, ela é quem vai regular os mercados e não os “preçonhentos”. Iremos nós, nossos filhos e netos assistir a uma inversão das regras do jogo atual que terão nas economias ocidentais o impacto de uma bomba atômica… chinesa.

Nessa altura em que o mundo ocidental acordar, será muito tarde. Nesse dia os executivos “preçonhentos” olharão tristemente para os esqueletos das suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados jogando boliche no clube da esquina, e chorarão sobre as sucatas dos seus parques fabris desmontados. E, então, lembrarão com muitas saudades do tempo em que ganharam dinheiro comprando “balatinho dos esclavos” chineses, vendendo caro suas “marcas-grifes” aos seus conterrâneos. E então, entristecidos, abrirão suas “marmitas” e almoçarão as suas marcas que já deixaram de ser moda e, por isso, deixaram de ser poderosos, pois foram todas copiadas…

Reflitam e comecem comprar já os produtos de fabricação nacional, fomentando o emprego em seu país, pela sobrevivência do seu amigo, do seu vizinho e até da sua própria… E de seus dependentes.

10 Janeiro 2018 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

MATANDO O ‘VÉIO’ DE FOME

Se o ‘véio’ vai pra consulta
Já receita o doutorzinho
Remédio forte à vontade
Pasto verde e mingauzinho
Aí que mora o perigo
Desse jeito meu amigo
Vão é matar o ‘véinho!’

E quando o ‘véio’ levanta
Com a carcaça moída
O doutor dá o veredito
Que é coluna vencida
E a receita vem atrás
Primeira coisa que faz?
Corta do ‘véio’ a comida!

E se o ‘véio’ faz exames
Pra revisar o coração
Logo sai o resultado
E junto a condenação
Por transitado e julgado
O coração tá inchado
Porque o véio é beberrão!

Um dia me deu tontura
De quase cair no chão
O doutor mui preocupado
Mandou fazer revisão
Logo veio o resultado
Que a pressão tinha aumentado
Por causa do salsichão!

Mandaram-me ficar longe
Do churrasco e arroz tropeiro
Proibiram-me de comer
Boia com sal e tempero
E pra não perder a corrida
A cerveja foi proibida
Pra aumentar meu desespero!

Mas hoje dei meia-volta
Como quem troca de nome
Digo com todas as letras
Sujeito, verbo e pronome
Nessa vida se aproveita
O que se bebe e se come
Por isso tenho pensado
Melhor morrer embuchado
Que viver passando fome!

22 dezembro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

VIDA E PAZ

Num ermo lugar entrei
Pela trilha fui seguindo
Quando fumaça subindo
Duma cabana avistei.

De manso me aproximei…
Até chegar à choupana
Que grande figura humana
Na tosca choça encontrei.

Falou-me assim que cheguei:
-Seja bem-vindo rapaz!
Moro aqui junto com a paz
O resto te explicarei….

Disse ele, já fui rei…
Tive empresa e empregado,
Prestígio, carro importado…
Mas a paz não encontrei.

Só em boa escola estudei
Em duas fui diplomado
Fiz até pós-doutorado,
Mas a paz não encontrei.

Em todo esse mundo andei
Nos centros mais importantes
Conheci terras distantes,
Mas a paz não encontrei.

Muito rico me tornei
Fui dono até de avião…
Morava só em mansão,
Mas a paz não encontrei.

Muitos anos frequentei
Só a alta sociedade
Granjeei prosperidade,
Mas a paz não encontrei.

Amigo, explicar, não sei…
Mas achei nessa cabana
No fundão dessa savana
A paz que nunca encontrei.

15 dezembro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

FILHO DE SATANÁS

Tua hora tá chegando
Lesa-Pátria cachaceiro
Atente bem para a data
Vinte e quatro de janeiro
Teu destino tá selado
Comandante mensaleiro!
Chega de tanta mentira
E roubar o povo brasileiro
Já basta de impunidade
Seu criminoso traiçoeiro!

Pisoteia nossas leis…
Não respeita o Judiciário
Vives só semeando ódio
Seu sacrossanto falsário!
Loteaste nossas riquezas
Vagabundo milionário!!!
Tu tens que pagar por isso
Seu traidor ordinário!
Não desce tua podridão
Nem num vaso sanitário!

Lá no Reino da Papuda
Irás encontrar a paz
Um tosco olho-de-boi
De ‘cumpanhero’ terás
Prepare tuas mãos sujas
E as coloque para trás
Vem aí um par de algemas
E um camburão logo atrás
Apodreça na cadeia!
Seu Filho de Satanás!!!

3 dezembro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

FALECIMENTO

Profundamente consternado, comunico, a quem interessar possa, o falecimento da Constituição da República Federativa do Brasil, mais conhecida como “Constituição da Ilha da Fantasia”.

A jovem senhora de 29 anos que vinha sendo sistematicamente maltratada, espancada e violada por essa corja de políticos safados que ora se servem da Nação, não resistiu e morreu em consequência de falência múltipla de seus artigos.

O golpe fatal foi desferido nas dependências do STF, em 30 de novembro de 2017, quando os integrantes daquela Corte referendaram a ressurreição da escravatura no Brasil, dando como legal o criminoso programa “Mais Médicos” implantado pela República de Ladrões que, capitaneada pelo PT, saqueou o país por mais de treze anos consecutivos.

O sepultamento deu-se no mesmo dia do óbito e foi assistido pelos seguintes capa-pretas:

– Alexandre de Moraes;
– Edson Fachin;
– Luiz Fux;
– Gilmar Mendes;
– Celso de Mello;e
– Cármen Lúcia.

A jovem Constituição Federal de 1988, a “Constituição Cidadã,” falecida em 30 de novembro de 2017

Para o único tribunal que não abriga nenhum juiz de carreira, estrangeiros podem, sim, permanecerem aqui em situação análoga à escravidão, como é o caso dos cubanos de jaleco branco que estão no Brasil angariando fundos para o Partido Comunista de Cuba, cuja arrecadação já chegou à casa dos R$ 6 bilhões.

Para a referida Corte, pessoas privadas dos direitos mais elementares como liberdade de expressão, relacionamento amoroso, trânsito livre, fazer-se acompanhar da família, portar diploma e receber salário integral diretamente e não somente migalha como ora ocorre, não fere os direitos individuais da pessoa humana.

Enlutado, anojado, ultrajado e desesperançado, despeço-me com uma oração que escrevi, há tempos atrás, em homenagem a esse participativo povo brasileiro:

MORTALHA

Sombrio é o destino
de povo indolente,
pois será, tão somente,
uma tropa de gado
que perderá o couro!
Porque povo covarde,
mais cedo ou mais tarde
ganhará o matadouro.

Quem vende consciência,
jamais terá glória.
Sepulta sua história
e seus restos mortais
em cova esquecida!
Vai ser só lembrado
como um fracassado
que passou pela vida.

Com passividade
não muda-se nada!
Tem a alma arrancada,
aquele que aceita
o inaceitável!!!
Será tosco fulano,
na mão do tirano
mais um miserável.

Povo servil
é massa falida!
covarde…vencida!
sem brio pra lutar
uma só batalha!!
Sem futuro, sem dente…
a cavar sorridente
sua própria mortalha!

24 novembro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

O GOVERNO QUE MAIS INVESTIU

Meus amigos, sejamos justos: nenhum governo antes na história deste país investiu mais que a governança petista nos seus quase 14 anos de mandato.

Não tenho a pretensão de enumerar aqui todos os empreendimentos realizados pelos governos Lula e Dilma, nas mais diversas áreas.

Como são muitos, inspirado no filme “Ali Babá e os Quarenta Ladrões”, destaquei “apenas” 40:

1 – Barragem de Muamba Major, para água e irrigação, Moçambique: 500 milhões de dólares;

2 – Aeroporto de Nacala, Moçambique: 144 milhões de dólares;

3 – Terminal de Carvão – Cais 8, no Porto de Beira, Moçambique: US$ 220 milhões ;

4 – Corredores de ônibus de Maputo, Moçambique: 180 milhões de dólares;

5 – Fábrica de remédios contra a AIDS, Moçambique. Inclusive compra de prédio, viaturas e contratação de mão de obra: 21 milhões de dólares;

6 – Doação de Lula à Bolívia de instalações petrolíferas da Petrobras: 1,5 bilhão de dólares;

7 – Projeto Hacia del Norte – Rurrenabaque – El Chorro, Bolívia (também conhecida como “Estrada da Cocaína”): 199 milhões de dólares;

8 – Hidrelétrica de Tumarin, Nicarágua: 343 milhões de dólares;

9 – Estação de tratamento de água da capital peruana – Projeto Bayovar : 270 milhões de dólares;

10 – Via expressa de Luanda- Kifangondo, Angola- (2º país mais corrupto do mundo): 1 bilhão de dólares;

11 – Hidrelétrica de Cambambe, Angola: 464 milhões de dólares;

12 – Fomentação de pequenas e médias empresas em Angola: 552 milhões de dólares;

13 – Barragem hidrelétrica de Laúca, Angola: 200 milhões de dólares;

14 – Saneamento básico em Angola: 1 bilhão de dólares;

15- Infraestrutura viária, habitação, exploração e produção de energia em Angola: 1 bilhão de dólares;

16- Segunda ponte de 3.156 metros sobre o rio Orinoco (Venezuela) com quatro faixas para veículos e uma para linha férrea. A obra considerada uma maravilha da engenharia atual foi construída com tecnologia e financiamento brasileiros: 1,22 bilhão de dólares;

Ponte de 3.156 metros sobre o rio Orinoco, presente de US$ 1,22 bilhão de Lula ao camarada Hugo Chávez

Clique aqui e leia este artigo completo »

21 novembro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

O ÚLTIMO BEIJO

Quando estou longe de ti
Meu mundo fica sem cor
Meu céu fica sem estrela
E meu jardim fica sem flor.

Deixa-me entrar no teu mundo,
Fazer parte da tua história…
Dividirmos os fracassos
E repartirmos as glórias.

Deixa-me andar a teu lado
Nos mais tortuosos caminhos,
Por entre os jardins da vida
Colhendo flor e espinhos.

Deixa-me entrar nos teus sonhos
Como figura encantada…
Velar com graça teu sono
No frescor da madrugada.

E quando soprarem ventos
De incerteza e desencanto…
Deixa-me enxugar teu rosto
Na hora triste do pranto.

E quando a luz desta vida
Der o último lampejo
Quero na cruz dos teus braços
Dar-te o meu último beijo!

28 outubro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

A RESSURREIÇÃO DA ESCRAVATURA

Salvo melhor juízo, não há nada mais precioso para nós durante essa nossa breve passagem terrena do que ter saúde e liberdade. Ao perdermos uma dessas colunas que sustentam nossas vidas, nosso mundo desaba como um castelo de areia duramente atingido por tsunami.

Pois o assunto ora em voga é exatamente um desses pilares que sustentam nossa razão de viver: a liberdade.

Trata-se da Portaria 1.129 do Ministério do Trabalho que alterou as regras para classificação e combate ao trabalho escravo, que, aliás, por uma ação impetrada pelo partido Rede e Sustentabilidade, foi julgada pela ministra Rosa Weber que a suspendeu até o julgamento definitivo a ser apreciado pelo plenário do STF.

As reações contra essa “malvadeza” foram gerais e irrestritas por parte da “grande mídia”, de organizações internacionais e é claro, da turminha dos direitos humanos, sempre muito atenta a essa questões.

A Rede Globo, ensandecida, nesses últimos dias não fala em outra coisa senão nela; órgãos internacionais podres como a ONU, OEA e OIT (Organização Internacional do Trabalho) condenaram as mudanças; os abutres da CNBB que nos últimos 14 anos permaneceram com suas cabeças enfiadas na areia e não viram nada da roubalheira que fizeram nesse país, agora, qual Fênix, ressurgiram das cinzas para darem seus “pitacos” e gritarem freneticamente aos quatro ventos que a referida portaria é “desumana”; nossas laboriosas organizações de direitos humanos, é claro, não poderiam faltar nessa “trágica” hora: o Ministério Público Federal e o Ministério Público do Trabalho recomendaram a revogação do referido documento e afirmaram que a portaria é ilegal, ao condicionar a caracterização do trabalho escravo contemporâneo à restrição de liberdade de locomoção da vítima; o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defenderam a revogação imediata do documento: e juízes e procuradores do Trabalho emitiram nota afirmando que as novas normas promovem “reducionismo semântico” incompatível com a Constituição Federal e cria uma série de dificuldades administrativas para a prevenção, fiscalização e punição “dessa chaga social que envergonha o País”.

Pois olha, num país sério e governado por leis, esse assunto morreria exatamente no Art. 5º da Constituição Federal de 1988, que contempla vastamente esse assunto. É só seguir o que lá está escrito e fim de papo! Não há que se inventar mais nada.

Mas tudo bem… Todo mundo tem o direito de opinar e criticar medidas governamentais de toda a ordem. Mais que um direito, é um dever. Isso é cidadania. Isso é da democracia. Logo, valendo-me dela – a democracia -, reservo-me o direito de fazer a seguinte pergunta a essa turma que colocou a “boca no trombone” contra a tal portaria que não tem nada demais:

– Onde estavam vocês quando a República de Ladrões capitaneada pelo PT fez desse país uma extensão da ditadura cubana, revogou a Lei Áurea e, covardemente, trouxe para cá mais de 11 mil escravos estrangeiros sob o negro manto do programa “Mais médicos”, sinistro e criminoso convênio cruelmente celebrado por pura parceria ideológica?

Não vi nem ouvi de vocês nenhuma manifestação contundente desse crime contra a humanidade, que, aliás, continua sendo, vergonhosamente, praticado dentro dos nossos limites territoriais. Nunca vi nem ouvi nenhum de vocês exigir o fim desse ato vergonhoso e criminoso contra a humanidade. O governo petista, por alinhamento ideológico, simplesmente ressuscitou a escravatura no Brasil, permitindo que pessoas de outras nacionalidade sejam aqui, economicamente, exploradas em prol de uma sanguinária ditadura comunista que já abocanhou quase R$ 6 bilhões do suado dinheirinho dos brasileiros que pagam os mais altos impostos do planeta, se considerarmos o pífio retorno em serviços prestados.

Diante do acima exposto, lhes pergunto de novo:

– Vocês estão dormindo “em berço esplêndido ao som do mar e à luz do céu profundo”, ou são hipócritas mesmo?

A verdade é que desde aquele fatídico dia 24 de agosto de 2013, quando aqui chegou a primeira leva de cubanos escravizados, a Constituição Federal foi rasgada e o país deixou de ser uma democracia.

Sem falar que no Brasil reina outro tipo de escravidão. Ela é sutil e ardilosa, mas não menos nefasta. Refiro-me a programas assistencialistas que fazem do cidadão “premiado” uma espécie de “cativo social”, um prisioneiro da miséria que jamais progredirá, um alienado ideológico que passará a “votar com o estômago”, como sabiamente sentenciou o homem ‘maiszonesto’ do planeta Terra e maior estadista brasileiro.

Encerro com esse vídeo e a incrível fala de um brasileiro humilde que nos deixa uma fantástica lição de vida:

14 outubro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

DOIS PESOS E 19 MEDIDAS

Amigos fubânicos,

A conversa hoje é bem curtinha, contudo não menos relevante. Eu diria até incomodativa, pois corro sério risco de ser excomungado, imaginem só, por um argentino!

Não estou aqui para “puxar brasa” para a sardinha de ninguém. Mas convenhamos, vejam se esse fato é ou não é uma discrepância oceânica, um típico caso em que se usa “dois pesos e 19 medidas”, como certa vez profetizou a Mulher Mandioca inconformada com a condenação da “cumpanherada” no caso do Mensalão petista.

Li na imprensa que o Papa Francisco – o mais comunista da história – se negou a receber Michel Temer que pretendia viajar à Roma e participar da solenidade de canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu, no Vaticano.

Não morro de amor por Michel Temer por várias razões, mas acontece que dentro das regras do Estado democrático de direito em vigor é ele o presidente do Brasil.

Portanto, salvo melhor juízo, para mim a atitude desse Papa, mais que um disparate, foi um tapa na cara da população brasileira, em sua maioria católica.

Aí eu fico cismado: será que o Papa Francisco encampou a ideia da carcomida esquerdalha brasileira de que esse seria um governo golpista? Que o nosso país não é uma democracia? É o mais provável, já que ele tinha declinado de um convite de vir ao Brasil dando como desculpa a “crise nacional”.

Ué, mas não seria exatamente o contrário? Um Papa não deveria, como reza a própria oração de São Francisco, “Levar luz onde houver trevas? amor onde houver ódio? fé onde houver dúvida? união onde houver discórdia?”

Não é o Papa um instrumento de Deus para levar paz onde houver guerra?

E mais, na minha santíssima ignorância de sempre, pergunto :

– Quem foi à Cuba, em 2015, visitar o genocida Fidel e, no mesmo ano, também recebeu o sanguinário ditador Raúl Castro nas ricas e santificadas dependências do Vaticano, por acaso, tem lastro moral para recusar a visita de algum mortal em seu suntuoso palácio?

Papa Francisco, em 2015, recebendo no Vaticano a visita do sanguinário assassino Raúl Castro

É por essa e outras incoerências que a Igreja Católica vem batendo record de perda de fiéis no Brasil. São quase 500 por dia.

É, pelo andar da carruagem, parece que nem o Papa autointitulado Francisco leu a Oração da Paz, também denominada de “Oração de São Francisco”, mas que na verdade é anônima. Ela foi escrita no século XX , tendo aparecido inicialmente em 1912 num boletim espiritual em Paris, França.

Mesmo escrita há tanto tempo parece que o atual pontífice da Igreja Católica, dela ainda não tomou conhecimento.

Papa Francisco na ilha-prisão de Cuba, em 2015, sendo recebido pelo genocida Fidel Castro

10 outubro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

PROPOSTA DE CANDIDATO

Se Deus quiser esse ano
Eu vou me candidatar
Prometer mundos e fundos
Para trouxa em mim votar
Se acaso for eleito
De vida vou melhorar
Pois o povo tá dormindo
E do jeito que vai indo
Vai custar muito acordar.

Vou me vestir de santinho
Como faz a maioria
Distribuir muitos abraços
E derramar simpatia
Fingir que gosto de pobre
Andar na periferia…
Nas vilinhas lá do fundo
Vou mentir pra todo mundo
Que odeio a burguesia.

Dos políticos safados
Eu vou engrossar a lista
Quero ser igual a eles
Demagogo e populista
Passo a perna nos tapados
Vestido de progressista
Enrolo bem o povão
Garanto minha eleição
Só com papo moralista.

Farei milhões de promessas
Pra enganar a população
Emprego pra todo mundo
Saúde e educação
Transporte grátis a todos
Segurança de montão
Em cada esquina uma praça
Comida e casa de graça
Boa vida e diversão.

Mas depois que for eleito
Que vá se lixar essa gente
Porque só vai ter boquinha
Para quem for meu parente
E na próxima eleição
Nada vai ser diferente
Faço campanha de novo
Encho de mentira o povo
Pra me eleger novamente.

19 setembro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

O MONSTRINHO ASIÁTICO

Não, não foram os vulcões, as pragas, as pestes, os tsunamis, os furacões, os terremotos e outros fenômenos naturais que causaram as maiores tragédias da História da Humanidade. As grandes atrocidades foram cometidas por monstros bem conhecidos: seres humanos!

Infelizmente, volta e meia, esses fantasmas ressurgem das tumbas para nos lembrar que a tal de paz duradoura é só mais uma grande utopia.

Pois a “bola da vez” agora é um monstrinho asiático – o ditador comunista da Coreia do Norte-, Kim Jong-un, que, insanamente, insiste em querer se divertir com brinquedinhos nucleares que podem desestabilizar a já combalida paz mundial e destruir seu país.

Kim Jong-un, o monstrinho comunista ditador da Coreia do Norte

É bem verdade que a estrutura econômica da Coreia do Norte é frágil e insignificante. Seu PIB é de apenas 30 bilhões de dólares que corresponde a pouco mais de 2% do PIB da Coreia do Sul. Um verdadeiro desastre! Aliás, essa é a maior especialidade das ditaduras comunistas: destruir a economia dos países onde se instalam.

Não cabe aqui comparar o potencial bélico da Coreia do Norte com a fabulosa máquina de guerra norte-americana. Porém, assim como não se deve superestimar o poderio militar norte-coreano – que é numeroso, porém obsoleto-, também não podemos subestimar as ameaças do gordinho com cara de ursinho inofensivo. Kim Jong-un é um desequilibrado, um louco que tentará se perpetuar no poder de qualquer maneira.

Não custa lembrar que não é qualquer país que tem capacidade de lançar, com sucesso, um míssil balístico intercontinental que viaje mais de 2.500 km antes de cair. Em menos de um mês a Coreia do Norte lançou dois deles que desfilaram perigosamente sobre o Japão. Isso não é pouco. E isso, internacionalmente, é reconhecido como um ato de guerra gravíssimo.

Pela 2ª vez míssil norte-coreano sobrevoa espaço aéreo japonês

Para realizar um feito como esse, um país depende de tecnologia muito cara e avançada. E, cá entre nós, embora o ditador comunista deva estar blefando em muitas coisas que fala, o sucesso de seu país com os lançamento de mísseis balísticos é inegável.

Se os mísseis têm ou não capacidade de carregar ogivas nucleares, não se sabe ao certo. Porém, o que se sabe é que com conversa mole ninguém vai deter Kim Jong-un nessa sua louca escalada molecular.

A Coreia do Norte vem realizando sucessivos testes nucleares

Eis aí um “belo” pepino para o topetudo Donaldão resolver. Como a ONU virou uma instituição inócua e incapaz de mediar conflitos entre nações, não sei como os yankees resolverão essa parada que não é nada fácil. Com diálogo parece que não se resolverá.

A grande questão é que há uma série de complicadores que deixam os EUA de mãos atadas. Não fosse isso, era só entregar a questão para o Pentágono e tudo se resolveria num piscar de olhos.

Míssil que cruzou o Japão voou 2.700 km a uma altura de 550 km

Um desses complicadores é a posição geográfica estratégica da Coreia do Norte. Pois além de fazer fronteira com a China e a Rússia, a península norte-coreana é “colada” à Coreia do Sul. Uma ação militar, ainda que cirúrgica, seria devastadora e, provavelmente, colocaria China e Rússia no mesmo Teatro de Operações, mas em posições antagônicas aos EUA. Resumindo: seria o estopim para mais uma grande guerra.

Kim Jong-un – esse menino levado – sabe muito bem que é uma espécie de cãozinho de estimação guardado por dois enormes Pit Bulls: China e Rússia. Daí a sua valentia exacerbada. Na verdade, nesse imbróglio, há uma troca de favores: os Pit Bulls protegem o cãozinho, mas usam o vira-lata para fazerem frente à influência norte-americana na referida região.

A China, grande plataforma que garante 75% de estabilidade a Pyongyang seria a única que poderia, sem intervenção militar, causar um colapso econômico na Coreia do Norte. Bastaria cortar totalmente o fornecimento de alimentos e energia. Porém, Pequim sabe, perfeitamente, que seria um tremendo tiro no pé, pois o território chinês se encharcaria de refugiados norte-coreanos que migrariam, principalmente, para a região nordeste daquele país que já tem problemas econômicos de sobra.

A China cumprindo em parte o bloqueio econômico imposto à Coreia do Norte, até que tem reduzido a parceria econômica que mantém com Pyongyang, só que a Rússia, simplesmente, aumentou cerca de dez vezes o intercâmbio comercial com o regime de Kim Jong-un, dando fôlego ao mimado gordinho de Putin.

Como esse assunto será resolvido, francamente, não sei. O certo é que se nada for feito, o baixinho atômico – como bem definiu Nêumanne – prosseguirá em sua louca escalada nuclear que poderá atingir níveis incontroláveis num tempo não tão distante.

Como teria dito Júlio César às margens do Rubicão, antes de marchar sobre Roma:

– A sorte está lançada!.

Quem viver, verá.

8 setembro 2017 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

BURACOS NEGROS

Meus amigos, até o mais pacato cidadão dessa saqueada Terra de Santa Cruz sabe de cor e salteado que as chaves de ouro que abrem as porta da corrupção no Brasil são as estatais. Foi graças a elas que a República de Ladrões instalada e capitaneada pelo PT conseguiu saquear o país, ininterruptamente, por quase 14 anos com tanta facilidade. Porém, confesso que embora tinha pleno conhecimento do ‘modus operandi’ desses redutos infestados de bandidos especializados em roubar dinheiro público, não imaginava que havia tanta estatal sob a tutela da governança central. Fui a campo pesquisar e descobri que são 154 os buracos negros estatizados.

Estatais sãos gigantescos ninhos de sanguessugas que se movem de acordo com os interesses espúrios do governo de plantão. São refúgios seguros para políticos corruptos atocaiarem suas quadrilhas e saquearem os cofres públicos. É praticamente impossível mensurar o volume de pilhagens que ocorrem nessas verdadeiras fortificações criminosas oficiais.

Para se ter uma ideia do tamanho desses cabides de emprego de apadrinhados políticos, o quadro de servidores ativos das estatais do governo federal, em 2016, era 534.216 e a dívida acumulada estava na casa dos R$ 437 bilhões.

É nas estatais que acontecem os sinistros casamentos entre políticos corruptos e as grandes empreiteiras. Lá, esses enlaces são permanentes e comemorados em alto estilo com fartos banquetes regados a propinas, superfaturamentos, fraudes nas licitações, desvios de recursos, palestras fajutas, compras de títulos de doutor honoris causa e outras tantas especiarias do gênero.

Para a Saúde, Educação e Segurança não há recursos, mas nas estatais além de não faltar dinheiro é muito fácil roubá-lo.

A menina dos olhos da corrupção é a estatal. É por isso que deputados e senadores disputam feito cães raivosos cada um dos milhares de cargos dessas empresas.

Com o advento da Lava Jato a gente começa a entender, por exemplo, por que a Petrobras que detém o monopólio da produção e do refino do petróleo, juntamente com a Eletrobras e Banco do Brasil, em 2016, acumularam um prejuízo de R$ 3,36 bilhões. Isso sem falar no BNDES, a grande caixa preta da República de Ladrões.

Também, foi graças à Lava Jato que a gente começa a compreender por que o Brasil que tem um PIB superior ao da Rússia, do Canadá e da Austrália, vive permanentemente enfiado em tenebrosos atoleiros e sistematicamente mergulhado em crises econômicas intermináveis.

Em 2016, Petrobras, Banco do Brasil e Eletrobras acumularam dívidas de r$3,36 bilhões de reais

Abaixo, listo 148 das 154 estatais do governo federal:

1. 5283 Participações Ltda. – Ministério de Minas e Energia;
2. Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A – Ministério da Defesa;
3. Brasilian American Merchant Bank – Ministério da Fazenda;
4. Banco do Brasil Agência Viena/Áustria – Ministério da Fazenda;
5. BB Administradora de Cartões de Crédito S.A – Ministério da Fazenda;

Clique aqui e leia este artigo completo »

A ÚLTIMA ESTAÇÃO

No inverno da existência
Começa tudo mudar
Entramos num mundo lento
O sol se põe sonolento
E o tempo custa passar.

Nesse pedaço da vida
Vão surgindo mutações
Começamos perceber
Que teremos que viver
Com sérias limitações.

Nossos passos, antes leves,
Agora pesam demais…
Chega o aborrecimento
E as crises de esquecimento
Vão se tornando normais.

Num rancho quase vazio
A solidão dói na gente…
Os filhos todos criados
Pelo mundo esparramados
Visitam-nos raramente.

Já quase no fim da estrada
Por fim reconheceremos
Que já é tarde demais…
O tempo não deixa mais
Fazer o que não fizemos.

Não voltará primavera,
Nem outono, nem verão…
Porque na lei da vivência
O inverno da existência
É nossa última estação.

CORRUPTOS E TRAIDORES

Meus caros amigos fubânicos, um belo dia me perguntei se existe figura mais desprezível e repugnante que a do político corrupto. Concluí que sim: o traidor.

Infelizmente, essa personalidade grotesca e sombria sempre fez parte da Literatura e da História Universal.

Desde os primórdios dos tempos esse sinistro personagem, não raro, assombrou a confiança alheia e desfilou com desenvoltura pelas tortuosas veredas do cotidiano da humanidade. Quem conhece um pouco das obras do dramaturgo e poeta inglês, William Shakespeare, sabe muito bem disso.

Pois bem, imagine agora uma simbiose de corrupto e traidor embalada em uma só criatura. Pronto: está criada a sinistra figura do esquerdopata padrão PT (PARTIDO DE TRAIDORES) e seus correlatos.

É a pior das pragas! Onde se instala destrói tudo. Não fica pedra sobre pedra.

Lembram-se do então santo candidato Lula chamando todo mundo de ladrão?

Na edição de 8 de maio de 1993, a Folha de S. Paulo publicou o que Lula dissera ao grupo de jornalistas que o acompanhava em mais uma excursão caça-votos. “Todo mundo sabe que o ministro da Fazenda, Eliseu Rezende, é um canalha que tem compromissos com empreiteiras”. Depois de acusar o presidente de omisso, emitiu seu parecer: “O Itamar é um filho da puta”. Ainda em setembro de 1993, o homem que se compara a Jesus Cristo afirmou “que há uma maioria de 300 picaretas que defende apenas seus próprios interesses”. Até aí, ia tudo tão bem…

Só que tão logo fora eleito, o que fez o homem “maisonesto” do mundo? Comprou todos os picaretas do globo terrestre, instalou uma República de Ladrões e terceirizou o Poder, passando o país para as mãos das empreiteiras. O que não roubaram, distribuíram para quase todas as ditaduras comunistas do planeta. Vide Cuba, por exemplo.

O resto do que aconteceu todo mundo sabe. Não cabe aqui reprisá-lo, pois os leitores do JBF, muito bem informados que são, sabem muito bem o tamanho da devassa que promoveram neste país. Só Deus sabe quando sairemos desse imenso abismo.

Muito bem. Abrindo um pouco mais o leque e saindo da área doméstica, assistimos o ditador sanguinário, Nicolás Maduro, impiedosamente massacrando o povo venezuelano e instalando uma sanguinária ditadura comunista a ferro e fogo no vizinho país. Com as Forças Armadas compradas, o caminho para Maduro está livre. Ele só não chegará a cabo na sua vil empreitada, se houver uma intervenção militar externa, caso contrário a fatura estará liquidada, pois tanto lá como cá o povo foi criminosamente desarmado. Seguem à risca o decálogo de Lênin.

Enquanto Maduro comete todo o tipo de atrocidades, ainda temos que assistir na Câmara Federal e Senado, as ruidosas pocilgas de esquerdopatas grunhindo ferozmente em apoio ao ditador assassino, Nicolás Maduro. É demais!

E a coisa não para por aí. Veja o que publicou o site defesa net:

“O Partido dos Trabalhadores (PT), organizações sindicais de extrema esquerda e movimentos sociais como o MST e MTST, entre outros, estão financiando militantes para seguirem até a Venezuela. A intenção é apoiar e dar suporte, inclusive no reforço das milícias, ao governo de Maduro contra as manifestações pela deposição do presidente. As informações são dos serviços de inteligência do Brasil. (Nota – Defesa Net sempre adotou a terminologia de que estes movimentos são Irregulares, definição de “Guerra Irregular – não convencional” do Prof von der Heydte)

Essas caravanas estão seguindo de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Estados do Nordeste onde estão os principais redutos petistas. A organização do movimento em solidariedade e apoio à revolução bolivariana na Venezuela tem entre seus articuladores o próprio ex-presidente do Brasil e presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula, que tem mantido contatos diários com o presidente Maduro.

O pronunciamento da presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann em favor do governo bolivariano na Venezuela e denominando de golpe da direita reacionária as manifestações de rua, que já levaram a mais de 120 mortes nos últimos meses. O pronunciamento foi um chamado geral para que a militância seguisse para a Venezuela.

‘Apoio e solidariedade ao governo do PSUV [Partido Socialista Unido da Venezuela], seus aliados e ao presidente Maduro frente à violenta ofensiva da direita’, disse a senadora do Brasil na abertura do 23º encontro do Foro de São Paulo. O encontro foi usado para uma ampla articulação para apoiar o governo Maduro e preparar uma ofensiva, inclusive em diversos países, pela revolução socialista. A Bolívia foi o primeiro país a se movimentar neste sentido.”

Sobre essa matéria publicada no site DEFESA NET, tirem suas próprias conclusões.

E para encerrar, revejam a traidora, Dilma Rousseff, então presidente, chegando a Cuba com um multibilionário pacote de ajuda à maior democracia do mundo. Chega a ser comovente… Prestem atenção no semblante emocionado dela, quanta alegria e orgulho ao anunciar, entre outros, os seguintes recursos aos irmãos Castro:

– US$400 milhões para compra de alimentos;

– US$200 milhões para compra de máquinas agrícolas;

– US$640 milhões para melhorias no porto de Mariel.

QUANDO AS LUZES SE APAGAREM

Quando as luzes se apagarem,
Meu amor deixe-me ir…
Contenha teu sofrimento,
Não chores nesse momento
Porque é hora de partir.

Quando as luzes se apagarem
E eu não puder mais te ver…
Entendas, ó minha amada,
Que acabou minha jornada
Não há mais nada a fazer.

Quando as luzes se apagarem
É hora da minha partida,
Mas seguirei confortado
Pois fui feliz a teu lado
Em cada instante da vida.

Quando as luzes se apagarem
Para o grande anoitecer…
Saibas tu, minha querida,
Que mesmo na outra vida
Nunca mais vou te esquecer!

Quando as luzes se apagarem
E chegar o teu momento…
Lá estarei te esperando,
Teu caminho iluminando
Com as luzes do firmamento.

PREMONIÇÃO

Esse mundo sempre teve
Medonhas contradições.
Mil conflitos deflagrados
Em guerras e convulsões
Que varreram do planeta
Muitas civilizações.
Todas elas dizimadas,
Cruelmente massacradas
Pelas mais tolas paixões.

Dizem que o Império Romano
Ruiu por incompetência,
Que depois do grande Augusto
Foi entrando em decadência.
Com Calígula e Nero
Iniciou-se a truculência,
Vieram Cômodo e Domiciano
Fechar esse quadro insano
E levar Roma à falência.

Cito apenas esse caso
Colossal de insanidade.
Ambição, intolerância,
Barbárie, bestialidade…
Perseguições descabidas
Em nome de divindades,
Completa o quadro profano
Que retrata o cotidiano
Da História da Humanidade.

Penso que esse mundo louco
Segue o rumo da extinção,
Que será guilhotinado
Pelo fio da evolução.
Mesmo com tantos inventos
Arrisco uma previsão:
Tenho medo de asteroides,
Mas acho que os humanoides
Se autodestruirão…

PROPOSTA DE CANDIDATO

Se Deus quiser este ano
Eu vou me candidatar
Prometer mundos e fundos
Para trouxa em mim votar
Se acaso for eleito
De vida vou melhorar
Pois o povo tá dormindo
E do jeito que tá indo
Vai custar muito acordar.

Vou me vestir de santinho
Como faz a maioria
Distribuir muitos abraços
Recheados de simpatia
Fingir que gosto de pobre
Andar na periferia…
Nas vilinhas lá do fundo
Vou mentir pra todo mundo
Que odeio a burguesia.

Dos políticos safados
Eu vou engrossar a lista
Quero ser igual a eles
Demagogo e populista
Passo a perna nos tapados
Vestido de progressista
Enrolo bem o povão
Garanto minha eleição
Só com papo moralista.

Farei milhões de promessas
Pra enganar a população
Emprego pra todo mundo
Saúde e educação
Transporte grátis a todos
Segurança de montão
Em cada esquina uma praça
Comida e roupa de graça
Boa vida e diversão.

Mas depois que for eleito
Que vá se lixar essa gente
Porque só vai ter boquinha
Quem for amigo e parente
E na próxima eleição
Nada vai ser diferente
Volto a concorrer de novo
Passo a lábia nesse povo
E saio eleito novamente.

COISAS DA VIDA

Depois de alguns dias de férias, propositadamente longe do mundo virtual e, completamente desligado dos últimos acontecimentos desse planeta azul, volto de mansinho com essa modesta poesia, até me inteirar por completo dos fatos que viraram notícia, principalmente, as matérias que desfilaram aqui pela passarela do nosso querido JBF.

Aos trancos e solavancos
Essa vida ainda é bela
Alegrias e tristezas
Sempre farão parte dela
Por entre flor e espinho
Cada qual segue o caminho
Sempre aprendendo com ela.

As derrotas e vitórias
Virão junto com o vento
Teremos altos e baixos
Alegria e sofrimento…
Na longa estrada da vida
Cada batalha perdida
É um paiol de ensinamento.

Quem vive só se queixando
Nunca vai sair do chão
Pois a vida é um desafio
Desde a concepção
Quem vive se lamentando
Os outros sempre culpando
Vai morrer de inanição…

Nessa vida não se vem
Pra desfilar em passarela
Pois aqui a gente chega
Chorando de medo dela
Sem cabelo e assustado
Completamente pelado
Louco de frio e banguela.

Por essa estrada da vida
Mil lutas enfrentaremos
Pois vitórias e derrotas
Todos nós conheceremos
Diante de tanta incerteza
Nossa única certeza
É que ao pó voltaremos…

DESERDADOS

Nós chegamos neste mundo
Com o destino traçado
Cada pedaço da vida
Vem pronto pra ser montado
Quem nasce em berço de ouro
Ou num rancho esburacado
Seguirá pra mesma toca
Sem levar nenhum trocado.

O vivente chega aqui
Pior do que gato ensacado
Completamente banguela
Chorando fragilizado
Careca, sem fala e cego
Louco de frio e pelado
Sem nome nem documento
Para ser apresentado.

No dia em que nascemos
Nossa morte é decretada
Pois a passagem de ida
Já vem junto anexada
Moribundo ou milionário
Anda aqui só de cruzada
Quem não tem nada tem tudo
Quem tem tudo não tem nada.

Não adianta bancar o tal
Só por ser endinheirado
Andar que nem elefante
De narigão empinado
Se achando dono do mundo
Rei do café e do gado
Que o tempo senhor de tudo
Vai destruir teu reinado.

Teu corpo vai se dobrar
E ficar todo entrevado
Teu mundo desabará
Como trem descarrilado
Teu coração vai parar
Num último aviso dado
Vais acabar num cortejo
Dentro dum caixão deitado.

Teus bens serão reduzidos
A só dois metros quadrados
Teu orgulho, com teus ossos
Serão juntos sepultados
Talvez não mais te visitem
Nem no dia de finados
Teus trastes e tua riqueza
Um a um serão leiloados
Que todos nós por aqui
Somos pobres deserdados.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa