SERGIO RIEFFEL – DIAMANTINO-MT

Amigo Luiz Berto e fubânicos no atacado,

Tenho lido histórias, anedotas, repentes e outras inúmeras formas de manifestação cultural típicas do Nordeste e, a não ser que eu esteja enganado, até o presente nada do Sul!

Seria a Besta Fubana exclusividade da bela região nordestina? É claro que não! Creio que a Besta foi concebida como instrumento democrático onde todo e qualquer brasileiro pode expressar sua opinião absolutamente sem censura. Um ambiente virtual criado para extravasar e dar boas risadas!

Não estou me queixando. Se nada do Rio Grande do Sul foi publicado até agora, a culpa é da gauchada que não escreve à Besta. Embora irrite muita gente, é típico do gaúcho achar que o Rio Grande é o melhor lugar do mundo. Achar não, ter absoluta certeza!

Penso que deveríamos ser um pouco mais cuidadosos, pois tem certas verdades que não se pode sair dizendo por aí. Pensar que não existe comida mais gostosa que o churrasco (minha nossa que delícia) é um absurdo! Certamente existe comida melhor que o nosso assado! Não conheço, mas deve existir!

Antes que eu comece a me gabar, lá vai uma história (dizem que real) de gaúcho que pode demonstrar como no fundo somos de uma humildade diria que quase franciscana. Segue também glossário. Nosso idioma às vezes costuma ser incompreendido:

Dizem que um gauchão devidamente pilchado certa feita entrou em um restaurante chique em Porto Alegre. Pedido o espeto corrido (costela, salsichão e cacetinho naturalmente incluídos) o garçom já ia se retirando quando o gaúcho lhe segura pela manga da camisa e pergunta:

– Tchê, tu tá vendo este meu chapéu? Feltro puro, tradicional, comprado lá em Bagé! Tô mal de chapéu hein?

Ao que o garçom, muito educado respondeu: Muito bonito o seu chapéu, senhor!

Passado um tempo, o gaúcho já almoçando, o mesmo garçom passa perto e tem sua manga puxada: Tchê, tá vendo esse lenço? Seda pura, coisa mui linda que comprei lá em Uruguaiana! Tô mal de lenço, hein? O garçom meio ressabiado: Lindo o seu lenço, senhor!

E assim foi. Toda a hora que o garçom passava perto do gaúcho este o interrompia para se gabar, até que o infeliz já com o saco deste tamanho falou para outro garçom: Rapaz, não aguento mais aquele gaúcho, o desgraçado não para de se gabar. É um tal de tô mal de lenço, tô mal de chapéu, tô mal de guaiaca, tô mal de bota, vou dar uma porrada naquele guampudo fresco de merda!

– Qual gaúcho? Pergunta o outro garçom.

– Aquele da mesa do canto!

– Eu já conheço o tipo. Quer ver ele parar de se gabar? Vai lá e diz que a irmã dele é uma baita duma puta!

E não deu outra, o garçom passa perto do gaúcho que lhe pega pela manga e começa: Tchê tá vendo… Para aí só um pouquinho meu amigo, interrompe o garçom, não é tu que é irmão duma baita duma puta?

O gaúcho dá uma coçada na cabeça e responde: Pois era, tchê! Só que agora ela não puteia mais. Virou freira e casou com Cristo! TÔ MAL DE CUNHADO, HEIN?

Vai o glossário:

Pilchado: Trajado a caráter com vestimenta completa de gaúcho;

Espeto corrido: Conhecido em outras bandas como rodízio de carnes (não deve prestar);

Costela: Todo o mundo sabe o que é. Está no glossário para salientar que tem que ser assada com osso e é melhor que picanha, filé e maminha juntos.

Salsichão: É a forma como chamamos aquela linguiça amarrada em gomos. A comprida sem gomos chama-se linguiça mesmo;

Cacetinho: É como chamamos o pão francês (reconheço temos que melhorar um pouco nesse aspecto);

Guaiaca: Espécie de cinturão gaúcho, cheio de pequenas repartições onde ele leva, dinheiro, fumo, fósforos, camisinha, vaselina, etc.

Guampudo: Algum turista carioca. O mesmo que corno ou chifrudo, não existe no Rio Grande, só ouvimos falar.

Fresco: O mesmo que veado, baitola, xibungo, etc. Também não tem no RS. Se tiver, com certeza são correntes migratórias de outros estados (principalmente Rio de Janeiro).

Um abraço!

R. Meu caro leitor, você está coberto de razão quando diz que o JBF é um “instrumento democrático onde todo e qualquer brasileiro pode expressar sua opinião absolutamente sem censura“.

Este blogue do mais baixo nível é exatamente isto!

Embora editado em Pernambuco, o JBF tem leitores em todos os estados brasileiros, inclusive aí no Mato Grosso, onde existem 1.198 fubânicos.

Veja este dado interessante: mesmo tendo nascido e sendo editada no Nordeste, esta gazeta escrota conta com dois estados sulinos entre os dez primeiros na quantidade de leitores. São eles Paraná e Rio Grande do Sul, que tem mais leitores do que Paraíba e Alagoas, por exemplo. Temos um colunista, o poeta Alamir Longo, que é gaúcho da gema e residente em Quaraí, na fronteira com Uruguai!

Tá vendo só???

Confira a quantidade de leitores distintos que acessaram o JBF nos últimos 30 dias, segundo dados do Google Analytics (com esta viadagem de “state of“…):

estados

Grato pela força, pela generosidade de suas palavras e por este hilário causo gauchesco.

Disponha sempre deste espaço!

Abraços e muito sucesso.

PEDRO MALTA – RIO DE JANEIRO-RJ

Berto

Queriam cobrar R$ 4.500,00 de um cara para levar a sua (dele) sogra, que morreu na Bahia, para ser enterrada em Minas Gerais.

Mas ele conseguiu um frete por R$ 300,00.

Confira nesta foto:

caixão da sogra

Tem de pesquisar os preços mesmo.

Sempre se consegue um valor menor.

R. Tá certo: é preciso pechinchar. Ainda mais em tempos de inflação dilmística.

E este pechinchador citado pelo colunista fubânico Pedro Malta conseguiu um excelente caminhão pra trasladar a sogra com todo conforto deste mundo.

Deste mundo pro outro…

MARCOS MAIRTON – FORTALEZA-CE

Berto,

Será que algum fubânico bom de inglês poderia traduzir o que essa senhora diz, que fez esse homem chorar tanto?

Agradeço desde já.

Confira este vídeo no YouTube:

R. O que mais temos aqui no JBF são leitores trogloditas, aqueles que falam várias línguas.

Fique tranquilo que vai aparecer um deles pra traduzir o que a doutora americana diz neste vídeo.

SONIA REGINA – SANTOS-SP

“CABEÇAS PENSANTES”

Sou de opinião que escola é para ensinar ao aluno: Português, Matemática, Geografia, História, Ciências, etc.

O governo federal, querendo também dirigir o nossos lares, vem com essa conversa fiada de “Brasil Pátria Educadora”.

Que diacho de raciocínio é esse, achando que numa sala de aulas com vários alunos, além de ensinar, professores de redes públicas também tem que educar.

Temos muito a aprender no ambiente escolar, inclusive praticar a boa educação, porém, essa tem que ter sua base no lar do aluno.

Nesse ponto esbarramos num grande problema atual que atinge muitos lares. Pais que ficam fora o dia inteiro para trabalhar e sustentar esses filhos. Conheço bem essa situação, sou filha dela.

Porque as “cabeças pensantes” de todos os governos, não diversificam o ensino, proporcionando período integral para esses filhos? Não precisa explicar as vantagens que são inúmeras, inclusive evitando a disputa de maus elementos para aliciar “nossos pequenos”.

Havia uma expressão muito usada antigamente quando se duvidava de algo: “dou meu dedo mindinho se for verdade”, alguém lembra? Pois é, não vou a tanto, mas será que as tais “cabeças pensantes” eleitas ou nomeadas para dirigir uma “Nação”, sabem o que é viver com poucos recursos financeiros? Saem cedo para trabalhar, quase sempre em serviços braçais e ao retornarem em casa exaustos, mal tem tempo de cumprimentar seus filhos.

Recursos não faltam para um governo que passa o ano inteiro fazendo propagandas, gastando fortunas para se auto-promover.

ENSINO não é gasto, é INVESTIMENTO.

A atual governante, sempre arrogante, insegura, mal informada, sem falar na incompetência, tirou uma foto na propaganda sobre educação de costas.

Se tirasse de frente, estaria de costas para a educação. Que dilema!

sr

Saia dessa foto e também do governo e leve seus aliados consigo.

Deixe-nos com os dizeres de nossa bandeira:

“ORDEM E PROGRESSO”

LUIZ LEAL – CASIMIRO DE ABREU-RJ

Jogo acirrado, hein?

jogo da forca

R. De fato, está sendo travada uma disputa emocionante neste solo banânico.

Qual destas duas antas vai ser enforcada primeiro?

Em  termos de jumentadas e incompetência, a disputa é acirradíssima! (sem qualquer ofensa aos jumentos, claro…)

LOURDES MEIRA – CAMPINA GRANDE-PB

senhor editor,

brasileiros residentes nos eua propiciaram uma calorosa recepção para nossa ilustre presidenta.

veja no vídeo abaixo.

abraços e boa semana.

R. Querida leitora, antes do vídeo quero fazer apenas uma observação.

Na coluna A Propósito, que está logo abaixo e que é assinada pelo fubânico Marcelo Alcoforado, ele faz referências aos “sonoros e contundentes adjetivos, proferidos por brasileiros que ali vivem, revoltados com a situação a que foi levado o Brasil.

JORGE JOÃO – CAMPO GRANDE-MS

Conceito de Esquizofasia

O termo Esquizofasia designa uma patologia caracterizada por uma profunda alteração da expressão verbal, observada em alguns esquizofrênicos paranoides, em resultado da qual a linguagem se torna confusa e incoerente, sem que existam alterações graves do pensamento.

A linguagem apresenta-se como uma salada de palavras, em que o doente emprega neologismos e palavras conhecidas com sentido desfigurado, tornando o discurso inteiramente incompreensível.

Descobri a doença da Dilma

R. Ainda ontem, um fubânico que é petista ceguinho (desculpe a redundância) esculhambou Dilma dizendo que torceu pela volta de Lula mas, infelizmente, reelegeram a Anta.

Um raciocínio antológico no exercício da trairagem, uma atividade tão comum entre a cumpanherada.

Um racíocinio típico de petista obtuso (mais um vez peço desculpas pela redundância ), como se ele não soubesse que Dilma é criação, criatura, artesanato, tolôte, produto, manufatura que saiu das mãos de Brahma.

Abusar da nossa inteligência parece ser o esporte predileto de todo petista tresloucado (mais uma redundância…)

Pra encerrar, caro leitor, receba estes quatro vídeos que estão a seguir como brinde: é pra você utilizar nos seus estudos de Esquizofasia (Vôte!).

E, de brinde extra, clique aqui para ler um texto do sempre afiado Augusto Nunes, também com direito a vídeo, sobre um discurso da prisid-Anta.

* * *

* * *

* * *

MARCOS PONTES – BRASÍLIA-DF

Bom dia Berto.

A crise tá tão braba, que o Correio Braziliense de hoje fez a seguinte chamada de capa:

CRISE CHEGA AO MERCADO DO SEXO

Prostitutas estimam queda de faturamento, assim como donos de motéis, que calculam retração de 20% na procura pelo serviço. Profissionais do setor justificam que, em tempo de recessão, este tipo de lazer é um dos primeiros itens a serem cortados.

Resultado, pobre num pode nem fuder, só pode ser fudido e mal pago.

Eita Brasil lascado…

R. Os profissionais do ramo da fudelança, segundo esta notícia que você nos mandou, usaram a palavra certíssima pra definir a situação em que Banânia se encontra nos dias atuais: recessão.

Caro leitor, melhor que esta chamada de capa do Correio Braziliense foi a manchete principal deste mesmo jornal no dia de hoje, 4 de julho, sábado.

Veja:

PEDALADA

E esta manchete está complementada pelas seguintes informações:

Quem contava com o abono salarial para reforçar o orçamento familiar e quitar dívidas no segundo semestre deve se preparar. O governo decidiu que 10,6 milhões de trabalhadores – que receberam até dois salários mínimos por pelo menos 30 dias no ano passado -, nascidos entre janeiro e junho, só poderão sacar o dinheiro a partir do primeiro trimestre de 2016.

Essas pessoas são as que mais sofrem com a inflação, que, nos seis primeiros meses do ano, acumula alta de 6,28%. Elas destinam 80% da renda para comprar alimentos, que ficaram 7% mais caros de janeiro a junho, conforme o Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15).

A decisão do Executivo surpreendeu os analistas, uma vez que essa camada da população garantiu boa parte dos votos que reelegeram a presidente Dilma Rousseff.

A decisão do governo divide com a população com renda mais baixa o custo do ajuste fiscal. (leia mais clicando aqui)

Um tema excelente pra merecer os cuidados toletíferos do fubânico gunvernista Explicador Incansável.

Sabem o que foi que eu achei?

Eu achei foi bão!

Os fudidos que votaram no PT que se explodam. Num é mesmo, Justo Veríssimo?

E me veio logo à lembrança o lema:

“Digite 13 e confirme seu voto”

VOTE-13

HERALDO PALMEIRA – SÃO PAULO-SP

Não, caros amigos, vocês não estão tendo uma visão ou vivendo um delírio.

Este vídeo mostra uma débil mental que ora ocupa a Presidência da República – colocada lá por um dos maiores patifes já gerados pela política tupiniquim – espancando a língua portuguesa:

É essa mulher a quem Jô Soares, num dos mais vergonhosos momentos de bajulação já mostrados na televisão, considerou grande leitora.

Talvez, o Gordo tenha esquecido de recomendar “Dicionário nela!”:

den.ti.frí.cio adj+sm (lat dentifriciu) Que, ou o que serve para limpar os dentes.

tu.bo sm (lat tubu) 1 Corpo cilíndrico, oco, alongado, dos mais variados materiais, como vidro, borracha, matéria plástica etc.,

Está mais do que claro que o país jamais foi tão desrespeitado quanto agora, desde que foi tomado por essa gente baixa, ignorante e desonesta.

Que essa tempestade finalmente termine, porque ninguém aguenta mais!

ZÉ MANÉ – SALVADOR-BA

Berto

Já tivemos uma saudação à mandioca, a criação de uma nova espécie (mulher sapiens)…

Quando pensamos que a criatividade da governAnta sapiens acabou, ela surpreende.

Fontes do palácio informam que, depois do passeio no carro da Google (sem motorista), ela resolveu patrocinar um filme baseado na sua experiência deste segundo mandato.

O roteiro ainda não está definido, mas o título será “Apertem os Cintos – A Pilota Sumiu”.

Abraço,

R. Já o chargista Sid, baseado na altíssima rejeição de Dilmandioca, bolou o título de um outro filme.

Veja:

AUTO_sid

Só mesmo um gunverno tutelado por Lula, exercido por Dilmandioca e administrado pelo PT, seria capaz de atingir este fantástico percentual de 82% de rejeição.

Ainda bem que, pra consolo destes guabirus da cúpula vermêio-istrelada, resta ainda gente assim feito o fubânico Explicador Furioso (mais ativo do que nunca nestes últimos dias…) pra compor os magros percentuais de ceguinhos apoiadores e que estão satisfeitíssimos com a merda em que Banânia se acha mergulhada e cada dia mais putos com os delatores premiados, cujas delações estão chegando perigosamente perto de Brahma.

Daí o ódio (ou desrespeito…) que estes delatores provocam nos componentes da Confraria dos Cegos.

Nunca é demais repetir: dá pra acreditar em quem ainda acredita em Lula???!!!

Hein???

CARLOS EDUARDO – RIO DE JANEIRO-RJ

Não sei qual é a graça.

Quem acha tudo gozado é camareira de motel.

obama

R. Enquanto ele ri lá de longe, lá nos Zistados Zunidos, nós aqui estamos aguentando a mandioca de Dilma…

MARCOS PONTES – BRASÍLIA-DF

Boa tarde, Berto.

O que você acha desta “foto”?

tit

R. Uma coisa eu garanto: num achei graça alguma.

Neste Titanic da montagem aí de cima, Brahma tá enfiando a mandioca nela.

Enquanto isto, ela tá enfiando a mandica nim nóis. Eu posso arreganhar os dentes de dor, nunca por conta de uma risada.

Num dá nem pra relaxar e gozar…

SONIA REGINA – SANTOS-SP

Boa tarde Sr. Editor

Abaixo um vídeo de “Saudação à Mandioca” com interpretação da própria compositora.

R. Cara leitora, permita-me complementar o vídeo que você nos mandou com outra colaboração do leitor fubânico Arael Costa.

Veja que lindo a mandioca sendo trabalhada pelas mãos da Mulher Sapiens:

família sapiens

ROLVI DARCISO MARTINI – CASCAVEL -PR

Colaboração para o JBF, meu blog favorito.

A grande contradição da prepotente sobre delatores:

delator

R. Quando eu digo que só tem cabra malassombrado e criativo neste antro fubânico, tem gente que num acredita. Pois sim.

O Paraná, com 5.118 leitores, está entre os 10 primeiros estados brasileiros na quantidade de fubânicos. Ocupa o sétimo lugar.

E Cascavel é uma das cidades onde tem gente viciada nesta gazeta escrota, assim como nosso estimado leitor Rolvi.

paraná

* * *

cascavel

Cascavel, a Capital do Oeste do Paraná, com 309.259 habitantes, fica a 491 km da capital

ARTHUR TAVARES – SÃO PAULO-SP

Pessoal ….

É um prazer ler e escrever para este blog que nem mais blog é, mas sim um noticiário político cultural, divertidíssimo, deste nosso Brasil.

Na realidade estou escrevendo só para relembrar “declaração” do Papai Odebrecht, na semana retrasada (19/06).

“Se meu pimpolho permanecer na cadeia, vão ter que fazer mais três celas. Uma pra mim, uma pro Lula e outra pra Dilma “.

Pergunta simples:

Por que a porra da Policia Federal não convoca o Papi Odebrechet para “esclarecimentos” das suas declarações?

Que porra ele tem a dizer sobre Lula, Dilma e Ele próprio que os levariam pra cadeia?

O pimpolho continua preso.

Tá faltando mais gente???!!!

Um grande abraço fubânico.

R. Eu também tô ansioso que o pai do pimpolho dê com a língua nos dentes.

Mas tô desconfiado que ele – o genitor corruptor ativo -, também tá se cagando de medo de acabar na carceragem da Polícia Federal em Curitiba…

stp

Brahma pra Marcelo Odebrecht: “Se teu pai falar alguma coisa, eu enfio este dedo no teu furico…”

ISMAEL GAIÃO – RECIFE-PE

O ministro do Turismo, Henrique Alves, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, o secretário de Turismo do Recife, Camilo Simões e o secretário de Turismo de Pernambuco, Felipe Carreras, prometeram criar uma “rota turística” pelos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Eles falaram em “montar estandes de 200 marcas” no Salão de Turismo Rota 101, “suscitar novos negócios”, “incentivar ações estruturantes”, “promover a interiorização de atividades”, “ofertar um mobiliário turístico interativo no bairro do Recife”, “renovação do Recife Antigo”, “enxergar o turismo como uma indústria”, blá, blá, blá, blá blá, blá…

Só não falaram em RECUPERAR O ASFALTO DA BR-101 SUL, em Pernambuco, que é uma vergonha para os governantes do Brasil, de Pernambuco e do DNIT.

Será que o TURISMO PELA ROTA 101, será feito apenas de avião!

ZÉ MANÉ – SALVADOR-PE

Berto

Será que tô ficando burro? Ouvi falar do discurso da governanta, mas num entendi muita coisa.

Me disseram que ela saudou a mandioca. É verdade mesmo? E a mandioca respondeu? Será que se eu saudar as “mandioca” que eu plantei, elas vão crescer mais?

Outra coisa que ela falou e que me deixou encafifado foi sobre “muié sapo”. Num entendi nada! Perguntei a um amigo que estudou lá na capitá e ele me disse que num tinha nada de muié sapo, e me mandou o seguinte desenho…

NTT

Continuo sem entender.

Será que você pode explicar?

Abraço

R. Meu caro, eu ainda estou estupefato (êpa!) e celebrando esta descoberta da mandioca como tema de discurso prisidencial.

Ontem de noite, sábado, eu festejei o fato tomando quase um litro de conhaque Fundador e petiscando bolinhos de queijo.

AUTO_passofundo3

De modo que não estou em condições de explicar porra alguma.

A única coisa que sei é que, depois da Descoberta da América, a coisa mais importante que aconteceu no Ocidente, mais particularmente em Banânia, foi a Redescoberta da Mandioca.

LOURDES MEIRA – CAMPINA GRANDE-PB

senhor editor,

para animar o final de semana envio charge que meu filho recebeu de um amigo.

parabéns pelo crescente sucesso do besta fubana.

abraços e bom fim de semana.

involução

AIRTON BELNUOVO – SÃO BERNARDO DO CAMPO-SP

Caro editor

No final da semana passado, circulou na internet a “notícia” que a Dilma teria tentado o suicídio.

O que foi prontamente desmentido por ela.

Mas, lendo a coluna do Josias de Souza deparo com a informação que o ex-senador – e agora secretário municipal Eduardo Suplicy -, não pode ser atendido pela presidente, conforme estava agendado previamente, por ter “ocorrido uma série de problemas e em especial no final de semana”. (Clique aqui para ler)

Muita coincidência, né?

R. Segundo fonte bem posicionada deste Editor, Dilmanta Roussef iria tentar o suicídio por hemorragia.

A intenção dela era enfiar o dedo no furico e rasgar até a altura do umbigo.

Seria uma morte gloriosa, eis que Banânia tomaria conhecimento de um suicídio petralhisticamente colorido pela cor incarnada da istrêla vermêia do seu partido.

Ainda segundo minha fonte, ela desistiu em cima da hora, quando imaginou como é que esta noticia iria sair aqui no JBF…

dddd

“Eu sou muito macho sapiens e tenho mais culhão do que Getúlio Vargas pra me suicidar por hemorragia enfiando este dedo aqui no fedegoso, este dedo em formato de mandioca, e não por bala como fez Getúlio; aguardem e confiram, seus sádicos felas-da-puta!”

SONIA REGINA – SANTOS-SP

A Presidente e a “Mandioca”

Soube que a governante, vai fazer mais uma viagem internacional. Ato perfeitamente normal. Um governante tem que divulgar seu País, angariar investimentos etc.. O problema são as entrevistas que serão concedidas.

A governante de uma “Nação” tem que ter mais cuidado, evitar falar bobagens e principalmente deixar a nossa querida e saudável “mandioca”, aos cuidados dos brasileiros que, de norte a sul, pobres ou ricos, a conhecem muito bem. Ontem comprei um quilo de farinha de “mandioca”. Observei que o preço não alterou, fico temerosa que sofra inflação, agora que virou assunto do governo.clayton

É recomendável também, evitar responder perguntas sobre o nome do livro que está lendo no momento. Acredito que, houve uma troca da boa leitura pelas horas de pedaladas. Seu antecessor e inventor declarou quando era Presidente, melhor fazer uma hora de esteira, que ler um livro. Ele achava que livros “davam canseira”

É de bom alvitre, quando em visita a outros Países, não cair na esparrela de fazer gracinhas em forma de piadas. Deixe essa arte para seu “amigo” entrevistador da Poderosa.

Para concorrer à eleição presidencial em 2010, a governante reformou seu visual.

Ao assumir a presidência, não sei se por decreto formal ou informal, passaram a chamá-la de “presidenta”, suponho que essa mudança foi para destacar e agradar as “mulheres” brasileiras. Mudar nomes não adianta quando falta competência, sinceridade e sobra arrogância. Governantes têm que agradar seus governados, proporcionando o bem estar e essa senhora, nos brindou com: incompetência, inflação, corrupção e principalmente desânimo quanto ao futuro do País.

Antes mesmo de sabermos que seria a futura candidata de seu partido, fomos bombardeados durante meses com a frase mãe do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Essa é a grande piada que conseguiu implantar com maestria. Estamos regredindo a passos rápidos.

Essa senhora deveria deixar o trono. A pergunta é: quem vai se sentar nele e para fazer o que? Aliás, não acredito que seu criador saiu desse trono até hoje. O aproveitador, mentiroso (ele mesmo declarou), joga para a platéia que os erros são de sua pupila, esquecendo as constantes reuniões de ambos e muito divulgadas pela mídia, para decidirem os rumos da tal “governança”.

Finalizo com um pedido:

“Senhora Presidente, arranje outro assunto para engambelar seus eleitores e deixe a MANDIOCA em paz”.

GILDÁSIO RODRIGUES – RIO DE JANEIRO-RJ

Caro Berto,
 
Seguramente a turma da Besta (não me refiro à presidanta ) Fubana deve estar analizando a manifestação junina da besta sobre mandiocas e … bolas, matéria que estou certo será objeto de manifestação cultural e esclarecedora da BF.
 
Fico a pensar se a nossa representanta sabe – ou acaso algum dia soube – o que os nossos índios sempre ensinaram e Darcy Ribeiro sempre repetia (… às gargalhadas ) que a melhor lua para plantar mandioca foi e ainda é a nossa cultuada… Lua de Mel !
 
Abraço.

R. Meu caro, esta foi muito bem lembrada.

A melhor lua pra plantar a mandioca é mesmo a Lua de Mel!

AUTO_sid

Eram vários os índios que participaram da cerimônia na qual Dilmanta Roussef cagou este novo tolôte oral.

Eu fiquei pensando na cara de terror que eles fizeram ao imaginarem estar no lugar da noiva, enquanto a prisid-Anta, fazendo as vezes do noivo, preparava a mandioca grelal pra enfiar no furico dos pobre silvícolas.

Vôte!!!

Como bem disse um cacique presente ao evento, “com esta aí num tem cu que aguente!!!”

MARCOS PONTES – BRASÍLIA-DF

Bom dia Berto.

A Dama do priquito de Ferro está sempre nos surpreendendo, não é que a mulher descobriu que além do Homus Sapiens existe a Mulher Sapiens!

É incrível a capacidade desta besta fera.

Fui a Wikipédia e descobri o seguinte:  o Equus Africanus Asinus (asnos) são da família Equidae à qual também pertencem os cavalos, especialmente os Equus Brahma’s e o cruzamento do Equus Africanus Asinus com a espécie Equus Ferus Caballus (cavalo) resulta uma nova espécie, chamada Mula, ou melhor DILMUUS MULA.

Lindo num é?

Berto, acho que vale uma pesquisa.

Feliz São João.

R. Ao seu “Feliz São João” eu respondo com os votos de um Feliz São Pedro, com muita animação, muita comida de milho e muita música neste final de semana.

Tá chegando ao final o festivo ciclo junino da Nação Nordestina. Agora, só no ano que vem.

ms

Quanta à Mulher Sapiens da incompetenta Dilmanta Roussef, o que ficou estabelecido mesmo, depois de mais um tolôte oral, foi a figura da Jumenta Sapiens.

Uma figura que define com perfeição estes tempos de socialismo muderno na República Federativa de Banânia.

NATÁLIA – FORTALEZA-CE

Senhor Editor do JBF,

tem muita gente que achou estranha a entrevista da Dilma com o Jô Soares, mas talvez a parceria deles seja mais antiga do que parece.

Em uma entrevista da personagem Dalva Mascarenhas, no Viva o Gordo, o entrevistador já chamava a entrevistada de presidenta.

E tem outras semelhanças entre Dalva e Dilma, como o nome, por exemplo.

ARTHUR TAVARES – SÃO PAULO-SP

Berto, fantástico o seu blog ….

Filho de nordestinos (Pai Pernambucano e Mãe Alagoana), e amando aquelas paragens, ainda vivo em São Paulo e, apresentado por pernambucanos da gema, encontro no JBF um espaço onde posso me instruir e principalmente me divertir.

Eu “se me cago de me rir” com pinico, suvaco, fudido, gunverno, prisidANTA, buceta, neztepaiz, banania, pessimildo, etc…etc….

É o único lugar que posso fazer os comentários ESCROTOS, como manda minha consciência.

Divulgo a todos que se interessam por eztepaiz a fim de que possam “se divertir-se” em vez de apenas chorar…..

Parabéns pela coragem pessoal e por ter criado este espaço cultural, democrático, divertido e principalmente verdadeiro.

R. Estimado leitor, o fato de você classificar este jornal escroto como sendo “fantástico” vai matar de inveja a Rede Globo!

Vôte!

São palavras carinhosas e animadoras assim feito estas suas que nos dão forças pra encarar a trabalheira que é botar esta gazeta nos ares.

Brigadão mesmo, meu caro, pela força, pela audiência e pela divulgação.

Veja só: como você é filho de nordestinos e mora em São Paulo, uma terra onde todo cabeça-chata é chamado de “baiano“, vou fechar esta postagem com um baião bem gostoso, uma parceria entre Luiz Gonzaga e Raymundo Granjeiro, intitulada Meu Pajeú.

Uma música da qual eu quero destacar esta passagem:

“Paulista é gente boa
Mas é de lascar o cano
Eu nasci no Pajeú
E só me chamam de baiano”

MARCOS MAIRTON – FORTALEZA-CE

Berto,

deparei-me com a seguinte manchete em um importante jornal brasileiro:

“PT está velho e perdeu utopia, diz Lula, que prega revolução na sigla”

Não é a primeira vez nas últimas semanas que vejo a palavra SIGLA sendo usada como sinônimo de partido político.

Pode conferir em:

Entre os convidados para integrar a sigla tucana estão o prefeito de Torixoréo, Odoni Mesquita…

A convenção estadual do PMDB será em outubro, mas o assunto escolha do presidente da sigla…

Como sou apaixonado pelo uso da palavra escrita como meio de comunicação, gostaria de saber de algum fubânico bem entendido no assunto o seguinte: SIGLA é um dos sinônimos de PARTIDO POLÍTICO?

Ou essa é mais uma novidade da língua portuguesa?

R. A pergunta está feita.

Com a palavra os ilustres lingueiros fubânicos.

JUNIOR VIEIRA – RECIFE-PE

Tô meio desconfiado
Que meu conterrâneo Lula
Foi quem prescreveu a bula
Para o povo do Senado…
Empreiteira, deputado;
Todo mundo é conivente,
Acho que o ex-Presidente
Também bebeu da garapa,
Eu dou minha cara a tapa
Se Lula for inocente!

Glosa: Junior Vieira
Mote: Silvano Lira

BRÁULIO DE CASTRO – OLINDA-PE

Berto,

Hoje é a véspera da maior festa nordestina.

Por isso estou lhe enviando dois forrós que compus em parceria com Petrúcio Amorim.

Um feliz São João pra todos os fubânicos.

sao-joao

Eu sou o forró – Petrúcio Amorim e Bráulio de Castro – Canta: Flávio José

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Forró Manhoso – Bráulio de Castro e Petrúcio Amorim – Canta: Chico Sales

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

LUIZ OTÁVIO CAVALCANTI – RECIFE-PE

Caro Berto,

Acessei o portal da Odebrecht. É um espaço elegante, de cores sóbrias, em que sobressai o vermelho tinto.

Entre os ícones para acesso, encontram-se Visão de Futuro, Sustentabilidade e Comunicação.

Escolhi o ícone Linha de Ética.

Nele, está escrito o seguinte: “Canal disponibilizado pela Odebrecht para que integrantes, terceiros, fornecedores, clientes e demais colaboradores possam, de forma responsável, contribuir com informações para manter ambientes corporativos seguros, éticos, transparentes e produtivos”.

Como se sabe, o senhor Marcelo Odebrecht, presidente da Odebrecht, está detido na Polícia Federal, por ordem do juiz Sérgio Moro. É acusado, na Operação Lava Jato, de participar do esquema de corrupção na Petrobras. Apenas parte das provas contra ele veio a público.

O presidente da Odebrecht tem débito com sua família, com seus amigos, com seus parceiros e com a sociedade brasileira.

O mínimo que ele poderia fazer, agora, cumprindo a linha de ética, estatuída no portal da empresa que dirige, é falar.

Abraço.

R. O pai de Marcelo, o senhor Emílio Odebrecht, já disse que, se seu filho falar, “a república cai“.

Desconfio que ele esteja se referindo a uma certa República Federativa de Banânia, um país aparelhado por istrêlas vermêias e comandado por um sujeito chamado Brahma…

NELSON BARBOSA – SOROCABA-SP

Olá Berto.

Meu nome é Nelson Barbosa Filho, sou da cidade de Sorocaba, interior de São Paulo.

Sorocaba que na linguagem Tupi-Guarani significa “Terra Rasgada”.

E aproveito para rasgar elogios ao site Besta Fubana; parabéns para você e os seus colaboradores por fazerem da Besta Fubana um dos melhores sites sobre política e cultura de uma forma alegre, inteligente e, principalmente, pela crítica ácida e mordaz com relação à nossa classe política.

Sempre recomendo o referido site para todos que conheço; permaneçam sempre assim.

Obrigado e grande abraço.

R. Meu caro, é por conta de leitores assim como você, que divulgam e recomendam esta gazeta escrota pra outras pessoas, que o JBF vem batendo recordes de audiência a cada dia que passa.

O estado de São Paulo continua na liderança com um total de 26.633 fubânicos.

E Sorocaba ocupa a 7ª posição dentre as cidades paulistas, segundo dados do Google Analytics.

Sorocaba

Brigadão mesmo pela força e pela divulgação, meu caro leitor.

Disponha sempre deste espaço.

Um grande abraço, saúde, paz, felicidade e uma excelente semana!

Sorocaba

A progressista, industrializada e bela Sorocaba, cortado pelo rio de mesmo nome, tem uma população de 629.231 e fica a 87 km da capital

MARCOS MAIRTON – FORTALEZA-CE

Berto,

Não sei se você lembra que, em abril passado, escrevi em minha coluna no JBF a seguinte frase:

Impeachment – Considero mais fácil de montar um fundamento jurídico a partir das pedaladas fiscais que das investigações da Lavajato.

Não dei detalhes, nem expliquei nada. Os dias passaram, outros textos vieram, acabei esquecendo de voltar ao tema para expor o meu raciocínio, e eis que o noticiário agora traz o assunto de volta, e com força. Hoje mesmo, li em um jornal que a presidente da República terá que explicar pessoalmente as irregularidades apontadas pelo TCU nas contas de 2014. Acrescenta o jornal que é a primeira vez que o TCU convoca um presidente a se explicar.

De fato, amigo, o caso é grave. E me parece bem mais ameaçador para a presidente – no que se refere a um processo de impeachment – que a Operação Lavajato. Porque, no caso da Lavajato, além da dificuldade de se provar o seu envolvimento com os fatos apurados, existe aquele obstáculo, mencionado pelo Procurador Geral da República, de o presidente não poder ser processado criminalmente durante o mandato, por atos estranhos ao exercício de sua função (art. 86, § 4º, CF). E ainda tem a discussão da diferença entre crime comum e crime de responsabilidade.

A questão das “pedaladas fiscais” não tem nada disso. O art. 36 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/2000), dispõe expressamente que “é proibida a operação de crédito entre uma instituição financeira estatal e o ente da Federação que a controle, na qualidade de beneficiário do empréstimo”.

Ou seja, se o TCU entender que o não repasse dos recursos para os bancos oficiais, no tempo devido, para cobrir despesas de programas sociais (consequentemente, obrigando os bancos a usar recursos próprios para tal finalidade), configura empréstimo (operação de crédito) desses bancos ao Governo Federal, terá que concluir pelo descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. E, como se sabe, o descumprimento da LRF acarreta as punições previstas na Lei 1.079/1950, que é a lei que define os crimes de responsabilidade, ou seja, os fatos que podem servir de fundamento para um pedido de para impeachment.

Por isso, digo: se haverá um processo de impeachment, não sei; mas, se for haver um, será mais fácil fundamentar nas pedaladas que na Lavajato.

Desculpe, amigo, se fui técnico demais na explicação, mas é que o assunto é complexo mesmo.

R. Que desculpa que nada, meu caro.

Nós, Editor e leitores, é que ficamos gratos pelos seus esclarecimentos.

Este time de malassombrados do JBF é pau pra toda obra!

Até mesmo pra destrinchar pedaladas dilmísticas!

mario

Sempre que puder, nos brinde com estas primorosas análises.

Abraços, sucesso e um excelente final de semana!

ZUILTON – RIO DE JANEIRO-RJ

Sr Editor,

achei interessante esse ‘causo’ (fictício), pela colocação final interpretado pela óptica de um repórter ‘chapa branca’.

* * *

Um gaúcho está passando suas férias no Rio de Janeiro, e resolve visitar um zoológico da cidade maravilhosa. Durante o seu passeio, de repente, ele vê uma menininha se aproximando demasiadamente da jaula do leão.

O leão, rapidamente, a ataca e, agarrando-a pela manga do casaco, tenta puxá-la para dentro da jaula para matá-la, sob os olhares de seus pais que, paralisados de terror, ficam gritando.

O gaudério corre rapidamente para a jaula e, por entre as suas barras, acerta em cheio um potente soco, direto no nariz do leão. Gemendo de dor, o leão dá um pulo para trás, soltando a menininha e o gaúcho, com cuidado, a pega e a entrega aos seus apavorados pais, que, muito emocionados, ficam lhe agradecendo por muito tempo.

Um repórter, que assistiu a todo o desenrolar da cena, diz ao gaúcho:

– “Senhor, esta foi a atitude mais nobre e corajosa que eu já vi um homem tomar, em toda a minha vida”.

O taura responde:

– “Não foi nada de mais, realmente. O leão já estava preso, atrás das grades, e eu apenas vi esta menininha em perigo e fiz o que achei que era a coisa mais acertada a ser feita”.

O repórter diz:

– “Bem, eu lhe garanto que este ato de heroísmo não irá passar em branco. Eu sou um jornalista, e o meu jornal de amanhã trará esta história, estampada na primeira página.”

E o repórter pergunta ao homem:

– “Apenas para complementar a notícia, qual é a sua profissão, e qual é o seu posicionamento político?”

O gaúcho responde:

– “Eu estou atualmente em férias; sou Militar do Exército e nas eleições para Presidente votei contra a Dilma.”

O jornalista então se despede e vai embora.

Na manhã seguinte, o gaúcho compra o jornal, curioso para ler como saiu a notícia sobre o salvamento da menininha das garras do leão; e, para sua grande surpresa, lê na primeira página:

“Radical de extrema-direita, ligado à ditadura militar, ataca imigrante africano e rouba o seu almoço.”

* * *

Qualquer semelhança com algum jornalista bancado pelo PT não será mera coincidência!

SERGIO RIEFFEL – DIAMANTINO-MT

Não conhecia essa gazetinha fubânica e um dia, após ler a coluna do Augusto Nunes da Veja, inventei de experimentar.

Pronto!

Viciei e não consigo largar essa droga!

Cessadas as puxadas de saco digo que o motivo deste e-mail é outro:

Discordo de chamar os félas-da-puta do PT de bucetinhas, coisa, diga-se de passagem, mais linda e gostosa do mundo de onde se aproveita tudo! Até o cheiro!

Chamá-los de bucetinha para mim equivale a um elogio. Sugiro chamá-los de bucetões, por exemplo, que é coisa por demais desatipada e medonha, além de pouco apetitosa!

Ps: Antes que eu me esqueça, sou de Diamantino aqui em Mato Grosso e não sei se mais alguém daqui acessa a Besta (a despeito de minha propaganda).

R. Meu caro, você não é o primeiro fubânico que reclama da denominação “bucetinhas” (em oposição aos “coxinhas”) com que batizei os descerebrados da militância gunvernista-zisquerdista-luleira.

As reclamações foram tantas que eu resolvi não mais usar o termo com este sentindo. Questão resolvida.

Cheguei à conclusão que, de fato, é uma ofensa grande, uma tenebrosa injustiça para com a buceta ser usada como denominação deste curral de idiotas. Uma bacurinha não merece mesmo ser posta em tão baixo nível. É uma indignidade imerecida pra majestade de um priquito.

Quem sabe se a melhor denominação – tendo em vista a similaridade desta turma com a merda -, não seria “furiquinhos” ou “cuzinhos”? Aguardemos a opinião dos nossos leitores. Os que não são ceguinhos, claro.

Quanto aos leitores de Diamantino, certamente você está entre os 167 catalogados como “not set” (vôte!) pelo Google Analytics.

O querido estado do Mato Grosso está na 19ª posição na quantidade de fubânicos. Nos últimos 30 dias, exatamente 1.062 leitores distintos acessaram esta gazeta escrota a partir daí.

Gratíssimo pela força e pela audiência.

Um grande abraço e uma excelente quarta-feira!

diamantino3

diamantino

A cidade de Diamantino, no coração do Mato Grosso, fica a 200 km da capital e tem 20.420 habitantes,

CAMILO – TAUBATÉ-SP

Caro Berto,

Leio e comento sempre que posso o Jornal da Besta Fubana;

Acho que você como editor e os demais comentaristas poderiam comentar a aprovação na assembléia estadual do Rio de Janeiro do vale-transporte para visitantes de bandidos presos. (clique aqui para ler)

É mais uma conquista dos defensores dos direitos humanos dos bandidos cariocas.

Depois dessa “conquista” começo a pensar em mudar de opinião sobre a maioridade penal. (Sou/era a favor).

Se reduzirem a maioridade penal a conta para os contribuintes cariocas aumentará exponencialmente.

Agora, já imaginou se a idéia do vale-transporte para visitantes de bandidos presos for implantada em todo o território nacional?

Congratulações pelo ótimo Jornal da Besta Fubana

Vivo hoje em Taubaté (sou velhinho mas não acredito em tudo o que dizem como a minha concidadã a velhinha de Taubaté!).

R. Meu caro, eu só tenho duas coisas a dizer sobre esta lei autentica e tipicamente socialista muderna:

1 – O autor do projeto, como não poderia deixar de ser, é um parlamentar eleito pela organização criminal-partidária denominada PT. Mais uma benesse pros cumpanheiros bandidos. Trata-se de um tabacudo que atende pelo nome de André Ceciliano.

2 – Contribuintes cariocas: paguem, não bufem e continuem elegendo a escória petêlha.

andré ceciliano

O deputado estadual petralha André Ceciliano beijando a bochecha e cochichando no ouvido de Lapa de Demagogo: “Chefinho adorado, vou apresentar um lei pra beneficiar os familiares da cumpanherada que está atrás das grades”

ARNALDO BORGES NETO – LISBOA – PORTUGAL

Caro Editor Berto,

Boa tarde. Venho, mais uma vez, tentar valer-me desta gazeta escrota e cibernética para divulgar um texto que fiz em homenagem ao grande aquarelista paraibano, radicado em Olinda, Leonardo Filho, que “se encantou” no último dia 29.05.

Em meados de 2013, a Besta Fubana divulgou a exposição “Aquarelas: um passeio por Casa Forte e Arrabaldes”, de Leo Filho, em que fui curador e que aconteceu no Pantaguel Restaurant, do amigo Jorginho. Naquela oportunidade, juntamos vários fãs, admiradores, pintores renomados do Estado e amigos de Leonardo, numa noite maravilhosa.

O próprio artista me confidenciou, dias após a inauguração da exposição, em almoço no restaurante, em que estávamos eu, ele e sua esposa Cleide, que aquela tinha sido a melhor e mais bem organizada exposição dele, o que me deixou muitíssimo feliz, pois tudo foi feito gratuitamente para ajudá-lo no tratamento de algumas enfermidades que o acometiam.

Assim, várias pessoas contribuíram gratuitamente para a realização do evento: Manoel Cysneiros de Mendonça (Manuks) e Sérgio Serginho Pontes, responsáveis pela parte gráfica dos convites e cartazes, Armando Garrido, montagem da exposição comigo, Jorginho cedeu o restaurante e oferecendo o bufê, diversos jornalistas divulgando em várias mídias o evento, e eu organizando e arcando com alguns “dindins” para pagar as impressões, convites, cartazes, realizar a divulgação em vários locais, além de tantos outros amigos e conhecidos que, de alguma forma, contribuíram para a realização do evento. Nada foi cobrado do artista e tudo reverteu para ele!!!

Uma noite memorável! Dos 20 quadros da exposição, 16 foram vendidos! Conseguimos até que a Rede Globo fizesse uma matéria de 1min. no Bom Dia Pernambuco sobre a mostra, o que demontra a importância do artista e seu amor pela arte.

Após nossa exposição, várias outras se seguiram sob a curadoria de outras pessoas e em diversos locais!

Infelizmente, como dito, nosso querido amigo “encantou-se” recentemente. Assim, fiz o texto que segue anexado como homenagem ao homem, ao cidadão, ao pai, ao marido, ao avô e, sobretudo, ao grande artista que foi Leonardo Filho, um dos maiores expoentes da arte da aquarela de nosso país.

Sei que o texto é longo e, talvez, pouco adequado para um blogue, mas não consigo vislumbrar outra forma de homenageá-lo – e também a família – senão descrevendo sua vida e trajetória profissional com detalhes.

Espero que o texto passe no rígido crivo deste editorial e venha a ser publicado no blogue.

* * *

As aquarelas também choram…

Infelizmente, no dia 29 de maio passado, fui surpreendido com a notícia do falecimento do querido amigo e exímio aquarelista paraibano, radicado em Olinda, JOÃO LEONARDO FILHO. Léo, como o chamávamos, “encantou-se”, deixou-nos cedo; deixou-nos, também, um grande legado artístico e humano.

Nascido em Mamanguape, Paraíba, em 03/06/1938, filho de João Leonardo Luna e Jeoventina Áurea de Luna, Léo faleceu aos 77 anos.

Como singela homenagem a ele e seus familiares e admiradores, reproduzo, com pequenas alterações e alguns acréscimos, o texto de curadoria que fiz, a seu pedido, para a exposição Aquarelas: um passeio por Casa Forte e Arrabaldes.

Clique aqui e leia este artigo completo »

JORGE C. SILVA – RIO DE JANEIRO-RJ.

Berto,

A que horas você acorda?

Estou desde as 6h e pouco querendo saber das coisas desta terra e você dormindo.

Ler seus escritos se tornou um vício.

Aceite meu abraço daqui de Botafogo, Rio de Janeiro.

R. Meu caro leitor, tenha certeza de que sou madrugador.

Às 4:30 da manhã já estou de pé, já tomei uma caneca de café com leite, já fiz algumas flexões (só pra tapear…) e já liguei a televisão pra ouvir as primeiras notícias do dia.

Às 7 enfrento o trânsito matinal aqui do Recife pra levar meu filho ao colégio. Coisa de meia hora/40 minutos pra ir e voltar.

Quando chego em casa, faço minha refeição matinal com frutas, macaxeira, inhame, carne de sol, queijo de coalho, suco, pão e café. E só depois deste repasto é que venho pro computador editar esta gazeta escrota.

O sistema de edição do JBF dispõe de um recurso chamado “Agendar”. Um recurso que costumo utilizar pra botar matérias no ar em um horário previamente escolhido. De tal maneira que, de véspera, eu já posso deixar uma ou mais postagem agendadas pra ir ao ar no dia seguinte, automaticamente, às 6 horas da manhã, por exemplo.

Na verdade, eu posso programar a edição de um dia inteiro antecipadamente e passar o resto do dia me dedicando a outros afazeres.

Tenha calma, tenha paciência, tome um pouco de água com açúcar e aguarde com tranquilidade as atualizações de cada dia.

Disponho de inúmeros testemunhos de leitores perdidamente viciados nesta gazeta escrota e procuro fornecer pra todos eles, com dedicação e cuidado, a matéria prima pra manutenção desta dependência química. Uma dependência que é dada como saudável pelos especialistas das Ciências do Comportamento.

Ler as inutilidades e bestagens que são aqui publicadas faz bem pra saúde. Tanto a saúde física quanto a saúde mental. Isto já foi comprovado cientificamente.

Saiba que você está em excelentes companhias. Aí nesta bela Cidade Maravilhosa, você faz parte do time de 9.469 fubânicos que acessaram o JBF nos últimos 30 dias, segundo dados do Google Analytics.

Gratíssimo pela generosidade de vossa apreciação e pela fanática audiência.

Abraços e uma excelente terça-feira!

peb

Praia e bairro de Botafogo, aprazível recanto do Rio de Janeiro

JOÃO NETO – SALVADOR-BA

Além desse adjetivo (Catimbozeiro) que você se autodeterminou Berto, há de convir que ai, na nossa terrinha ficou faltando o “Macumbeiro”.

Você é, de fato, um “Catimbozeiro/Macumbeiro desta “Besta” escrachada irreverente e escrota.

Aqui em Salvador serias um verdadeiro “Candomblezeiro”, com direito a fumar charuto, beber cachaça, bater os atabaques e, quem sabe, não teria ido ao encontro dos orixás pra, juntos, fazerem umas previsões (com os búzios) do que tá vindo de bom pra nós, os fubânicos.

R. Meu caro leitor, aqui quem manda é o freguês.

Aceito com muita honra as denominações de Macumbeiro e Candomblezeiro, pra serem acrescidas ao título de Catimbozeiro. Sem falar, também, que possuo o grau de Xangozeiro, concedido por Mãe Ciça, minha querida amiga e Mãe de Santo lá de Palmares.

E tem mais: eu me paramento conforme as circunstâncias.

Há poucos dias um leitor lançou minha candidatura à prisidência de Banânia e eu já mandei preparar o terno e faixa pra posse.

Veja minha duas estampas, como prisidente e como catimbozeiro-xangozeiro-macumbeiro-candomblezeiro:

trj

Por oportuno, e já que este é o assunto, vou transcrever uma receita que costumo fornecer aos consulentes que me procuram no terreiro Cabôco Papa-Cu, que mantenho no Alto do Mandu, aqui no Recife, onde atendo uma vasta e fiel freguesia.

Uma receita que mandei ontem, segunda-feira, pra prisid-Anta Dilma, recomendado que ela siga tudo direitinho. E expliquei o objetivo: fazê-la parar de falar tanta merda quando abre a boca. Como fez no Programa do Jô.

É uma receita simples e pra lá de eficiente.

Uma receita que é feito purgante de óleo de rícino: tomou, cagou.

Veja:

Bote numa caixa de charutos Cesário Filho os seguintes objetos: um retrós de linha encarnada, uma fita roxa, um galho de tinhorão, quatro penas de galinha preta, dois dentes de preá, duas cristas de urubu e sete velas na cor bonina, além de um sapo cururu vivo e três dedais de merda de porco baé. Quando for na última sexta-feira do mês, à meia-noite em ponto, enterre a caixa na cova mais próxima do fundo da capela do cemitério de sua cidade. Aí se ajoelhe, aperte com força um molho de pentelhos da boceta de uma mulher sarará e bata nos peitos com bastante força enquanto repete por três vezes: “Hei de vencer, hei de vencer, hei de vencer”. Depois beba uma lapada de conhaque de alcatrão de São João da Barra misturada com dois dedos de cachaça Tomando na Bunda. E vá pra casa dormir, após rezar de joelhos o Credo três vezes e a oração da Cabra Preta duas vezes, se benzendo com uma colher da pau.

ROBERTO B. CAPPELLETTI – ITANHAÉM-SP

Oi, Berto

Sou de São Paulo/SP, mas estou há três anos em Itanhaém/SP.

Como anda a sua audiência por aqui?

Leio a sua “folha” praticamente todos os dias – é uma das minhas “necessidades intelectuais”; sei que você me entende.

Penso que o Brasil só chegou tão perto do fundo do poço pela escassez de gente crítica e esclarecida como você.

A tal “grande mídia” – o recente caso de Jô Soares é uma prova viva – fica entre a pusilanimidade assumida e o estarrecimento patético.

Dizem que a Secom, único órgão do governo federal que realmente (e infelizmente) funciona, está empregando o seu poder financeiro para patrocinar esses “apoios voluntários”, com à já reconhecida truculência petista.

Será o bastante para explicar tanta subserviência?

E quando passar essa maré de esquerdismo doentio?

Um grande abraço.

A luta continua.

R. Caro leitor, eu fiquei ancho que só a porra por você ter me chamado de “crítico e esclarecido”. Do jeito que eu gosto de engolir corda, ganhei o dia com este elogio.

E, pra completar, tem uns tabacudos que morrem de inveja quando meus queridos leitores fubânicos me botam nas alturas ou quando meus desmantelos fazem sucesso. Aí é que minha alegria explode mesmo, por saber que estes carinhas ficam putos de raiva. Meu sádico coração chega faz festa.

Conheço um que só falta meter o dedo na bochecha e rasgar. Fazer raiva pra cabra invejoso é um dos mais caros prazeres da minha vida.

Brigadão mesmo!

Quanto à audiência desta gazeta escrota aí nessa aprazível Itanhaém – a segunda cidade mais antiga do Brasil -, tenho a informar o seguinte:

Dos 174 municípios onde o JBF foi acessado nos últimos 30 dias, a partir do estado de São Paulo, Itanhaém ocupa exatamente a 41ª posição na quantidade de fubânicos, conforme dados do Google Analytics.

Nessa cidade tem você e mais 55 outros leitores que curtem esta gazeta escrota:

itanhaém

Grato pela força, pelo contato e pela audiência.

Um grande abraço e uma excelente semana!

itanhaém2

A bela Itanhaém, localizada na Baixada Santista e com 94.977 habitantes,  fica a 111 km da capital

BRUNO LUIZ – OLINDA-PE

Boa Noite Berto,

Com o inicio do congresso do PT, vamos ver as bizarrices “goianicas” dos socialistas mudernos.

Não vou nem comentar o video a seguir.

Agradecendo desde já.

R. Meu caro, a melhor apreciação que vi sobre este vídeo que você nos mandou foi feita por Augusto Nunes, que é leitor diário do JBF.

Sobre a fala deste baitola da terceira idade no congresso petralha em Salvador, o implacável jornalista escreveu o seguinte:

Em menos de 1 minuto, Mamberti condenou à morte a liberdade de expressão, anexou a Avenida Paulista ao patrimônio do PT, lastimou o sumiço dos black blocs, decidiu que só ricos participam dos gigantescos atos de protesto contra o pior governo da história, atirou no xerife pelas costas, consolou o companheiro bandido com uma declaração de amor e mostrou à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que a noite do Oscar só será completa quando incluir a categoria a que pertence o companheiro que ama baderneiros mascarados.

Se o prêmio existisse, Mamberti já teria garantido a estatueta reservada ao ator mais cretino do ano.

Pra coroar este vídeo, atrás de Mamberti tem outro petêlho descerebrado (desculpe a redundância…), o tabacudo Emir Sader, que presta uma atenção danada à diarreia oral do seu colega de idiotice ideológica.

THIAGO CARDOZO – ARARIPE-CE

Nós lutamos por dinheiro,
mas nunca vemos a cor
do salário ao labor,
o provento verdadeiro
por ser mais um brasileiro
a suportar o encosto
que na nossa conta é posto
para pagar promoções
de políticos ladrões
que nos roubam com imposto.

quem roubou a Petrobras
não fui eu, trabalhador,
que sustento o meu valor
trabalhando aqui em paz,
foi o PT bem sagaz,
que larapiando apronta,
e com a desgraça pronta
para mais sacanear
bota pro povo pagar
essa tão injusta conta.

com uma mão dá esmola,
Bolsa Família, ilusão,
pois tira coma outra mão
no arroz, na coca cola,
no material da escola
na nossa conta de luz,
a Bolsa não mais seduz
chega e some num só dia,
e ao pobre resta a agonia
e os milagres de Jesus.

ADAIL AUGUSTO AGOSTINI – ALEGRETE-RS

Sr. Editor:

Sincera e literalmente, estou abestalhado com esta notícia sobre a fortuna que os magistrados (ou sejam, os “tropeiros-de-lesmas”) ganham – e passarão a ganhar!!! – no Rio Grande do Sul, sobre não sei qual pretexto, mas que eles darão um jeito de arranjar.

Legal sim, pois têm verba própria – resultante dos NOSSOS IMPOSTOS, ou seja, saída do NOSSO BOLSO – e, portanto, têm o direito de determinar os próprios salários, o que por si só é um poder infinito, naturalmente, criado por eles mesmos.

Assim qualquer assalariado pudesse determinar quanto vai ganhar no fim do mês.

Mas, indiscutivel e insofismávelmente, é absolutamente imoral, para não dizer algo muito pior e muito bem merecido.

Ainda mais em um Estado que está literalmente quebrado, pela dívida de dezenas de bilhões de reais que o ex-governador do PT (Perda Total), o Atraso Genro deixou.

A começar por um auxilio-alimentação de R$ 799,00 mensal, retroativo a junho de 2011, isto é, um total de R$ 38.352,00.

E pensar que um trabalhador brasileiro tem que “se virar” – para pagar todas as suas despesas mensais – com um salário mínimo nacional de R$ 788,00, isto é, R$ 11,00 a menos do que as Suas Majestades, os “tropeiros-de-lesmas”, que se julgam uns deuses in questionáveis, vão gastar com os seus “lanchinhos-de mortadela”.

Não esquecendo mais um auxílio-moradia de R$ 4.337,73 – quando muitos têm casa própria.

nvv

Resumindo:

Do pretor, passando pelo juiz, ao desembargador, isto é, de R$ 21.101,25 a R$ 30.471,11 – mais a “esmolinha” de R$ 5.176,72 (“auxílio-mortadela” + “auxílio-barraco”) – totalizam rendas (que eles dizem que não são rendas e sim “subsídios” + “verba indenizatória”, de R$ 26.277,97 a R$ 35.647,84 mensais, sem pagar um centavo, repito, 1 (HUM) centavo de Imposto de Renda pela tal de “indenizatória”.

Fazendo uma simples divisão, do pretor ao desembargador, cada um ganhará de R$ 875,93 a R$ 1.188,26 POR DIA, quando, repito, o SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL é de R$ 788,00 e MENSAL.

Outra hora, vou tentar analizar os também absurdos salários do Poderes Legislativos municipais, estaduais e federal, que têm, também o infinito poder de determinar, ao bel-prazer, os seus pornovalores.

Abraços.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa