30 julho 2017 DEU NO JORNAL

NÃO VERÁS MESMO!!!

A força-tarefa da Operação Cobra, 42ª fase da Lava Jato deflagrada nesta quinta-feira, 27, reconstituiu todos os passos do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine, desde junho de 2014, quando ele deu início ao seu objetivo de tomar propina da Odebrecht.

A investigação mostra que Bendine se reuniu com o empresário Marcelo Odebrecht na sede do Banco do Brasil, que fica no mesmo prédio ocupado pelo escritório da Presidência da República em São Paulo, na Avenida Paulista.

* * *

Um Corruptor Ativo do porte de Marcelo Odebrecht – o queridinho de Lula -, se reunindo com um Corrupto Passivo do calibre de Bendine – o queridinho de Dilma -, no escritório da Presidência da República.

Escritório que ficava no mesmo prédio onde estava instalada a sede do maior banco estatal, do qual Bendine foi presidente.

Fato acontecido no tempo em que a Presidência da República era gerenciada pelo PT.

Uma cena autenticamente banânica.

Tinha razão Olavo Bilac:

29 julho 2017 DEU NO JORNAL

SÉRIA QUE SÓ A PORRA!

Dilma Rousseff depôs ontem em favor de Gleisi Hoffmann, no processo em que a senadora ré no STF é acusada – junto com Paulo Bernardo – de ter recebido 1 milhão da Odebrecht para a campanha em 2010.

A ex-presidente disse sobre a amiga o seguinte:

“A senadora é uma pessoa bastante séria”

* * *

Na verdade, Gleisi Hoffmann, a presidente do PT que é ré – aquela que é cognominada de Amante na lista de propinas da Odebrechet – é uma pessoa pra lá de séria.

Ela é mais séria do que um porco mijando.

Não ri nem quando está botando chifres em Paulo Bernardo.

28 julho 2017 DEU NO JORNAL

COMO IDENTIFICAR UM CORRUPTO HONESTO

“Certeza da minha honestidade é que não depositei na Suíça”, diz Lula

* * *

Lapa de Honesto está se referindo aos noves milhõeszinhos que tem aplicado na BrasilPrev e que a justiça bloqueou.

Dedução lógica:

Você pode engolir 9 ou 900 milhões de propina. Não importa.

Se depositar na BrasilPrev, e não na Suiça, não tem problema.

Você é honesto!!!

28 julho 2017 DEU NO JORNAL

VOCÊ SABE O QUE É PROPINA?

Nelson Motta

Propina é uma palavra inventada pelos empresários ou pelo Ministério Público para tentar culpar os políticos”.

Não é piada, humor ou ironia, é Lula redefinindo suborno, jabá, pixuleco, comissão ou, como dizem no Nordeste, “um agrado”, legitimando receber dinheiro sujo para promover fraudes e ilegalidades que ajudem empresas e quadrilhas a roubar o Estado e o contribuinte.

Os políticos, coitados, não têm culpa de nada, são bodes expiratórios de uma aliança espúria entre empresários e o Ministério Público.

É esse o cara que, como uma fênix do agreste, vai renascer das próprias cinzas para nos salvar? É o que pensa quem se oferece como esperança de um comportamento decente de políticos e governantes? Há controvérsias.

Lula diz que todos os políticos pedem dinheiro a empresários e que não conhece ninguém que venda a casa ou o carro para ser candidato, mas não diz que alguns vendem coisas ainda mais valiosas. Ou trocam por futuros serviços. Tudo para defender o povo… rsrs.

Os empresários oferecem doações como um investimento que esperam recuperar um dia, ou como pagamento por serviços prestados, ou são achacados por políticos e, temendo retaliações, “contribuem”, como quem paga proteção a uma organização criminosa.

Todo mundo sabe disso desde que o Brasil é Brasil. Lula também, mas sua conclusão é diferente: “A diferença é que agora eles transformaram as doações em propinas. Então ficou tudo criminoso.”

Simples assim. “Eles” criminalizaram tudo. É como se antes da Lava-Jato não fosse crime pagar por trabalhos sujos prestados usando cargos públicos.

É como se ninguém soubesse a diferença entre doação e propina, como se todo mundo fosse como os zumbis que seguem políticos em manadas movidas a fanatismo e ignorância.

É constrangedor até para seus partidários ouvir isso de quem pretende liderar a reconstrução do país e de suas instituições.

Não é só retórica palanqueira para a militância, é um acordo de leniência com as práticas políticas que nos levaram ao lodaçal em que chafurdamos.

Propina não é só uma palavra, virou uma instituição nos governos Lula, Dilma e Temer.

28 julho 2017 DEU NO JORNAL

O CABRA MAIS RICO DO PLANETA TERRA

Jeff Bezos, fundador e presidente da gigante varejista Amazon, ultrapassou Bill Gates, fundador da Microsoft, e conquistou o posto de homem mais rico do mundo no ranking em tempo real da revista “Forbes“.

A fortuna de Bezos está estimada em US$ 90,6 bilhões, US$ 500 milhões acima da de Gates.

* * *

Lula tem 9 milhões de reais na BrasilPrev.

Multiplicando 9×10 chegaremos a 90, uma dezena que ainda está abaixo do dinheiro de Bezos.

Só que a fortuna de Bezos é em dólares.

E em bilhões!!!!

Vamos escrever:

U$ 90.000.000.000,00

Transformando em reais teremos o seguinte:

R$ 270.000.000.000,00

Façam as contas vocês que gostam de aritmética e calculem quantos mandatos Lula teria que voltar a exercer, a partir de 2018, pra igualar seu investimento guabirutífero na BrasilPrev ao investimento do empresário capitalista Jeff Bezos.

28 julho 2017 DEU NO JORNAL

CANTA, PASSARINHO, CANTA!

Colegas do ex-presidente do BB e da Petrobrás Aldemir Bendine, preso pela Lava Jato, dizem não ter dúvidas de que ele deve partir para a delação premiada caso sua prisão temporária se converta em provisória, quando não há prazo para a soltura.

Bendine é descrito como depressivo e fumante inveterado, vício que será obrigado a abandonar na carceragem da PF.

Bendine também era muito próximo de Dilma Rousseff, que o nomeou para a Petrobrás.

Foi na gestão dele que a empresa revelou ter destruído áudios das reuniões sobre a compra de Pasadena, negócio autorizado pela petista.

* * *

Fala. sujeito!

Aproveita que tu não pode fumar na cadeia e usa a mão pra escrever.

Vai anotando tudo enquanto estiver cagando de coca no boi da prisão.

Conta tudo que tu sabe sobre teu amigão do peito e das propinas, o destacado petralha Guido Mantega.

Detalha aí como foi a autorização que Vaca Peidona deu para a compra de Pasadena.

Vai, corruptão, dá essa alegria pra gente.

“Se eu abrir a boca, esta vaca tá fudida…”

28 julho 2017 DEU NO JORNAL

UM GUABIRU DE ALTÍSSIMO ESCALÃO

O juiz federal Sergio Moro decretou o bloqueio de até 3 milhões de reais do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine.

A decisão atende a pedido do Ministério Público Federal.

O montante a ser bloqueado se refere à propina recebida por Bendine da Odebrecht.

Os 3 milhões de reais foram repassados em três entregas em espécie, no valor de 1 milhão de reais cada, em um apartamento em São Paulo.

* * *

Pra um guabiru do porte de Bendine, 3 milhões é minxaria.

Elevando-se três ao quadrado, teremos 3×3 = 9.

E 9 nos lembra a quantia já bloqueada de uma pequena fração da fortuna de Lula.

Bendine, vocês já sabem, é o competente desviador de dinheiro que foi nomeado pelo PT, durante a gestão de Dilma, pra dirigir as duas maiores estatais de Banânia.

Resumindo: uma trama autenticamente vermêio-istrelada.

Bendine, um fudedor de alto nível: de estatais e de quengas caríssimas

28 julho 2017 DEU NO JORNAL

CACETE NO LOMBO!

Governo venezuelano proíbe manifestações contra Constituinte.

Pena para quem descumprir a ordem é de cinco a dez anos de prisão.

* * *

Regime aberto e democrático é assim mesmo: cadeia pra quem fizer qualquer tipo manifestação.

E, antes da cadeia, matança de protestadores nas ruas.

Uma chacina que já passou da casa dos 100.

Perguntem pra Gleisi Hoffmann, pra Lula e pra Ceguinho Teimoso que eles explicam como é que é esta história.

A alegria de dois “estadistas” latrino americanos

27 julho 2017 DEU NO JORNAL

O SHOW TEM QUE CONTINUAR

Ricardo Noblat

Para quem tenha de depor diante de um juiz, nada mais cômodo do que fazê-lo por meio de videoconferência. Economiza tempo do juiz e do depoente. Economiza gastos do depoente e dos seus advogados com deslocamentos para outras cidades. É mais civilizado e eficiente.

Mas esse não parece ser o caso para Lula. O juiz Sérgio Moro, no último dia 20, acenou com a possibilidade de Lula ser interrogado em setembro por meio de videoconferência no processo em que é acusado de corrupção em contratos firmados entre a Petrobrás e a Odebrecht.

Moro alegou que isso evitaria “gastos indesejáveis de recursos públicos com medidas de segurança”. Referia-se ao aparato montado pela Secretaria de Segurança Pública do Paraná e pela Polícia Federal em 10 de maio, quando ele e Lula ficaram pela primeira vez frente a frente.

Naquela ocasião, o PT tentou levar para Curitiba cerca de 50 mil militantes de todo o país com todas as despesas pagas. Atraiu menos de 10 mil. Mas de todo modo produziu um espetáculo com a aparição de Lula e dos dirigentes do partido em comício no centro da cidade.

É o que pretende fazer outra vez. Por isso, a defesa de Lula já informou a Moro “que não concorda com a realização do interrogatório por meio de videoconferência”. Quer que o “o depoimento seja realizado presencialmente, tal como havia sido definido pelo juízo”.

Faz parte do show. Desde o início do envolvimento de Lula com a Lava Jato, sua defesa tem privilegiado o aspecto político em detrimento do jurídico. Assim procede porque está convencida – e Lula também – de que ele tem poucas chances de escapar de uma ou de mais condenações.

O objetivo é transformar Lula em uma vítima da perseguição dos seus algozes. O espetáculo não pode parar.

27 julho 2017 DEU NO JORNAL

A NADO

Preso na 42ª fase da Lava Jato nesta quinta-feira (27) , o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine tinha uma passagem de ida para Portugal.

A viagem estava marcada para esta sexta-feira (28), descobriu o Ministério Público Federal (MPF) após quebra do sigilo telefônico do suspeito.

* * *

Lula declarou heroicamente que iria a pé pra Curitiba.

Este outro corrupto, o Bendine, bem que poderia ir pra Portugal a nado, atravessando o Atlântico com largas braçadas petroleiras.

Afinal, ratos petêlhos são bastante criativos.

27 julho 2017 DEU NO JORNAL

O LASCADO E O FUDIDO

Apesar do agravamento da crise venezuelana, a economia do país caribenho ainda é responsável pela manutenção de outra, também em frangalhos: a ilha dos Castros.

Em 2016, o governo cubano anunciou que o crescimento iria diminuir de 4,4% para 2% do PIB. 

Em junho do mesmo ano, reduziu a meta para 1% e, no fim de 2016, declarou uma queda de 0,9%.

A debilidade da economia foi atribuída principalmente à Venezuela.

A hipótese mais provável é a continuação da crise em Caracas, com seus efeitos adversos sobre a economia cubana.

O pior cenário seria a queda do governo de Maduro e terminação do comércio, da oferta de petróleo e da compra de serviços profissionais cubanos.

* * *

E eu conheço uma incrível quantidade alienados mentais que idolatram Raúl Castro, veneram Maduro, adoram o socialismo e consideram Cuba e Venezuela dois exemplos de excelentes e democráticos governos.

É o mesmo time de tabacudos que canoniza Lula e vota no PT aqui no Brasil.

Faz um bem danado a gente ter consciência de que não é idiota e não pensa igual a estas antas.

Ufa!

Três canalhas que destroçaram os seus países; menos, evidentemente, na cabeça dos ceguinhos

27 julho 2017 DEU NO JORNAL

OS TOLÔTES EMPATARAM

Pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria mostra que o percentual de brasileiros que consideram o governo do presidente Michel Temer ruim ou péssimo é de 70%.

Com os 70% de avaliação ruim ou péssimo, Temer empata com a ex-presidente Dilma Rousseff ao alcançar o maior índice de reprovação a um governo na série histórica da pesquisa CNI/Ibope.

Dilma alcançou esse patamar de reprovação em dezembro de 2015, no final do primeiro ano de seu segundo mandato, e seis meses antes de ser afastada do cargo com a abertura do processo de impeachment.

* * *

Uma chapa composta por uma parelha de candidatos escolhida por Lula e que concorreu à presidência em nome do bando denominado PT, só podia dar mesmo em merda.

Uma reprovação de 70% até que é pouca pra dois afilhados de Lapa de Corrupto.

Não custa nada lembrar que esta maioria que hoje reprova Cara-de-Tabaca é a mesmo que o elegeu pra vice de Vaca Peidona.

Bem feito!

27 julho 2017 DEU NO JORNAL

NÓS CONTRA ELES? EM QUE LADO DA MOEDA ESTÁ LULA?

Antonio Carlos Prado

Revelou-se para o Brasil, na semana passada, o paradoxo dos pronomes pessoais. Ou melhor: a fantasia pronominal. Mais claro ainda: a mentira. Mentira do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que falsamente se alardeia pobre nos palanques para iludir, com a demagogia e o populismo de sempre, os corações e as mentes de brasileiros que são pobres de verdade ou toureiam a condição de classe média que vai empobrecendo.

O rei está nu, e agora até os mortos sabem que Lula é a cigarra fingindo-se de formiga. A mentira em questão, como toda mentira, mostrou suas pernas curtas quando na quarta-feira 19 o Banco Central comunicou ao juiz Sergio Moro que cumprira parte de sua determinação de bloquear recursos financeiros do ex-presidente e que também já promovera o sequestro e arresto de alguns de seus bens. Vinte e quatro horas depois, o Brasilprev, do Banco do Brasil, avisava que tornara indisponível cerca de R$ 9 milhões de Lula, distribuídos em dois planos de previdência.

A coisa é de pirar, é meio esquizofrêanica, é teatro do absurdo: Lula se diz “nós” mas é “eles”

Eis como formou-se o pardoxo: o BC bloqueou R$ 606.727,12 em quatro contas bancárias de Lula, existentes no Bradesco (R$ 63.702,54), Itaú (R$ 21.557,44), Banco do Brasil (R$ 397.636,09) e Caixa Econômica Federal (123.831,05). O sequestro e arresto de propriedades envolveram cinquenta por cento de três apartamentos e um terreno, todos localizados na cidade paulista de São Bernardo do Campo, onde mora o ex-presidente (os outros cinquenta por cento estão fora da ação penal porque pertenciam a Marisa Letícia, já falecida).

Entraram ainda nesse rol dois automóveis: um Ford Ranger LTD e um Omega CD. Quanto aos planos de previdência bloqueados, um deles está inchado com R$ 7.190.963,75 e o outro guarda R$ 1.848.331,34. Pois bem, vindo à tona essa notícia, veio também a perplexidade: “mas Lula não se diz pobre?”; “mais que pai dos pobres (slogan de Getúlio Vargas do qual ele se apropriou), o ex-presidente não se coloca pessoalmente como pobre?”; “e por acaso pobre ou mesmo gente da classe média têm seiscentos mil reais depositados em conta corrente, como se tal quantia fosse troco que se esquecesse adormecido?”. Nessa toada o espanto cresceu, cresceu e virou o paradoxo dos pronomes referido no início desse texto.

Eu sempre lidei bem com pronomes pessoais e sei distingui-los:

Eu
Tu
Ele, Ela
Nós
Vós
Eles, Elas

Apesar de bastante familiarizado com tais pronomes, confesso que me senti um tanto confuso. Não, não foi Sergio Moro quem me confundiu não, quem me atrapalha é Lula. Se ele encontrar um caixote pela frente, sobe no dito cujo e discursa, e não há discurso no qual não esgoele o surrado bordão “nós” contra “eles”, “eles” e “nós”, a terceira pessoa do plural contra a primeira pessoa, também do plural, ou vice-versa.

Por “nós”, na gramática da intolerância formulada por Lula, entenda-se todos aqueles que concordam com ele, todos aqueles que o ex-presidente traduz como pobres. Por “eles”, seguindo ainda a cartilha lulista, são os indivíduos que não gostam do PT, e então, segundo tal regra radical e obtusa, são rotulados de “burgueses”, “ricos”, “coxinhas”. Ser “eles”, para Lula, é ser “elite”.

O “nós” contra “eles” vale para a questão do impeachment de Dilma Rousseff, vale para quem crê ou não crê em sua santa inocência, mas abrange sobretudo a questão de dinheiro – relembrando que tudo é fantasia e populismo, que o cerne da questão (no caso do PT é xis do problema mesmo) consiste em estar ou não estar “fechado” com o “companheiro”.

Se “nós” são os desvalidos e “eles” são a elite, dá para Lula se encaixar no primeiro pronome, tendo R$ 606 mil em conta corrente, R$ 9 milhões em previdência, mais imóveis e carros? Sinceramente, é claro que não dá. A coisa é de pirar, é meio esquizofrênica, é teatro do absurdo: Lula se diz “nós” mas é “eles”!

E com certeza tem milhões de “eles” espalhados pelo Brasil que, vendo agora o que Lula tem, bem que gostariam de ser “nós” – não o “nós” de pertencer ao PT, mas o “nós” em matéria de patrimônio e grana. E, falando-se em dinheiro, a partir do cacife de Lula exibido publicamente, torna-se inevitável a indagação: de que lado da moeda ele está?

Lula perdeu a munição de palanque. Caiu-lhe a máscara. Está órfão do pronome “nós”

Não se trata, aqui, de ser contra a riqueza de ninguém, desde que ela tenha sido conquistada, bem entendido, pelo mérito e não pela gatunagem, sobretudo a que deixa a Viúva à mingua. O nó é que as posses de Lula, segundo o Ministério Público Federal e o juiz Moro, são fruto da mais ampla e acabada rapinagem. E tanto é assim que a Justiça requereu cautelarmente o bloqueio e o arresto já efetuados, e ainda há mais a bloquear.

A aritmética é a seguinte: quando condenou Lula a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, no processo do tríplex dado e reformado pela OAS, Moro também estabeleceu uma “multa” de R$ 16 milhões – mais ou menos o cálculo do quanto rendeu a Lula e a “agentes petistas” a maracutaia das propinas na Petrobras.

Desses R$ 16 milhões, a Justiça já bloqueara o valor do tríplex, e, agora, bloqueia o valor do terreno, dos dois carros, dos três apartamentos (um deles é onde o ex-presidente mora), o saldo nas quatro contas correntes e nas duas previdências. A soma de tudo que foi tornado indisponível resulta em cerca de R$ 15.644.000,00.

Assim, para se chegar aos R$ 16 milhões, faltam somente R$ 356 mil. Por enquanto, Lula não perdeu definitivamente nada do que lhe foi confiscado, mas, por outro lado, não pode dispor sequer de um centavo – deixará de ser dono no momento em que o TRF do Rio Grande do Sul confirmar a sua sentença condenatória. Quando se fala, no entanto, que o ex-presidente ainda não perdeu nada, há de se fazer uma importante ressalva. Ele perdeu, sim, a sua principal munição de palanque. Caiu-lhe a máscara. Lula está órfão do pronome “nós”.

27 julho 2017 DEU NO JORNAL

A FILA CONTINUA ANDANDO… TÁ CHEGANDO A VEZ DELE…

O ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine é alvo da 42ª fase da Operação Lava Jato deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (27) no Distrito Federal, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

Bendine e pessoas a ele relacionadas solicitaram vantagem indevida em razão dos cargos exercidos para que o Grupo Odebrecht não viesse a ser prejudicado em futuras contratações da Petrobras e, em troca, o grupo efetuou o pagamento em espécie de ao menos R$ 3 milhões.

Estes pagamentos somente foram interrompidos com a prisão de Marcelo Odebrecht.

Em 2015 Bendine era braço direito da então presidente Dilma Rousseff.

Ele já cobrava propina no Banco do Brasil e continuou cobrando na Petrobras.

Bendine será levado para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

* * *

Os 3 milhões de propina neste caso significam apenas um terço dos 9 milhões da aplicação de Lula na BrasilPrev…

Bom, o fato é que Bendine era o homem certo, certíssimo, para administrar as duas maiores empresas estatais do país ao tempo dos governos petistas.

Aldemir Ladrão Bendine e Dilma Descerebrada Roussef, a mando do patrão Lula, formavam uma bela parelha guabirutífera.

Para grande alegria da banda decente do Brasil e grande tristeza dos ceguinhos da militância vermêio-istrelada, ainda hoje Bendine vai obrar de coca no boi da cadeia curitibana.

A campanha Lula Para Presidente Prudente-2018 vai ganhar força com o engaiolamento de mais um componente da organização criminosa que usa sigla de partido político.

A petralhada zisquerdóide tem toda razão de lutar pela extinção da Lava Jato e de odiar o Dr. Moro.

Esta é uma notícia arretada para iniciarmos o expediente desta quinta-feira em alto astral.

Bendine Lalau e Alienada Mental, uma dupla tipica dos tempos lulaicos

* * *

26 julho 2017 DEU NO JORNAL

O JUIZ E O PENTA RÉU

O juiz Sergio Moro é fenomenal.

Ele é atacado todos os dias por Lula. Mas sua popularidade permanece inabalável.

64% dos brasileiros o apoiam. Um mês atrás, eram 63%.

Enquanto isso, Lula tem o apoio de 29% e é reprovado por 68%.

* * *

Segundo Ceguinho Teimoso, estes dados são totalmente falsos e inventados pela grande mídia golpista.

Ainda hoje ele nos fornecerá os verdadeiros números sobre a fantástica aprovação de Lula no eleitorado brasileiro.

Já está passando de 171%.

Um candidato lindinho assim merece mesmo uma aprovação alta.

25 julho 2017 DEU NO JORNAL

LUZ NAS TREVAS

Tidos como “redutos petistas” em razão dos resultados eleitorais obtidos desde 1996, com Luiza Erundina candidata à Prefeitura de São Paulo, até 2014, com a reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff, os extremos sul e leste da capital paulista se mostram divididos sobre votar no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva numa possível candidatura em 2018.

Após 12 dias da condenação na Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, eleitores do Grajaú, extremo sul, ouvidos pelo UOL se dividem entre manter o apoio a Lula ou ficar em dúvida se ele é mesmo a melhor opção.

Já entre os eleitores ouvidos em São Mateus, no extremo leste, embora o petista ainda leve vantagem, encontra também uma rejeição mais incisiva ligada às recentes denúncias na Justiça.

* * *

Boa notícia: tá ficando meio a meio.

E o mais significativo é que isto ocorre no curral das antinhas mais descerebradas.

Ou seja, a rejeição começa a crescer entre os mortadeleiros que compõe os exércitos da CUT e do MST.

A poupança de 9 milhões do ex-presidente mais pobre que esta país já viu estarreceu Banânia de norte a sul, de leste a oeste.

Quando a foto de Lula algemado brilhar nos ares, aí o desmantelo vai ser maior ainda.

Enfim, por mais tabacudo que seja o cidadão, chega uma hora em que ele começa a enxergar a realidade (menos, evidentemente, o Ceguinho Teimoso…).

“Este porra cum 9 milhão na popança e nóis cumendo pão duro”

25 julho 2017 DEU NO JORNAL

EXCELENTE NOTÍCIA

Além do ex-presidente Lula, caso a instância superior confirme a sentença do juiz federal Sérgio Moro, também a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, poderá chegar à campanha de 2018 atrás das grades.

Ela é ré em ação em que é acusada de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O processo contra Gleisi pode ser julgado ainda este ano pelo Supremo Tribunal Federal.

O STF foi unânime ao aceitar denúncia por corrupção.

Gleisi recebeu R$ 1 milhão da roubalheira à Petrobras para sua campanha, em 2010.

Se Gleisi Hoffmann for condenada, o STF deve também cassar e declarar vago o seu mandato, e manda-la para a prisão.

Gleisi responde pelos mesmos crimes que condenaram Lula a 9 anos e meio de prisão: corrupção e lavagem de dinheiro.

* * *

Uma excelente notícia pra começarmos os trabalhos desta terça-feira.

Aliás não custa nada ressaltar um detalhe contido na notícia: o STF acatou por unanimidade a denúncia por ladroagem corrupcional contra o lindo casal.

Este parelha acanalhada, Amigo e Amante, segundo a lista de codinomes no Departamento de Propinas da Odebrecht, vai ter o tratamento que merece: obrar de coca no boi da cadeia.

Aliás, em falando de propina, Lula garante que este negócio de “propina” é uma fantasia inventada pelo JBF, líder da mídia reacionária e golpista.

Atenção, Gleisi e Lula, Amigo e Amante: assim como as rosas abrem as suas pétalas para receber o orvalho da manhã, abram os vossos corações para acolher esta linda composição de Roberto Carlos, que este Editor dedica ao lindo casal do PT, o Proprietário e a atual Gerenta do bando:

24 julho 2017 DEU NO JORNAL

CONCORRÊNCIA DESLEAL COM OS HUMORISTAS

Em entrevista concedida à rádio Tiradentes, do Amazonas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta segunda-feira, 24, que a palavra “propina” foi “inventada” por empresários e pelo Ministério Público para “tentarem culpar os políticos”.

* * *

Este cara é phoda!!!

Ele sabe que pode soltar tolôtes deste porte porque conta com o apoio e a fidelidade dos idiotas que são devotos da sua igreja.

Vamos repetir o que ele disse:

A palavra “propina” foi inventada pelos empresários e pelo Ministério Público pra denegrir a imagem de políticos honestos, pobres, éticos e íntegros assim feito ele.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!

24 julho 2017 DEU NO JORNAL

CALMA, TUDO VAI SER EXPLICADO

Se Lula não tivesse usado o salário de presidente (R$ 30,9 mil) para pagar nada, nem mesmo imposto de renda, em 8 anos embolsaria R$ 3,2 milhões.

Daí o mistério sobre a origem dos R$ 9,6 milhões encontrados em contas do ricaço petista.

A força-tarefa da Lava Jato investiga.

* * *

Calma, gente, tenham paciência.

Sobre o “mistério” citado nesta notícia aí de cima, é só perguntar pra Ceguinho Teimoso que ele explica tudo.

Aliás, até o presente momento Ceguinho ainda não se manifestou sobre este palpitante e vermêio-istrelado assunto.

Esta pequena e insuspeitada fortuna de Lapa de Poupador.

Aguardemos.

24 julho 2017 DEU NO JORNAL

SEMPRE NA PRECISÃO

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou que o governo prepara um programa de crédito para pequenas empresas com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

De acordo com Dyogo Oliveira, “alguma coisa em torno de R$ 15 bilhões” deve ser disponibilizada para empréstimos.

* * *

Eu chega se assuspirei-me quando li a cifra a ser emprestada: 15 bilhões!

Agora, aqui entre nós:

Esta notícia aí de cima fala em empréstimos para “pequenas empresas“.

Empresa mais pequena ou, como diria Lula, mais menor que o JBF, não existe outra nesta terra banânica.

Pequena, fudida e sempre na precisão.

Vou escrever hoje mesmo para o BNDES e tentar entrar na fila do peditório.

Aliás, qualquer bodegueiro ou dona de salão de beleza que estiver no aperto, pode dar uma passada por lá e sondar o ambiente.

Basta clicar aqui.

23 julho 2017 DEU NO JORNAL

RETRATO DE UM CORRUPTO

Ricardo Noblat

Lula é corrupto. É o que ele é até sentença em contrário. Continuará a ser caso a Justiça em segunda instância confirme a decisão do juiz Sérgio Moro que o condenou a nove anos e seis meses de prisão.

Então ficará impedido de assumir cargos públicos por sete anos. No caso do tríplex do Guarujá, Lula incorreu em dois crimes: corrupção passiva e lavagem de dinheiro. É réu em mais quatro processos.

Lula insiste em dizer que somente o povo tem o direito de julgá-lo. Como se o exercício do voto em uma democracia dispensasse a existência da Justiça. Prega o desrespeito às leis uma vez chancelado pelo povo.

Se não reconhece que o mensalão existiu, por que admitir os crimes de que o acusam? Mente sem pejo. Na política, a verdade é tudo aquilo o que os políticos querem vender como tal.

Getúlio Vargas chamou de “Estado Novo” o regime autoritário que comandou entre 1937 e 1946. Jânio Quadros morreu repetindo que renunciara à presidência devido à ação de “forças terríveis”. Fê-lo para voltar com poderes ilimitados.

Ao golpe militar de 1964, responsável pela morte e o desaparecimento de 434 pessoas, os militares deram o nome de “revolução” e ainda hoje o festejam assim.

Para tentar sobreviver, Lula jamais abdicará do papel de vítima. Foi vítima do destino ao nascer de mãe analfabeta e de pai mulherengo que a deixou com oito filhos; da seca do Nordeste que o fez embarcar em um pau-de-arara com destino ao sul do país; da miséria na periferia da capital de São Paulo; do torno mecânico que lhe amputou um dedo; da ditadura que o perseguiu; e por fim do preconceito das elites.

É inocente dos seus atos. De não ter estudado por alegada falta de tempo; de não ter-se preparado para entrar na vida pública confiando na própria intuição; do seu primeiro governo ter pagado propinas a deputados; de o seu segundo governo ter parido o maior escândalo de corrupção da história do país; de ter elegido um poste que acabou no chão; e de ter construído uma fortuna à base de obséquios.

Valeu-se da esquerda para alcançar o poder. Governou com a direita, os 300 picaretas que identificou no Congresso, e outros tantos que ajudou a criar.

Emparedado pela Justiça tirou a fantasia de Lulinha Paz e Amor, autor da Carta aos Brasileiros, para vestir a da jararaca venenosa, de volta ao regaço da esquerda. Se ela ensaiava refletir sobre seus erros, o ensaio foi adiado. É refém dele. Seguirá refém.

A condenação de Lula por Moro imobiliza o PT e seus parceiros e unifica os políticos alvejados pela Lava Jato. Todos torcem para que Lula seja bem-sucedido porque isso lhes abriria as portas para que também escapem da punição da Justiça e dos eleitores.

A próxima eleição presidencial se dará mais uma vez à sombra de Lula, como a primeira depois de 21 anos de ditadura e como as posteriores.

Se ele não puder disputá-la, seu apoio ainda valerá ouro para políticos carentes de votos (alô, alô, Renan Calheiros!).

Se ele um dia defendeu José Sarney como “um homem incomum”, a merecer reverências, o mínimo que espera é ser tratado como o mais incomum dos homens, seja pela Justiça ou pelos crentes nas urdiduras do destino. Há que reconhecermos: Lula é de fato um homem especial.

Poderia ter entrado para a História com a maior aprovação popular conferida a um governante. Preferiu entrar como o primeiro ex-presidente da República do Brasil condenado por corrupção.

23 julho 2017 DEU NO JORNAL

O JBF APELA PARA GLEISI HOFFMANN

No celebrado Newseum, de Washington, a imprensa brasileira é considerada “parcialmente livre”, a exemplo de vários países africanos e asiáticos.

O museu errou: no Brasil só não é livre quem não quer.

* * *

De fato, a nossa imprensa é totalmente livre pra falar o que bem quer.

Assim feito esta gazeta escrota, que fala e reproduz merda o dia inteiro.

Mais livre ainda são os leitores pra elogiar, meter o cacete ou postar disparates do tipo “grande mídia golpista“.

Mais livre do que a nossa imprensa só mesmo as imprensas de Cuba e da Coréia do Norte, segundo garante o fubânico Ceguinho Teimoso.

O único órgão da nossa imprensa que não era livre e que tinha o rabo preso era a revista Carta Capital, que foi à falência depois que o PT levou um pé na bunda e se viu forçado a largar as chaves dos cofres públicos, de onde escorria o rico dinheirinho do contribuinte para financiar o órgão dirigido pelo independente e ético “jornalista” Mino Carta.

Já o JBF é doido pra ter o rabo preso.

Mas não aparece uma única estatal, uma Petrobras da vida, pra soltar uns pixulecos e aliviar as fudidas finanças deste jornal que vive na mais absoluta miséria.

O meu sonho era que Gleisi Hoffmann – atual gerente do PT a mando de Lula e cognominada Amante na lista de propinas da Odebrecht -, fizesse um apelo pro JBF no mesmo molde do apelo que ela fez pedindo dinheiro pra Carta Capital:

“Eu chega se mijo-me todinho de tanto se rir-se-me! Estes tabacudos do PT são hilários”

21 julho 2017 DEU NO JORNAL

SAUDADES DA LAVA-JATO

Nelson Motta

Seria maravilhoso se, ao fim da Lava-Jato, nos fosse dado um Brasil livre de políticos corruptos – pelo menos até o surgimento dos novos corruptos – com os condenados presos e falidos, sob o império da lei.

Só que não. Ou alguém acredita que o Senado, com mais da metade de seus membros investigados ou réus em vários processos (alguns têm 13, como Renan Calheiros, ou nove, como Aécio Neves ), não vai votar leis que facilitem o objetivo coletivo de escapar da cadeia e não devolver o roubado?

E a Câmara, que tem um terço dos seus integrantes acusados dos mais diversos crimes, vai votar contra o seu espírito corporativista?

O bom é que os partidos podem acabar, como na Itália depois da Operação Mãos Limpas, quando tiveram que mudar de nome e fazer novas alianças. Aqui o PMDB, PSDB, PT, PP, PR, PTB não farão falta, mas o que virá depois deles? Uma remota chance de novas ideias e práticas?

Na Itália, políticos investigados dos novos partidos de esquerda, direita e centro se juntaram para aprovar leis que anistiavam ou minimizavam seus crimes. Quem conhece o Brasil sabe que aqui não vai ser muito diferente.

A Lava-Jato vai passar, mas o seu espírito vai ficar na memória nacional como um tempo em que o Ministério Público, a Polícia Federal e os juízes de primeira instância deram todo o seu esforço e competência para proteger o Estado e a democracia, perseguindo e punindo os que afrontam a lei e a Justiça, estabelecendo uma nova mentalidade em que a lei é mesmo para todos, sem exceções.

O que mais vou ter saudades é da alegria esfuziante que me invadia, e a milhões de brasileiros, ao receber a notícia, ou melhor, ver ao vivo, gente como Eduardo Cunha, Marcelo Odebrecht, Sérgio Cabral, Zé Dirceu, Palocci, Eike Batista, presos como qualquer ladrão de galinhas. Era como comemorar um gol de placa do Brasil.

Pena que a maioria vai escapar. Unidos, eles enfrentarão a opinião pública e os meios de comunicação para se proteger, pagarão os piores micos, se submeterão aos mais constrangedores vexames, mas no final escaparão e formarão novas alianças “por um país mais justo e solidário”.

21 julho 2017 DEU NO JORNAL

UM PALESTRANTE DE BANÂNICO NÍVEL

A descoberta de R$ 9,6 milhões em contas correntes e investimentos do ex-presidente Lula deixou intrigada a força-tarefa da Lava Jato, que investiga o mistério de como o ex-metalúrgico, condenado por corrupção, acumulou tanto dinheiro.

Ao ver bloqueados pela Justiça recursos e bens, Lula se queixou de que a “subsistência” de sua família estaria prejudicada.

Pelo visto, para ele, dinheiro nunca foi problema.

Interrogado na polícia, Lula disse cobrar US$ 200 mil por “palestra”, mas ninguém acreditou. Tampouco ele apresentou comprovantes.

Desde 2015 Lula não faz palestras, para as quais disse cobrar o dobro de Bill Clinton. O ex-presidente dos EUA continua a fazê-las.

Emílio Odebrecht revelou que pagava “honorários” a Lula, além de jatinhos, hotéis de luxo etc, para criar “imagem adicional” na África.

* * *

Que coisa chata. Que insistência dessa grande mídia golpista e reacionária.

O fubânico luleiro Ceguinho Teimoso já cansou de explicar a legalidade da fortuna de Lapa de Palestrador.

É só conferir os balanços publicados por Ceguinho aqui no JBF.

A inveja mata!

Lapa de Corrupto é um conferencista talentoso e com muitas histórias pra contar.

Principalmente histórias da Carochinha.

O maior conferencista banânico; suas palestras são cheias de rico conteúdo bostífero

21 julho 2017 DEU NO JORNAL

O “CU” DE CUT É INDISPENSÁVEL NA SIGLA

Os atos de apoio a Lula, convocados pelo PT e por sindicalistas ligados ao partido, reuniu público inexpressivo na noite desta quinta-feira (20), em várias cidades.

Em São Paulo como no Recife, e em várias cidades, as manifestações desapontaram as expectativas dos organizadores.

Usando camisas da CUT, do MST, do PT e de sindicatos controlados por petistas, em São Paulo algumas dezenas de simpatizantes do ex-presidente tomam conta de menos de um quarteirão da Avenida Paulista.

No Recife, a manifestação de apoio ao ex-presidente, condenado à prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, atraiu cerca de trinta pessoas.

Os manifestantes xingaram o juiz Sérgio Moro, que condenou Lula.

* * *

Diz a notícia aí de cima que aqui no Recife a idiotice petralhal reuniu um bando de 30 tabacudos.

Num sei não… Pelas minhas contas foram apenas 13, o número do bando vermêio-istrelado.

Ser xingado por esta canalha indecente que ainda tem a desfaçatez de defender Lula, é uma honra enorme para o Dr. Moro.

O grosso da população brasileira, a banda decente do país – aquela que quer ver corrupto na cadeia -, aplaude e louva o trabalho do magistrado curitibano.

Só mesmo a minoria composta pelos descerebrados zisquerdóides é que ainda se manifesta a favor de larápios.

Vejam no flagrante abaixo, feito ontem aqui no Recife, às margens do Rio Capibaribe no centro da cidade, a “multidão” de antas amestradas que compareceu ao ato bostífero.

A palavra “CU” da maléfica sigla CUT, no lado direito da foto, resume tudo: a manifestação foi uma merda. Saída do cu dos tabacudos.

21 julho 2017 DEU NO JORNAL

LULA, CAUDILHO PENDULAR

Hubert Alquéres

Caudilhos são dados a movimentos pendulares. Deslocam-se à direita ou à esquerda. Menos por ideologia, mais por conveniências. Perón foi mestre nessa arte. Apoiou-se nos Montoneiros e outros agrupamentos da esquerda peronista para voltar ao poder. Mas quando o conseguiu governou mesmo foi com Lopes Regla, El Brujo, um dos oráculos da AAA – Associação Argentina Anticomunista.

Getúlio Vargas também sabia se movimentar ora para um lado ora para outro. O Vargas que namorou o fascismo de Mussolini, entregou Olga Benário aos nazistas e botou comunistas na cadeia, fez um giro de 180 graus quando os ventos sopraram noutra direção. Bandeou-se para o lado dos países aliados, na Segunda Guerra, e postou-se ao lado do seu arqui-inimigo Luiz Carlos Prestes.

O próprio Prestes, um caudilho com ideologia, também fazia suas guinadas. Em nome da “união nacional” e do queremismo getulista, mandou os operários apertarem os cintos – fazer greve, naquele momento, era impatriótico. Dois anos depois levou o PCB a enveredar pelos caminhos do esquerdismo após a cassação do registro do seu partido.

Seria injustiça histórica com Perón, Getúlio e Prestes colocar Lula no mesmo patamar. Até porque os motivos que levam o pêndulo de Lula a se movimentar mais uma vez, agora à “esquerda”, são de natureza diferente.

Nenhum dos três caudilhos foi condenado pela Justiça por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Em comum, apenas o fato de Lula repetir agora a rotação que vem exercitando desde a fundação do Partido dos Trabalhadores.

Na puberdade petista, Lula disputou e perdeu três eleições com uma frente de esquerda e com um programa radical. Viu que por aí jamais se elegeria presidente. Tendo José Dirceu como estrategista, ampliou seu arco de alianças na direção do empresariado e de políticos tradicionais.

As alas mais esquerdistas do PT torceram o nariz, mas engoliram os novos parceiros, na crença de que o “Lulinha, paz e amor” era apenas um movimento tático a ser deixado de lado com a posse do morubixaba petista.

Ledo engano, o pêndulo de caudilho inflexionou mais à direita, rendendo-se a uma política econômica ortodoxa. Apropriadamente, o economista Samuel Pessoa caracteriza o período 2003-2006 como “Malocci”, para definir uma linha de continuidade entre a política de Pedro Malan e a de Antônio Palocci. E de fato foi assim. Como disse o economista, “o governo Lula, nos bons momentos, não se distinguiu do de FHC”.

O movimento pendular iria na direção contrária, por razão de sobrevivência, com o estouro do escândalo do mensalão. De olho na reeleição, abandonou paulatinamente os bons fundamentos econômicos, a quem tinha aderido por questão de conveniência.

A “inflexão à esquerda” na economia não teve correspondência na política. Ao contrário, o modelo de compra de deputados via mensalão foi substituído por um tipo de presidencialismo de coalizão calcado no patrimonialismo e fisiologismo, métodos secularmente utilizados pelas oligarquias brasileiras.

O pêndulo Lula era isso: “populista na economia, “direitista” na política”.

A mais recente inflexão era previsível desde o impeachment de Dilma Rousseff. Deslocado do poder em decorrência de ter patrocinado a maior crise econômica-social e o maior escândalo da História do país, o lulismo volta no tempo para resgatar a política de classe contra classe e de frente de esquerda. É com ela que pretende se reencontrar com suas “bases populares”.

A bola já tinha sido cantada na carta de 44 páginas que José Dirceu, ainda preso, escreveu no início de maio: “Nada será como antes e não voltaremos a repetir os erros. Seguramente, voltaremos com um giro à esquerda para fazer as reformas que não fizemos na renda, riqueza, poder, a tributária, a bancária, a urbana e a política. Não se iludam vocês e os nossos. Não há caminho de volta. Quem rompeu o pacto que assuma as consequências”.

Indiretamente, o petismo confessa que tinha um pacto com as elites e, ingenuamente, atribui à traição das mesmas elites como causa de sua hecatombe. A narrativa do golpe e da condenação política de Lula serve para justificar a recaída jacobina do PT, prestando-se ainda para coesionar as fileiras internas. Face à “ameaça externa”, a autocrítica não pode ser feita para não se fazer o jogo do inimigo, segundo Gleise Hoffman.

Isto explica porque, apesar de toda a lambança que patrocinou, o Partido dos Trabalhadores vive momento de grande coesão interna. A inflexão à esquerda já era o clamor de muitas de suas bases, particularmente dos chamados movimentos sociais. O pêndulo de agora atende a esse pleito.

Há uma razão maior. O lulismo sem Lula não tem futuro. Sem ele, o PT tende a ser uma força residual. Para a sobrevivência de todos, é necessário manter o mito, martirizá-lo, para que, na pior das hipóteses, os petistas, tais quais os seguidores de Antônio Conselheiro, percorram os grotões do sertão preconizando a volta de Dom Sebastião.

21 julho 2017 DEU NO JORNAL

CAIU NA RATOEIRA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve mais R$ 9,038 milhões bloqueados em planos de previdência privada.

O bloqueio foi comunicado ao juiz Sergio Moro nesta quinta-feira pela Brasilprev.

Segundo o documento, R$ 7,190 milhões estão depositados num plano de previdência empresarial em nome da LILS Palestras, Eventos e Publicações, cujos depósitos são feitos apenas pelos participantes e não pela empresa, que não participa do custeio.

A quantia foi aplicada num aporte único, realizado em junho de 2014.

O segundo é um plano individual do ex-presidente, no valor de R$ 1,848 milhão.

* * *

De fato, como costuma dizer o fubânico Ceguinho Teimoso, Lula extinguiu a miséria e acabou com a pobreza em Banânia.

A primeira pobreza a que ele deu fim foi a dele mesmo.

Um rato esperto que acabou na ratoeira da Justiça.

20 julho 2017 DEU NO JORNAL

ISTO É SÓ O COMEÇO

A Justiça Federal bloqueou, nesta quinta-­feira (20), mais R$ 9 milhões em planos de aposentadoria de Lula. A BrasilPrev informou que obstruiu o saldo de duas aplicações em previdência privada, contratadas pelo ex-­presidente em 2014.

A determinação, emitida pelo juiz Sergio Moro, atende a um pedido do MPF, que solicitou a neutralização dos bens do petista para recuperar o produto do crime de corrupção no caso do tríplex do Guarujá, em que o ele foi sentenciado a 9 anos e meio de prisão.

Até ontem, R$ 606 mil em contas bancárias de Lula, além de quatro imóveis e dois carros, haviam sido bloqueados pela Justiça.

* * *

Nove dedos, nove milhões.

Agora, se for somar com os dedos dos pés, a fortuna cresce mais que o dobro.

E se botar um pixuleco pra cada cabela da barba, aí o homem mais honesto do que Jesus Cristo vai ter milhão que dará pra arrombar a tabaca de Xolinha.

Vôte!!!

20 julho 2017 DEU NO JORNAL

OS DEVOTOS DE IGREJA LULAICA TEM TODA RAZÃO DE ODIAR ESTE JUIZ

Moro decide que R$ 16 milhões do caso triplex vão para os cofres da Petrobras

O juiz federal Sérgio Moro afirmou nesta terça-feira, 18, em resposta aos embargos de declaração da Petrobras, no âmbito da ação em que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão, que os R$ 16 milhões da conta corrente da OAS com o PT, que incluem os R$ 2,25 milhões do triplex no Guarujá e suas respectivas reformas, serão revertidos em favor da estatal.

Após a sentença que apenou, pela primeira vez, um ex-presidente, por crime comum, na história do Brasil, os advogados da petrolífera haviam pedido esclarecimentos a respeito da destinação dos valores.

A defesa da Petrobras, alegando que a estatal foi vítima do esquema de cartel e propinas que operou em algumas de suas principais diretorias por uma década, requereu para seus cofres o valor da sanção pecuniária imposta por Moro aos réus do caso triplex.

“Pelo exposto na sentença, restou claro que houve acerto de corrupção envolvendo contratos da Petrobras, sendo ela a vítima. Assim, tanto o produto do confisco criminal como o valor mínimo para a reparação dos danos são devidos à Petrobras. Embora a ver do Juízo isso estava implícito na sentença, não há óbice em deixá-lo explícito”, anotou o magistrado.

Quando os executivos Léo Pinheiro e Agenor Martins, da OAS, decidiram confessar participação no esquema de corrupção na Petrobras, ambos se referiram a uma espécie de departamento de propinas da empreiteira com o nome de “controladoria”

O ex-presidente da construtora, no entanto, assumiu ser o administrador de uma conta somente destinada às vantagens indevidas ao PT.

Ambos os executivos da OAS admitiram o pagamento de propinas de 2% a agentes públicos e políticos de contratos das refinarias Presidente Getúlio Vargas, no Paraná, e Abreu e Lima, em Pernambuco, e que, do total, R$ 16 milhões foram destinados ao PT.

Em decisão na qual condenou Lula e Léo Pinheiro, Moro havia especificado que “é mais apropriado” limitar o valor da vantagem indevida a ser ressarcida aos cofres públicos “ao montante destinado à conta corrente geral de propinas do Grupo OAS com agentes do Partido dos Trabalhadores, ou seja, em dezesseis milhões de reais, a ser corrigido monetariamente e agregado de 0,5% de juros simples ao mês a partir de 10/12/2009”.

“Evidentemente, no cálculo da indenização, deverão ser descontados os valores confiscados relativamente ao apartamento”, concluiu o magistrado, em sentença.

* * *

Se Lula quiser, temos um excelente advogado pra ele aqui no JBF.

Trata-se do Ceguinho Teimoso, Bacharel em Ciências Defensísticas do Indefensável.

Ceguinho tem todos os números, dados, explicações, estatísticas e provas que serão capazes de derrubar esta sentença do Dr. Sérgio Moro.

Os advogados do único ex-presidente brasileiro a ser condenado à prisão, uns dotôres que atuam de graça, patrioticamente, petisticamente, desinteressadamente, podem entrar em contato conosco através do item “Escreva para o JBF“, lá no cabeçalho desta gazeta escrota.

Tenham certeza, senhores advogados de Lula, que Ceguinho Teimoso vai conseguir provar que o maior presidente que Banânia já teve é inocente e puro feito um anjinho das bochechas lisas (além da cara…)

“Eu tenho lerjia a argema, dotô”

20 julho 2017 DEU NO JORNAL

LEGISLAÇÃO PENAL FELA-DA-PUTA É ESTA NOSSA

Por bom comportamento no presídio de Tremembé (SP), onde está desde maio de 2008 condenada pela morte da enteada Isabella Nardoni, de 5 anos, Anna Carolina Jatobá obteve nesta segunda-feira (17) o direito de ir ao regime semiaberto.

Com a decisão, ela poderá deixar a penitenciária cinco vezes ao ano para saídas temporárias para visitar a família, podendo durar cada saída até sete dias corridos

Anna foi condenada a 26 anos e oito meses de prisão por homicídio triplamente qualificado.

O casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, condenados pela morte de Isabella

* * *

É phoda!!!

Esta monstrenga, ao lado do seu macho, cometeu um crime bárbaro e absurdo contra uma criança e tem este tipo de benefício concedido por nossa legislação.

Esta viadagem de “ressocializar” é coisa mesmo do idiotismo banânico.

Ressocializar um caralho!

Tem é que pagar pelo crime que cometeu. E pagar pesado.

Enquanto isto, nos Zistados Zunidos, Mark David Chapman, assassino de John Lennon, cumpre pena de prisão perpétua há 36 anos, na prisão de Attica, no estado de Nova York.

E já teve diversos pedidos de liberdade condicional negados através dos anos.

Lá naquele país atrasado, este negócio de lei penal é um pouquinho diferente daqui…

E pra fechar a postagem, mais um absurdo da nossa legislação:

Lula ainda continua solto! ! !

20 julho 2017 DEU NO JORNAL

COMPATRIOTAS CORRUPTOS

O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Teixeira é alvo de uma ordem internacional de busca e prisão emitida pela Justiça espanhola. Teixeira é procurado por lavagem de dinheiro em conluio com Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona e anteriormente diretor da Nike, patrocinadora da seleção brasileira.

Apesar de ter uma ordem internacional de captura contra si, Teixeira pode se beneficiar do expediente da Justiça brasileira, que não extradita cidadãos nacionais.

No último dia 18 de junho, Teixeira disse em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo” que não existia lugar mais seguro do que o Brasil para se estar.

“Tem lugar mais seguro que o Brasil? Qual é o lugar? Vou fugir de quê, se aqui não sou acusado de nada? Você sabe que tudo que me acusam no exterior não é crime no Brasil”, afirmou Teixeira à “Folha”.

* * *


Teixeira tá certo. O Brasil é realmente o lugar mais seguro do mundo para um corrupto se homiziar e se livrar das garras da justiça.

Centenas e centenas de casos, sobretudo no baixo clero político, comprovam isto.

Agora, aqui entre nós: e a ordem de prisão de Lula, quando é que a Espanha vai expedir?

Será que não tem filial da Odebrecht em Madri?

E Léo Pinheiro, o corruptor da ativo da OAS, aquela que reformou o triplex, não teria um escritório em Sevila?

O fato de terem os ladrões Lula e Teixeira nascido no mesmo país, não firmaria jurisprudência transnacional que permitisse engaiolar os dois?

Sei lá… Num entendo porra alguma de Direito Ladroístico Internacional.

Estou apenas externando um palpite que não passa de um desejo.

Com a palavra os doutores peruadores fubânicos.

“Cumpanhero Ricardo, depois di tu, será que vão vim atrais d’eu”

19 julho 2017 DEU NO JORNAL

UM DOCUMENTO HISTÓRICO

A sentença assinada pelo juiz Sérgio Fernando Moro, da 13.ª Vara Federal de Curitiba, que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de uma pena acessória de sete anos de inabilitação para o exercício de cargos públicos, constitui um importante documento do processo de consolidação da democracia no País.

O ineditismo da peça condenatória – a primeira proferida contra um ex-presidente da República pela prática de crimes comuns – já seria, por si só, razão suficiente para atribuir-lhe a devida adjetivação histórica. Trata-se de um marco incontrastável do primado da igualdade de todos os cidadãos perante a lei, um dos pilares democráticos consagrados pela nossa Constituição.

Sabedor da repercussão que sua sentença tem no presente e terá no futuro, Sérgio Moro cercou-se de cuidados que dizem muito sobre o seu senso de responsabilidade. Todos os pontos da sentença, do relatório do longo processo até a fixação de penas, foram minuciosamente descritos e motivados, para eliminar dúvidas de quem quer que leia a peça.

Ao longo das 238 páginas da sentença, não foram poucas as atitudes do réu – e não apenas dele, mas também de seus representantes legais e de seus partidários – que foram classificadas por Moro como graves o bastante para ensejar a decretação de sua prisão preventiva no curso da ação penal. Houve ali orientação para a destruição de provas, ameaça ou coação de testemunhas e mobilização da militância do Partido dos Trabalhadores (PT) e dos assim chamados “movimentos sociais” para a prática de atos públicos com o único objetivo de tumultuar o bom andamento do processo. Entretanto, Sérgio Moro, acertadamente, decidiu com prudência e, a certa altura, optou pela condução coercitiva de Lula da Silva, uma medida severa, sem dúvida restritiva da liberdade, mas longe de privar o réu dessa mesma liberdade.

O mesmo cuidado pautou o comportamento do magistrado ao permitir que o condenado recorra da sentença em liberdade. “Considerando que a prisão cautelar de um ex-presidente da República não deixa de envolver certos traumas, a prudência recomenda que se aguarde o julgamento pela Corte de Apelação antes de se extrair as consequências próprias da condenação”, decidiu Sérgio Moro.

Já o Partido dos Trabalhadores, em nota oficial, abusa da imprudência ao classificar a condenação do chefão do partido como uma “medida equivocada, arbitrária e absolutamente ilegal”. Sérgio Moro é acusado de ser “um juiz parcial”, que age a serviço dos “meios de comunicação” e do “consórcio golpista”, os inimigos imaginários do PT que não seriam capazes de aceitar a “trajetória de sucesso de Lula na Presidência”. Este é pintado como vítima de “um caso típico de lawfare”, vale dizer, uma implacável perseguição política por meio do uso indevido de recursos jurídicos.

Evidentemente, trata-se da rançosa cantilena da vitimização que ressoa como música nos ouvidos da militância petista, mas que não resiste a uma leitura sóbria da sentença proferida por Sérgio Moro.

Antes de condenar Lula a quase dez anos de cadeia, o magistrado detalha, didática e minuciosamente, os episódios de todas as fases do processo e enumera todos os elementos fáticos, testemunhais e indiciários que formaram a sua convicção para a imputação da pena. A tão propalada “ausência de provas” fica reduzida a mero discurso político, um subterfúgio ante a fragilidade da defesa jurídica do ex-presidente.

Na sentença, fica cabalmente demonstrado que a cobertura triplex no Guarujá, bem como a milionária reforma do imóvel para atender às necessidades de Lula e de sua família, constituíram “vantagens indevidas em um acerto de corrupção” entre o ex-presidente e a empreiteira OAS. Sérgio Moro reserva dezenas de páginas para esmiuçar as artimanhas usadas para ocultar a transferência da propriedade do imóvel, incluindo a análise de fartas provas documentais e periciais apresentadas pelo MPF.

No futuro, quando arrefecerem as paixões, a sentença do juiz Sérgio Moro haverá de ser lida como um registro da vitalidade do Estado Democrático de Direito em um período particularmente conturbado da história do Brasil.

Editorial do jornal O Estado de S.Paulo

18 julho 2017 DEU NO JORNAL

UMA GRAVE OFENSA

* * *

O Juiz Moro desta vez foi longe demais.

Muitíssimo longe!!!

Ele cometeu um grande equívoco e perpetrou uma grave ofensa.

Ofendeu profundamente o ex-deputado e prisioneiro Eduardo Cunhão, ao compará-lo com Lula.

Cunhão ficou prostituto da existência quando tomou conhecimento desta comparação.

“Esta foi demais. Ofendeu a minha honra. Vou processar este juiz”

17 julho 2017 DEU NO JORNAL

UM ROMBO PLANETÁRIO

Os escândalos de corrupção na Petrobras e sua política de preços levaram a estatal brasileira a ser a empresa de petróleo mais endividada do mundo.

A constatação faz parte do informe produzido pela OMC, que avalia a situação da política comercial do Brasil.

* * *

A OMC, vocês já sabem, é a Organização Mundial do Comércio.

Que de mundial não tem nada, pois deve ser dirigida por coxinhas reacionários aqui de Banânia.

Perguntem pra Ceguinho Teimoso que ele dará detalhes sobre este covil golpista.

Agora, aqui entre nós: é bilhão pra caralho.

E de dólares!!!

A notícia fala que a empresa está “no vermelho“.

O mais correto seria dizer que a Petrobras está “no preto“.

Preto da tonalidade nove dedos.

17 julho 2017 DEU NO JORNAL

FESTIVO ENCONTRO ILEGAL DE MELIANTES DE GROSSO CALIBRE

Ao menos sete parlamentares do PT abandonaram o serviço em Brasília para ir a São Paulo participar do “lançamento da candidatura” a presidente de Lula, após o petista ser condenado a 9 anos e meio de cadeia por corrupção.

Passagens custam em média R$ 1 mil. Cada parlamentar ganha R$ 34 mil de salário, mas ainda assim repassam o custo das passagens aéreas para visitar Lula ao contribuinte.

A cota parlamentar já foi usada para bajular Lula após denúncia do Ministério Público.

As deputadas Benedita da Silva (PT) e Jandira Feghali (PCdoB) se deram folga na quinta-feira (13) e foram visitar Lula, o condenado.

Além de deputados, os senadores Gleisi Hoffmann, Lindbergh Farias, Paulo Rocha e José Pimentel também foram aparecer na foto.

* * *

Esta foto tá arretada.

O grupo que cerca Lapa de Mentiroso constitui um time de altíssimo calibre corrupcional-mentirístico-bostoso.

Coisa de 13ª qualidade!!!

Vou emoldurar o flagrante e colocá-lo na minha parede de recordações surrealísticas banânicas.

Saber que fomos governados por esta cambada por mais de uma década enche meu peito de orgulho cívico-lacrimal.

E vamos celebrar o encontro ilegal da rataria petêlha, para “lançamento de candidatura” antes da data prevista em lei – de um réu já condenado à prisão pela justiça -, com uma linda música:

17 julho 2017 DEU NO JORNAL

NÃO FOI 100% PORQUE TEM IDIOTA EM TODO CANTO NESTE MUNDO

* * *

Puta merda!

É impressionante!

Quer dizer que na Venezuela ainda existe 2% de “petistas” que apoiam Maduro???!!!

É pra lascar: 2% da população venezuelana ainda apoia este nazistinha de merda.

Num tem jeito mesmo: gente idiota existe em todo canto deste mundo.

Maduro, como vocês sabem é aquele tiranete amigo de Lula, adorado pelas zisquerdas banânicas e candidato ao Prêmio Nobel de “Deseconomia”.

Ontem, durante a votação, ele matou mais duas pessoas nas ruas de Caracas, ultrapassando uma centena de assassinados.

“Alô cumpanhera Dirma: enchi aí um avião cum os besta qui votaro nim nóis e manda aqui pra Venezuela: o cumpanhero Maduro tá fudido”

16 julho 2017 DEU NO JORNAL

INDECÊNCIA CASUÍSTICA BANÂNICA

Vicente Cândido (PT-SP), relator da reforma política, incluiu em parecer dispositivo que aumenta de 15 dias para 8 meses período em que candidato não pode ser preso, exceto em flagrante.

* * *

Tinha que ser mesmo um diputado petralha.

Só podia ser mesmo uma canalha da quadrilha vermêio-istrelada pra apresentar um tolôte deste porte.

Quer livrar o furico de Lula da pajaraca da justiça e da lei.

Vamos dedicar uma linda música pra este cabra safado.

16 julho 2017 DEU NO JORNAL

NORMALIDADE PÓS-PETRALHA

Em apenas dois dias próximos à votação da denúncia contra Michel Temer, o presidente liberou quase um sexto do valor total de emendas liberadas de janeiro a junho deste ano.

Mesmo assim, os aliados do governo, claro, veem com naturalidade a operação.

“O governo está investindo nos municípios, não está dando dinheiro na mão dos deputados. O parlamentar que leva investimento para sua cidade está cumprindo o papel dele. Feio era o que o PT fazia no mensalão, que trocava dinheiro por voto”, disse o líder do DEM, deputado Efraim Filho (PB).

O PT rebaixou de tal forma os parâmetros morais com seus escândalos de corrupção que qualquer ato menos pior que o dos petistas se passa por normal.

* * *

É phoda!!!!

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!!

Puta que pariu.

Esta República Federativa de Banânia é  mesmo um caso único no Planeta Terra.

Xolinha de tabaca arromba pelas escândalos banânicos

16 julho 2017 DEU NO JORNAL

UMA CHAPA PERFEITA

O senador cassado Demóstenes Torres reassumiu, em junho, seu posto de procurador de Justiça, no Ministério Público de Goiás, mas ensaia um retorno a Brasília com um discurso em defesa dos políticos e contra “criminalização” dos agentes públicos.

Em entrevista ao Estado, ele afirmou que “Judiciário está legislando”, em um cenário no qual um ex-presidente da República (Lula) foi condenado em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e que o atual presidente (Michel Temer) aguarda a Câmara autorizar ou não prosseguimento da denúncia de corrupção passiva feita pela Procuradoria-Geral da República.

“A política foi criminalizada. A não ser em longo prazo, nada poderá ser feito para reverter o desânimo do eleitor. O pior é: Não há saída, fora da política. Muitos que a golpearam podem estar querendo ocupar espaço na vida pública. Talvez, na próxima eleição, haja um terreno muito grande para cachorros loucos, apedeutas (sem instrução), radicais de toda a espécie, adeptos de mantras e afins. Já que o judiciário está legislando e o congresso não toma providência”, disse ao Estado.

* * *

Minino, que notícia boa!

Tomara que Demóstenes volte mesmo à política.

Este cabra, um corrupto de altíssimo nível, um guabiru que honra a tradição bandalhística de Banânia e, sobretudo, um mentiroso simulador da mais alta qualificação, daria um excelente vice na chapa do PT ano que vem.

Com o eleitorado que temos em Banânia, Lula e Demóstenes seriam imbatíveis.

Os dois foram os mais votados na disputa do Troféu Algemas de Ouro no ano de 2013. Clique aqui para ler .

Lula/Demóstenes, Presidente e Vice: a chapa ideal para o PT em 2018

15 julho 2017 DEU NO JORNAL

FORÇA, ZECA!

O cantor Zeca Pagodinho sofreu um acidente na noite desta sexta-feira (14).

Segundo informações da Polícia Militar, o 15º BPM (Caxias) foi acionado para uma ocorrência de trânsito em Xerém, onde vive Zeca. Os policiais relataram que o cantor estava num quadriciclo quando tentou realizar retorno numa via, perdeu o controle e o veículo tombou.

Zeca teria desmaiado na hora do acidente e o Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer o artista, que foi levado para o Hospital Caxias D’Or.

A assessoria do cantor informou que, segundo a equipe médica da unidade de saúde, Zeca está bem e lúcido.

* * *

Força, Zeca Pagodinho!

A comunidade fubânica está torcendo pelo seu completo restabelecimento.

Resista e continue nos dando alegria.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa