MERA IMBECILIZAÇÃO

Comentário sobre a postagem O CONSCIENTE COLETIVO NO JULGAMENTO DE LULA

Maurício Assuero:

“Grande Goiano, com sua eterna peneira de tapar o sol!. Dizer que “mais de um terço” acha que Lula está sendo condenado sem provas é, absolutamente, incorreto. Três terços é mais de um terço e significa o todo, então, segundo esta ótica, a totalidade das pessoas concorda que Lula está sendo condenando sem provas.

Vi um comentário de Nêumanne sobre 39% que não votariam nele e 54% que gostariam de vê-lo preso. Na verdade, podemos assumir que 54% não votariam nele porque quem gostaria de vê-lo preso, não tem, acredite, o menor interesse em mudar de opinião.

A defesa de Lula passou o processo inteiro criticando Moro ao invés de defender o cliente das acusações. Vários advogados abandonaram a defesa ao longo do processo. Ficou apenas Cristiano Martins e por que? Porque é casado com a filha do compadre de Lula. Não se trata de uma estratégia de defesa, mas de uma defesa familiar. A defesa alega que a escritura está em nome da OAS e que foi objeto de penhora de dívida. Não é necessário lembrar aos nobres defensores de Lula que ocultação de patrimônio é assim mesmo. O bem fica em nome de A, mas pertence, de fato, a B. Está mais do que claro que Lula não tinha interesse em que este bem fosse colocado no seu nome porque ele não tinha como justificar. Deveria ter saído dinheiro da sua conta para adquirir o bem e ele deveria estar no IR.

Ficou mais do que claro, por todos os depoimentos prestados, desde Leo Pinheiro ao funcionário do condomínio, que Lula era proprietário. A defesa de Lula vai usar uma frase de Moro na condenação alegando que ele “disse não ter afirmado que o dinheiro era da petrobrás”, e lógico que quem disse isso foi o Ministério Público. Da mesma forma quando Lula disse, durante o depoimento, que Moro estava o acusando ele esclareceu “não estou lhe acusando. Quem lhe acusou foi o MP. Estou eu lhe julgando”.

Fica claro que os argumentos da defesa, incluindo Lula, passam pela desqualificação dos acusadores ou julgadores. Não há julgamento político. Há crime de corrupção, lavagem de dinheiro, etc, mas isso não interessa. O que interessa é ter plateia para lançar veneno sobre os juízes como foi feito no Teatro OI no Rio, esta semana.

Alguém já disse que se o PT fosse se coligar com Deus, ofereceria o lugar de vice. Fala-se de estado de direito, de democracia, agora ela só existe se Lula não for condenado?

Li aqui, recentemente, um bom resumo na coluna de José Ramos, Enxugandogelo, sobre o currículo dos juízes. Pessoas que chegaram aonde estão por mérito. Pessoas com pós graduação stricto sensu, com teses e dissertações submetidas a bancas de qualidade acadêmica inigualável. Então, acho que se Durkheim fosse vivo ele entenderia que a não polarização só existe num ambiente totalitário onde um ditador diz o que deve ser feito e o resto cumpre por medo de ser morto. A maior democracia do mundo tem dois partidos: Republicano e Democratas; o Brasil tem PT e PSDB porque o MDB se junta com quem tem chance de ganhar; por aí a fora, o que se vê é falar-se de “extrema direita” e “centro”, embora nunca se demarque a linha divisória.

No fundo, a polarização atual do Brasil deve ser atribuída ao PT que no primeiro governo Lula traçou um plano de permanência no poder de 20 anos e para isso usou o mensalão para dar sustentabilidade a sua proposta. Para chegar ao poder, o PT se aliou as elites, que ele hoje critica, via Zé Dirceu; para chegar ao poder, Lula foi pedir apoio a Paulo Maluf; para chegar ao poder Lula disse em Belém num comício ao lado de Jader Barbalho, um dos maiores corruptos de todos os tempos no Brasil, que aquele momento “era uma aula de sociologia política”; para chegar ao poder, Lula pisaria no pescoço da mãe como disse Leonel Brizola.

Pra sair do poder, só matando muita gente como propõe Gleisi e como propaga o condenado Zé Dirceu. No fundo, a gente sabe o que esse pessoal defende: o próprio rabo.

Até mesmo Gleisi que fez do dela instrumento de prazer!

É impressionante o país parar por causa de um julgamento. A cidade parar, não pela importância do fato apenas, mas por receio de ser agredida. Prédios públicos suspenderem suas atividades por receio de depredação. Quem transformou este julgamento nisso que está aí, foi o próprio Lula.

Vocês acham que a escolha de Gleisi como presidente do PT foi por competência dela? Não foi. Todos sabem que quem dá as cartas é Lula. Sempre foi assim. Gleisi só reproduz o que Lula diz. Isso é polarização?

Não. Mera imbecialização.

* * *

“O instrumento de prazer está às ordens, amado Chefe”

CAMISETA PARA O CARNAVAL

Comentário sobre a postagem NANI – CHARGE ONLINE

Carlos Francisco de Farias:

“Massa!

Uma boa ideia para se estampar numa camiseta nesse carnaval.

Iria bombar!”

* * *

VICIADO FUBÂNICO DEIXA O EDITOR ANCHO QUE SÓ A PORRA

Comentário sobre a postagem AVISO IMPORTANTE PARA OS LEITORES FUBÂNICOS

Marcos Pontes/DF:

“Berto, estes dez anos de inutilidades, se tornaram em uma infinidade de verdades e escrotagens.

Valeu a pena os meus últimos seis anos lendo e participando desta gazeta escrota.

Não consigo imaginar os meus dias de aposentado, sem ler a Besta Fubana todos os dias, duas vezes (ou mais).

Obrigado.

Se esta gazeta não existisse, alguém (e só você) a teria criada.

Parabéns e vida longa.

O ano de 2018 só está começando…

* * *

PEDRADA NO CHIFRUDO

Comentário sobre a postagem GLEISI ESCANCAROU O JOGO DUPLO

Macau:

“Segundo o site Diário do Poder de Cláudio Humberto, o PT quer um cadáver no dia 24 de janeiro em Porto Alegre.

Eu acho que a Amante, presidentA do partido, vai mandar Paulo Bernardo, o Cornão, para o sacrifício.

Assim ela mata dois preás com uma pedrada só.”

* * *

O EDITOR VIROU CHEFE DE COZINHA!

Comentário sobre a postagem LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Sergio:

“Eu acho os colunistas demais de bons.

Acho ainda que a mistura de crítica dura e humor com o sotaque marcadamente nordestino nos faz pensar e faz rir.

Receita única.

Parabéns ao chefe de cozinha que junta os ingredientes.”

* * *

O Editor juntando os ingredientes (Montagem de João Berto)

COMENTÁRIO FEITO ONTEM NUMA POSTAGEM PUBLICADA HÁ 10 ANOS

Comentário sobre a postagem GERALDO AMÂNCIO E FIRMO BATISTA

Maria das Graças dos Santos:

“Sou prima de Firmo Batista, nasci na Fazenda Santa Catarina, filha de Moisés Feliciano também de Santa catarina, conheci Firmo numa festa da bandeira, na casa de Livino.

Firmo, um homem muito elegante e vendedor de jóias.

Moro no interior de São Paulo, Meu pai, tio de Firmo, somos da família Feliciano.

Meu pai, tocador de Pífano, minha mãe, Regina Cândida dos Santos.

Um grande abraço a todos.

Foi prazeroso e pitoresco ler todos esses relatos.”

CRIOU CORAGEM E ESCREVEU!

Comentário sobre a postagem LIBERDADE DE EXPRESSÃO

João Bosco:

“Boa tarde a todos.

O que o Sr. Mauricio Assuero disse em seu texto é tudo aquilo que sempre tive vontade de dizer e nunca disse por não ter tamanha competência.

Parabéns sr. Assuero.

Parabéns editor do JBF.

Parabéns a toda a equipe que faz este jornal.

Até a próxima. (Quando criar coragem para escrever novamente).”

* * *

“Num sei mesmo porque este povo gosta tanto deste jornal safado…”

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Comentário sobre a postagem NÚMEROS FUBÂNICOS

Maurício Assuero:

“Tenho me perguntado, muitas vezes, os motivos pelos quais, antes do dia amanhecer, você entra no JBF e vai logo vendo 80, 90, 110 leitores conectados neste momento!

Mas, o que faz o JBF ser diferente?

Liberdade!

Liberdade de expressão.

Eu leio muito e conheço alguns blogs e em todos eles há uma triagem dos comentários selecionados. No JBF, você diz o que quer, como quer e danem-se as disposições em contrário.

O JBF tem uma atualização quase instantânea.

Por exemplo, às 9h do dia 01/Jan, acessei o JBF e já tinha 10 posts novos. A capa da revista Época (falando de 5 personalidades que irão mexer com 2018) era a mesma da semana anterior ao Natal.

Compare as estruturas. Aqui a gente lê, Marcos André, vez por outra falar do esforço financeiro que nosso Editodos faz para manter o JBF e depois venha uma resposta do tipo “carece não, gente“… sem patrocínio e com extrema dedicação.

Algum tempo enviei para um jornal um comentário sobre o mercado de saúde suplementar e recebi um e-mail do editor informando que meu texto estava longo para o espaço. Dois dias depois vi o jornal publicar como editorial. Adequaram o texto ao formato mais jornalístico do que científico e suprimiram dados que eu havia citado. No JBF isso não aconteceria.

Então, ao que parece minhas respostas são tão múltiplas quanto minhas dúvidas.

Além da liberdade de expressão, já citada, o JBF tem um elenco de colunistas de dar inveja ao qualquer jornaleco do porte de O Globo, The New York Times, Le Monde

Qual jornal consegue reunir, Jessier Quirino, Mairton, Aristeu Bezerra, Peninha (O arqueólogo musical), Cícero Tavares, Boldrini, Nêumanne (com três enes), e tantos outros?

O sucesso do JBF, para mim, vem de uma constatação: é ponto de encontro do bom senso!

Sucesso.

* * *

IMAGINE O FURICO DO POVO!

Comentário sobre a postagem DUKE – O TEMPO (MG)

Dalinha Catunda:

Temer anda adoentado
Mas pena dele eu não sinto
O mal que lhe acometeu
Danificou o seu pinto
Com isso não me comovo
Tenho dó do cu do povo
Que do pau virou recinto.

* * *

UM FUBÂNICO SADO-MASOQUISTA

Comentário sobre a postagem MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

Nino Yoshida:

“Votei, na enquete, pelo sim.

Gostaria de ver o facinora Luladrão outra vez prizidente da Banânia, para foder de vez com tudo.

Assim, quem sabe, o povão acorda e mata toda a cambada de felas das putas.”

* * *

Resultado da última enquete fubânica:

O EDITOR E SEUS REAJUSTES EXTORSIVOS

Comentário sobre a postagem ESTÁ À VENDA O PIOR DA LITERATURA BRASILEIRA ! ! !

Edison Xavier de Brito:

“Caro Berto,

houve um acréscimo de 25% nos seus livros, até a semana passada cada um custava R$ 40,00 e agora passou para R$ 50,00.

Eu ia comprar agora para presentear o meu neto Vinícius Vecch que é seu admirador, mas com esse aumento eu vou adiar e esperar a sua Bleque Fraidei.

Grande abraço e um Feliz Ano Novo!”

* * *

Esclarecimentos do Editor:

Caro leitor Edison Xavier, estes livros não são “meus”. Pelo menos fisicamente. São da Editora Bagaço, que imprime e comercializa toda a minha obra.

Quando tive a ideia de vender via JBF, a editora me forneceu os volumes com um desconto especial a que todo autor tem direito. Quando estipulei o preço de 40 reais por volume, um pouco acima do que me cobrou a editora, o que gastei com a postagem dos correios me deu um prejuízo na hora de prestar contas à Bagaço.

Mas mantive o preço pra todos que já haviam pago e aguentei o prejuízo sem chiar. Na verdade, aguentei com muita alegria por conta da grande procura. Uma procura que me surpreendeu.

Não era só a tarifa de registro e encomenda especial, como também até a própria embalagem me custou alguma coisa na agência onde despachei os volumes para todo o Brasil.

Saiba que os livros são bem volumosos e pesados:

Memorial do Mundo Novo – 293 páginas

O Romance da Besta Fubana – 395 páginas

A Guerrilha de Palmares – 387 páginas

Por isso, neste novo anúncio agora de 2018, fiz o reajuste no preço.

Não pra ter lucro ou por ganância.

Foi apenas um reajuste pra não ficar no prejuízo. Ou, melhor dizendo, pra não vender pros meus leitores um livro abaixo do preço que paguei pra editora e da despesa que terei com a postagem nos correios.

É só isso. Apenas isso.

Quando acontecer a Bleque Fraidei que você fala, eu temo que, ao invés de baixar o preço, a editora venha falar em inflação e, em consequência, terei que fazer um novo reajuste. Rezo pra que a inflação não aumente!!!

Acredite: se eu tivesse condições, mandaria os livros graciosamente pra todo e qualquer leitor que me pedisse.

Mas, não tenho condições de bancar este luxo, o meu cofre tá estourado…

Só o que gasto mensalmente, do meu bolso, sem qualquer patrocínio, pra manter o JBF diariamente no ar, tanto pra pagar a empresa hospedeira Serv Host quanto pra pagar a empresa que cuida do Blog, a Plano 4, é um item pesado no meu orçamento mensal.

Um preço alto, garanto a você. Mas é uma despesa que faço com muito gosto, que não repasso pros colunistas e pros seus milhares de leitores e que, felizmente, tenho condições de arcar com ela.

Mas uma coisa eu garanto de público: me mande o seu endereço postal que remeterei, graciosamente, três volumes autografados pro seu neto. Um de cada romance.

Abraços e um ano novo arretado pra você, pro Vinícius Vecch e pra todos que você ama!

LINCHAMENTO JURÍDICO-MIDIÁTICO E INCITAÇÃO AO ÓDIO CONTRA A MAIOR LIDERANÇA POLÍTICA DO PAÍS

Comentário sobre a postagem TRF4 ESBOÇARÁ A CARA DO BRASIL EM 2018

Claudio de Oliveira Cavalcanti:

As sucessivas arbitrariedades contra Lula ocorrem no âmbito de um ataque judicial e parajudicial em diversas frentes simultâneas, o que configura um movimento orquestrado de perseguição.

Ao longo destes últimos, o ex-presidente, seus familiares, o Instituto Lula e a empresa LILS palestras tornaram-se objeto de:

3 inquéritos abertos por procuradores federais do Paraná, por supostas (e inexistentes) alegações referentes a imóveis que Lula não possui, palestras realizadas conforme a lei;

1 ação penal referente aos mesmos fatos, proposta por promotores do Ministério Público de São Paulo;

1 inquérito aberto por procuradores federais de Brasília, sobre as viagens internacionais do ex-presidente;

1 inquérito do Procurador-Geral da República para apurar fatos relacionados Operação LavaJato;

1 ação penal proposta pelo Procurador-Geral da República referente a suposta (e inexistente) tentativa de obstrução de Justiça;

1 inquérito de procuradores federais de Brasília para investigar suposta (e inexistente) vantagem a um dos filhos de Lula na tramitação de Medidas Provisórias aprovadas pelo Congresso

3 inquéritos policiais abertos pela Polícia Federal em Brasília e no Paraná;

2 ações de fiscalização da Receita Federal que nada encontraram de irregular no Instituto Lula e na empresa LILS Palestras; Quebra do sigilo fiscal e bancário de Lula, do Instituto Lula, da LILS Palestras e de mais 12 pessoas e 38 empresas de pessoas ligadas ao ex-presidente; Quebra do sigilo telefônico e das comunicações por internet de Lula, de sua família, do Instituto Lula e de diretores do Instituto Lula; até mesmo os advogados de Lula foram atingidos por esta medida ilegal;

38 mandados de busca e apreensão nas casas de Lula e de seus filhos, de funcionários e diretores do Instituto Lula, de pessoas ligadas a ele, executados com abuso de autoridade, apreensões ilegais e sequestro do servidor de e-mails do Instituto Lula; Os agentes partidarizados do estado promovem um verdadeiro tiro-ao-alvo judicial, atacando Lula simultaneamente em diversas frentes judiciais, pelas mesmas alegações, o que é inconstitucional, além de ferir princípios universais do direito, adotados pelo Brasil em tratados internacionais.

Por exemplo: o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, incluiu o ex-presidente em um inquérito sobre a Petrobrás no Supremo Tribunal Federal. Quase ao mesmo tempo, solicitou a transferência, para a vara do juiz Sergio Moro, de inquéritos que tratam dos mesmos fatos, o que significa uma dupla investigação do ex-presidente Lula.

PERSEGUIÇÃO, ARBITRARIEDADES E ABUSOS

Nos últimos meses, Lula prestou 5 depoimentos à Polícia Federal e ao Ministério Público e apresentou informações por escrito em 2 inquéritos.

Apesar de ter cumprido todos os mandados e solicitações e de ter prestado esclarecimentos às autoridades até voluntariamente, no dia 4 de março Lula foi submetido, de forma ilegal, injustificada e arbitrária, a uma condução coercitiva para depoimento sem qualquer intimação anterior – um verdadeiro sequestro por parte da Força Tarefa da Lava Jato.

Lula foi alvo de um pedido de prisão preventiva, de forma ainda mais ilegal, injustificável e arbitrária, por parte de promotores de Justiça de São Paulo, que foi negado pela Justiça por sua flagrante ilegalidade.

Agentes do estado vazaram e continuam vazando criminosamente para a imprensa dados bancários e fiscais de Lula, de seus filhos, do Instituto Lula e da LILS Palestras.

O juiz Sergio Moro divulgou ilegalmente conversas telefônicas privadas do ex-presidente Lula, sua mulher, Marisa Letícia, e seus filhos, com diversos interlocutores que nada têm a ver com os fatos investigados, inclusive um diálogo com a presidenta da República, Dilma Rousseff.

Esse vazamento criminoso – expressamente condenado como ilegal pelo ministro Teori Zavaski, do STF – foi manipulado pela mídia de forma a impedir que Lula assumisse o cargo de ministro da Casa Civil, para o qual havia sido indicado poucas horas antes da divulgação ilegal.

NENHUM LÍDER POLÍTICO BRASILEIRO TEVE SUA INTIMIDADE, SUAS CONTAS, SEUS MOVIMENTOS TÃO VASCULHADOS, NUM VERDADEIRO COMPLÔ CONTRA UM CIDADÃO, DESRESPEITANDO SEUS DIREITOS E NEGANDO A PRESUNÇÃO DA INOCÊNCIA.

E apesar de tudo, não há nenhuma ação judicial aceita contra Lula, ou seja: ele não é réu, mas seus acusadores, no aparelho de estado e na mídia, o tratam como previamente condenado.

O resultado desse complô de agentes do estado e meios de comunicação é a maior operação de propaganda opressiva que já se fez contra um homem público no Brasil. É o linchamento jurídico-midiático e a incitação ao ódio contra a maior liderança política do País.

Lula é perseguido porque não podem derrotá-lo nas urnas. E apesar da sistemática campanha de difamação jurídico-midiática, continua sendo avaliado nas pesquisas como o melhor presidente que o Brasil já teve, além de liderar as sondagens para uma futura eleição presidencial.

* * *

A Editoria do JBF aplaude e agradece a participação do leitor com tão bostífero comentário. Alegrou o nosso dia.

Só lamento que ele, sacana como todo militante lulista, não forneceu seu e-mail correto para ser avisado dos comentários que serão feitos sobre o texto.

Vamos botar Polodoro pra rinchar saudando esta linda peça idiotal-lulaica.

Rincha, Polodoro!

ALGUÉM LEMBRA?

Comentário sobre a postagem NÃO MINTAM SOBRE A MINHA GERAÇÃO

Marcos Mairton:

Pare o mundo, que eu quero descer

Canção de Silvio Brito, muitas vezes atribuída a Raul Seixas.

Raulzito, na verdade, usou esse verso na canção Eu Também Vou Reclamar, mas ironizando a canção de Silvio Brito, e demais musicas de protesto, que faziam sucesso na época.

Alguém lembra em qual ano isso aconteceu?

* * *

* * *

23 dezembro 2017 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

É UMA OFENSA AOS PUTEIROS CHAMAR BANÂNIA DE ZONA

Comentário sobre a postagem DONO DE PUTEIRO DEBOCHA DO MINISTRO BOCA-DE-BUCETA

Osmario:

“Quem chama o Brasil de Zona, das duas uma, ou não sabe nada de zona, ou não sabe nada de Brasil.

O puteiro tem um cafetão ou cafetina, que organiza tudo: puta é puta, cliente é cliente, gigolô é gigolô tudo muitíssimo bem organizado.

Já esta merda de país…”

* * *

Sereias Club: um puteiro decente e organizado:

22 dezembro 2017 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

NA BUCHA

Comentário sobre a postagem THE MAMA’S & THE PAPA’S

José Narcelio:

“Bonito resgate musical, Peninha.

Faço-lhe um desafio.

Encontre o vídeo onde Frank Sinatra e Elvis Presley contracenam num programa de televisão cantando uma música do último.”

* * *

José Narcelio desafiou-me.

Desafio aceito e cumprido.

Aí está, José, o vídeo do programa “The Frank Sinatra Show” do mês de maio de 1960 onde, Elvis canta as músicas “Fame And Fortune“, “Stuck On You” e em dueto com Frank “Love Me Tender e Witchcraft“.

Peninha

22 dezembro 2017 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

PRA QUEM DEFENDE LULA, JUSTIFICAR GILMAR É CAFÉ PEQUENO

Comentário sobre a postagem THIAGO LUCAS – CHARGE ONLINE

Goiano:

“A charge traz o contrário da idéia que queria passar: Gilmar Mendes oferece, como presente, um habeas corpus a quem melhor do que ninguém sempre seria merecedor: Jesus Cristo!

Talvez, quem sabe, Gilmar Mendes, a controversa figura, esteja mais certo do que os outros em determinadas questões jurídicas, como a condução coercitiva (custava chamar para depor?) e o habeas corpus, a medida extrema, o instituto que protege a ti e a mim no direito ameaçado por ato abusivo de autoridade.”

* * *

“Pode metê a caneta e sortá bandido a vontade, Gilmá: o cumpanhero Goiano ixprica e justifica os habias coipus tudinho, um pur um”

16 dezembro 2017 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

MORO CONDENOU SEM PROVAS, BASEADO APENAS EM SUSPEITAS E ILAÇÕES, UM HOMEM DE PASSADO LIMPO

Comentário sobre a postagem 24 DE JANEIRO

Goiano:

Não consta que Lula tenha sido acusado, mas sequer suspeito, de ter recebido qualquer dinheiro, depósito, favor, presente ou vantagem no tempo que ocupou a presidência da república como pagamento de propina por favorecimento a quem quer que seja.

Pelo visto ele chefiou a quadrilha, os componentes receberam as propinas imediatamente, mas Lula combinou com as empreiteiras que a parte dele seria paga só quando ele deixasse a presidência; e ele não queria aquela fortuna toda que os componentes da quadrilha recebiam… para ele bastavam uns dois milhões e qualquer coisa e ele já estava satisfeito.

Se Lula, que cobra U$$ 200 mil por palestras, seria o chefe da organização criminosa que movimentou bilhões de reais em propinas, deveria ser certo que ele seria o principal beneficiário, e se as somas dos demais eram astroféricas as dele teriam de ser astronômicas, quero dizer, muito maiores, pois como diz o ditado, chefe é chefe.

Enfim, as coisas não fecham, em termos de corrupção, isto é, de pagamento a Lula por favorecimentos em contratos.

Pensas que Lula é o comandante da quadrilha, o chefe oculto, Paulo Roberto e todos os outros fizeram comandados por ele, que os colocou lá para conseguir dinheiro para ele, mas os caras pegaram a bolada e Lula ficou com a merreca?!

É claro que não.

O que parece certo, mesmo, é que, sempre com Bumlai orientando, esquemas de favorecimento a Lula foram organizados para puxar o saco do possível futuro presidente, seja preparando um apartamento que ele poderia comprar pela troca com o outro que já havia adquirido, seja colocando uma antena de telefonia para garantir-lhe sinal, seja fazendo reformas no sítio que Lula ocuparia e ocupou.

Uma coisa é acreditar que, sim, coisas foram feitas para agradar o Lula, até presenteá-lo, e outra coisa é poder tomar isso como prova incontestável de propina relacionando tudo a favorecimento em contratos com a Petrobras dos quais favorecimento não existe o menor sinal NEM MESMO DELAÇÃO – algo como alguém ter dito, sim, isso ou aquilo foi feito para Lula porque ele mereceu como contrapartida por tal ou qual negócio realizado.

Por isso, nesta rápida pincelada, tenho declarado que não acredito que Lula tenha recebido propina por serviços prestados e, evidentemente, isso afasta a lavagem de dinheiro que estaria relacionada a tal crime.

Acho que foi muita coragem de Moro ignorar tudo isso e declarar que todos os eventos de tais favorecimentos constituíram pagamento em crime de corrupção, pagamento de propina por serviços criminosamente prestados, coragem essa de condenar sem provas cabais, baseado em tais suspeitas ou ilações, um homem de passado limpo – algo como, repito, usar o princípio de que os meios justificam os fins para realizar ato de justiceiro: Moro em seu momento divino de varrer do mundo a corrupção.

O custo dessa sentença pode custar caro à História.”

* * *

Nota da Editoria:

Não houve alteração, adulteração ou edição do comentário acima.

Ele realmente foi postado da maneira que está transcrito. Atesto e dou fé.

A editoria apenas acrescentou uma ilustração compatível.

Quem duvidar, entre na postagem e comprove.

O IDIOMA JAPONÊS TRADUZIDO FUBÂNICAMENTE

Comentário sobre a postagem COTAS

Canindé:

“Já disse aqui, mas este texto me anima a repetir. Nasci pardo e pobre. Filho de meeiro numa roça que não produzia nem para nossa própria sobrevivência.

Cresci, com mais seis irmãos, praticamente miserável. Nossa casa só tinha um pote de barro (cerâmica, naquela época era coisa de rico), uma mesa de madeira com um metro², quatro tamboretes, uma cama para meus pais e algumas redes para dormirmos. Não havia água encanada nem energia elétrica. Isso tudo numa cidade com pouco mais de 4.000 habitantes. Ensino primário precário e ginasial tocado, em grande parte, por ex-alunos que faziam o segundo grau e retornavam para dar aulas no ginásio.

Nada disso foi suficiente para desviar-nos do bom caminho, pois o que faltava em recursos financeiros ao meu pai e minha mãe, sobrava-lhes em honestidade e caráter. Tanto que desde os 10 anos começamos a buscar meios para ajudar na manutenção da casa. Nessa busca, fui catador de vidro, ferro velho, cobre, vagem de algaroba, vendedor de coentro, picolé, engraxate, agricultor, garimpeiro e outras coisas que não lembro.

Apesar de todas essas dificuldades, todos os irmãos conseguiram concluir o segundo grau e ganharam a condição de viver relativamente bem. Sem cotas e sem o paternalismo escravizante que vem sendo sorrateiramente implantado neste solo vil.

Fiz dois vestibulares ao longo da vida. Um para jornalismo e outro para administração. Fui aprovado nos dois, sendo que o segundo fiz depois de 21 anos que havia concluído o ensino médio.

Entrei no primeiro emprego aos 21 anos, por concurso, no cargo mais baixo da empresa. Fiquei lá por 39 anos. Com muito esforço e determinação, galguei todos os cargos e funções possíveis e me aposentei em março deste ano, na função de Diretor. A mais alta da gestão regional. Nada disso foi o socialismo que me deu. Foi fruto dos meus esforços.

Agora, somos obrigados a ouvir um monte de vagabundos e aproveitadores explorarem a ingenuidade do sempre esfolado ente chamado povo, tentando incutir na cabeça das pessoas que o estado provê tudo e que iluminados como a dita “doutora” (e as Chauis da vida)são as únicas capacitadas a conduzir os seus destinos.

Como já estou aposentado, vou usar outra expressão, de origem japonesa, para fechar essa lenga-lenga e cumprimentar essa legião de fdp:

TOMANUKU.”

* * *

FUBÂNICOS DO NORTE

Comentário sobre a postagem MARCOS ANDRÉ – RECIFE-PE

Jardel:

“Caro Berto,

Acho bacana seus comentários.

Gostaria que Vossa Magnificência “arrespondesse” quantos frequentadores dessa Gazeta da Gota Serena se encontram em Marabá PA.

* * *

Segundo dados do Google Analytics, o JBF foi acessado 71 vezes a partir de Marabá-PA, no último mês de novembro:

* * *
Praia do Tucunaré, em Marabá, cidade localizada no sudeste paraense, às margens do Rio Tocantins, com 271.594 habitantes e a 500 km da capital Belém

29 novembro 2017 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

PÁGINAS E PÁGINAS DE SUCESSO E UM POVO MUITO FELIZ. E TENHA PACIÊNCIA PRA OUVIR…

Comentário sobre a postagem TODOS JUNTOS E MISTURADOS

Ceguinho Teimoso:

“Há um tipo de falácia que me deixa assim meio que puto que é a de misturar as coisas para fazer parecer que dado que apoio Lula também amo, por exemplo, Picciani, porque se aliaram politicamente.

Não sei nada de Picciani, desconheço suas realizações e fracassos, mas, me pergunte de Lula que eu escrevo páginas e páginas dos sucessos dos seus governos.

Me pergunte como o povo era feliz em 2003, em 2004, em 2005, em 2006, em 2007, em 2008, em 2009, em 2010.

Me pergunte.

Mas só pergunte se estás com paciência para ouvir.”

* * *

Vicente Celestino canta o Brasil luleiro de 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010:


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa