PINIÃO

Uma embolada de Luperce Miranda e Augusto Calheiros. Gravação de 1954. Canta Augusto Calheiros.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

 augusto

Augusto Calheiros (Jun/1891 – Jan/1956)

ACORDA ESTELA

Um samba de Herivelto Martins e Benedito Lacerda. Gravado em 1939. Interpretação de Francisco Alves e Dalva de Oliveira.

A RAZÃO DÁ-SE A QUEM TEM

Para abrir a semana, um samba de 1932, de Noel Rosa, Francisco Alves e Ismael Silva. Interpretado por Mário Reis e Francisco Alves acompanhados pela Orquestra Copacabana.

ABISMO DE ROSAS

canhoto

Canhoto (Fev/1889 – Set/1928)

O grande violonista Américo Jacomino, o ‘Canhoto’, tinha apenas 16 anos quando compôs “Abismo de Rosas”, em 1905. A valsa foi um desabafo a uma decepção amorosa, pois tinha sido abandonado pela namorada, filha de um escravo.Vamos ouvir esta gravação de 1927 com o próprio Canhoto.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O QUE VIER EU TRAÇO

Choro de Alvaiade e Zé Maria, na voz de Ademilde Fonseca. Pra quem vai traçar uma cervejinha no final de semana, esta música dá certinho!

CABECINHA NO OMBRO

Se vivo fosse, o grande cantor brasileiro Alcides Gerardi, nascido na cidade de Rio Grande-RS, estaria completando 99 anos no dia de hoje, 15 de maio.

Para lembrar seu aniversário de nascimento, vamos ouvi-lo cantando uma música de Paulo Borges, que fez muito sucesso em meados do século passado.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

alcides

( *15.Mai.1918 – † 01.Mar.1978)

SERENATA SUBURBANA / BABALU

Hoje, 13 de maio, dia de Nossa Senhora de Fátima, comemoramos o aniversário de 88 anos da cantora Abelim Maria da Cunha, ou simplesmente, Ângela Maria.

Ela é também conhecida como “Sapoti“, apelido que lhe foi dado pelo presidente Getúlio Vargas.

Vamos celebrar a data ouvindo-a cantar duas músicas.

A primeira é a belíssima Serenata Suburbana, uma das mais inspiradas composições de Capiba, o saudoso compositor pernambucano.

Em seguida, ouviremos Babalu, uma canção afrocubana da autoria de Margarita Lecuona

* * *

URUBU MALANDRO

Para alegrar o nosso sábado, o saudoso Altamiro Carrilho executa este lindo choro de Braguinha e Louro de Carvalho, abrilhantado por uma espetacular percussão.

AVE MARIA NO MORRO

Há exatamente cem anos, no dia 5 de maio de 1917, nascia em Rio Claro-SP, a saudosa Dalva de Oliveira. Ela encantou-se em agosto de 1972. Vamos reverenciar sua memória ouvindo-a interpretar uma composição de Herivelto Martins.

NOEL ROSA

No dia de hoje, 4 de maio, encantou-se Noel Rosa. Foi há 80 anos, em 1937. O JBF presta uma homenagem especial a este gênio da MPB, oferecendo aos seus leitores quatro composições da autoria de Noel, todas elas interpretadas por Nelson Gonçalves.

LEVA MEU SAMBA

Na data de hoje, 5 de maio, no ano de 1909, nascia em Minas Gerais o compositor Ataulfo Alves. Nasceu no seu “pequeno Miraí“, a cidade que ele homenageou com uma música.

Ataulfo encantou-se em abril de 1969. Vamos reverenciar sua memória ouvindo esta composição de sua autoria.

FEITIO DE ORAÇÃO

Para alegrar e encantar o domingo da comunidade fubânica, Nelson Gonçalves interpreta um clássico da autoria de Noel Rosa.

AVE MARIA

Os créditos estão na abertura do vídeo.

Uma tocante execução pra gozarmos o final de semana em paz e com serenidade.

MEU CARIRI

No próximo mês de maio se completam dez anos que Marinês, uma das vozes mais doces da Nação Nordestina, se encantou e partiu pro infinito.

Vamos reverenciar sua memória ouvindo-a cantar uma composição de Rosil Cavalcanti.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Marinês (Nov/1935 – Mai/2007)

SE TU QUISER

Um balançado gostoso pra viver uma paixão nesta quinta-feira bonita.

Elba Ramalho canta um dos maiores sucessos do fubânico Xico Bizerra, destacado compositor da atualidade.

O lançamento desta música se deu em 2002 e ela já foi gravada 106 vezes, de norte a sul e de leste a oeste deste país grande, com direito até mesmo a uma versão inglesa, If You Want.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

 pd-13

Elba Ramalho, a intérprete, em conversa com o compositor, Xico Bizerra, colunista do JBF

MEMÓRIAS CONJUGAIS

Paulinho da Viola interpreta um gostoso maxixe de sua autoria:

RONDA

Se vivo fosse, Paulo Vanzolini, nascido a 25 de abril de 1924, estaria hoje completando 93 anos. Ele faleceu em abril de 2013.

Carmem Costa interpreta uma de suas mais conhecidas composições:

MENINOS

jc

Juraildes da Cruz é um tocantinense de Aurora do Norte.

É ele o autor desta singela composição, um poema delicado, enternecedor e que nos remete à infância. Interpretação dele, acompanhado por um coro infantil.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

CARINHOSO

Há exatamente 120 anos, no dia 24 de abril de 1897, nascia Alfredo da Rocha Vianna, o nosso saudoso Pixinguinha. Ele encantou-se em fevereiro de 1973.

Vamos reverenciar sua memória com esta composição que ele fez em parceria com João de Barros, aqui interpretada por Orlando Silva

FANATISMO

Esta letra, interpretada por Fagner, é um belíssimo soneto da Poeta portuguesa Florberla Espanca, que viveu intensamente o seu curto tempo de apenas 36 anos neste mundo.

O cearense musicou uma obra-prima. Que o JBF oferece pros seus leitores neste lindo sábado.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Florbela Espanca (Dez/1894 – Dez/1930)

Fanatismo

Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer a razão do meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida…
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!

“Tudo no mundo é frágil, tudo passa …”
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!

E, olhos postos em ti, digo de rastros:
“Ah! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: Princípio e Fim! …”

PASTORINHAS

Silvio Caldas interpretando  Pastorinhas, de Braguinha e Noel Rosa, numa gravação de 1938.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Noel de Medeiros Rosa (Dez/1910 – Mai/1937)

BOIADEIRO ERRANTE

A dupla Liu e Léu, num antigo programa de televisão, interpreta uma tocante moda de viola da autoria de Teddy Vieira.

NOVOS RUMOS

Paulinho da Viola interpreta uma composição da dupla Rochinha e Orlando Porto.

Este Editor curte muito esta música e sempre se emociona quando a escuta porque ela tem muito a ver com a sua própria vida. Era sempre pretexto pra tomar uma naquele saudoso tempo em que não estava cumprindo uma abstinência compulsória…

NELSON GONÇALVES CANTA NOEL ROSA

O endereço era este: Rua Coronel Austriclínio, nº 683, Palmares-PE. A rua ainda tem este nome e fica no centro da cidade. Mas o número foi substituído por outro quando a prefeitura implantou um novo sistema. E na casa em que passei minha infância hoje existe uma loja.

Pegado parede-e-meia com a minha casa, existia o casarão em que morava a família Capistrano, que foi demolido nos anos 70 e no local construiram a moderna sede da Telpe, a então empresa estadual de telefonia.

A família Capistrano era capitaneada por Seu João e Dona Nena. Uma família grande, muito unida e feliz. Tinha Hamilton, Humberto, Jairo, Lula, Bartolomeu, Djalma, Maria, José, Jarbas e Tereza. Da minha faixa etária, só mesmo Jarbas, menino feito eu; e Tereza, que era a caçula. Todos os outros eram bem mais velhos. Eu era criança e eles já eram adultos. Na casa da família Capistrano, onde costumávamos brincar no oitão e no fundo do quintal, havia uma radiola hi-fi, única em toda rua, com uma grande coleção de discos LP, o hoje chamado vinil.

Os filhos adultos dos Capistranos, quando viajavam pro Recife, ao voltar sempre traziam mais e mais discos, cada novidade mais espetacular que a outra. E foi ouvindo aquela fantástica coleção dos vizinhos que se embasou a minha cultura musical, sobretudo de música popular brasileira.

Havia muitos LPs de Nelson Gonçalves. Entre eles, existia um no qual o saudoso cantor gaúcho interpretava apenas composições de Noel Rosa. Uma das maiores vozes brasileiras cantando músicas de um dos maiores gênios da música brasileira. A capa do LP, gravado em 1956, quando eu tinha 10 anos de idade, é esta que está reproduziada logo abaixo:

capa nelsongoncalves

Hoje, dia 18 de abril, se completam exatos 19 anos que Nelson Gonçalves encantou-se e partiu do mundo dos vivos. Ele nasceu em Santana do Livramento-RS, no mês de junho de 1919, e morreu em 1998.

Para registrar esta data, uso a seção Do Fundo do Caçuá Musical para oferecer à comunidade fubânica as oito músicas do disco cuja capa está reproduzida aí em cima, sendo 4 músicas do lado A e quatro músicas do lado B.

Boa audição!

Coração 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Último Desejo

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Feitiço da Vila 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Quando o Samba Acabou 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Só Pode Ser Você 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Silêncio de Um Minuto 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Com que Roupa 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Palpite Infeliz 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

NA BASE DA CHINELA

Vamos começar a semana em alto astral e com um embalo gostoso. Música de Rosil Cavalcanti e Jackson do Pandeiro, na interpretação de Geraldo Azevedo e grupo Cascabulho. 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

arr4-3-horz

CHUÁ, CHUÁ

Uma canção composta em 1925 pela dupla Pedro de Sá Pereira e Ari Pavão. Interpretação de Augusto Calheiros em gravação de 1956. Tudo isto para embalar um domingo em 2017.

ALEGRIA

Um samba composto em 1937 pela dupla Assis Valente e Durval Mai. Interpretação de Orlando Silva.

ABRE A JANELA

Um samba de 1938, composto por Arlindo Marques Júnior e Roberto Roberti, defende a regalia de o marido “cair na orgia” e ter a compreensão da mulher. Um tema arretado para as feministas de hoje em dia. Interpretação de Orlando Silva.

CONVERSA DE BOTEQUIM

Um clássico de Noel Rosa, interpretado por ele mesmo.

O PEQUENO TURURU

Augusto Calheiros interpreta uma embolada que compôs em parceria com Luperce Miranda. Gravação de 1956.

TRISTEZA PÉ NO CHÃO

Para alegrar a nossa terça-feira, um inspirado samba da autoria de Armando Fernandes na linda voz de Clara Nunes.

AI QUE SAUDADES DE AMÉLIA

Na data de hoje, 10 de abril, ano de 1928, nascia Mário de Souza Marques Filho, que passou para a história da MPB com o nome de Noite Ilustrada. Ele encantou-se em julho de 2003.

Vamos ouvi-lo cantando uma composição de autoria da dupla Ataulfo Alves e Mario Lago. Uma letra de fazer militante feminista meter o dedo no furico e rasgar.

EU NASCI HÁ 10 MIL ANOS ATRÁS

Raul Seixas canta uma música de sua autoria.

Uma composição criativa e antológica:

PEDACINHO DO CÉU

Para alegrar o nosso final de tarde domingueira, Izaías e Seus Chorões, no Instrumental Sesc Brasil, interpretam com grande sensibilidade o inspirado choro da autoria de Waldir Azevedo.

FALTA DE SORTE

Samba dos anos 40 para um sábado ensolarado. Composição de Geraldo Pereira e Marino Pinto. Interpretação de Aracy de Almeida.

AMANHÃ É SÁBADO

Hoje é sexta. Véspera do sábado.

Um samba de Martinho da Vila na doce voz da potiguar Roberta Sá. Com participação do próprio compositor.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

roberta_

FAUSTINA

Para alegrar a nossa quinta-feira, um samba-choro da autoria de Gadé. Interpretado pelo saudoso e inigualável Moreira da Silva.

PRA QUE MENTIR?

Uma música de Oswaldo Gogliano, o Vadico, compositor e pianista, grande parceiro de Noel Rosa.

Vamos ouvir uma das geniais criações desta dupla, na voz de Paulinho da Viola.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

vadico

Oswaldo Gogliano, o Vadico (1910-1962)

POMBO CORREIO

No dia de hoje, 4 de abril, no ano de 1992, encantava-se Gilberto Alves aos 77 anos de idade. Vamos ouvi-lo cantando um samba de autoria da dupla Benedito Lacerda e Darcy de Oliveira.

DEVOLVI

Núbia Lafayette, uma voz da bixiga lixa, interpreta uma composição de Adelino Moreira.

Aliás, tenho um carinho especial por esta música, um brega de elite, porque foi através dela que tomei conhecimento da existência da palavra “cruciante“.

Quem quiser saber o que ela significa, faça feito eu: recorra ao Pai dos Burros.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa