ALAMIR LONGO – QUARAÍ-RS

Papa Berto,

Ontem dando uma passada nas notícias aqui do Rio Grande do Sul, deparei-me com essa matéria, que pra variar, é sobre os proseados e cantados índios que estão atualmente em alta.

Os nossos índios gaúchos ontem amanheceram decididos a promover badernas. Fecharam rodovias, viajaram a Porto Alegre e foram recebidos pelo governador Tarso Genro, no Palácio Piratini. Observe o cocar de um dos vadios que foi fotografado por trás, lá dentro do palácio. É igualzinho ao dos índios que Cabral encontrou aqui no dia da sua chegada na Pindorama. Dá vômito de olhar. Antes do senhor olhar o vídeo, previna-se com o penico.

São grupos que eu conheço bem, pois fui nascido e criado não muito longe dali. É uma cambada de vagabundos cachaceiros que nem nos pedaços de terra que tem plantam alguma coisa. É só ir lá ver, onde eles moram está tudo abichado no meio do mato. Não se acha um pé de nada plantado. Ganham cesta básica, bolsa- família e meu amigo, nem às 8 horas da manhã você acha um bravo guerreiro dessa valorosa tribo que não esteja na manguaça.

TARSO GENRO RECEBENDO OS BRAVOS MANGUACEIROS NO PIRATINI

BVM

Papa Berto, no vídeo contido no endereço abaixo, nota-se que tem guerreiro com obesidade mórbida de tanto comer e exagerar na manguaça.

Interessante observar também, aqueles que guerreiros que ficaram sem fantasia e estão em volta do grupo que dança, só observando.

O senhor vai ver que os nossos índios gaúchos estão ainda no mesmo grau civilizatório dos aborígenes encontrado por Cabral.

R. Quanta falta faz uma boa lavagem de roupa, uma capinagem num terreno, uma faxina num pátio extenso ou uma ocupação qualquer pra botar vagabundos trabalhando…

Meu caro leitor, os índios podem ser falsos, como a imensa maioria dos desocupados bolsistas que se declaram da nação dos “povos indígenas”. Há dois dias o JBF desmascarou um destes picaretas (clique aqui para ler). Mas a ortografia que eles usam é baseada na mais autêntica Pedagogia do Fudido, implantada pelo Socialismo Muderno. Aquela pedagogia que ensina que “certo é escrever errado”.

É só olhar a expressão “Demarcao já” escrita na faixa usada durante a baderna promovida pelos “índios” gaúchos.

Quem quiser ver a matéria com os vídeos, enviada por nosso atento leito, basta clicar aqui.

E, a partir de agora, já podem os cachacistas fubânicos acrescentar mais um termo ao já extenso rol de sinônimos da nossa querida aguardente: manguaça!

JANDEILMO CLEIDÃO – RIACHO DE SANTANA-RN

Estimado, primeiro, único e inigualável Papa Berto.

Diante de toda “a munganga” que a mídia manipuladora fez, só porque um sujeito que joga bola se apresentou em um time onde vai ganhar o equivalente a, mais ou menos 3 tantos do que vem por mês para minha cidade (Riacho de Santana), resolvi fazer um versinho.

Bom eu sei que não ficou mas peço-lhe, publique. Me dê aí uns “centavozinhos” de cabimento. Afinal, já lhe vi fazer isto pra quase tudo o quanto é ruim, então, não custa nada só mais uma “vezinha”.

Aí está o verso:

NEYMAR CHEGA A EUROPA

casso

Uma cadeia nacional
Parecia se formar
Rádios e televisões,
Todos queriam mostrar
Para o Brasil inteiro
Direto do Estrangeiro
A chegada de Neymar.

Pra ele se apresentar
Lá no clube catalão
Muitos veículos de imprensa,
De gente, uma multidão.
Parou para assistir
Ele acenar e sorrir
Como se fosse um sultão.

Nós por cá, nesta nação
Ficamos imaginando
Meu Jesus, como é que pode?
Pra onde estão nos guiando?
Com crianças sem escola
Pessoas pedindo esmola
E pouca gente ligando!?

É melhor ficar olhando
A “TV sem compostura”
Que destrói nossos valores
Destroça nossa cultura
Colocando o Neymar
No mais alto patamar
Criando uma figura.

Nasce então a criatura
Pelos homens esculpida
Um homem se torna mito
Na contradição da vida
Paro então por um segundo,
E me pergunto: Este mundo
Ainda possui saída?

Minha fronte encanecida
Que há muito não é criança
Vai perdendo a cada dia
O resto de esperança
De ver o Brasil pra frente
Com seu povo consciente
Cheio de perseverança.

Inda guardo na lembrança
Um presente que ficou
Num passado adormecido
E ninguém lhe despertou
Que o futuro seria
Melhor para nós, um dia
E este dia não chegou.

HARDY GUEDES – CURITIBA-PR

Olá, Berto,

Preciso da ajuda dos fubânicos do mundo inteiro.

Nessas semifinais do SÃO PAULO EXPOSAMBA há uma votação pela Internet.

Basta entrar no link Votação Exposamba!

Ao clicar no link, aparecem os nomes de todos os sambas concorrentes com o retrato dos intérpretes.

Basta procurar UM VERSO E UM CHORINHO e vai aparecer um espaço para que a pessoa digite a palavra indicada e votar.

Pode-se votar quantas vezes quiser.

Quanto mais votarem, melhor para que eu prossiga na competição.

Agradeço a todos que dedicarem um pouco do seu tempo para votar na minhma canção UM VERSO E UM CHORINHO.

Um abraço

R. Fique tranquilo, meu caro. Nossos leitores nunca faltaram na hora de prestigiar os malassombrados fubânicos. Vamos lá, pessoal!

Vamos ajudar o nosso querido colunista-compositor a chegar às finais desta importante competição musical.

Eu já passei lá e já deixei meu voto. E vou voltar, já que se permite votar mais de uma vez.

Detalhe: lá na página, logo após votar, a gente tem o privilégio de ouvir em vídeo a inspirada composição do nosso colunista. O acompanhamento do chorinho tá arretado!

Muito sucesso, seu cabra!

Música de Hardy

Teresa Cristina interpretando “Um verso de um chorinho” do fubânico Hardy Guedes

CARDEAL BRÁS COSTA – LUGANO – SUIÇA

Santidade,

Vos comunico com quase inconsolável alegria que no próximo 25 de julho concluirei com uma santa missa em Lugano o meu trabalho pastoral nas terras Helvéticas.

No mesmo dia partirei para Roma, numa visita de 5 dias a velhos amigos da cidade eterna. Se der tempo, passarei na Praça de São Pedro para saudar Chicão, vosso indigno colega.

Já entre os dias 5 e 8 de julho, estarei na Alemanha, na cidade de Hamburgo, conhecendo a arquidiocese onde, de fevereiro a maio de 2014, farei um curso e quero ver onde vou pisar e representar nossa Igreja Sertaneja.

Exatamente dia 9 de julho de 2013, às 16:00, chegarei ao Recife, se Deus quiser!!!

Gostaria imensamente de iniciar meu retorno ao Brasil sendo recebido oficialmente por Vossa Santidade no Palácio Papal. Sei dos vossos muitos empenhos papais e compreenderei se não for possível naquela data.

Por hora, vos saúdo com a reverência e fidelidade de sempre!

Brás, cardeal Costa

R. Será uma alegria enorme receber você no dia 9 do mês que vem, ou em qualquer outro dia que escolher. Vamos convocar a nossa patota recifense de poetas e clérigos pra matar as saudades

Pra quem ainda não sabe, e pros leitores novatos, informo que Brás Costa, ao mesmo tempo que é Padre da Igreja Católica Romana – comandada pelo colega argentino Chicão -, é também membro do Sacro Colégio Cardinalício da Igreja Sertaneja.

Ele está voltando pra terrinha depois de concluir um Doutorado em Teologia naquelas terras estrangeiras.

cardeal brás01-083

Nas fotos acima, ele aparece em dois tempos: à esquerda, devidamente paramentado na celebração de uma missa na Igreja Romana; à direita, de camisa verde, na última peregrinação que fez ao Palácio Pontifício, em junho de 2011.

Como todo bom sertanejo que não nega suas raizes, o Cardeal Brás é também um excelente poeta.

Aqui estão as glosas que ele  nos mandou trabalhando o mote:

Fui criado de casa pro roçado
Toda luta do mato eu sei fazer

Vejam como ficou arretado:

Boi valente sei derrubar de braço
Faço cerca d’arame e de faxina
Espingarda de feixo e lazarina
Eu não compro na feira, eu mesmo faço
Sem usar trena, régua nem compasso
Sei medir um terreno pra vender
E olhando pro sol posso dizer
Se estou no horário ou atrasado.
Fui criado de casa pro roçado
Toda luta do mato eu sei fazer

Com dez anos já pastorava ovelha
E com 12 tangia bois no carro
Muito magro, mas, já batia barro
Pra meu pai fabricar tijolo e telha
Aprendi a tirar mel de abelha
Misturar com farinha pra comer
Preparar chá de boldo pra beber
Quando dá congestão e bucho inchado.
Fui criado de casa pro roçado
Toda luta do mato eu sei fazer

No sertão, sete dias por semana
Sou doutor nos trabalhos da fazenda
E se for no período da moenda
Sei tanger a aboiada e cortar cana
Destinguir a crioula da caiana
E botar todas duas pra moer
E da morte de ambas ver nascer
O milagre do mel açucarado
Fui criado de casa pro roçado
Toda luta do mato eu sei fazer

CARDEAL FRED MONTEIRO – RECIFE-PE

Seu Papa:

Veja só que troço rídiculo os patetas da venezuela fizeram..

Pra mostrar a força de  um Kim-jon-un, pegaram uma sucata de míssel russo-cubano da década de 70, deram uma guaribada nela e resolveram fazer um “lançamento” espetaculoso!

No filme, distribuido pelo YouTube, os idiotas acharam de usar um efeito de “máscara de binóculo” nas imagens, para dar a “visão” da anta madura do tal lançamento do rojão cubano.

Mas são tão imbecís que conseguiram o impossível.  Usar um binóculo de visão noturna em plena luz do dia…. e no mar do Caribe.  Se Sua Santidade prestar atenção, tem até o dedinho do maduro-quase-podre apontando para o horizonte. 

Deve ser pra “el pajarito” que passou voando despercebido pelos éter.  Só faltava mesmo a gang de generais de adidas apontando também.

R. Sempre que vejo estas tabacudices dos palhacinhos latinos, uma dúvida me vem à cabeça:

Qual o mais ridículo, o tiranete castro-guevarista ou o seu admirador?

JESUS DE MIÚDO – ACARY DO SERIDÓ-RN

Meu Papa!

Eu tenho um amigo que vive de me enviar fotos pedindo glosas sobre elas.

Estou lhe enviando a glosa abaixo, para a foto em anexo.

Bunda ou Jeep

Glosa:

A BUNDA É UMA BELEZA
O GIRASSOL É MAIS BELO!

A foto é com certeza
Uma coisa provocante
Além do Jeep possante
A BUNDA É UMA BELEZA.
Porém a minha fraqueza
Vem de fora do duelo
Me atrai o amarelo
Da flor aberta ao lado
Nisso digo encantado:
O GIRASSOL É MAIS BELO!

Meu papa, fui na contramão do Jeep e da bunda.

Vejo outra coisa mais bela que a combinação dos dois.

Meus olhos estão fora da disputa Jeep/bunda.

Será?

R. Com um time de leitores escrotísticos e abundalhados como tem o JBF, este meio fubânico não vai nunca elevar o nível e este jornal jamais conseguirá se tornar uma publicação decente e familiar.

As mulheres fubânicas já reclamaram que isto aqui tá um espaço muito machista. E algumas até já ameaçaram que vão mandar fotos de machos com a pajaraca pendurada. Aí é que vai virar zona mesmo.

Vôte!

Agora, deixe eu dar uma olhadinha neste belo girassol amarelo que tá na foto…

JANDUHY DANTAS – PATOS-PB

Desapegado Papa Berto, sua bênção!

Semana passada, chegou ao fim o Campeonato Paraibano de Futebol de 2013.

Depois de dez anos sem levantar o caneco, o Botafogo de João Pessoa sagrou-se campeão, em cima do Treze, de Campina Grande.

Um torcedor do Campinense e um do Treze apostaram R$ 100 pra ver quem seria o campeão. Foram dois jogos para a decisão. No primeiro jogo, na capital, o Treze ganhou por um a zero, resultado que lhe dava o direito de até perder por um gol de diferença no outro jogo, em casa, que mesmo assim seria o campeão.

Com esse resultado, o torcedor do Campinense foi até o trezeano para pedir para abrir a aposta, dizendo que lhe daria R$ 90. O coitado do torcedor da Raposa de Campina Grande queria pelo menos garantir a galinha do almoço do domingo, mas o torcedor do Galo da Borborema não quis acordo:

- Nananinanão! Não abro nem que você me dê R$ 99! Eu quero é os cemzim!!!

Resultado: no segundo jogo, em pleno Amigão, em Campina Grande, Botafogo três a zero!

É o tal negócio: o ganancioso, no fim, sempre se dá mal!

Forte abraço!

R. Quando você falou no apostador “ganancioso”, (e como você é especialista neste tipo de literatura popular…) me veio logo à lembrança o título de um folheto clássico.

Este cuja capa está a seguir:

 A-Desventura-de-Um-Corno-Ganancioso

Que danada de ganância pode um corno ter??? Quem quiser saber, é só ler a obra de José Costa Leite que ficará sabendo.

E, aproveitando a oportunidade, quero dar os parabéns ao campeão Paraibano de 2013!

Dou os parabéns e publico a foto do vencedor, mesmo protestando contra essa mania muderninha dos jogadores de futebol de, ao invés de ficar de cócoras pra tirar a foto, como nos bons tempos, apenas envergam as costas e ficam esfregando a bunda nos companheiros que estão atrás de pé!

Vôte!

DON PABLITO – FORTALEZA-CE

Você é doador de órgãos?

Se for, estamos precisando do seu chifre para fazer berrantes para a copa de 2014.

Vamos detonar a vuvuzela!!!

Envie para todos os cornos que você conhece.

Para mim mandaram esta merda por engano…

R. Por uma incrível coincidência, me mandaram hoje a foto abaixo, retratando a Associação dos Cornos Mal Amados do Estado do Ceará.

O Presidente da entidade tem um par de chifres pra Urso nenhum botar defeito.

Vôte!!!

CARDEAL BERNARDO – MACEIÓ-AL

Mestre Papa,

antigamente vi até Maria Fumaça fazer uma pausa nas idas e vindas para “beber” água.

Hoje, pela primeira vez, estou vendo um furico matando a sede. Morro e não vejo tudo.

Com os respeitos do Cardeal.

R. Sugestivo e interessante o formato dessa torneira…

FRCC

HÉLIO GALVÃO – OLINDA-PE

Caríssimo Papa Berto,

A exemplo do que antes escreví sobre Stanislaw Ponte Preta, volto a lembrar outra figura humana, que não pode ser esquecida, sequer passar por despercebida e, com certeza, muitos dos nossos jovens sequer dele tenha ouvido falar.

Trata-se de Millor Fernandes, pseudônimo de Milton Viola Fernandes, também conhecido como Vão Gogo e Adão Junior, desenhista, humorista, dramaturgo, escritor, tradutor e jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 16 de agosto de 1923 e falecido na mesma cidade em 27 de março de 2012.

Especializou-se no gênero literário do humor e da sátira. Dentre suas inúmeras obras literárias, arrisco a transcrição de uma delas, bem ao gosto dos nossos leitores fubânicos. Trata-se do “Foda-se”.

* * *

FODA-SE – MILLÔR FERNANDES

O nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional a quantidade de “foda-se!” que ela fala.

Existe algo mais libertário do que o conceito do “foda-se!”?

O “foda-se!” aumenta minha auto-estima, me torna uma pessoa melhor.

Reorganiza as coisas. Me liberta.

Não quer sair comigo? Então “foda-se”!

Vai querer decidir essa merda sozinho mesmo? Então “foda-se’!

O direito ao “foda-se!” deveria estar assegurado na Constituição Federal.

Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente criativos para prover nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o povo fazendo sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia.

“Prá caralho’, por exemplo.

Qual expressão traduz melhor a idéia de muita quantidade do que “prá caralho”?

“Prá caralho” tende ao infinito, é quase uma expressão matemática. A Via-Láctea tem estrelas “prá caralho”, o Sol é quente “prá caralho”, o universo é antigo “prá caralho”, eu gosto de cerveja “prá caralho”, entende?

No gênero do “Prá caralho”, mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso “Nem fodendo!”.

O “Não, não e não!” e tampouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade “Não, absolutamente não!”, o substituem.

O “Nem fodendo’ é irretorquível e liquida o assunto. Ele te libera, com a consciencia tranquila para outras atividades de maior interesse na sua vida.

Aquele filho pentelho de 17 anos te atormenta pedindo o carro para ir surfar no litoral? Não perca tempo nem paciencia. Solte logo um definitivo “Marquinhos presta atenção, filho querido, NEM FODENDO!”.

O impertinente se manca na hora e vai para o Shopping se encontrar com a turma numa boa, voce fecha os olhos e volta a curtir o CD do Lupicínio.

Por sua vez, o “Porra nenhuma!” atendeu tão plenamente as situações onde nosso ego exigia não só a definição de uma negação, mas também o justo escárnio contra descarados blefes, que hoje é totalmente impossível imaginar que possamos viver sem ele em nosso cotidiano profissional.

Como comentar a gravata daquele chefe idiota senão com um PHD “porra nenhuma!”, ou, “ele redigiu aquele relatório sozinho porra nenhuma!”.

O “Porra nenhuma” como voces podem ver, nos provê sensações de incrível bem estar interior.

É como se estivessemos fazendo a tardia e justa denúncia pública de um canalha.

São dessa mesma gênese os clássicos “aspone”, “chepone”, “repone” e o mais recentemente o “prepone” – presidente de porra nenhuma.

Há outros palavrões igualmente clássicos. Pense na sonoridade de um “Puta-que-pariu!”, ou seu correlato “Puta-que-o-pariu!” falados assim, cadencialmente, sílaba por sílaba…

Diante de uma notícia irritante, qualquer “puta-que-pariu!” dito assim te coloca outra vez em seu eixo. Seus neurônios têm o devido tempo e clima para se reorganizar e sacar a atitude que lhe permitirá dar um merecido troco ou o safar de maiores dores de cabeça.

E o que dizer do nosso famoso “Vai tomar no cu!”? e sua maravilhosa e reforçada derivação “Vai tomar no olho do seu cu!”?

Voce já imaginou o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha do seu intearlocuor e solta: “Chega! Vai tomar no olho do seu cu!”.

Pronto voce tomou as redéas da sua vida, sua auto-estima. Desabotoa a camisa e sai a rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor íntimo nos lábios.

E seria tremendamente injusto não registrar aqui a expressão de maior poder de definição do Português Vulgar: “Fodeu!” e sua derivação mais avassaladora ainda: “Fodeu de vez!”.

Voce conhece definição mais exata, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação?

Expressão, inclusive, que uma vez proferida, insere seu autor em todo um providencial contexto interior de alerta e autodefesa.

Algo assim como quando voce está dirigindo bêbado, sem documentos do carro e sem carteira de habilitação, e ouve uma sirene de polícia atrás de voce mandando voce parar. O que voce fala? “Fodeu de vez!”.

JOSÉ CALVINO – RECIFE-PE

A Constituição reza que: “É da competência do Estado e dos Municípios cuidar da saúde e assistência públicas, bem como da proteção e garantia das pessoas portadoras de deficiências físicas, sensoriais, mentais, como também aos idosos é garantida (…) Segurança econômica, condições de habitação e convívio familiar e comunitário que evitem o isolamento ou marginalização social, conforme dispõe Lei Federal…”

Essa contratação de 6.000 médicos cubanos para o Brasil é uma piada de mau gosto. O governo nunca deu condições para os médicos brasileiros atenderem bem à população. Com esse círculo vicioso eu tenho certeza que os médicos cubanos não conseguirão, a começar pelo tratamento eficiente, a exemplo da limpeza (um item importante para saúde) e da marcação de consulta médica: péssima, arcaica e desrespeitosa. O atendimento hospitalar é ainda pior, realmente não estão cuidando da saúde do nosso povo. Um absurdo!

Muitos médicos ainda reclamam ou reclamaram (época da ditadura militar) do sistema integrado de saúde. Sempre denunciei alguns Planos de Saúde. Pois bem, alguns médicos civis e oficiais da polícia são contratados para atenderem em suas clínicas particulares os associados e já aconteceu de doutores oficiais encaminharem de suas clínicas para o Centro Hospitalar da Polícia pacientes pertencentes a diversos planos de saúde, desta feita prejudicando os próprios componentes da PM no tocante à marcação de consultas. E quando se trata de algum dos associados, de pertencer ao quadro da PM, são solicitados mais uma vez os mesmos exames requisitados nas suas clínicas, para com isso receberem os honorários das conveniadas e do Estado. Como são corriqueiras entre os médicos, dentistas, etc. essas falcatruas, já fui vítima de alguns sob alegação de que o Estado ou os Planos de Saúde passam meses sem pagar! Alguns nomes dos médicos denunciei nos anos 70/80 (regime militar) Fiz outras denuncias nos anos 90 (regime democrático!)

Atualmente escrevi para os jornais que não existe nada mais inútil do que os “disque-qualquer coisa” do serviço público. Exemplos: Fale Conosco (Estado) e Alô Saúde (Prefeitura do Recife). Fui informado mais uma vez que o Estado e a Prefeitura não pagam as clínicas conveniadas, então será que irão pagar aos médicos cubanos?

CARDEAL HARDY GUEDES – CURITIBA-PR

Caro Papa,

Como não entendo dos poderes da Presidência da República, gostaria de saber se o presidente ou presidenta tem poderes para perdoar dívidas de 840 milhões de dólares de países africanos, como a Dilma fez recentemente na África.

Quando o povo votou na Dilma deu a ela um cheque em branco para perdoar dívidas? Alguém perdoa as nossas?

Por que não se perdoa as dívidas dos brasileiros endividados, que entraram na onda do crédito fácil.

O que está por trás de tudo isso?

Imagino que seja o seguinte: o Brasil, através do BNDES, financia obras em outros países com a condição de que a mesma seja realizada por empreiteiras brasileiras. As empreiteiras enchem as burras de dinheiro, separam algum para financiar a campanha elelitoral do PT (talvez para pagar alguma propina a uns e outros que viaja em jatinhos particulares) e, depois, a presidenta perdoa as dívidas.

Para se perdoar alguma dívida, especialmente desse tamanho, não seria necessário autorização do Congresso Nacional?

Se Vossa Santidade souber me responder, agradeço.

Saudações

R. Meu caro, de dívida eu entendo bastante. Entendo muito mesmo.

Minha vida é pedir audiência ao meu xará Luiz, gerente da agência bancária onde tenho conta, pra renegociar dívidas e mais dívidas, que receberam o simpático apelido de CDC. Enquanto eu não conseguir um patrocínio da Petrobras ou da Caixa e me tornar um “blogueiro progressista”, vou continua nesta miséria da bixiga lixa.

Semana que vem eu vou lá de novo, pra chorar nos pés do gerente Luiz. Só que desta vez, eu vou ter um argumento muito forte: vou pedir que ele faça com minhas dívidas, o que Dilma fez com as dívidas dos africanos. Tenho infundadas esperança de ter sucesso na empreitada.

Vou complementar sua carta com uma notícia que li esta semana, na qual são feitas referências a “empreiteiras, mineradores e produtoras agrícolas”, tradicionais financiadoras de campanhas eleitorais do PT.

Veja que notinha esclarecedora

“Na comemoração dos cinquenta anos da fudação da União Africana, realizada na semana passada na Etiópia, a presidente Dilma Rousseff deu aos anfitriões um presentão de 840 milhões de dólares. O valor equivale ao total da dívida que doze países do continente haviam contraído com o Brasil e que a partir de agora não terão mais de se preocupar em pagar. O governo  brasileiro os perdoou.  

Foi o pragmatismo eleitoral, mais do que a solidariedade aos povos sofredores, que orientou a decisão da presidente Dilma de perdoar a dívida dos países africanos. A questão é que empreiteiras, mineradoras e produtoras agrícolas que querem atuar nesses países com financiamento do BNDES (o órgão acaba de aprovar a criação de um escritório de representação na África do Sul).

Ocorre que a legislação impede a concessão de benefícios a nações com dívidas atrasadas junto ao Brasil. Ao abrir mão da cobrança dos débitos, medida que ainda precisa ser aprovada pelo Senado, o governo pretende remover essa barreira – e deixar o caminho livre para as empresas amigas.”

dilma-rousseff-etiopia-

Presidanta de um país que é banânico há uma década cercada por presidentes de paises que tiveram suas dívidas perdoadas e que são banânicos há milênios

PADRE BRÁULIO DE CASTRO – OLINDA-PE

Papa Berto,

segue uma foto da década de 1970, quando fomos conhecer a residência de Luiz Américo em Atibaia.

O anfitrião nos recebeu com um baita de um churrasco, muita cana e como não poderia deixar de acontecer, o samba rolou até umas horas.

ftbr

Da esquerda para a direita: Bráulio de Castro, Raimundo Prates, Noite Ilustrada, Luiz Américo, Túlio Piva e Jorge Costa.

Raimundo Prates, compositor, que segundo Vinicius de Morais, se fez brinquedo da noite com o samba: A NOITE É UMA CRIANÇA”. A noite é uma criança, eu sou o seu brinquedo, não sou eu que chego tarde, eu s o sol que nasce cedo – a noite tem mais samba – o samba mais enredo – não sou eu que chego tarde – é o sol que nasce cedo.

Túlio Piva – compositor gaucho, autor do samba GUARDE A SANDÁLIA DELA, sucesso com Germano Mathias. “Guarde a sandália dela – que o samba sem ela não pode ficar – diga também pra ela – que a escola sem ela, não vai desfilar – diga que foi por ela – por causa dela – eu pareei de sambar – diga que toda favela – chamando por ela se pôs a rezar“.

Jorge Costa – compositor alagoano, autor de inúmeros sucessos, entres os quais: TRISTE MADRUGADA, MOÇA BRANCA DA FAVELA, INFERNO COLORIDO, FIM DE CARNAVAL, BRIGAMOS, SAMBA DA ROSA, e vai por aí a fora.

Noite Ilustrada e Luiz Américo, não precisam de apresentação.

Para os fubânicos curtirem, postei um samba gravado por Luiz. O tema foi baseado num fato verídico ocorrido com um morador do meu prédio, que havia chegado há pouco tempo em São Paulo.

O caso não foi parar na polícia porque o zelador muito malandro, conseguiu contornar a situação, evitando que a loirinha fosse agredida.

AVENTURA NA PAULICEIA - Samba – Bráulio de Castro - Canta – Luiz Americo.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Um certo dia esgotado do trabalho
Pois em São Paulo a gente tem que trabalhar
Peguei o carro e sai pra umas bandas
Não sou de umbanda, mas também sei me cuidar
Ia seguindo na Paulista bem tranquilo
Quando uma loira em grande estilo me acenou
Parei o carro e a convidei para entrar
Sem protocolo o meu convite ela aceitou.
Quando a fitei, eu exclamei, não é verdade
A exuberância da Fafá estava ali
Também os olhos lindos da Bruna Lombardi
No meu carango sem demora eu parti
A convidei para jantar na Bela Vista
Comer uma pizza na cantina Dom Carmelo
Com faceirice, bem dengosa ela me disse:
É uma prazer jantar com um moço assim tão belo.
Tomamos vinho, comemos nababescamente
Ela inocente quis dançar um discoteca
Eu disse neca, meu negócio é sambão
Sou brasileiro, gosto das coisas do meu chão
E aí sambamos até quatro da matina
Eu e a mina num embalo pra valer
Então ela se chegou, no meu ouvido sussurrou
Agora eu quero conhecer o teu apê
Quando chegamos na minha cobertura
Um quitinete que só tem uma salinha
Eu lhe servi uma dose de cana pura
Pra rebater um caldo quente de galinha
Assim depois de ter tanta despesa
Eu com surpresa vi a loura se despedir
E dessa aventura eu me arrependo
A linda loira era um tremendo travesti.

PADRE NETO FEITOSA – FORTALEZA-CE

Meu Papa,

Veja o que fizeram com o vídeo da “sofredora” senhora que diz que o bolsa família não dá pra comprar uma calça, hehehe.

Saudações Alencarinas

R. E ainda tem uns linguarudos que ficam dizendo que o gunverno do PT e o Socialismo Muderno não fizeram nada que preste.

Taí a prova de que os vermêios servem pra alguma coisa: servem como pretexto pra que seja feito um vídeo alegre, irreverente e criativo feito este pra alegrar o nosso domingo.

PS: Quem quiser rever o vídeo original, clique aqui.

LUIS NASSIF – SÃO PAULO-SP

Prezados (as).

A Agência Dinheiro Vivo realizará na cidade de Porto Alegre/RS, no dia 11 de Junho, às 14:00 hs, terça-feira, o 40º Fórum de Debates Brasilianas.org – A indústria naval brasileira.

A inscrição para participar do fórum pode ser feita pelo (11) 3667-2818 (ramal 24) ou pelo e-mail eventos@advivo.com.br

Faça parte da platéia participativa do debate, participe e confira a programação completa clicando aqui!

Será um grande prazer em tê-los conosco.

llnn

DON PABLITO – FORTALEZA-CE

Olha o que eu recebi de um amigo que mora em Londres.

Já está circulando em outros países também prevenindo aos que querem vir para a Copa e Olimpíadas. Vai ser um boicote geral.

Eu acho é pouco.

Quem sabe nossos políticos e governantes fazem alguma coisa até lá

dndd

R. Os patriosos vão ficar furiotas.

Ou, melhor dizendo, os patriotas vão ficar furiosos.

Vocês ficam cavando estas miudezas antibrasílicas e, no final, quem leva a fama de derrotista e pessimista sou eu. É cruel esta vida de blogueiro…

Vamos transcrever a tradução que você nos mandou junto com a ilustração:

NÃO VÁ AO BRASIL – Lá o crime é livre e tem total suporte do governo. Os menores de 16 tem passe livre para todo tipo de crime. A justiça do país não tem lei para os crimes cruéis de morte e estupro em transporte público.

BISPO MAURÍCIO MENEZES – PETROLINA-PE

Indômito Papa,

Para os Fubânicos indômitos também (ou quase), segue o mote, com a primeira estrofe.

E vamos glosar.

Abraço a todos.

Lá em casa, quem manda é a mulher
Muito embora eu não seja obediente.

Casamento é um elo abençoado
Quem procura, deseja ter um lar
Mas é triste um sujeito se casar
E depois de casar, ser controlado.
A mulher dominante do seu lado
Se pudesse, botava até corrente
Mas comigo é rojão é diferente
Vou pra rua fazer o que eu quiser
Lá em casa, quem manda é a mulher
Muito embora eu não seja obediente.

EDINAEL CHIBATTA – RIO DE JANEIRO-RJ

Bom dia!

Sou fan do JBF  e acho o JBF o melhor jornal da atualidade, pois, suas reportagens e opiniões são verdadeiras e imparciais.

Gostaria que vcs fizessem uma matéria ou comentário sobre o desreipeito que nós motoristas de ônibus enfrentamos todos os dias pela população e pelos patrões que nos obrigam a fazer horas extras e não nos pagam.

R. Caro leitor, você nem imagina a alegria que sinto ao receber uma mensagem assim feito a sua. Um batalhaddor que ganha a vida com seu trabalho honrado (e não com esmolas do gunverno), um homem do povo, que lê e gosta do JBF.

Eu fico ancho que só a porra!

Quanto à matéria ou comentários sobre os desrespeitos de que são vítimas os profissionais do volante, eu confio na comunidade fubânica pra que sua solicitação seja atendida. Alias, com este seu sobrenome “Chibatta”, o que não vai faltar é arma pra gente baixar no lombo dos desrespeitadores…

Aguardemos as manifestações dos nossos leitores, comentaristas, colaboradores e colunistas. Aqui nós temos malassombrado pra todo e qualquer assunto!

Muito grato mesmo pelo seu contato e pela generosidade de suas palavras, quando diz que o JBF é “o melhor jornal da atualidade”.

Abraços e um excelente final de semana, pra você e pra todos que lhe são caros, nessa bela Cidade Maravilhosa!

cpcb

MÁRCIO ALMEIDA – OLINDA-PE

Caro Papa,  

Como eu sei que o JBF é um ambiente antenado com as novas tendências… sei também que hoje em dia tá uma moda danada dos hômi querendo virar muié e vice-versa!!

Tá uma verdadeira PUTARIA esse país !!

Será que em alguns anos, num futuro próximo, as mulheres serão assim como “essa gata” (POR lebre) DA FOTO ???  

Saudações!!

R. Minino, o cunhão desse xibungo, embora seja a menor da coisa da foto, é o que mais se destaca.

Do tamanho de uma bolsa. Escrotal.

Vôte!!!

zovo

ERALDO CAVALCANTE – MACEIÓ-AL

Caro Berto

Homenagens a Luiz Gonzaga nunca é demais. Foram muitas nas comemorações do centenário. Mas ao se aproximar o São João, Mestre Lua deve ser sempre lembrado e esta foto seria uma boa lembrança de Luiz Gonzaga.

Esta foto histórica faz parte de um capítulo na vida do rei do baião que ninguém contou. O prestígio que gozava com políticos da cidade. Propriá em Sergipe foi palco de muitas visitas do rei ao Sr. Pedro Chaves, líder político e prefeito, gerando uma intensa amizade que resultou em várias canções como “Propriá“, “Forró de Pedro Chaves” e “Malhada dos Bois” (cidade próxima a Propriá) e ainda como fruto dessa amizade  surgia o boato que Luiz teria ao se referir na música Propriá, a “Rosinha ficou lá em Propriá…

Teria sido um amor não correspondido do rei por um bela mulher-dama (como o próprio Gonzaga se referia as mulheres de vida fácil), mas que realmente não passou de um boato e que gerou uma insatisfação no rei do baião, pois o mesmo ao tomar conhecimento quando retornou a Propriá foi procurar a mulher para satisfações e que segundo o próprio interessado relata assim em uma das suas biografias “quando eu dei com os costados em Propriá a mulher sumiu”!

LUIZ GONZAGA- propriá

Pedro Chaves hospedava Luiz em sua casa ou na fazenda Cabo Verde, ainda de propriedade da família Chaves, e Luiz foi homenageado pelo prefeito com uma Praça em seu nome, que felizmente ainda persiste a homenagem.

Ao saber que voltaria mais uma vez a Propriá Luiz Gonzaga encomendara ao amigo Pedro Chaves que também contratasse “uma menina” que andava fazendo sucesso com um grupo chamado Patrulha do Rei,  que se apresentava um dia antes nas cidades ele iria fazer seus shows, mas que ainda não a conhecia. E assim Pedro Chaves contratou a pedido de Luiz,  Marinês, a rainha do xaxado que também começava a brilhar.

Foi no dia desta foto, cedida gentilmente por Dona Maria Chaves, filha do ilustre Coronel Pedro Chaves.

Estou sempre ligado no Besta Fubana

Abraços

R. Gratíssimo pelo contato e pelo envio desta foto histórica, meu caro. Este time de leitores fubânico é uma coisa da bixiga lixa mesmo.

Só faltou você nos dizer o ano em que a foto foi tirada. E também identificar qual dos dois engravatados em cima do palanque é o coroné Pedro Chaves. Vou aproveitar o embalo pra oferecer pra comunidade fubânica a música Forró de Pedro Chaves, que Luiz Gonzaga compôs pro chefão político de Propriá naquele tempo.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

É um privilégio editar um jornal que tem leitores assim feito você ligados com a gente.

Abraços e um excelente final de semana!

CARDEAL BERNARDO – MACEIÓ-AL

Mestre Papa,

Sem respeitar a gravidez, o vento tarado e barrufante soprado na Inglaterra, insiste em mostrar pela segunda vez o priquito real da Kate Middleton.

Deus tumara que ele consiga.

Com os respeitos do Cardeal

R. Como diria meu finado pai, um PR (Priquito Real) deve ser uma coisa Sua Incelença.

No caso de uma fêmea da realeza, deve ser uma coisa Sua Principensa…

PR1PR2

JOÃO ROBERTO MACIEL DE AQUINO – SANHARÓ-PE

NAMORO VIRTUAL

Eu, um cabra amatutado,
Sofrido ao sol do sertão
Onde nasci e fui criado
Sem conhecer diversão,
Já depois de homem feito
Um dia, meti os peitos
E fui morar na cidade
Atrás de conversa a toa
Que a coisa lá era boa
E cheia de modernidade.

Comprei uma casa na rua
Pintei, troquei fechadura,
Mudei-me de mala e cuia,
Fui viver essa aventura.
Falei com Ciço Morcego
Pra me arranjar um emprego
Em sua mercearia
Fiz logo umas amizades
Com uns cabras de minha idade
Imbroquei na putaria.

Depois do expediente,
Corria pro cabaré
Pra me espaiá na aguardente
E chambregá com as muié.
De trabalho e bebedeira
Passava a semana inteira
Sem ter tempo pra mais nada,
Mas, o tempo foi passando
E eu fui me abusando
Dessa vida desregrada.

Domei meu instinto à força,
Abandonei o fuá,
Fui procurar uma moça
Direita pra namorar.
Mas, a fama de depravado
Que já tinha se espalhado
Pela cidade todinha,
Impedia que eu achasse
Uma mulher que topasse
Ser a namorada minha.

Clique aqui e leia este artigo completo »

CARDEAL FRED MONTEIRO – RECIFE-PE

Amigo Berto.

Comunico ao Santíssimo Papa e a todo o clero da ICAS e fiéis leitores do JBF que meu novo Blog PROS&RIMA já está vivo e bulindo, nas ondas do éter cibernético.

Vocês todos podem adentrar o gramado prosístico e poético desde já clicando na imagem abaixo:

FFMM

No espaço vão ser publicados exclusivamente crônicas, poesia (principalmente literatura de cordel) e rabiscos literários diversos desse seu amigo e alguns colaboradores.

Disponha do PROS&RIMA e do Cardeal aqui.

Abraços para toda a Pontifícia Família!

R. São os malassombrados fubânicos se multiplicando no espaço internético. Eu acho é pouco!!!

Já estive lá e já deixei minha impressão. Um espaço arretado.

Parabéns, meu Cardeal.

Muito sucesso, que você bem merece. 

PADRE CELESTINO PIMENTEL – NATAL-RN

Imiscível Papa Bertius I

Receba o meu abraço e a súplicas das suas bençào fubãnicas…

Dentro deste país confuso, ouso filosofar no iício da semana…

À reflexào, testosterônico Papa…

Abraços

R. Meu caro, esta semana eu recebi a visita de uma grande amiga ai de Natal, Paulina, uma simpática potiguar, que me deu a seguinte notícia: ela disse que viu você dando entrevista pra uma televisão local, dizendo que o Jornal da Besta Fubana é o blogue melhor e mais lido do Brasil. Uma afirmação desse porte, dita por um cabra assim do seu tope, acaba virando verdade.

Na mesma hora eu disse pra minha amiga: esta capacidade de mentir de cara lisa é a mais destacada característica de todos nós da comunidade fubânica.

Padre Celestino, doutor médico de profissão, é fubânico veterano e irmão da fubânica caloura Violante Pimentel. Uma parelha da bixiga lixa.

Num desapareça não, seu cabra!

* * *

FILOSOFIA DE SEGUNDA FEIRA…

celestino2

Chega um tempo, que a vida vem em ondas como o mar…

chega um tempo,que tudo vem com mais

facilidade, inclusive a morte…

chega um tempo,que você acha que a vida, pra você,

foi pouca ou foi demais…

Clique aqui e leia este artigo completo »

CARDEAL BERNARDO – MACEIÓ-AL

Mestre Papa,

mais uma nutricionista saída quentinha da linha de montagem do DS.

Com a palavra o Cardeal Carmelengo para o devido encaminhamento à paróquia da vez.

Com os respeitos do Cardeal.

R. Nutricionista com uma mala de viagem… vocês aprontam cada uma…

Ela tá indo dar de comer a quem???

peladona6

CARDEAL FRED MONTEIRO – RECIFE-PE

Papa Berto:

VS já deve ter tomado conhecimento, claro, mas nunca é demais rever essa “coitadinha” carente falar de viva voz que “foi à Caixa como de costume depositar dinheiro na poupança do marido e aproveitou para sacar o “bôfamília” como ela fala, de abril e maio”… isso antes do “boato” famoso.

Os contorcionistas explicatórios fubânicos devem ter uma excelente explicação para esse milagre: o sagrado dinheiro do “bôfamília” se multiplica nas mãos da pobreza brasileira.

Nesses oito anos não duvido que milhões de calças jeans de 300 reais devam ter sido compradas para amenizar a fome dessas eleitoras e eleitores abençoados pelo São Luís 51, o protetor dos frascos e dos comprimidos.

Até quando ????

R. Eu desconfio que esta eleitora de Dilma que aparece no vídeo tenha cometido uma vingança: botou na poupança do marido, que toda semana enfia na poupança dela…

Pelo visual – roto, maltrapilho, catingoso e sujo -, esta senhora deve ser uma das bolsistas mais pobres, famintas e miseráveis do estado. Bem que me disseram que o Ceará, com Fortaleza à frente, vive um clima de prosperidade que dá inveja até aos ricos da California.

VIVIANE MELO – RECIFE-PE

Quem paga isso? Nosso impostos!  

Olha prova aí:

BPPC

Agora me digam se dá pra entender:

Quem não trabalha, ganha 852,00 e quem trabalha o mês inteiro ganha 658,00 fora os descontos.

Além disso, se um homem for preso porque matou um cara, sua esposa recebe 900,00 por mês, porque seu marido está preso e sem poder levar sustento pra casa, mas a esposa do assassinado não ganha nada. E morto tem condições de levar algum sustento?

Que país é esse?

Isso chama-se inversão de valores.

R. O que eu achei arretado mesmo num foram nem os números.

O que me chamou a atenção foram os conselhos dados no final do extrato da Caixa. E que tem o significativo título de “Dica do Bolsa”, dando aulas de Economia Doméstica e de como gastar o dinheiro do Bolsa Voto. Pura erudição acadêmica petralha.

Caríssima leitora, vou complementar sua carta com uma foto que foi tirada aqui perto da minha casa, logo após aquela chuva pesada que caiu sobre o Recife. Uma foto que é a cara de Banânia da atualidade:

mapa de banânia

LARA DANUSA – SAMBAIBA-MA

Oi bom dia,

Sou Lara Danusa, sou de Sambaiba-MA, e sou muito devota de Nossa Senhora Aparecida do Coco.

Teria como vc me mandar por e-mail os hinos de Nossa Senhora?

Te agradeço.

R. Nossa Senhora do Coco…

Quando eu digo que é surpreendete e imprevisível esta rotina diária de blogueiro, tem gente que não acredita. Pois, acreditem. É mesmo. Aqui tem de tudo e mais alguma coisa.

Caríssima leitora, o hino de Nossa Senhora do Coco da Aparecida já foi publicado aqui no JBF, na Coluna de Raimundo Floriano, em agosto do ano passado. Clique aqui e confira.

Grato pelo contato e disponha sempre.

vista-panoramica

A progressista cidade de Sambaiba, localizada no sul do progressista estado do Maranhão, a 689 km da capital, São Luís

CARDEAL PEDRO MALTA – RIO DE JANEIRO-RJ

Santidade

Muitos leitores dessa gazeta da bixiga lixa nunca viram uma chana levando ferro. 

Assim, na foto a seguir, mostro  em detalhes esse tão raro e agradável acontecimento.

R. E tem um detalhe significativo, meu caro: esta chana está levando ferro atrás…

 chana

CARDEAL BERNARDO – MACEIÓ-AL

Mestre Papa,

veja o padecimento castigatório de uma noviça rebelde.

Com os respeitos do Cardeal.

CSTG

MÁRCIO ALMEIDA – OLINDA-PE

Papa, estou preocupado…
 
Vendo esta linda foto, tentei ler a marca da tanguinha que a moreninha tá mostrando, mas não consigo ler nada… será que to com as “vista ruim” ou será que tô prestando atenção é no papeirão dela…

Vôte, que coisa !!!
 
Bom final de semana…

R. Você trate de criar vergonha no fucinho, seu cabra.

Isto aqui é um ambiente familiar e de respeito.

E largue de ser cego que só a gôta serena, homi. Num tá vendo que a marca escrita na etiqueta, em latim, é Bundae Brasilis????

h

NÉLIO SANTANA – SANTA MARIA-RS

Luiz Berto:

Volto ao assunto da adulteração do leite, porque este me dá muita revolta e a exata noção que regredimos.

Não sou gaúcho.  Aqui cheguei em 1987, formei família, me estruturei profissionalmente. Adotei este estado e este estado me adotou. Desde então tive conhecimento das tentativas de fraudar o leite. Os métodos dos fraudadores não são novos, nem elaborados. Eles são todos conhecidos.

Mesmo quando os mecanismos de controle sanitário eram menos sofisticados, sabíamos disso. Mas havia controle sanitário.

Por isto a minha revolta em perceber que métodos manjados voltaram a ser eficazes. As atuais descobertas foram protagonizadas PELO MINISTÉRIO PÚBLICO! Das autoridades sanitárias, um sonoro silêncio. Daí a termos sérias dúvidas sobre a fiscalização em procedimentos básicos, como a higiene na manipulação e transporte do produto é um pulo.

A quem reclamar? É a Era da Mediocridade nos sufocando.

BISPO A. FERREIRA – PALMAS-TO

Sinceríssimo Papa Berto,
 
Existem certas afirmações que são previsíveis e absolutamente impossíveis de se esconder.
 
Uma dessas, é sobre o famigerado programa bolsa família do governo federal, depois do boato de sua extinção, emitida pela jornalista paraibana Rachel Sheherezade do SBT repórter.
 
Veja se não é um verdadeiro chute na ferida.
 
Meus respeitos.

PADRE MARCOS PASSOS – RECIFE-PE

Nobre Papa Berto,

Conto com a tua presença e divulgaçao do lançamento do livro Filha da Poesia da minha irma, a poetisa Cármen Beatriz Passos.

Abraços!

R. Só mesmo na comunidade fubânica. Uma família de malassombrados, uma tuia de poetas, uns barruandos nos outros quando andam dentro de casa.

Cármem, que é professora e formada em Letras, nasceu em São José do Egito-PE, terra da poesia, e é filha de pai e mãe também poetas. Desmantelo só presta grande!

Não dá pra perder esta festa. Não só pelo lançamento, mas também pelo espetáculo que será proporcionado por outros artistas malassombrados ilustres.

Muito sucesso pra Cármem e pra toda a família!

Poeta sublime, sutis sentimentos,
Que vive a saudade dos tempos de outrora
No livro da vida, feliz, rememora
Seus cantos, seus dias, seus belos momentos
Não teme os fantasmas dos negros tormentos
Que as luzes das rimas irão rebrilhar
É filha da arte que faz encantar
É Cármen-poema e é Beatriz,
Que faz com seus versos a gente feliz
Nos passos gigantes do seu versejar .

Marcos Passos

MARCOS

 

BISPO A. FERREIRA – PALMAS-TO

Jurisconsulto Papa Berto,

Não é preciso ser especializado em direito para entender o que diz a Constituição Federal no Art. 37, inciso XVI:  

É vedada a acumulação remunerada de cargos públicos, exceto, quando houver compatibilidade de horários:

a) a de dois cargos de professor;

b) a de um cargo de professor com outro técnico ou científico;

c) a de dois cargos privativos de médico;

O que me deixa mais arretado da vida é saber que essas porras desses políticos descarados cada vez mais perdem a última gota de vergonha que ainda lhe restam na cara e acham que todos nós brasileiros não passamos de meros palhaços (sem querer ofender a classe circense).

È que eu, como servidor público, fiquei indignado com a matéria publicada ontem na Folha de São Pauloonde o Sr. Afif Domingos diz não ver problemas em ocupar o cargo de ministro e vice-governador de São Paulo.

Ora, se ministro e vice-governador não forem cargos públicos, o que serão então? E o pior, ele (o Afif) conseguiu um parecer favorável da AGU – Advocacia Geral da União.

Meu Papa, peço-lhe encarecidamente, me explique essa.  

Meus respeitos.

R. Bateu na porta certa, meu caro.

Aqui no JBF funciona, com asinina regularidade, um Departamento de Explicação das Coisas Inexplicáveis, sob a competente direção de um colegiado de fubânicos gunvernistas.

Aguarde que, com toda certeza, ele vão tirar sua dúvida.

NÉLIO SANTANA – SANTA MARIA-RS

Luiz Berto:

O governo brasileiro externou sua intenção de importar 6 mil médicos cubanos. Veja bem: não foi Cuba que ofereceu; foi o governo que IMPÔS os parâmetros. Ante a péssima recepção à “idéia”, desenvolveu a tese de que também seriam convocados médicos espanhóis e portugueses. Não se engane, amigo: isso é uma cortina de fumaça.

Nas condições impostas, com a natural barreira do idioma e pela remuneração ridícula a ser oferecida, apesar da crise europeia poucos serão os profissionais que se disporão a custear passagens para si e família atravessarem o Atlântico e reiniciar a vida em uma região desconhecida e culturalmente diversa. Eles querem os cubanos.

Algumas questões:

- Estes médicos estão ociosos em Cuba? Ou será que eles deixarão de atender os cubanos para, suprema solidariedade, atuarem aqui?

- Eles não serão avaliados. Quem garantirá que são mesmo médicos?

- O projeto teria duração de 3 anos. Isto significa que, neste prazo, todas as mazelas da Saúde no Brasil serão resolvidas? Como? Onde estão os planejamentos?

- Esse prazo (3 anos) não ultrapassa a duração do mandato presidencial? Podemos deduzir que o governo não crê na hipótese de não ser reeleito, considerando o ato de votar mero procedimento homologatório?

- De onde o governo tirou essa necessidade de 6 mil? Da cartola?

- Com esta ação, cairia por terra a necessidade do profissional estrangeiro revalidar sua habilitação para atuar no país. O governo oficialmente extinguiu o programa REVALIDA?

CARDEAL JESSIER QUIRINO – ITABAIANA-PB

Meu cumpade e Papa Berto I

Confira o sortimento da loja Viúva Guilherme de um Recife dos velhos tempos.

Acho que a proprietária era viúva de um pianista, fumador de charuto e jogador de sinuca.

Peguei num livro (uma espécie de anuário) que tenho aqui comigo. O anuncio (com uma foto do prédio) está publicado rigorosamente nos seguintes termos:

Viuva Guilherme

 Grande importação de Fazendas e Modas, artigos de Armarinho. Perfumarias.
Atelier de Costuras de primeira ordem,
Preços Reduzidos
Sortimeto completo de tapetes e todas as classes de  forros de casas; cortinas, reposteiros  e todos os acessórios para bilhar, charutos havanos,  coroas mortuárias e auto-pianos allemães. 

João Ferreira & C.
RUA 1º DE MARÇO N. 3
Recife – Pernambuco

qj2qj1

ALLAN KLEBYSON – BREJINHO-PE

Meu caro Papa Berto,

segue em anexo o cartaz da SEXTA DA CULTURA, evento primeiro de reavivamento da cultura da cidade de Brejinho, Pajeú pernambucano.

Aproveito a credibilidade da Besta Fubana para pedir que o banner da SEXTA seja publicado nessa gazeta da bixiga lixa.

Os fubânicos brejinhenses estão afoitos para que chegue logo essa sexta-feira.

R. Pronto. Tá feito o registro.

Num peça nada aqui, meu caro: mande as ordens.

Quanto à “credibilidde da Besta Fubana” eu tenho sérias dúvidas…

Disponha sempre e faça muito sucesso, seu cabra! Quero ver esse sertão pegando fogo de tanta poesia.

sexta da cultura

NÉLIO SANTANA – SANTA MARIA-RS

Luiz Berto:

Tomaste conhecimento do escândalo de adulteração do leite?

Estão tendo consequências, e não estão sob o controle governamental. O produto aqui, agora restrito a algumas marcas, subiu muito de preço (como era de se esperar).

Mas o pior é ter de ouvir, tanto das autoridades envolvidas no processamento como das empresas, que a cadeia do produto sofre uma rigorosíssima análise e competente controle de qualidade. Sei. Nós estamos vendo o resultado de tanta competência e rigor juntos. Todo produto alimentício, em particular leite e seus derivados, possuem no seu rótulo o selo da SIF (Serviço de Inspeção Federal) que, EM TESE, DEVERIA GARANTIR A SANIDADE DAQUELE. Mas o que se conclui mesmo é que este não serve de nada.

Apesar de concordar que tem coerência a afirmação de que não faria sentido a indústria de laticínios receber leite sabidamente adulterado que teria sua água adicionada fraudulentamente retirada para fazer, p. ex., leite em pó, me preocupa a omissão destes; saber que eles aceitam qualquer tipo de leite.

Será a Era da Mediocridade nos alimentos?

R. Deixe de ser falador e medite sobre o conselho de Olavo Bilac:

“Ama com fé e orgulho a terra em que nasceste. Jamais verás país como este!”

BANÂNIA

VEREADOR ROBSON LEITE – JABOATÃO-PE

Caros Senhores e Senhoras,

Estou encaminhando hoje ao plenário da câmara de Jaboatão dos Guararapes um Projeto de Lei que estabelece a obrigatoriedade de envio de mensagem de SMS sobre a aproximação de chuvas fortes consideradas como tempestades ou outras intempéries da natureza.

Caberá ao município celebrar convênios ou parcerias públicas com as empresas de telefonia móvel para o envio de mensagens pelo sistema SMS.

Encaminho em anexo cópia do Projeto de Lei. Solicito se possível a divulgação.

Desde já me coloco a disposição para maiores esclarecimentos.

R. Saiba Vossa Excelência que eu, como Editor deste jornal escroto, me sinto sumamente honrado por receber um pedido de divulgação de uma iniciativa tão importante.

Eu fico feliz que só pinto em bosta ao receber mensagem de um político. E se esse político é um parlamentar do PT, assim feito Vossa Excelência, eu fico numa alegria da porra, num contentamento que chega me dá vontade de enfiar o dedo na bochecha e rasgar.

Disponha sempre deste espaço, Excelência. Quanto à cópia do seu projeto, ela ficará aqui comigo, à disposição dos nossos leitores. Quem quiser receber, é só me pedir que eu enviarei. Estou certo que a caixa de correspondência do JBF vai ficar congestionada. Sei que não vou fazer outra coisa nos próximos dias, a não ser enviar milhares de cópias deste projeto pros interessados. Mas farei o sacrifício com muito gosto. Tudo pelo interesse do povão!

E, assim que eu tiver um tempinho, vou procurar saber que porra é que significa esta sigla, SMS, contida no vossa carta. Me desculpe, sou analfabeto nessas mudernagenzinhas tecnológicas.

Sucesso, senhor vereador. Espero que Vossa Excelência não morra afogado na próxima chuva pesada que cair na região metropolitana do Recife.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa