8 outubro 2016 DEU NO JORNAL

O POSTE CERTO

As grosserias de Dilma não se limitaram ao Brasil: no livro Eu e os Políticos, recém-lançado em Portugal, o jornalista José António Saraiva (ex-diretor do semanário Expresso, o mais importante do país) revela que o ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho a define como “mulher presunçosa, arrogante, desagradável”. Como quando decidiu visitar Lisboa em plena data nacional do país e ainda foi mal-educada com o anfitrião. E fez várias desfeitas ao então presidente Cavaco Silva. 

No cargo há dois anos, Dilma foi a uma reunião de cúpula na Espanha e falou em espanhol por 10 minutos com Cavaco, sem saber quem era.

Dilma, presidente há dois anos, não conhecia Cavaco Silva?”, indaga Passos Coelho, para quem ela demonstrava desprezo por Portugal.

Dilma fez outras grosserias, como não cumprimentar Marcelo Rebelo de Sousa por sua eleição como presidente Portugal, este ano.

Para demonstrar sua irritação com a derrota de Cristina Kirchner, Dilma deu um jeito de chegar à posse Maurício Macri, presidente eleito da Argentina, após a solenidade.

vaca-peidona-1

“Eu sou boa pra dar coices. Mas também gosto muito de peidar”

* * *

Visitar Lisboa na data nacional de Portugal equivale a um chefe de estado estrangeiro visitar o Brasil no dia 7 de setembro.

Trata-se de uma substituta à altura e no nível de educação do seu Criador.

Vaca Peidona, em Portugal, não fez nada além de representar com coerência a nação inaugurada pelo PT, a República Federativa de Banânia.

Vamos botar Polodoro pra rinchar em homenagem a ela, a Lula e, sobretudo, a quem votou (e revotou!!!) nela.

Rincha, Polodoro!

7 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA SEXTA-FEIRA – UM TRIO PARADA DURA

lava-jato

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, determinou a divisão em quatro inquéritos da maior e principal investigação da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, que apura se existiu uma organização criminosa, com a participação de políticos e empresários, para fraudar a Petrobras.

Com a decisão, tomada após pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa a ser alvo de um desses inquéritos, o que vai apurar a atuação do PT no esquema investigado.

Outros políticos que também serão investigado são o deputado cassado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e o presidente do Senado, Renan Calheiros.

Agora, serão 66 investigados: o inquérito sobre o PP terá 30 investigados; o do PT, 12 investigados, entre eles o ex-presidente Lula; o do PMDB no Senado, nove; e o do PMDB na Câmara, 15.

Isso porque, apesar de ser um esquema amplo na Petrobras, as investigações apontam para existência de subesquemas na estatal, na qual cada partido dominava uma diretoria e atuava em desvios nos contratos de cada uma delas.

As investigações apontam que o PP atuava para desviar valores da Diretoria de Abastecimento. A partir daí, havia pagamento de propina a políticos do partido.

Já o PT atuava nos contratos da Diretoria de Serviços, enquanto o PMDB tinha como foco desviar recursos da Diretoria Internacional, segundo as investigações.

* * *

Organização criminosa para fraudar a Petrobras“, no dizer do ministro.

Só faltou ele acrescentar o seguinte: “…no tempo e na época em que a Petrobras era administrada pelo PT e seus diretores eram nomeados por Lula e Dilma“.

As súplicas, apelos e rezas da fubânica petista Cobra de Resguardo foram, enfim, atendidas: a Lava Jato pegou Eduardo Cunha, que agora está no mesmo balaio dos guabirus petralhas.

Eu só achei estranha esta informação de que no PT serão 12 guabirus investigados. Pra ser coerente com o número da quadrilha, deveriam ser 13 ladrões investigados.

Agora, aqui entre nós, que time arretado: Lula, Cunhão e Renan.

Três tolôtes no mesmo pinico.

Putz!

ler

Um trio que tem a seguinte característica: quem ama o primeira da esquerda, ama também os outros dois

7 outubro 2016 DEU NO JORNAL

O “CRIME PERFEITO” JÁ ERA

A Operação Janus, da Polícia Federal, que rendeu ao ex-presidente Lula seu terceiro indiciamento por corrupção, desmantelou o que era considerado “o crime perfeito”: o financiamento bilionário de obras no exterior com recursos que o BNDES sacava do Tesouro Nacional.

O “crime perfeito” dispensava licitação e também autorização legislativa, e blindava o financiamento da fiscalização dos órgãos de controle.

Desde 2005, cresceram cerca de 1.200% os financiamentos do BNDES para empreiteiras brasileiras no exterior, principalmente a Odebrecht.

Entre 2007 e 2014, governos Lula e Dilma, o BNDES bancou US$3,3 bilhões para empresas brasileiras (e Odebrecht, claro) em Angola.

A empreiteira Odebrecht faturou 26 dos 48 projetos de infraestrutura na América Latina até 2012. Apenas em Angola tinha 35 grandes obras.

* * *

Números tipicamente petrálhicos:

– crescimento de 1.200% nos financiamentos do BNDES e

– US$ 3,3 bilhões para obras da Odebrecht em Angola.

E tudo isto era você quem pagava, amigo contribuinte.

Pagamos todos nós, com nosso suado dinheirinho.

A fubânica petista Cantora-De-Uma-Nota-Só, com certeza, vai dizer que o “caso Banestado” foi muito pior.

Aguardem e comprovem…

banestado-corrupcao-privataria

7 outubro 2016 DEU NO JORNAL

DESDE O TEMPO DAS CAVERNAS

Cientistas anunciaram na manhã desta quarta-feira (5), no Museu de Ciências da Terra, no Rio de Janeiro (RJ), a descoberta do que anunciaram ser o maior dinossauro já encontrado no Brasil, com 25 metros de comprimento.

O público poderá ver a partir desta quinta-feira (6) a reconstrução do braço do dinossauro em tamanho natural no museu.

Fósseis do dinossauro batizado de Austroposeidon magnificus foram encontrados em Presidente Prudente (SP), ainda na década de 1950, pelo paleontólogo Llewellyn Ivor Price (1905-1980) e depois reencaminhados para o museu onde foram estudados por todo este tempo.

dinossauro-descoberto

Titanossauro Austroposeidon magnificus tinha 25 metros de comprimento

* * *

Coroando estes estudos sobre o dinossauro, os cientistas informaram que na caveira do bicho, bem no meio da testa, foi localizada a estrela do PT.

E, logo abaixo do rabo e acima do furico, estava gravada a inscrição Militante Petêlho“.

Uma descoberta científica histórica e marcante!

dinossauro-petralha

“Abaixo o golpe! Viva Lula! Volta Dilma! Fora Temer!

6 outubro 2016 DEU NO JORNAL

A MONOTONIA DE UMA NOTA SÓ

A alegação de “golpe”, adotada pelo PT, foi desmoralizada pela própria realização de eleições livres no País, e pela vontade das urnas: a votação de candidatos do PT representou apenas cerca de 10% dos mais de 67 milhões de brasileiros que votaram em candidatos “golpistas”, claramente favoráveis ao impeachment de Dilma.

O PT teve 6,8 milhões de votos, um terço do seu desempenho eleitoral de 2012.

Partidos que os petistas acusam de “golpistas”, PSDB e PMDB elegeram juntos 1.821 prefeitos, contra apenas 256 do PT.

Em 2014, a chapa Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) obteve 54,5 milhões de votos. Aécio Neves (PSDB), 51 milhões.

O PT perdeu mais de 400 prefeituras, dois terços do que havia conquistado há 4 anos, incluindo seus maiores redutos em São Paulo.

O PT perdeu 11,4 milhões de votos em relação a 2012, quando foi o mais votado. Ficou atrás do PSB e até do PSD, em 2016.

* * *

Este mi-mi-mi, este lenga-lenga de “golpe” com que os zisquerdista torram o saco de quem usa a razão – quando falam do pé-na-bunda de Dilma -, tá mais repetitivo e monótono que a enfadonha fixação do fubânico petista Alienado Total no chamado “Caso Banestado”.

Quem quiser saber que caso é este, divirta-se no Wikipédia clicando aqui.

E quem não quiser ir lá, divirta-se por aqui mesmo, ouvindo Tom Jobim cantando Samba de Uma Nota Só.

6 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA QUINTA-FEIRA – FUMO NO OLHO DO FURICO

unanimidade

O Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou, nesta quarta-feira, 5, por unanimidade, que o Congresso Nacional rejeite as contas de 2015 da ex-presidente Dilma Rousseff, a exemplo do que ocorreu em relação ao ano anterior e que levou ao impeachment da petista.

* * *

Eu gostei mesmo foi desta expressão: “decisão unânime”.

Me alembrei-me da história do vereador discursando sobre um determinado fato, sobre o qual seus adversários tinham outra opinião:

“E quando disserem que não fumo nóis que fizemos, nóis grita tudo por uma boca só: Fumo, Fumo, Fumo!!!

O fumo entrou todinho no furico da Vaca Peidona, que é pra ela aprender a fazer contas.

6 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA QUINTA-FEIRA – CHEGOU A VEZ DOS EMPLUMADOS

propina-fhc

Operação Lava Jato investiga um suposto esquema de corrupção na compra de termoelétricas pela Petrobrás, no período de 1999 a 2001 (Governo FHC). A Polícia Federal abriu inquérito para apurar a aquisição envolvendo as empresas Alsotm/GE e NRG.

A investigação parte da delação do ex-diretor da área Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró, que, na década de 1990, era gerente de energia do Departamento Industrial da estatal petrolífera.

fhc_e_cervero88744

* * *

Notícia arretada! Notícia excelente!

Uma investigação que chegue até o reinado tucano, vai enfiar uma rolha na bocarra dos petralhas, que dizem que a Lava Jato foi montado só pra denegrir e perseguir a turminha de istrêla vermêia.

O inusitado nesta história foi a reação de FHC: ele declarou que a investigação deve ir até as últimas consequências, e os culpados devem ser punidos.

Vou enviar uma mensagem pro Institituo FHC (existe um?) ensinando que não é assim que se reage a uma notícia desta.

Vou explicar que o tucano tem que ler e se inspirar nas notas do Instituto Lula e nas declarações de Rui Tabacudo Falcão.

Estas notas são sempre rebatendo as investigações sobre a guabirutagem petralha, repetindo, monotonamente, que tudo não passa de perseguição ao homem mais honesto deztepaiz e ao gunverno que, segundo o fubânico petista Ceguinho Teimoso, tirou 400 milhões de fudidos da miséria absoluta, um número maior que a população de Banânia.

É assim que FHC deveria agir também.

6 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA QUINTA-FEIRA – NEPOTISMO VERMÊIO-ISTRELADO

angola

* * *

Agora só falta mesmo os alienados mentais das zisquerdas acusarem a Polícia Federal – a brava, republicana e eficiente Polícia Federal -. de ser “golpista” e de “direita”.

Vamos botar Polodoro pra rinchar em homenagem a estes idiotinhas.

Nosso estimado jegue vai rinchar enquanto balança a pajaraca, de olho no furico de uma militante vermêia que toma sol às margens do Rio Una, lá em Palmares.

Rincha, Polodoro!

6 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA QUINTA-FEIRA – UFA!

supremo

O STF decidiu, por 6 votos a 5, que condenados em segunda instância podem, sim, ir para a cadeia, sem a necessidade de aguardar o esgotamento dos recursos.

Está mantido, assim, o entendimento da Suprema Corte de fevereiro deste ano, quando o placar foi de 7 a 4 – Dias Toffoli migrou para o lado derrotado.

Vitória, apertada, da Lava Jato.

Derrota de Lula et caterva.

qd

* * *

Ufa!!!

Que alívio!!!

Uma notícia arretada para a banda decente deztepaiz.

Que venham mais notícias assim!

Tudo indica que teremos um excelente final de semana.

5 outubro 2016 DEU NO JORNAL

UMA LISTA ANSIOSAMENTE AGUARDADA

Em depoimento que durou dez horas, em Curitiba, no mês de agosto passado, o empresário Marcelo Odebrecht disse a quatro procuradores da República ter a intenção de explicar, em detalhes, como fez pagamentos ilícitos a políticos de diversos partidos nos últimos anos.

Foi a primeira vez que o herdeiro da maior construtora do país se reuniu pessoalmente com integrantes da força-tarefa da Lava-Jato para tentar viabilizar um acordo de delação, que está em negociação desde maio.

O ponto central do depoimento foi sobre a motivação da Odebrecht para fazer as transferências: caixa dois de campanha ou propina ligada a obras públicas.

* * *

Dez horas de depoimento. Marcelo fala mais do que Lula.

A diferença é que Lula só fala merda. E Marcelo joga merda no ventilador.

Como diz o fubânico petista Tapado Todinho, Marcelo Odebrechet, o Juiz Sérgio Moro e a Rede Globo se uniram para inviabilizar a eleição do candidato mais cotado para 2018, do primeiríssimo lugar nas pesquisas, do herói impoluto e de ficha limpa, do Deus Menino da Teologia Petralha, do Homem-Que-Nunca-Mentiu-Na-Vida, o fodão LUIZ, O INÁCIO, LULA DA SILVA, um cabra pobretão não tem uma única propriedade registrada no seu nome em qualquer cartório da República Federativa de Banânia!!!!!!!!!!!.

O caminho do Iluminado Petêlho para a vitória em 2018 já está todo atapetado por istrêlas vermêias que sobraram das eleições municipais do último domingo.

cpd

E, já que falei em merda, é imperioso reconhecer que merda é o que não falta nos comentários dos zisquerdóides fubânicos. Aliás, não só dos fubânicos, mas dos zisquerdóides de toda a rede internética.

propinas

Eu só sei é que tô esperando a lista de Marcelinho com muito ansiedade.

Vai ser uma relação comprida que só a porra.

E toda pintada de vermêio…

4 outubro 2016 DEU NO JORNAL

O ATRASO ESTÁ SOB NOVA DIREÇÃO

Percival Puggina

O partido que comandou a política brasileira neste início do século XXI contempla seu naufrágio. Os ventos sopram, as águas batem e rebatem sobre o convés enquanto a esperança some com o vento, em busca de outro norte. Atacado pela direita e pelo centro, por conservadores e liberais, com seus principais líderes presos ou a caminho do cárcere, o partido afundou em todo o país. Salvou-se no Acre. Os avanços das investigações tornaram inevitável a catástrofe petista. E nada mais fidedigno do que uma eleição municipal para diagnosticar essa catástrofe. Eleições municipais são minuciosas. Com a intensidade das tensões locais, elas envolvem centenas de milhares de campanhas e transcorrem em 5,5 mil municípios. É a maior de todas as pesquisas políticas que se pode fazer. E o Brasil, simbolicamente, mandou o PT para o Acre.ic

O orgulho é um veneno de efeito lento, mas devastador. O orgulho impediu o partido de Lula de reconhecer suas faltas, expurgar seus malfeitores, bater no próprio peito. Eleitores ocasionais e mesmo os de carteirinha não entendem algo que não pode ser compreendido fora de um divã de analista. Como pôde o partido nada dizer ou fazer sobre tudo que se tornava conhecido? Como pôde considerar suficiente desqualificar a polícia, o juiz, o promotor e o Cunha enquanto bilhões sob sua guarda sumiam na voragem da corrupção? E como pode tratar de si mesmo com tanta condescendência?

A eleição de domingo foi, também, um instantâneo das tropas em trânsito do PT para o PSOL. Ela identifica um movimento, um fluxo que não encontra motivos para cessar. Vai ampliar-se. O PSOL é o PT com certidão negativa. É o PT de segunda geração. É o filho de Átila, o flagelo de Deus, que volta para atacar os descendentes de Grécia e Roma. Aprendeu com seu genitor que não se faz política sem inimigos. Ora, o mostruário de inimigos disponíveis para compor um discurso político não é tão grande assim. Como resultado, o PSOL alugou os inimigos do PT. Não foi dito, mas deu para notar algo assim tipo mexeu com o PT mexeu comigo. Entrando, inteligentemente, no coro contra Cunha e contra Temer, abriu as porteiras para acolher o eleitor petista de narinas mais sensíveis.

Com o assento sobre a janela e sem um discurso que possa chamar de seu, o PT não conseguirá, tão cedo ao menos, fazer com que o sangue e o oxigênio se encontrem nas proporções devidas. Recolhe-se à tenda de oxigênio. E ao Acre.

O atraso está sob nova direção. O populismo troca a razão social. As últimas greves, especialmente as greves estudantis secundaristas, a resistência ao projeto da Escola sem Partido, a identificação com a esquerda ibero-americana, o apoio aos delirantes comunistas bolivarianos, saem desta eleição guarnecidos pela agenda do PSOL. O perigo ronda as salas de aula do país.

Agora só falta a moçada do PSOL dizer que “lutamos contra a ditadura”.

4 outubro 2016 DEU NO JORNAL

O PAU D’ÁGUA DE GARANHUNS

Rodrigo Buenaventura de León

O Brasil, país de dimensões continentais, abriga em seus mais de 5.000 municípios figuras humanas ímpares. Escondidos nos rincões distantes ou bem ali na esquina movimentada das grandes cidades estão eles, a expressão simbólica de nossa diversidade, são artistas de rua, mendigos, malucos beleza, loucos de pedra, homens e mulheres fantasiados, bêbados, andarilhos, entre outros. Todos eles detêm histórias e estórias humanas interessantes, tristes, alegres, trágicas ou cômicas, estes personagens fazem parte da brasilidade e estão presentes por todo o país.

Entre estas figuras destacam-se os bêbados por sua ‘distribuição’ universal nos recantos do Brasil. Não falo dos bêbados caídos e destruídos pelo uso contínuo do álcool, mas daqueles bêbados, também de triste sina, mais conhecidos como PAUS D’ÁGUA.

O pau d’água é aquele bêbado espalhafatoso, gritão e fanfarrão que bate ponto nos botecos de esquina das cidades e, entre a delicada tarefa de equilibrar-se e de movimentar-se no estilo homem-aranha, vocifera suas teses e teorias.lula-bebado-51

O Pau D’água têm resposta para tudo – política, religião e outros dilemas universais. Seria, em sua nada modesta opinião, o melhor administrador do país.

O Pau D’água sonha, delira e grita aos quatro ventos que se chegasse a ser Prefeito, Governador ou quiçá Presidente da República resolveria todos os problemas do país pois ele (na sua opinião) sabe tudo e, ele (também no entendimento de seu ego inflado) representa o povo brasileiro, ou melhor, ele é o povo brasileiro.

Quem de nós ainda não encontrou pencas de Paus D’água Brasil afora? Até aí nada demais, são apenas homens e mulheres dignos de pena por sua condição de dependência. O problema é quando um personagem destes tem seus desejos atendidos e submete a seus delírios e vontades toda uma nação.

De origem macunaímica nosso personagem principal ocupou-se de diversos papéis antes de comandar a derrocada do país, ressaltando em todos, seu caráter idêntico ao do personagem, ou seja, NENHUM CARÁTER.

De retirante legítimo passou por um breve período como operário, seguido pelo ofício representar os trabalhadores do Brasil, mesmo sem nunca ter trabalhado. De parlamentar inexpressivo a incansável candidato, elegeu-se ao cargo que pleiteou, implementando aí seu projeto de poder a todo custo, independente de quem pagou e pagará a conta.

O boquirroto e vociferante apedeuta, que nada sabe e nada diz, é imagem comum em todos os recantos do Brasil. O bêbado de rua gritando e vociferando bobagens, coisa dos típicos paus d’água. Só que diferentemente destes, que só causam mal a si próprios e as suas famílias, nosso pau d’água atingiu todos os brasileiros, comandando a quadrilha que nos assaltou e roubou a esperança do povo brasileiro.

Triste sina da Cidade de Guaranhuns que legou ao Brasil esta figura poluta. Quiçá tivesse ficado por lá, seria hoje mais uma destas figuras pitorescas, mais um Pau D’água a vociferar bravatas pelas esquinas. Mas ganhou o Brasil nas asas de um Pau de Arara e fez o que fez, apesar de dizer que não fez.

Mas o povo acordou, a justiça mostrou que apesar da cegueira enxerga no escuro. O Pau D’água de Garanhus e todos os outros polutos personagens, nacionais e bolivarianos, que o cercam estão com os dias contados, suas histórias e estórias vão acabar na Papuda e nas congêneres América a fora.

E nosso pau d’água, não vai voltar para Garanhuns, não.

Vai acabar vociferando uma ode ao sol nascendo quadrado.

4 outubro 2016 DEU NO JORNAL

BANÂNIA BRILHANDO NO ISTRANJEIRO MAIS UMA VEZ

O jornal inglês Financial Times publicou a vitória de João Dória, candidato do PSDB para a Prefeitura de São Paulo, no primeiro turno e destacou que o PT sofreu “humilhação nacional” nas eleições.

Conforme o jornal, o colapso do PT ajuda a fragmentar o voto e poderá fazer com que a próxima eleição presidencial se torne ainda mais imprevisível do que o habitual.

O periódico destacou também que o PMDB, legenda liderada pelo presidente da República, Michel Temer, por sua vez, obteve o maior número de prefeituras nas eleições locais realizadas em todo o país ontem.

The pro-business Brazilian Social Democracy party, or PSDB, emerged victorious in the first round of Brazil’s local elections on Sunday, leading the country’s currency to strengthen against the dollar.

João Doria, the PSDB’s candidate for São Paulo, won the vote for Brazil’s largest city outright, defeating incumbent mayor Fernando Haddad of the former ruling party, the leftist Workers’ party (PT) which suffered nationwide humiliation in the elections.

ft

* * *

Desta notícia todinha aí de riba, a expressão que eu mais gostei foi esta:

O colapso do PT

Num é uma alegria da porra ler uma frase assim???!!!

Enfim, voltamos a ter esperanças no futuro.

4 outubro 2016 DEU NO JORNAL

CELA 13

Denis Lerrer Rosenfield

Qualquer cidadão, por mais desatento que seja, fica estarrecido com o destino do PT. Um destino político que se tornou policial. Não há qualquer dificuldade em fazer uma reunião da cúpula petista no xilindró! Lá já estão ex-ministros, tesoureiros, líderes partidários e assim por diante. Outros já estão na fila, o que irá completar esse quadro da derrisão.

A verborragia da “perseguição política” e do “golpe” nada mais é do que uma tentativa desesperada dos que não foram ainda condenados ou presos, procurando, assim, escapar de um encarceramento iminente. Os que acreditam em tal palavreado mais se parecem com religiosos que se apegam a dogmas. Seriam dignos representantes da religiosidade petista e comunista. O partido da “ética na política” tornou-se o símbolo mesmo da imoralidade e da corrupção.

Cabe, então, uma pergunta. Como pode ter esse partido, que se anunciou como o da redenção nacional, ter caído tão baixo?

Talvez seja um equívoco conceitual considerar o PT como um partido social-democrata, do gênero dos partidos europeus que, tendo começado com o marxismo, enveredaram para uma ótica de transformação social do capitalismo, no amplo reconhecimento da economia de mercado e do estado democrático de direito. Embora algumas mentes mais lúcidas do partido tenham tentado impor essa nova visão, ela não terminou prevalecendo, dada a animosidade partidária em relação à propriedade privada, à economia de mercado, à liberdade de imprensa e dos meios de comunicação em geral e à democracia.cela-13

Não é suficiente considerar as medidas sociais tomadas pelo PT quando no exercício do poder como sendo essencialmente social-democratas, dado que a própria experiência europeia mostra que os partidos democrata cristãos na Itália e Alemanha, além da direita francesa com De Gaulle, seguiram uma política semelhante. Aliás, muitas medidas sociais, por exemplo na Inglaterra, nasceram das consequências sociais posteriores à Primeira Guerra, no cuidado de órfãos, viúvas e idosos.

Há uma certa tentativa ainda em curso no país de salvar a concepção de esquerda das consequências dos governos petistas. É curioso, pois é como se a ideia de esquerda fosse imaculada, desde sempre válida, o problema consistindo, então, em sua má realização. Ora, trata-se de uma ideia fundamentalmente religiosa, dogmática, pois a experiência histórica mostra que as realizações das ideias de esquerda culminaram no totalitarismo, no desastre econômico-social, em políticas liberticidas, quando não no assassinato coletivo de milhões de seus cidadãos.

No Brasil, ela está acabando na prisão. Dos males, o menor, pois o país tem uma chance de revigorar a sua mentalidade, a sua concepção, e empreender um novo caminho. O que não pode – nem deve – é permanecer numa mera repetição histórica.

Analisemos alguns dos fatores do malogro petista, tendo presente que não estamos diante de nenhum acidente de percurso, mas de algo inerente a esta lógica esquerdista. A corrupção seria um elemento central desta.

Primeiro. O intervencionismo dos governos Dilma e Lula, em seu segundo mandato, origina-se de uma profunda desconfiança em relação à economia de mercado, à propriedade privada e à livre iniciativa. Tudo foi feito para limitar a vida dos empreendedores, salvo para aqueles grandes grupo empresariais e financeiros que se aliaram ao assalto do Estado e aos seus “benefícios”. As bases da corrupção já se faziam presentes tanto na alocação de recursos quanto na necessidade dos empresários comparecerem aos balcões da propina. As delações bem mostram o compadrio entre eles.

Segundo. O PT considerou o lucro como algo moralmente negativo, algo a ser evitado, devendo os membros partidários se apresentarem como as encarnações do bem, por mais falsa que fosse essa representação. O lucro deveria ser controlado por uma elite burocrática partidária, imbuída do esquerdismo de suas concepções.

Terceiro. Ora, se o lucro era desprezível, qualquer medida para combatê-lo seria justificável, inclusive a de extorquir empresários para dele compartilharem. Ou seja, se o lucro não era legítimo, a propina e a corrupção enquanto formas de partilha seriam justificáveis, sobretudo se feita em nome do partido. Note-se que, até hoje, o partido considera como válida a distinção entre corrupção privada e partidária, a segunda tendo um valor moral.

Quarto. Segundo esta perspectiva, os fins – partidários – justificariam os meios – a corrupção, a propina, o saqueio de estatais -, de tal maneira que a imoralidade e a ilegalidade seriam, nada mais, do que meios de atuação partidária. A imoralidade partidária foi erigida em princípio.

Quinto. A corrupção petista, no entanto, não se restringiu ao enriquecimento dos cofres partidários, mas se alastrou também para os seus membros. Os milhões de enriquecimento individual saltam aos olhos e assombram qualquer um. Foi, digamos, um meio perverso de conversão ao capitalismo, tudo passando a valer.

Sexto. Esta conversão perversa é, assim, o fruto de uma concepção do mercado como não tendo nenhuma regra, onde tudo valeria. Na verdade, esta concepção termina por identificar o mercado ao contrabando, não imperando nenhuma lei. Se a lei não vigora em uma economia de mercado, por que os membros do partido deveriam segui-la?

Sétimo. Para que tal política fosse bem-sucedida, seria necessário que a imprensa e os meios de comunicação fossem controlados e supervisionados, de tal modo que a verdade não fosse revelada. Foram inúmeras as tentativas do governo Lula de exercer este controle, aquilo que foi eufemisticamente qualificado como “controle social dos meios de comunicação”. O “social” era o acobertamento da corrupção. Isto é, a corrupção e a imoralidade partidária não poderiam se tornar públicas, pois o projeto partidário terminaria inviabilizado, que é, de fato, o que está acontecendo.

4 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA TERÇA-FEIRA – AINDA ESTÁ MUITO POUCO

pf-pt

* * *

Que notícia excelente pra gente começar o expediente da terça-feira!

Apesar da grande alegria que enche o peito da banda decente e das pessoas honesta dasta infeliz república, eu acho que esta operação ainda está muito restrita.

De Salvador a PF deverá partir pro resto do país: sedes do PT em Recife, Rio Branco, Palmares, Belo Horizonte, Petrópolis, Aracaju, Cuiabá, etc. etc. etc.

Uma salva de palmas para a eficiente, criteriosa e republicana Polícia Federal!!!

3 outubro 2016 DEU NO JORNAL

CURITIBA ESPERA

O prefeito eleito em São Paulo, João Doria (PSDB), respondeu a um comentário do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e devolveu o ataque.

Ontem cedo, quando votou em São Bernardo do Campo (SP), Lula disse que São Paulo corria o risco de eleger um ‘aventureiro’ assim como o ex-presidente Fernando Collor, que teria surgido “do nada”.

lula-collor1

Canalha-de-Duas-Palavras em palanque alagoano fazendo campanha pra Collor

Eu estou numa noite de paz, mas o Lula sabe que em algum momento vou visitá-lo em Curitiba. Farei minha homenagem a ele“, disse o tucano, em entrevista ao programa Conexão Repórter, do SBT.

Curitiba é o principal palco da Operação Lava Jato, que há duas semanas tornou Lula réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

* * *

Lapa de Falador não descansa um segundo: é cagando um tolôte oral após outro. Esculhambou e chamou de “aventureiro” o mesmo Collor de quem se tornou aliado e para o qual fez campanha em Alagoas.

(Esta falta de palavra, de consistência e de vergonha no fucinho é o que o petista fubânico Ceguinho Teimoso chama de “esforço para governabilidade“. Pois sim…)

Um canalha de altíssimo nível, sem qualquer limite pras merdas que fala e pras mentiras que excreta sem parar.

Mas o novo prefeito de São Paulo deu o troco à altura, avisando que vai visitá-lo em Curitiba, quando o maior e mais corrupto puderoso que eztepaiz já viu estiver obrando de cócoras no boi, ao lado dos outros cumpanheros meliantes. Meliantes que estão atrás das grades, já condenados pela justiça.

Mas a advertência de Doria não serve nada pra reflexão do chefe da quadrilha e dos seus adoradores, pois cérebro em seguidor de Lula é igual peito em homem: num serve pra nada!

lula-em-curitiba

3 outubro 2016 DEU NO JORNAL

ASSALTANTES EM AÇÃO

A seu modo cafajeste, militantes do PT reunidos ontem à noite para consolar Fernando Haddad na sede nacional do partido no centro de São Paulo forçaram a saída dali da repórter Andréia Sadi juntamente com toda a equipe da Globo News.

Mal acabara de entrar ao vivo, Andréia começou a ouvir gritos de “Abaixo a Rede Globo”, “Rede Globo golpista”, “Vocês ainda pagarão caro por isso”, “Fora, fora”!

Ela foi obrigada a sair do ar. E quando tentou ir embora foi impedida por vários homens e mulheres.

Andréia identificou petistas que costuma entrevistar. Mas eles não a socorreram. Foi difícil sair de lá. Militantes formavam uma barreira para impedir sua passagem.

Finalmente saiu sem tempo de resgatar seu casaco de cima de uma cadeira.

sadi

* * *

Pra quem é filiado a um bando que roubava a Petrobras, roubar o casaco de uma trabalhadora – exercendo seu ofício e em pleno expediente -, é besteira.

Eu fiquei sonhando em ser policial de São Paulo, com uma tabica de goiabeira na mão, uma tabica do tipo Direitos Zumanos, pra baixar no lombo destes desocupados felas-da-puta (sem qualquer ofensa às putas, claro…)

3 outubro 2016 DEU NO JORNAL

VERGONHA NACIONAL

jorge-oliveira

Se realmente a ex-presidente Dilma usou de sua influência para se aposentar furando a fila do INSS, como denuncia a revista Época, é golpe baixo. Estamos diante de um desrespeito ao brasileiro jamais visto no país. Quem conhece a geringonça da previdência no Brasil sabe perfeitamente que não é fácil para um cidadão comum requerer a sua aposentadoria, mesmo com todos os papéis legais. Isso sem contar com o constrangimento do desprezo e a humilhação de boa parte dos atendentes.

No caso da Dilma alguns desses servidores não pareceram tão zelosos ao analisar os documentos dela alterados 16 vezes para beneficiá-la. A ex-presidente pode, então, sem nunca ter ido à agência do INSS, aposentar-se pelo teto máximo – mais de 5 mil reais, graças a intervenção de Carlos Gabas, funcionário de carreira, ex-ministro da Previdência Social no governo petista, que fez tudo por baixo do pano. O MP avisou que vai apurar o caso que configura crime de improbidade administrativa. E o Ministério do Desenvolvimento Social já anunciou o afastamento dos servidores que participaram do esquema fraudulento.fila-inss

A ex-presidente não precisou enfrentar filas nem agendar o dia para comparecer ao INSS, como fazem todos os candidatos à aposentadoria. Acionou apenas Carlos Gabas que serviu de estafeta para a ex-chefe furar a fila e conseguir aposentadoria um dia depois do impeachment. Assim, um grupo devotado de servidores, sob as suas ordens, trabalhou com dedicação exclusiva para beneficiar a Dilma, que agora tem três aposentadorias: a de anistiada, a de ex-presidente e a do INSS, uma vergonha nacional para quem ainda se divulga honesta e se diz vítima de um golpe. Furar a fila do INSS, isto sim, é um golpe contra milhares de brasileiros que tentam diariamente vencer a burocracia do órgão para fazer valer os seus direitos nem sempre respeitados.

O governo descobriu o favorecimento e afastou três funcionários. Um deles, Carlos Gabas. Ele nega que teria ajudado a sua ex-chefe, mas os dados não mentem. Dilma entrou com pedido de aposentadoria em uma agência do INSS em Brasília que normalmente da prazo de mais de três meses para concluir o processo, mas ela se aposentou em menos de 72 horas graças a equipe de funcionários, chefiada por Gabas, que ficou à sua disposição.

Você pode até achar que a ex-presidente não precisaria entrar na fila para se aposentar como fazem os mortais comuns. Ora, como ex-presidente, ela deveria dar o exemplo e aguardar o tempo legal do trâmite da documentação como faz todo segurado. Além disso, ao deixar o cargo de presidente, ela voltou a ser uma pessoa comum e, portanto, teria que obedecer às leis do país sob pena de ser penalizada criminalmente.

Ao distribuir uma nota oficial negando os privilégios, a Dilma volta a falar em honestidade. Diz, por exemplo, que até seus oponentes apontam essa como uma de suas qualidades. É leviana, mais uma vez, quando generaliza o comentário sem citar sequer um desses adversários. A exemplo do golpe, que não cola mais, agora tenta carimbar nela a palavra honestidade para contrapor o seu envolvimento no caixa dois da sua campanha administrado por Palocci, o ex-ministro que intermediou o roubo nas empresas públicas.

A equipe que trabalhou sob as ordens de Gabas foi afastada. Como é forte a suspeita de fraude no esquema, pois não foi obedecido o critério da análise convencional exigido por lei, o governo bem que deveria suspender os seus proventos já que, ao afastar os servidores, coloca sob suspeita todo o processo da aposentadoria da ex-presidente.

O que surpreende a todos nós, de verdade, é saber que durante seis anos essa senhora governou o Brasil, uma das maiores economias do mundo, dessa forma: transgredindo a lei, acumpliciando-se com a corrupção e praticando atos bizarros, mesquinhos e truculentos como esses de furar uma fila do INSS enquanto milhares de brasileiros – muito dos quais seus eleitores – madrugam em infindáveis filas para justificar suas aposentadorias.

Ainda bem que o pesadelo acabou. Ufa!

3 outubro 2016 DEU NO JORNAL

QUEM É QUE FOI EXTIRPADO?

O PT perdeu 44,8% de seus vereadores.

Em 2010, Lula disse:

Precisamos extirpar o DEM da política brasileira”.

Ontem o DEM superou o PT em número de vereadores e se tornou o nono maior partido do país.

O PT é o décimo.

dp

* * *

Lapa de Linguarudo não dá uma dentro.

É um fora após o outro.

Não fosse o seu curral de antas da militância amestrada, ele estaria fudido.

Polodoro me disse que está com saudades e quer voltar a aparecer nas páginas desta gazeta escrota.

Vamos botá-lo pra rinchar em homenagem aos tabacudinhos vermêio-istrelados.

Rincha, Polodoro!

3 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA SEGUNDA-FEIRA – PERDEU ATÉ NO PRÓPRIO CURRAL

lula-no-nordeste

* * *

Lapa de Cabra Safado tomou no furico de canto a canto, de leste a oeste, de norte a sul.

Uma lavagem histórica e saneadora.

Ufa! Até que enfim.

Vou fechar a postagem com uma curiosa notícia de ontem:

PT perde seu reduto mais antigo no Brasil

O PT perdeu as eleições em seu reduto mais antigo no Brasil. Por uma diferença de 130 votos, a cidade de Pintadas, sertão da Bahia, elegeu Batista da Farmácia (DEM) como seu novo prefeito, batendo Neusa Cadore (PT).

A cidade é governada pelo PT desde 1997 e, junto com Vitória da Conquista (BA) é o município brasileiro onde os petistas têm o seu governo mais longevo, com cinco gestões consecutivas.

placa

3 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA SEGUNDA-FEIRA – FOI POUCO

pt-x-psdb

* * *

Esse negócio de “mais da metade” tá muito pouco.

Muito pouco mesmo.

A manchete deveria ser:

PT perde 100% das prefeituras.

Detalhe curioso: os coxinhas golpistas do PSDB ganharam o voto do eleitorado das maiores cidades brasileiras.

Os tucanos venceram folgado nos grandes centros.

Enfim, vocês que votam nas cidades grandes são um bando de retrógrados descarados.

fim

3 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA SEGUNDA-FEIRA – OS BAIANOS BOTARAM PRA TORAR

acm

* * *

O DEM, partido de ACM Neto (neto de Antonio Carlos Magalhães, não custa nada lembrar…) que está mais à direita que o PSDB, vence com folgada margem na terra do petralha Jaques Wagner, três vezes ministro nos gunvernos de Lula e de Dilma.

Pela teoria dos descerebrados zisquerdóides, a ampla maioria dos habitantes da capital baiana é formada por golpistas e coxinhas reacionários de direita.

Atentem para um detalhe importante: a tabacudinha que ficou em segundo lugar na eleição de Salvador é do PCdoB, aquele partido avermeiado da turma de foice-e-martelo que tem sede na Coreia do Norte.

salvador

Juntando esta derrota soteropolitana com o resultado acachapante de São Paulo, só temos um conclusão: o PT tomou no cu.

Se fudeu-se todinho e ficou sem uma única prega intacta.

Aqui no Recife, onde o bando comandado por Lula – segundo as pesquisas – , foi rejeitado em todas as faixas etárias, em todas as classes, em todos os bairros, em todos os níveis de renda e em todas as faixas de instrução, a praia da Boa Viagem amanheceu interditada nesta segunda-feira, com um cartaz da Defesa Sanitária fincado na areia.

lula-bosta-na-agua

3 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA SEGUNDA-FEIRA – QUE NOTÍCIA EXCELENTE ! ! ! ! !

fora-do-mapa

* * *

A quadrilha comandada por Lapa de Corrupto tomou no olho do toba até no berço de nascença do bando.

nem-o-filho

Agora só falta uma nota oficial, assinada pelo prisidente do bando, Rui Idiota Falcão, garantindo que o eleitorado de São Bernardo é composto por coxinhas retrógrados e golpistas.

Eu chega se mijo-me todinho de tanto se rir-se-me com esta cambada de tabacudos.

2 outubro 2016 DEU NO JORNAL

UMA BOLÍVIA DE DESEMPREGADOS

O IBGE anunciou nesta sexta-feira (30) os números do desemprego no Brasil, em 2016: oficialmente são 12 milhões de desempregados, equivalente à população da Bolívia.

Quando foi afastada do cargo em maio, a ex-presidente Dilma Rousseff deixou ao sucessor Michel Temer o País com a economia destroçada e 11,1 milhões de pessoas sem empregos.

Em apenas 4 meses, mais 800 mil ficaram desempregados.

Em fevereiro deste ano o IBGE apontou que o desemprego havia ultrapassado a marca dos 9,1 milhões; aumento de 42% em um ano.

Entre fevereiro e abril deste ano o Brasil perdeu mais de 2 milhões de empregos com carteira assinada, ainda sob o governo Dilma.

O curioso é que a metodologia de pesquisas no Brasil só considera “desempregados” aqueles que procuram emprego e não acham.

desempregados-desemprego

* * *

Este é um tema excelente pro fubânico petista Ceguinho Teimoso debulhar seu inesgotável rosário de estatísticas, números e citações.

Ele vai deitar e rolar, provando contorcionisticamente que nos gunvernos do PT nunca houve desemprego.

Nunca, nunca, nunca!!!

Aqui entre nós: a quantidade de desempregados na república banânica é maior que a população da Bolívia.

bolivia-4-638

2 outubro 2016 DEU NO JORNAL

NO RANKING DOS CAMPEÕES DA REJEIÇÃO

Augusto Nunes

Fernando Haddad tem tantas chances de conseguir um segundo mandato quanto Lula tem de transformar-se no Papa Luiz 51.

Em compensação, vem fazendo bonito no ranking dos dez mais rejeitados entre todos os candidatos a prefeito em campanha nas capitais do país, sobretudo depois que cumpriu a ordem de associar a própria imagem a Lula, a Dilma e ao PT.

fernando-haddad

“Tô lascado: a imagem do cumpanhero Lula me fudeu”

A mudança de rota garantiu a Haddad o extraordinário índice de 41%, inferior apenas aos inverossímeis 59% do baiano Da Luz. Ou seja: quatro entre dez eleitores paulistanos não votariam no atual prefeito nem mesmo se fossem submetidos a uma selvagem sessão de tortura. É uma marca e tanto para quem há pouco menos de quatro anos sonhava com o Planalto.

Candidata a prefeita do Rio pelo PCdoB, Jandira Feghali decidiu pedir socorro a Dilma Rousseff para conquistar a vaga que resta no segundo turno – o senador Marcelo Crivella já chegou lá -, também disputada por Pedro Paulo e Marcelo Freixo.

Com o primeiro comício estrelado pela ex-presidente, Jandira caiu de 8% para 6% nas pesquisas eleitorais.

Em contrapartida, saltou para o quarto lugar no ranking da rejeição. Com 38%, a candidata do PCdoB pode até ultrapassar Haddad. Para tanto, precisa programar uma caminhada pelo centro do Rio, de mãos dadas com Dilma Rousseff, seguida de outra discurseira num palanque em Copacabana da oradora que não diz coisa com coisa.

2 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MAIS UM PULÍTICO HONRADO NA MIRA DA MÍDIA GOLPISTA

A derrocada de quem ousou desafiar as instituições brasileiras foi destino comum e contundente para protagonistas dos maiores escândalos da história política do Brasil nos últimos meses. Após as quedas da ex-presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB) volta à alça de mira do combate à corrupção e vive o início de uma contagem regressiva até o desfecho esperado pela vigilância cidadã dos órgãos de controle e da opinião pública no Brasil.

A convicção de que as técnicas de escapismo de Renan não sobreviverão ao próximo episódio da Operação Lava Jato tem origem na disposição do carregador de malas de propinas do PMDB para dedurar como funcionava o delivery do esquema do petrolão montado na subsidiária da Petrobras, a Transpetro.

De acordo com reportagem de capa da edição desta semana da Revista Veja, o propineiro Felipe Parente fechou acordo de delação para contar o destino das malas de dinheiro que carregava para Renan Calheiros e outros coronéis peemedebistas.

renan-calheiros-na-capa-da-veja

* * *

Esta revistinha golpista e reacionária não para nunca sua campanha de difamação dos homens de bem.

Depois de caluniar Lula e ajudar a derrubar Dilma, agora investe contra a impoluta figura deste ilustre alagoano, um homem de bem, honesto, probo e ético, que está sendo perseguido até pelo Supremo Tribunal Federal!

Adonde iremos parar, meu Deus, com esta mídia escrota e esta justiça venal???!!!

Reaja, Renan!

E tenha em mente a frase que Lula pronunciou ontem, em discurso pra uma platéia de cumpanheros:

“Depois de cassar a Dilma, querem banir o PT e impedir que esse tal de Lula volte a ser Presidente.”

2 outubro 2016 DEU NO JORNAL

A APOSTA NO CAOS

Ruy Fabiano

caos

As eleições municipais deste domingo devem confirmar o declínio dos candidatos de esquerda, em especial os do PT, nas cidades mais importantes do país. Os motivos são óbvios e estão capitulados nas (até aqui) 35 fases da operação Lava Jato.

Isso, porém, não atenuará – muito pelo contrário – a ação predatória dos grupos organizados, que se abrigam sob o guarda-chuva protetor dessas legendas, contra o governo Temer.

Despojado dos meios institucionais, resta a batalha campal, em que são especialistas. O PT perde nas urnas, mas mantém seus feudos estratégicos na máquina pública, estruturados em quase 14 anos de reinado, nas três esferas federativas, fornidos com a grana grossa (e põe grossa nisso) da corrupção.

O partido, além de aparelhar o Estado, patrocinou a construção de uma gigantesca máquina sindical e estabeleceu sua hegemonia nas universidades, na mídia e nos meios artístico e intelectual. Em síntese, aparelhou a sociedade civil.

Do ponto de vista da ação estratégica, isso vale muito mais que um punhado de vereadores e prefeitos, ainda que de cidades importantes. O poder destrutivo de uma militância treinada e remunerada é incomparavelmente maior que o das multidões desorganizadas que ocuparam, aos milhões, do ano passado para cá, as ruas das principais cidades brasileiras.

O processo de despetização da máquina pública é lento e penoso. Não basta extinguir alguns cargos comissionados. A militância está no Ministério Público, no Judiciário (inclusive no STF), nas embaixadas, nos meios de comunicação, dispondo de uma ativa falange de formadores de opinião, engajados no “fora, Temer”.

A reação de Lula às denúncias da Lava Jato tem sido a de mobilizar essa militância contra as instituições, incentivando o discurso vitimista do golpe – o que, não sendo, como não é, verdade, constitui ele sim um golpe.

Ciro Gomes, ex-ministro de Lula e pré-candidato à Presidência da República, chegou a afirmar, em entrevista, que se dispõe a “sequestrar” o ex-presidente e levá-lo a uma embaixada para que saia do país e escape de prestar contas à Justiça.

O que fez é um crime, semelhante, só que a céu aberto, ao que Delcídio do Amaral propôs fazer com Nestor Cerveró. Mas, diante do que o próprio Lula faz, propondo a guerra civil, já não impressiona ninguém. O que se tem, na impossibilidade de uma solução legal e institucional aos crimes já revelados, é o apelo à baderna e a tentativa de construção de uma “narrativa” fictícia que transforme criminosos (in)comuns em perseguidos políticos.

A dificuldade está em que os fatos insistem em acontecer. Esta semana foi preso o segundo ex-ministro da Fazenda da Era PT, Antonio Palocci, sob a mesma acusação – roubo – do anterior, Guido Mantega. Já estão na cadeia, também por esse delito, três ex-tesoureiros do PT, um ex-presidente (José Dirceu) e são réus os dois petistas que ocuparam a Presidência da República, Lula e Dilma.

Há ainda uma extensa lista de delações premiadas, de empresários e outros cúmplices, por vir à tona e outra já revelada, exposta no Youtube. Não há chance de todos estarem contando uma história falsa. Tudo se articula num desenho nítido, que faz jus ao que os procuradores da Lava Jato intitularam de Propinocracia.

Não obstante tudo isso, a mobilização obsessiva de jovens nas universidades, entoando o discurso do golpe, mostra que aquela que, em tese, deveria ser a elite pensante do país, faz questão de virar as costas à realidade e desafiá-la. A tanto chegou o ensino universitário.

E é exatamente esse confronto, entre o país real, que herdou uma economia arruinada e instituições desacreditadas, e o país da militância – minoritário, mas organizado -, que mantém o ambiente de tensão, que dificulta a tarefa de superar a crise.

A política, em sua origem, foi concebida como o meio pacífico de contornar conflitos. Sem ela, volta-se à barbárie.

E é nela, na barbárie, que PT e aliados, que desmoralizaram ainda mais a política brasileira (que nunca foi grande coisa, mas que agora é coisa nenhuma) jogam suas fichas, na tentativa de fugir à responsabilidade pelos crimes perpetrados.

2 outubro 2016 DEU NO JORNAL

FALA, MUDINHA!

Nos e-mails dos executivos da Odebrecht analisados pela Polícia Federal, há o registro de um jantar organizado por Marcelo Odebrecht com Lula e seletos convidados.

A lista inclui grandes industriais e empresários.

De última hora, Clara Ant pede a Alexandrino Alencar que inclua no evento Juvandia Moreira Leite, presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo.

Em outra mensagem, Marcelo Odebrecht questiona Alexandrino sobre Juvandia. O executivo então responde: “Parece que é a nova paixão do amigo do seu pai.

em

* * *

Notem, caros leitores, que no documento acima transcrito, lá embaixo está o carimbo com o escudo da Polícia Federal.

A republicana, eficiente e atuante Polícia Federal.

A Mudinha, diante de mais um chifre que ganha na testa, bem que poderia partir para uma delação premiada.

A raparigagem de Lapa de Cumedor continua a todo vapor. Rose Noronha tá puta de raiva.

Abra a boca, Mudinha!!!

marisa-e-lula

“Num vai atrais da cunversa dessi  fela-da-puta dessi editô do JBF, Galêga. Si tu falá, eu tô fudido! Si tu abrí a boca, nois perde o sítio e o duprex”

2 outubro 2016 DEU NO JORNAL

SEGURANÇA EM TEMPOS VERMÊIOS

Três militares do Exército Brasileiro foram presos pela Polícia Militar do Distrito Federal por praticarem roubo em Ceilândia Norte, perto de Brasília.

Eles ocupavam um carro Ford Fiesta quando foram abordados pela PM, que havia recebido denúncia contra o grupo.

Os suspeitos estão lotados no corpo de seguranças do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Eles atuam na segurança de autoridades da Presidência da República.

* * *

“Lotados na segurança” da Presidência da República.

Putz…

A que ponto chegamos.

O cabo e os dois soldados envolvidos na roubalheira devem ter raciocinado assim: “Se lá em cima eles roubam, se Lula e Palocci estão enrolados, então nós aqui embaixo também temos direito de guabirutar

A milicada de pijama, saudosa dos tempos recentes, deve estar completamente emputiferada com esta notícia, doida pra meter o dedo na buchecha e rasgar.

Nestes tempos lulo-dilmo-petrálhicos a gente tem que manter a capacidade de espanto no mais alto nível.

segurancas-planalto-presos-por-roubo

1 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DO SÁBADO – A APOSENTADORIA DA VACA PEIDONA

aposentadoria-dilma-1

O Ministério do Desenvolvimento Social determinou neste sábado (1º) que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) – órgão subordinado à pasta – instaure imediatamente uma sindicância para investigar denúncia de que a ex-presidente Dilma Rousseff usou a influência de servidores de carreira da autarquia para agilizar sua aposentaria pela Previdência Social sem agendamento, informou a assessoria do ministério em nota.

Além disso, o o secretário-executivo da pasta, Alberto Beltrame, ordenou que os funcionários do INSS envolvidos no caso, entre os quais o ex-ministro Carlos Gabas, sejam afastados de suas funções enquanto durarem as investigações.

* * *

Esta esgoto petralha é inesgotável.

A cada dia um novo tolôte é jogado no ares desta poluída Banânia.

baronesa

Vejam esta nota que foi publicada em O Antagonista:

Dilma e o ex-ministro Carlos Gabas, que fez as vezes de seu despachante de luxo no posto do INSS, alegam que o atendimento foi agendado “com meses” de antecedência e coincidiu justamente com o dia seguinte ao impeachment.

Não cola.

Se era verdade que Dilma poderia ter se aposentado dez anos atrás, por que, raios, decidiu fazê-lo justamente em meio ao processo de impeachment?

1 outubro 2016 DEU NO JORNAL

TÁ FUDIDO MESMO

Pesquisas recentes, divulgadas até ontem (30.set), antevéspera da eleição, indicam que o Partido dos Trabalhadores está prestes a sofrer sua maior derrota eleitoral nas cidades grandes em 20 anos.

A sigla de Lula já teve 25 dos maiores centros urbanos sob seu controle, em 2008, no auge do governo do petista.

Agora, tem apenas 5 candidatos competitivos no G93, o grupo que reúne as 26 capitais e as 67 cidades com mais de 200 mil eleitores (e nas quais é possível haver 2º turno).

* * *

O PT, embora se diga partido, na verdade está quebrado.

E fudido do primeiro ao quinto.

Ou melhor, fudido do primeiro ao 13º.

lula-chorando

“O pió de tudo num é o fumo qui eu levei no cu; o pió é a mangação dessi porra dessi editor do JBF. Chiuf, chiuf, chiuf, snif, snif, snif…”

1 outubro 2016 DEU NO JORNAL

UM RATO CHEIO DE ENERGIA

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a transferência para a Justiça estadual do Rio de Janeiro de um inquérito que apura a atuação do ex-deputado federal Eduardo Cunha na usina de Furnas.

A decisão sucede à cassação do mandato do peemedebista, que perdeu o chamado foro privilegiado, direito de ser processado no STF.

No pedido para investigar Cunha, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que um dos líderes da organização criminosa que atuava na estatal era Eduardo Cunha. O inquérito busca provas de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

* * *

Agora eu fiquei curioso…

Furnas é uma empresa estatal, gerenciada pelo gunverno.

Quando Eduardo Cunhão andou guabirutando por lá, quem era o gunverno que administrava esta estatal?

Seria o gunverno do PSDB ou o gunverno do DEM?

Ou seria o gunverno do PMDB, partido do Cunhão?

Quem tiver a resposta, por favor, me tire desta dúvida cruel.

dilma-e-eduardo-cunha

“Companheira Dilma, pode deixar Furnas comigo que eu tomo conta direitinho. De energia elétrica e de guabirutagem eu entendo pra caralho!”

1 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DO SÁBADO – MAIS UMA MEDALHA DE OURO

desemprego

O desemprego ficou em 11,8% no trimestre encerrado em agosto, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

É a maior da série da Pnad, que teve início no primeiro trimestre de 2012.

A taxa aumentou em relação à registrada no trimestre anterior, de março a maio, quando ficou em 11,2%, e em comparação à relativa ao trimestre encerrado em agosto de 2015, que atingiu 8,7%.

* * *

Doze milhões de desempregados. É gente pra cacete!

Pois é, pessoal. Não é só nas olimpíadas que nós ganhamos medalha de ouro…

Esta miséria dispensa comentários. Vou ficar quieto no meu canto.

Vamos aguardar os fabulosos números e estatísticas do fubânico petista Ceguinho Teimoso.

Não sei o que ele vai dizer, mas eu mesmo desconfio que isto é culpa da crise mundial, da variação do dólar, dos discursos de Obama, das bruscas mudança de clima no extremo oriente e, sobretudo, culpa dos felas-de-puta dos tucanos golpistas, que há mais de 13 anos deixaram uma herança maldita pros gunvernos do PT.

ts

1 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MANCHETE DO SÁBADO – BEM NO MEIO DO OLHO-DO-FIOFÓ DO GUABIRU

preventiva

O Juiz Sérgio Moro acolheu nesta sexta-feira o pedido da Polícia Federal e do Ministério Público Federal e converteu a prisão temporária do ex-ministro Antonio Palocci em prisão preventiva. O despacho foi publicado às 17h09.

Palocci é investigado pela Operação Lava Jato e foi conduzido à carceragem da PF em Curitiba na segunda-feira. Seu assessor Branislav Kontic foi alvo do mesmo pedido e também teve a prisão convertida em preventiva.

Moro ainda decidiu por liberar o gestor ambietal Juscelino Dourado. Na decisão, o juiz levou em cosideração o fato de Dourado não ter mais vínculo com o ex-ministro, ao contrário de Branislav Kontic.

Segundo a petição da PF, há sinais de que Palocci recebeu integralmente recursos listados em duas planilhas de propina da construtora Odebrecht

Moro não aceitou o argumento da defesa de que em período eleitoral não é possível fazer prisão preventiva. “Ocorre que os investigados Antônio Palocci Filho e Branislav Kontic já estão presos desde 26/09/2016. A decretação da preventiva na presente data apenas alterará o título prisional, sem alteração da situação de fato”, explicou o juiz federal.

* * *

Se foi a eficiente, ética, incansável, competente e republicana Polícia Federal que pediu a preventiva, então o negócio é sério mesmo.

A caneta-pajaraca do Dr. Moro, ao assinar a prisão temporário deste delinquente, atendeu a um justo pedido.

O guabiru petralha tomou bem no olho-do-toba sem vaselina, sem pena e, sobretudo, sem qualquer argumento pra se defender.

Isto é tema pro fubânico petista Cego-dos-Três-Olhos exercer com abundância a sua fúria pro-corruptos, defendendo com tenacidade os ladroeiros vermêio-istrelados.

Fecho a postagem com uma nota que li no Antagonista:

É avassalador o pedido de prisão preventiva de Antonio Palocci. Além de comprovar que o ex-ministro recebeu R$ 30 milhões em espécie, a Polícia Federal também obteve a integralidade dos extratos bancários da conta Shellbil Finance, de João Santana.

E descobriu que Antonio Palocci coordenou o repasse de mais de US$ 11 milhões para João Santana e Mônica Moura no exterior “pelos serviços prestados para a
campanha de Dilma Roussef em 2010″.

“Constatou-se que tais pagamentos estavam atrelados à atuação de Antonio Palocci Filho e relacionados sob rubrica do ano de 2011 nas planilhas POSIÇÃO – ITALIANO210712.xls e POSICAO-ITALIANO 22 OUT 2013 EM 25 nov.xls.”

cara-de-espanto

A cara de espanto do guabiru petralha é só pra enganar: sendo ex-ministro e um dos ratos mais próximos de Lula, ele está bem consciente do que aprontou

1 outubro 2016 DEU NO JORNAL

MUNDO DE SOMBRAS

Eliane Cantanhêde

O céu era o limite para Antonio Palocci Filho, mas, na versão do juiz Sérgio Moro, ele preferiu esgueirar-se por um “mundo de sombras que encobre sua atividade”, atirar-se no colo da empreiteira Odebrecht, fazer as maiores tramoias e reunir somas inimagináveis sob o pretexto da eternização do PT no poder. Palocci poderia ser tudo, mas acaba como um triste troféu de luxo entre os presos da Lava Jato.

Tivesse mantido a aura de médico sanitarista, prefeito bem-sucedido de Ribeirão Preto (SP) e ás do diálogo e da composição, Palocci teria todas as condições para disputar a sucessão de Lula em 2010. Tinha um patrimônio pessoal: sólidas relações em três mundos cada vez mais embolados, o político, o empresarial e o financeiro. E tinha um patrimônio herdado de Lula: o crescimento econômico de 7,5% naquele ano.ms

Seria imbatível dentro do governo, da base aliada e do próprio PT, já que José Dirceu tinha a máquina do partido, mas jamais foi próximo o suficiente de Lula para ser lançado por ele à Presidência e começou a balançar já no início da era petista, quando seu braço direito, Waldomiro Diniz, foi flagrado pedindo propina… a um bicheiro. Dirceu foi afundando até ser tragado pelo mensalão. Quanto mais ele submergia, mais Palocci emergia.

Dirceu caiu da Casa Civil de Lula em junho de 2005 e Palocci caiu da Fazenda menos de um ano depois, metido numa casa suspeita no bairro mais rico de Brasília e em figurinos bem diferentes do jaleco do médico do bem, cara bonachão, maridão exemplar, político acima de qualquer suspeita. Segundo o caseiro Francenildo Pereira, a tal casa era usada para orgias à noite e para acomodar pastas de dinheiro durante o dia.

O destino ainda deu uma segunda chance a Palocci. Por intermédio de Lula, virou o cérebro da campanha de Dilma Rousseff, caiu nas graças dela e voltou por cima a Brasília: do antigo Ministério da Fazenda, subiu para a chefia da Casa Civil, no Planalto. Mas ele desabou de novo, agora sob o peso de contas milionárias, empresas mal explicadas e negócios esquisitos que, tantos anos depois, continuam vagando como fantasmas – dele e do PT.

O “Italiano”, como Palocci é chamado nos e-mails da Odebrecht, deveria ser o guardião da economia nacional, mas cuidava era das contas milionárias do PT e era pau para toda obra da maior empreiteira do País. É suspeito de dar jeitinhos para ajustar regras de IPI numa medida provisória, favorecer a empresa no nebuloso negócio dos navios-sonda e mergulhar até no projeto de submarinos da Marinha, o Prosub. Como “é dando que se recebe”, Palocci é acusado pelos investigadores de dar uma força para a Odebrecht com uma das mãos e embolsar uma gorda porcentagem com a outra.

Lá atrás, com a queda de Dirceu e de Palocci em 2005 e 2006, Lula chegou a namorar a tese de um terceiro mandato, mas os amigos e o bom senso entraram em campo para dissuadi-lo dessa saída “bolivariana” e só restou para sua sucessão em 2010 o nome de Dilma, que não tinha a liderança política de Dirceu nem a habilidade pessoal e o trânsito de Palocci. Uma tragédia.

A vida não é feita de “se”, mas impossível não derivar para uma reflexão quando Palocci é preso pela Lava Jato: se fosse realmente grande, como se imaginava, ele poderia ter sido o candidato do PT à Presidência em 2010 e toda a história poderia ter sido muito diferente. Mas Palocci, segundo o despacho de Moro, preferiu usar as campanhas e os mais altos cargos da República para achacar empresários, fazer negócios escusos e amealhar a bagatela de R$ 128 milhões (fora os R$ 70 milhões ainda em investigação) para o PT. Moral da história: ao tentar eternizar o partido no poder, ele se transformou no oposto – em agente decisivo para ameaçar o PT de extermínio.

30 setembro 2016 DEU NO JORNAL

O SILÊNCIO LUSITANO

jorge-oliveira

Cascais, Portugal – Tão em moda no inicio deste ano, arrefeceram-se por aqui as notícias do golpe, depois do impeachment da Dilma. Noticia-se mais hoje a prisão do staff de Lula – Palocci e Mantega -, estampada nos principais jornais daqui. Nota-se, entre os portugueses, um certo espanto com as notícias e já se percebe uma percepção deles com o que aconteceu no Brasil no governo do PT. Existe, porém, um certo ceticismo em relação ao Temer, uma ligeira desconfiança do que será o seu governo e o que ele vai produzir daqui para frente para tirar o país do caos econômico, atrair investimentos estrangeiros e
colocar o Brasil nos trilhos novamente depois da terra arrasada petista.

Quando estive aqui em maio deste ano, discutia-se com fervor a legalidade ou não do impeachment da Dilma. Os portugueses mostravam-se influenciados pelo que liam e viam na televisão produzido por seus correspondentes no Brasil. Depois do impeachment, compreende-se melhor a legalidade constitucional do ato, chancelado pelo presidente do STF, e é evidente o desencanto de muitos com o PT depois da notícia da denúncia de Lula pelos crimes de corrupção e da prisão de seus dois ex-ministros da Fazenda, coisa até então inimaginável para o povo português.bbp

A imprensa lusitana já não trata com tanto destaque a prisão dos petistas no Brasil. Acostumou-se ao noticiário da Lava Jato, as delações premiadas dos empresários e políticos e os escândalos de corrupção que se alastraram pelas empresas públicas com a partipação dos ex-ministro da Dilma e do próprio ex-presidente Lula. A Dilma, algumas vezes, tem sido contemplada com notas de rodapés dos jornais, nada mais do que isso. Sua versão de que fora arrastada do poder por um golpe de estado esvaziou-se. Aqui, como no Brasil, ela está indo para a história como uma presidente tonta e desequilibrada, que desgovernou o país atabalhoadamente durante os seis anos.

Como era de se esperar, a estrela entre os portugueses é o juiz Sérgio Moro. Para alguns jornalistas e políticos, o magistrado conseguiu inibir a corrupção no Brasil e mostrou, com ousadia, que a elite, que tanto beneficiou o PT com dinheiro roubado, também está sendo punida. Acreditam que o Lula não escapa das garras da justiça porque seus ex-ministros da Fazenda, pressionados pelas investigações que os apontam como intermediários do dinheiro sujo, devem fazer delação premiada. Não querem apodrecer na cadeia, a exemplo de Zé Dirceu e dos ex-tesoureiros do PT.

Muitos dos lusitanos não entendem como um prefeito do interior de São Paulo conseguiu movimentar uma fortuna na campanha. Antônio Palocci, que já respondeu a processos quando esteve à frente da prefeitura de Ribeirão Preto, foi denunciado pelo pessoal da Odebrecht como o homem que fazia as transações do dinheiro sujo para as campanhas do PT. Portanto, se resolver realmente abrir o bico tanto Lula como Dilma vão ter que esclarecer o caixa dois que rolou nas campanhas presidenciais. A indisponibilidade dos 30 milhões de reais, encontrados em sua conta pessoal, impossibilita Palocci de se movimentar e até gastar com seus advogados. Uma medida acertada.

A revelação de que os principais homens de Lula estão envolvidos em corrupção e no assalto aos cofres públicos tem esfriado por aqui os movimentos daqueles que ainda acreditavam na inocência de alguns petistas e de que o governo do PT estava sendo realmente injustiçado. Com as últimas prisões a ficha dos portugueses caiu. Agora eles sabem que o Brasil lava roupa suja diariamente manchada pelas falcatruas e as maracutaias da quadrilha petista que governou o país.

Mas para os portugueses o atual governo também está amordaçado. Não caminha com as próprias pernas porque ainda é refém de um amontoado de ideias desencontradas e de projetos duvidosos para tirar o país do caos. Não consegue inclusive se comunicar com eficiência sobre os seus feitos por absoluta incompetência. E no momento em que deveria falar também para o público externo, mandou desligar o sinal da TV Brasil que transmitia sua programação para Portugal tão usada pelos petistas para combater o impeachment e propagar o golpe.

Quanta trapalhada, meu Deus!

30 setembro 2016 DEU NO JORNAL

EFICIENTES NA DESTRUIÇÃO

Carlos Alberto Sardenberg

Quanto tempo, dinheiro, energia e criatividade o pessoal da Odebrecht gastou para montar e manter por tantos anos o tal “Departamento de Operações Estruturadas”? O sistema supervisionava, calculava e executava os pagamentos de comissões – propinas, corrige a LavaJato – referentes a grandes obras no Brasil inteiro e em diversos outros países.

Considere-se ainda que os pagamentos deviam ser dissimulados, o que trazia o trabalho adicional de esconder a circulação do dinheiro e ocultar os nomes dos destinatários. Coloquem na história os funcionários que criavam os codinomes dos beneficiários – Casa de Doido, Proximus, O Santo, Barba Verde, Lampadinha – e a gente tem de reconhecer: os caras eram eficientes.

Nenhuma economia cresce sem companhias eficientes. Elas extraem mais riqueza do capital e do trabalho e, com isso, reduzem o custo de produção, entregando mercadorias e serviços melhores e mais baratos. Pois o “Departamento de Operaões Estruturadas” foi eficiente na geração de uma enorme ineficiência.pt_gafanhotos

Tudo aquilo é parte do custo Brasil – encarece as obras, elimina a competição, afasta empresas de qualidade e simplesmente rouba dinheiro público. Há aqui dois roubos: um direto, o sobrepreço que se coloca nas obras para fazer o caixa que alimenta as propinas; o outro roubo é indireto e mais espalhado.

Está no aumento dos custos de toda a operação econômica. Na última terça, a Fundação Dom Cabral divulgou a versão 2016 do ranking mundial de competitividade, que produz em associação com o Fórum Econômico Mundial. O Brasil apareceu no 81º lugar, pior posição desde que o estudo é feito, atrás dos principais emergentes, bem atrás dos demais países do Brics.

Mais importante ainda: se o Brasil caiu 33 posições nos últimos seis anos, os demais emergentes importantes ganharam posições com reformas e mais atividade econômica. Prova-se assim, mais uma vez, que a crise brasileira é “coisa nossa”, genuína produção nacional. Os governos Lula 2 e Dilma foram tão eficientes na geração do desastre quanto a Odebrecht com suas operações estruturadas.

Uma política econômica que provoca recessão – por três anos seguidos – com inflação em alta, juros elevadíssimos e dívida nas alturas, tudo ao mesmo tempo, com quebradeira geral das maiores estatais – eis uma proeza que parecia impossível. Para completar, a eliminação de qualquer critério de mérito na montagem do governo e suas agências arrasou a eficiência da administração pública e, por tabela, da empresa privada que tinha negócios com esse governo.

Em circunstâncias normais, numa economia de mercado, a empresa privada opera tendo como base as leis e as regulações que devem ser neutras e iguais para todos. A Petrobras precisava ter regras públicas para contratação de obras e serviços. Em vez disso, o que a Lava-Jato nos mostrou? Um labirinto de negociações escondidas, operações dissimuladas, manipulações de lei e regras.

Às vezes, a gente pensa: caramba, não teria sido mais simples fazer a coisa legal? Sabe o aluno que gasta enorme energia e capacidade bolando uma cola eficiente e acaba descobrindo que gastaria menos estudando? A diferença no setor público é que o estudo não dá dinheiro. A cola dá um dinheirão para partidos, seus políticos, amigos e companheiros.

Nenhum país fica rico sem ganhos de produtividade. O Brasil da era PT perdeu produtividade. Mas, pior que isso, criou sistemas ineficientes e corruptos desde os principais setores da economia – construção civil, indústria de óleo e gás – até os mais simples serviços públicos, como a concessão de bolsa-pescador ou auxíliodoença.

30 setembro 2016 DEU NO JORNAL

BUFÃO ACINTOSO

Ipojuca Pontes

No clássico romance “Os Irmãos Karamazov”, Dostoievski nos fala de um personagem abjeto, Fiodor Pavlovitch, o Karamazov pai, sujeito que embute na alma corrompida a “volúpia de mentir”. O gigante russo, abarcando como nenhum outro os abismos da alma humana, considera, com agudo senso psicológico, que o sujeito que mente a si próprio e que mergulha na própria mentira, acaba por não poder mais discernir a verdade, nem em si mesmo, nem em torno de si, deixando, portanto, de respeitar a si próprio e aos outros.

Dostoievski tem o velho Karamazov, assassinado pelo próprio filho (Smerdiakov), na conta de um debochado contumaz e lança suas luzes sobre o tipo: “Os embusteiros calejados, que passam a vida inteira mentindo, têm momentos que tomam o seu papel tão a sério que chegam a chorar e a tremer de emoção, embora nesse mesmo instante (ou um segundo depois) possam dizer a si próprios: – Mentes, velho sem-vergonha; não passas de um palhaço, apesar de toda tua ‘santa’ ira e do teu ‘santo’ minuto de cólera”.

Tudo bem medido e pesado, não há diferença básica entre o tragicômico personagem do romancista russo e a figura farsesca de Lula. No caso do vosso velho sindicalista, o exercício diuturno da mentira, para além de manifesta degeneração de caráter, revela uma forma voluptuosa de prazer: no frigir dos ovos, Lula da Silva goza mentindo – e eis a explicação pertinente encontrada pelo escritor russo, que, ademais, no romance, associa o vício incontrolável de mentir à histeria compulsiva do Karamazov pai.aaa

Muito bem. Desde o episódio em que o Ministério Público Federal, baseado em fatos, denunciou o líder do PT como “comandante máximo” do esquema de corrupção montado para saquear a nação, armou-se, em pífia resposta, a encenação de lastimável ópera-bufa. Nela, como émulo do Karamazov pai, saracoteia a figura de Lula da Silva, a um só tempo, patética e burlesca.

Com efeito, sem argumentos válidos para contestar a denúncia sobre os milhões subtraídos dos cofres públicos, o milionário do ABC, no centro do picadeiro habitual, depois de beijar a camisa vermelha, chorar, bufar, esganiçar e se comparar a Getúlio Vargas, JK, Jango e ainda, num ato de estúpida bravata, ao próprio Jesus Cristo – terminou por jurar que, uma vez comprovada sua culpa, “ia a pé”, de São Bernardo a Curitiba, “para ser preso” .

Pior: mais tarde – mesmo sabendo que a mulher de Guido Mantega fazia simples exame de colonoscopia, considerado procedimento de rotina pela filha do ex-ministro preso – Lula vociferou, roufenho de tanto mentir, que a prisão do encalacrado petista era uma falta de “humanitarismo” da PF, silenciando, no entanto, quanto ao achaque de Mantega ao trêfego Eike Batista, o empresário “forte” do governo petista cevado na grana manipulável do BNDES.

Como todos sabem, os comunistas vivem da e para a mentira. Fidel Castro, o Vampiro do Caribe, por exemplo, se jactava de mentir em discursos enfadonhos nos quais castigava o povo cubano (a ouvi-lo de pé) por mais de 12 horas; Stalin, genocida por vocação, mentia sem pestanejar, em especial quando promovia jantares para homenagear camaradas do PC que mandava fuzilar no dia seguinte; por sua vez Lenin, carniceiro-mor, mentia de forma consciente quando iludia o povo com promessas de fortuna igualitária nunca estabelecida na malfada Rússia dos Sovietes; e Mao, o grande pedófilo, sacrificou literalmente 75 milhões de chineses com a campanha do “Grande Salto Para Frente”, mentindo que iria melhorar a vida da população em tempo recorde.

E Lula? Bem, este mente por convicção. Certa vez escrevi que Lula mente até quando diz a verdade – se isto é possível. Mário Morel, autor da biografia “Lula, o Metalúrgico”, narra episódio em que um jovem aprendiz de torneiro mecânico pede ao patrão para fazer hora extra, aos sábados, pois precisa de dinheiro. O dono da fábrica de autopeças resiste, depois cede e avança algum dinheiro ao aprendiz, que não cumpre o trabalho. Cobrado pela falta, Lula, em resposta, diz que estava mentindo e, no deboche, pelas costas, manda o patrão “tomar no cu”.

O “Comandante máximo”, que se acha um sujeito “safo” na sua eterna permissividade, é um péssimo exemplo que nos leva à desídia e à dissolução. Nunca se matou tanto, nunca se roubou tanto, nunca se mentiu tanto no Brasil.

Chegou a hora de trancafiá-lo.

30 setembro 2016 DEU NO JORNAL

INESGOTÁVEL

Ao avançar sobre as anotações e codinomes utilizados pela cúpula da Odebrecht para o pagamento de propinas em obras em todo o País, a Polícia Federal aponta a suspeita de repasses ilícitos ao ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, ao ex-deputado e ex-líder do Governo na Câmara Cândido Vaccarezza (PT), e ao deputado Carlos Zarattini (PT-SP) referentes a contratos da empreiteira com a Prefeitura de São Paulo em 2011.

A anotação sob suspeita dos investigadores está no celular de Marcelo Odebrecht, em uma pasta intitulada como ‘Crédito’ e com a expressão:

BMX: Vacareza e Zaratini 3%, sendo 3 deles, mais 1 GM até outubro. Depois 21M p/GM e 2 para V + Z”.

* * *

Quanto mais se mexe, mais fede.

O esgoto petralha é inesgotável.

zarattini-mantega-e-vaccarezza

Zaratini, Mantega e Vacareza, a cúpula que adora uma cópula com a corrupção

29 setembro 2016 DEU NO JORNAL

UM DOMINGO QUE SERÁ NEFASTO PROS GUABIRUS

O vídeo gravado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o horário eleitoral do candidato do PT a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, foi rejeitado em pesquisas qualitativas.

Por causa do teste, a participação do líder petista na propaganda na televisão é incerta.

Lula gravou o seu depoimento para campanha de Haddad na última segunda-feira pela manhã.

A aparição do ex-presidente na propaganda havia sido acertada em um almoço com Haddad, na semana passada, no Instituto Lula.

* * *

Se “pesquisa qualitativa” é o que estou pensando, ou seja, uma pesquisa feita com gente de qualidade, gente que raciocina e gente que gosta da ética, é claro que Lapa de Canalha teria mesmo que ser rejeitado.

O fato é que o petralha Haddad está tomando no frande e vai se fuder no próximo domingo.

Vai levar uma pajaraca de grosso calibre no furico vermêio-istrelado!

Meus parabéns pro eleitorado de São Paulo!

lhd

“É melhor tu não aparecer em São Paulo, cumpanhero Lula. Eu já tô fudido, e se tu participar da minha campanha, aí eu acabo de me lascar”


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa