26 dezembro 2016 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
LANÇAMENTO DO LIVRO “CINTILÂNCIAS” OLIVEIRA DE PANELAS

No último dia 15 de dezembro, no Centro Cultural Ariano Suassuna, em João Pessoa-PB, realizou-se o lançamento do livro “Cintilâncias“, com 365 sonetos de autoria do poeta Oliveira de Panelas.

Na ocasião, uma surpresa ao vate, um de seus sonetos musicado por Roberto Cajá, acompanhado na interpretação por Cristiano Oliveira e Sandra Belê.

Quem Sou Eu No Universo? Oliveira de Panelas – Música de Roberto Cajá

9 dezembro 2016 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
POEIRA E PEDRA

ricardo-carvalho

Fotografia: Ricardo Carvalho

Eu me vesti de pedra no sertão
levei aquele sol do meio-dia
pensei que o meu corpo se partia
e como passos fui dilatação.
Também senti faltar respiração
a minha boca se encheu de areia
o sol se pôs e não tive ceia
meu olho seco não se fez fechar
meu grito rouco não se fez soar
findei-me pedra numa lua cheia.

2 novembro 2016 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
PEDRAS

pedras

Onde há pedras,
há segredos,
enredos, valias,
descidas, lajedos…

Não há o tempo,
somente o vento
a varrer os dias…

Não há sementes,
o sol não deixa
nem se alia…

Não há escombros,
nem malassombros
nem dinastia…

Só há latência…
Dormência…
E vez por outra
uma poesia.

9 setembro 2016 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
ZABÉ DA LOCA

Um clip, que mesmo simples, mostra a grandeza de nossa cultura.

Beto Brito, um piauiense radicado na Paraíba, homenageando nossa tocadora de pife mais conhecida: Zabé da Loca.

18 agosto 2016 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
POESIA MODERNA

A poesia moderna é muito interessante…
Eu disse apenas – muito interessante – quer ver?

Não tem penas
em minha cabeça-de-galo.

Não é mesmo interessante?
E ainda posso ilustrar com uma paisagem canina.

cães em BV

14 agosto 2016 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
AGOSTO DAS LETRAS

Entre dengues e perrengues as letras sobrevivem a falar de amor e paixão.

Semeadura difícil, mas promissora quando em campos abertos de olhos pequeninos.

E assim me derramo ao sabor dos ventos finais de meu campo efêmero e passageiro.

Que meus dias se somem aos dias de tantos.

SONY DSC

25 janeiro 2016 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
BEATO E BRINCANTE

SONY DSC

7 junho 2015 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
UM OLHAR SOBRE A ZONA

S

A zona da mata é cana;
é mata a zona da cana;
a cana da zona mata;
a zona mata e dá cana;
de cana a zona mata;
se mata por cana na zona;
se zona na mata da cana;
se mata sem zona na cana;
é zona a cana da mata;
a zona não mata sem cana;
é cana que mata na zona;
a mata é cana sem zona;
com cana se zona na mata;
é mata, é zona e é cana;
sem cana a mata não zona;
sem mata a cana não zona;
sem zona a cana não mata;
é mata, é cana e é zona…

7 fevereiro 2015 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
TESOUROS DO CARIRI

Civaldo Andrade

Trabalhos como este me fazem orgulhoso de sermos herdeiros de matrizes diversas.

Vejo a alma negra, a aborígene e uma pedacinho da alma branca no encanto do canto de todos nós.

Este artista nasceu em Remígio-PB, e hoje é radicado em Serra Branca-PB.

Um ser singelo com cabeça e mãos de anjo, a nos tocar com seu toque simples, mas profundo.

12 janeiro 2015 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
O CAOS DO COSMO

 S

A nossa natureza é de enfeitar
para cobrir do mundo o desmantelo
pois no cosmo não há o menor zelo
entre astros que teimam se chocar.
O poder do maior sempre será
abater engolindo os pequeninos
não importa em queimar em desatinos
pois o cosmo não vive de razão
mata e morre a viver de explosão
a deixar a vagar nossos destinos.

23 setembro 2014 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
DEJINHA DE MONTEIRO

Este é o décimo primeiro número da série “Tesouros do Cariri”.

Mais um artista que enaltece os valores do nordeste brasileiro.

26 agosto 2014 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
CHÃO DE MINHA VIDA

Flor de Caroá

Berço de minha origem
leito dos meus sonhos
vereda de meu destino.

Abrace-me com teu vento morno
sustente-me com tuas mãos de pedra
sacia-me com teu cardo generoso.

Umbral dos umbrais
mar de palhas secas
asas e bicos que gritam
o sono de meus ancestrais.

Valei-me de água e terra
de sol e vento
e me abrase
como se único fosse.

Um dia
me deste o sopro
um dia
me soprarás
a espalhar-me
na devoção de meu sentido.

Vim e volto
canto e danço
o eterno baile
de uma nota infinda.

Me leve como pó dos tempos
me solte como mil suspiros,
me inscreva no correr dos ventos
me encante como te conspiro.

31 julho 2014 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
MINHA CAETANA

Eu e o sol 1

Foto de Joseli Costa

Não carece que ela venha me buscar
nem tão pouco lhe darei meu endereço
sem missal, sem rosário e sem terço
não há missa, nem vinho e nem altar.

Não serei sua presa e nem troféu
não serei desjejum e nem banquete
não serei nem bainha, nem florete
nem serei um mais um a ir pro céu.

Correrei as veredas desta vida
com vigor sentirei o chão de perto
e vigil manterei o campo aberto
a cobrir minhas léguas sem medida.

Serei o senhor de meus desejos
a plantar os meus sonhos mundo a fora
e meu sino soará em sua hora
refletindo em mistura de lampejos.

Não me venha buscar em tempo errado
não me espreite voraz em uma esquina
não destrua o cumprir de minha sina
pois não sou da senhora um seu criado.

Saberei sucumbir em tempo incerto
pois pro fim só se tem dual maneira:
por fraqueza, ou traição vil e rasteira
por doença, ou senão uma leseira.

É o sol que me leva e me alumia
no rompante arrebol de meu começo
e agora se desfaz em adereço
derramado em difusa harmonia.

Findarei tão áureo neste hélio
a cumprir o caminho deste arco
conservado de mistério neste marco
no poeta a se findar – Marco di Aurélio.

24 julho 2014 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
FESTA NO CARIRI PARAIBANO

S

Homenagem a Raniel – Foto Roseli Ferreira

Próximo dia 02 de agosto estaremos realizando uma palestra e um sarau poético/musical na cidade de São José dos Cordeiros-PB, dentro do “I Festival de Arte e Cultura Cordeirense”.

No dia 04 levaremos uma palestra com José Maria Tavares de Andrade para o auditório da UEPB – Universidade Estadual da Paraíba, campus de Monteiro-PB.

Já no dia 05 realizaremos um grande sarau no Parque das Águas em Monteiro, com a presença de grandes nomes da poesia e da música daquela região.

Tudo isso de graça!

Sem rolar dinheiro, apenas apoio logístico local de instituições e particulares.

E viva o Cariri Paraibano!

S

Sarau Por-do-Sol em São João do Cariri

21 junho 2014 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
TRIBUTO ESPECIAL A MANOEL MONTEIRO

24 maio 2014 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
SARAU NA VILLA REAL DE SÃO JOÃO DO CARIRY-PB

SONY DSC

Matriz de São João do Cariri – Foto do colunista

Estamos na espectativa do Sarau na Villa Real de São João do Cariry.

Mais uma vez nos congregaremos com artistas da terra e da região, para nos encher de sentimentos e nos derramar com as emoções de nossa terra.

Sem vínculos partidários, gêneros ou níveis sociais, nosso compromisso é apenas com a arte e a cultura de nosso povo.

Somos brincantes sem interesses monetários. Nosso desejo é dividir o que somos numa provocação positiva, fazendo emergir os valores locais e regionais.

Antecipadamente queremos agradecer a Xicão Almeida, pelo empenho e o desprendimento de nos ajudar com toda logística necessária ao evento.

Agradecer ao Escola Estadual Jorn. José Leal Ramos, em nome de seu diretor, Ednaldo Cunha de Oliveira, que aceitou nossa proposta na realização de uma palestra.

A Junior Cordeiro,Alexandre Amaral,Queiroz Neto, Wanderley Barreto, Heliton Queiroz, Nadir Medeiros e quem mais venha fazer parte desse nosso intento.

Programação:

Dia 24 de maio de 2014

Auditório Municipal Padre Valdir Campelo Cabral ao lado da Matriz de São João do Cariri-PB

10h00m – Palestra “Acerca da Palavra” com Marco di Aurélio
19h00m – Philarmônica da cidade (chamamento)
19h30m – Sarau poético/musical
22h00m – Encerramento (que o povo da cidade, além da poesia, também dorme)

Nossa comitiva: Pedro Soares, Chico Viola, Fernando Pintassilgo e Roberto Cajá.

2 abril 2014 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
FORROFEST 2014

Eu e Chiquim:

S

Foto: Roseli Ferreira

Início de campanha para o 26º FORROFEST, realização da TV Cabo Branco aqui na Paraíba.

Para mais detalhes, clique na ilustração abaixo:

ffttf-

11 dezembro 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
CONGRESSISTAS ATRASADOS

Há muito tempo fiz uma reclamação a uma senadora, por está postando os papéis de seu discurso na tribuna, impressos com fonte tamanho 36 aproximadamente.S

Ela me escreveu de volta dizendo ter perdido os óculos. Perdido, uma ova! Pois meses depois a vi se comportando da mesma forma.

Acabo de assistir mais uma parte da sessão do senado, e continuo vendo o desperdício de papel por estes senhores que não me representam.

Uma verdadeira afronta ao bom senso. Um discurso que poderia ocupar uma lauda, passa a ocupar um calhamaço de papel pago pela nação.

Essas almas sebosas que tem direito a uma enorme lista de vantagens, a exemplo de tablets e outras modernagens mais, bem que poderiam se comportar com respeito, inteligência e patriotismo.

Vê-se que a inteligência para o bem passa bem longe do QI dessa corja, abastada de meu, e seu suado dinheiro.

Em letras garrafais:

USEM UM TABLET, BANDO DE INCOMPETENTES.

(A foto é de Roseli Ferreira – e nosso irmão é o “Roxinho”, natural de Serra Branca, um jumento muito bem comportado)

26 novembro 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
“VEREDAS”

Registros da captação de imagens para nosso novo curta metragem, gravados nos dias 23 e 24 deste mês, no Sítio Caboclos, município de Serra Branca-PB, propriedade do casal Leonardo e Maria das Dores, também proprietários da Pousada Itamorotinga.

S

Em minha companhia, Sandra Belê, Escurinho, Edinaldo Aleixo, João de Amélia e por que não, “Roxinho” o jumento “nosso irmão”. No apoio muita gente boa – Fernando Pintassilgo, Roseli Ferreira, André Mota, Nabor, Leonardo, Maria Das Dores, Seu Antonio, um time de senhoras no papel de rezadeiras, Belarmino com sua Van, no suporte de transporte, do Restaurante do Mário para nossa alimentação, Ismael na captação de som, e o grande cinegrafista de nossa Paraíba, João Carlos Beltrão, honrando nosso esforço com sua veia fotográfico/criativa.

S

A trilha sonora ficou por conta do “Príncipe dos Carrascais” – Júnior Cordeiro, com a música especialmente composta para a trilha – “Fulano da Boa Morte” gravada em seu último CD “Capa Preta“.

Tema desdobrado em arranjos posteriores para composição de fundo musical realizados por Pedro Soares, Fernando Pintassilgo e Beto Brito.

S

28 outubro 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
MONTEIRO

Monteiro de mil abraços
de ruas largas, corridas
de casarões preservados
com histórias tão antigas
me faz querer que os dias
se passem bem devagar
para que versos, poesias
consigam se derramar.

Monteiro de meus amores
daqueles que posso amar
vergada de sentimentos
nascidos em meu altar
recebas meu beijo ardente
por onde teu sol passar
de teu albor ao poente
de sonhos pra se sonhar.

Estas fotos mostram nosso encontro, nosso segundo Sarau realizado em terras monteirenses.

Fotos: Alex Soares e Marco di Aurélio

Pqe das Águas - Monteiro

Pqe das Águas - Monteiro 2

S

28 setembro 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
CARIRI PARAIBANO

S

Voltei ancho e enfarado de tanta coisa boa!

O cariri da Paraíba é um sorvedouro de água deixando pra trás o minério de sua riqueza: os artistas.

Tem tanto que se a gente vou enumerar quebraremos o ábaco (lá nele!) eu, hein?

Sob uma linda baraúna produzimos uma socratidão sem Sócrates (que ele nem soube).

Tomei a liberdade de escolher o tema “Liberdade”; me lasquei ! Não tive liberdade de dizer tudo que imaginava dizer, mas deu certo!

Bom é ver jovens discutindo filosofia.

S

Melhor ainda é ver uma instituição como o IFPB de Monteiro provocando tais colóquios.

À noite ainda tive o prazer de trocar figurinhas, compondo com Ilmar Cavalcante um dos melhores compositores da região.

Ao lado de Fernando Pintassilgo, Ilmar e o musicista e poeta Pedro Soares enveredamos por uma sarau de calçada no Restaurante Meia Pataca no centro de Monteiro-PB.

Na volta o espetáculo das curvas topográficas em flagrantes fotográficos que nenhumregistro interpretaria o que de fato somente os olhos podem definir. A Itamorotinga – serra branca – uma elevação granítica das mais belas no município de Serra Branca-PB.

Não fiz a gravação do 11º tesouro do cariri. Ficou para o próximo mês de outubro, onde voltaremos com uma apresentação do Armorial Cordas de Caroá na cidade de Prata-PB, e um grande sarau poético musical no centro da cidade de Monteiro.

S

8 setembro 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
ACERCA DOS ÍNDIOS, COM BALDUINO LÉLIS

Para quem gosta de etnologia, segue um vídeo com cerca de 1 hora e 36 minutos, num apanhado que fiz ouvir meu especial amigo Balduino Lélis.

Uma grande figura humana, conhecedor da vida e do viver, natural de Taperoá-PB.

23 agosto 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
MISSA DE SÉTIMO DIA

Homenagem para a missa de sétimo dia em memória de meu inesquecível amigo, na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, no bairro das Trincheiras, em João Pessoa-PB, às 17h do dia 23/Ago/2013

Nivalson.

A Nivalson Miranda 

* 01.02.1927 + 17.08.2013

Quantas terras revolvestes
quanta tinta preparastes
quantos cantos descobristes
quantos povos reclamastes…

quantas horas não perdestes
nos desenhos que fizestes
quantas roupas te vestiram
quantos laços, quantas vestes…

quantos sonhos derramastes
quantos tetos revestisses
com cinzéis remodelastes
quantos, quantos assistisses…

quantas glórias desenhastes
quantas armas investisses
quantos golpes desfraldastes
quantas sombras que não vistes…

quantos anos tu cumpristes
quantas mágoas abafastes
quantos séculos desejastes
quantos, quantos insistisses…

quanta dor tu nos legastes
nesta hora crua e triste
quanta falta nos fizestes
bem na hora que partistes…

quanto falta que te veja
novamente em teu sorriso
pois meus olhos se marejam
em fitar teu paraíso.

18 agosto 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
NIVALSON MIRANDA

Tenho o pesar de noticiar o falecimento do Professor Nivalson Miranda, 86 anos, ocorrido na manhã de ontem, 17/Ago/2013.

Um amigo especial que me fará muita falta.

Nivalson

O professor Nivalson Miranda nasceu em João Pessoa no ano de 1927. Aos três anos é levado pelos pais para morar em Recife onde permanecem por dez anos. Em 1940 regressam todos à Paraíba. Aos 23 anos, no início dos anos 50 já recebia convites para fazer capas de livros e outros trabalhos. Apesar disso, enveredou pelo mundo da ciência exata.

É formado em Bioquímica pela Universidade federal da Paraíba onde veio a se tornar docente até o dia em que resolveu se aposentar. É autor de importantes trabalhos de documentação histórica e geográfica regional e de âmbito nacional. Também é membro efetivo do Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba (IHGP) e do Instituto de Genealogia e Heráldica. Tem trabalhos na área das artes plásticas em xilogravura, bico de pena e aguada, aquarela e pintura em painéis de azulejos vitrificados.

Já participou de várias exposições, entre elas exposição individual no IHGP, em 1973 na qual mostrou trabalhos em xilogravura explorando temas Heráldicos no domínio Holandês, período -1938; “Coletiva de Comemoração dos 150 anos de Independência do Brasil”, Xilogravuras – Recife (PE); Mostra de Heráldica Gentílica Brasileira e Heráldica Cívica IHGP”, em João Pessoa; Memória Arquitetural da Paraíba Setor de Referência da UFPB, 1987”; Heráldica de Domínio do Brasil Colonial e Heráldica Eclesiástica dos Bispos e Arcebispos Paraibanos”, apresentados na VI Semana de Estudos Heráldicos IBGE, em São Paulo (SP).

Entre os trabalhos do professor Nivalson também está incluso a criação do Brasão de Armas do 15º Batalhão de Infantaria de João Pessoa com o qual recebeu a Comenda de Amigo do Exército em 2000. Criou também as armas dos municípios Pedras de Fogo, Soledade, Jacaraú, Capim de Mamanguape, Lagoa, Monteiro, Duas Estradas e São José do Brejo do Cruz. Também a série de marcadores de textos (book mark) com o tema “Brasonamento do Nordeste Holandês 1638” – desenhos.

Livros:

Areia e Seu Entorno  

É seu primeiro livro e, nas suas duzentas páginas, reúne 87 desenhos feitos de bicos-de-pena (nanquim). Com uma impressionante riqueza de detalhes, esse artista destacou igrejas, mausoléus, engenhos, casas, sobrados e outros monumentos localizados no município de Areia e algumas cidades vizinhas, como Solânea/Arara (Santuário de Santa Fé) e Esperança (Igreja-Matriz).

Fonte: Cultura Popular – (de Marcos França)

* * *

12 agosto 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
ULISSES BARBOSA E AMIGOS

Apresento aos fubânicos uma tela comum de nosso cariri paraibano.

Uma esmerada interpretação musical de um dos nossos melhores musicistas: Ulisses Barbosa.

Acompanhado de outras figuras agraciadas do dom de nos encantar.   O trabalho não é meu, apenas estou repassando essa maravilhosa apresentação.

10 agosto 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
O COMEÇO DA HISTÓRIA DO “TESOUROS DO CARIRI”

Essa foi uma entrevista para a TV Itararé – Campina Grande-PB, quando a série “Tesouros do Cariri” ainda estava em seu 5º número.

Hoje com dez figuras registradas em tal apanhado de imagens promete continuar, sem número definido, a correr atrás de mais valores naquela região que concentra um número incalculável de produtores de uma cultura que nos enaltece quando vista e ouvida.

Para aqueles que não tiveram oportunidade de conhecer os números que até agora foram produzidos, segue a lista.

Para acessar o vídeo, basta clicar em cada um dos nomes a seguir:

Osmando Silva

Bastinho dos 8 Baixos

Roberto Araújo

Júnior Cordeiro

Fernando Pintassilgo

Sandra Belê

João de Amélia

Nanado Alves

Pife Perfumado

8 agosto 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
PIFE PERFUMADO

Este é o décimo número da série “Tesouros do Cariri”.

O Pife Perfumado é uma festa!

Onde chega atrai a atenção de todos, e evoca lembranças nos humildes, gente que conviveu o campo e suas manifestações culturais.

4 agosto 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
SARAU POÉTICO MUSICAL

Elânia Lima

Elânia Lima

A noite do dia 1º de agosto abraçou um sarau poético musical na cidade de Monteiro-PB.

Osmando - Washington e Miguel Monteiro

Osmando, Washington e Miguel Monteiro

Poetas, compositores, intérpretes e apologistas compareceram cheios do sentimento maior: nossa cultura.

Pedro Soares com Douglas - Fernando e Roberto

Pedro Soares com Douglas, Fernando e Roberto

Nomes como o de Dejinha, Ilmar Cavalcante, Nanado Alves, Osmando Silva, Felisardo Moura, Iago Leal, Elânia, Thaiana, Nena Gonçalves, Roberto Araújo, Pedro Soares, Fernando Pintassilgo, Ulisses Barbosa, Zé de Jabitacá, Carlinhos da Prata, João Badalo,  Erivaldo Silva, Miguel Monteiro, Lito de D. Socorro, Raniel, Washington Marcelo, Alicim de Conceição, Prof. Luizinho, Felipe de Sertânia, e tantos outros se fizeram presentes, elevando o valor do encontro.

Eu e Felipe...

Eu e Felipe

Sai feliz com tudo que vi e ouvi.

Viva Monteiro!

Vivas à nossa cultura!

Fotos de Asley Ravel

24 julho 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
RECADO A DOMINGUINHOS…

S

Quando Dominguinhos visitou minha barraca de cordel na FENART 2010, em João Pessoa-PB

Voa, voa, passarinho
vai cantar noutro arrebol
use a lua e as estrelas
e o terreiro lá do sol
diga lá de onde veio
corte o céu bem pelo meio
bote em prato os pedacinhos
diga que eu mandei dizer
que aqui nasceu você
sua graça é Dominguinhos
que tocou que nem um anjo
que assistiu como é que eu tanjo
a saudade que ficou
numa sanfona sentida
que chorou sua partida
no momento em que voou.

23 março 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
HUYTAMAR

Somente hoje tive coragem de falar desse assunto.

Nossa irmandade tem efeitos especiais, principalmente entre os irmãos tão afeitos.

Eli,

Com certeza saberemos guardar a memória dessa criatura que depois de nos ter encantado, nos pregou a peça de encantar-se.

Huytamar não morreu
nem deixou de existir
e o que pareceu partir
numa ilusão que se deu
foi apenas que Morfeu
por escolha enganou-se
correndo errado apressou-se
e digo com tal certeza
que no mei da natureza
Huytamar encantou-se.

14 março 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
SE TE PAREÇO VELHO…

Olhas para mim
como se eu não tivesse vivido a tua idade.
Como se os teus prazeres
não tivesse um dia sido os meus.

Se te pareço velho
é que não sabes que pra ficar assim
tive que viver três ou quatro juventudes
iguais a tua.

Por tanto, pelo que juntei,
por saber ainda como fui
na idade que hoje tens,
sei bem melhor de ti
do que podes saber de mim.

Não quero dizer com isso
que sou melhor.
Sou apenas três ou quatro jovens
encarnado em um só corpo.
Concentrado em uma mente
que não deixa de ser sempre jovem.

Um jovem melhorado, porém,
com uma timidez cuidadosa,
para não misturar desafios,
que só os jovens podem tê-los,
e não se parecer ridículo
aos olhos de quem não sabe
o que é ser velho.

2 fevereiro 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
COISA DE PARECEIROS

Eita país tão escroto
que não me vale um vintém
seu futuro nunca vem
nem vai sair do esgoto
um carro véi sem piloto
descendo pelos aceiros
um jogo de trapaceiros
vivendo de enrabada
eita corjinha safada
que elege seus pareceiros.

4 janeiro 2013 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
O BEATO

Xilogravura de Marcelo Soares

Oferenda de seu desejo
cordeiro solto
a espiar a culpa do mundo…

Alpercatas rasas
timão em cor fechada
cruzes prateadas
e um madeiro cheio de fitas.

Corre o sertão
o beato consagrado.

Dono
no vazio de um altar distante
vinho de suor
e pão de carne seca.

Batiza
casa
confessa
faz reza comprida
e ajuda na morte.

Pede por chuva
dedilhando um terço desbotado.

Pede por graças
por silêncio
por castidade
e por alguma migalha
que lhe mate a fome.

Um beato…
Esperança em trajes de homem.

31 dezembro 2012 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
NO VENTO DA VIDA

Fecho meus olhos
e no silêncio do mundo
me arquejo
no vento da vida

me vejo nas folhas caídas
na terra ferida
por sol inclemente

e a sede
que me arrebata
me salva e me mata
num tempo sem dono

me salva
pois saber que vivendo
sentirei que morrendo
a seca me assalta

e os galhos
aos gritos se lançam
espinhos me alcançam
e me estraçalham

me perco
perdendo os sentidos
sem ter mais ouvidos
pro vento da morte

e a sorte
que foi meu destino
me fez nordestino
nascido nas terras
do leão do norte.

26 dezembro 2012 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
FREDERICO PERNAMBUCANO DE MELLO

Considero-me um privilegiado. Um leitor da natureza dedicado ao mundo de meu querido Nordeste. Sempre com um gosto de terra na boca minh’alma se deliciou de cada canto vivido, de cada cena colhida e de cada voz no aprendizado da vida.
 
Santa oralidade. Histórias colhidas como água fresca depois de uma légua tirana, ou como uma sombra de um pé-de-mofumbo.
 
Além dos livros que li, poderia ter alcançado muito mais. As profundezas de mais almas, os endereços de maiores desejos em muito mais quantidade.
 
Acabo de ler “Benjamin Abrahão – Entre Anjos e Cangaceiros”, Ed. Escrituras – São Paulo – 2012, do querido e renomado escritor Frederico Pernambucano de Mello. Autor também de “Guerreiros do Sol”, livro que considero uma bíblia nordestina. Foi lá que descobri quem realmente somos em termos de nossa construção sócio-cultural.

Benjamin Abrahão – Entre Anjos e Cangaceiros” é outra obra grandiosa sobre o destemor, a intrepidez, a conveniência e o bailado político-social que envolveu a história de nossa região em passado próximo. Benjamin como ponto de partida em sagas que se entrecruzam, e se dissipam em ações de contrários, em uma narração primorosa de Frederico Pernambucano de Mello, onde, mais uma vez, em deleite confesso, demonstra sua paixão pelo tema a nos garantir pesquisa de peso e de tempo.

A quem se interesse, recomendo a leitura da mais nova lavra desse grande pesquisador nordestino.

13 dezembro 2012 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
RETORNO…

 

Assim como réu confesso

me ponho à palmatória

por uma ausência comprida

à margem de toda glória

devolvo-me a este crivo

tornando-me agora ativo

pra não sair da história. 

30 outubro 2012 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
DAUDETH BANDEIRA

Daudeth Bandeira, poeta repentista, escritor e advogado, é um dos nossos mais valorosos vates da cantoria. Desenvolto, inteligente e criativo, nos apresenta neste registro uma de suas produções intitulada “Marli”, iniciando uma outra série que cunhei como “Poesia, Cantigas e Contos Populares”.

26 agosto 2012 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
CÂNTICOS AO CARIRI

Desta feita foi Campina Grande que recebeu o lançamento do livro “Cânticos ao Cariri”, organizado pelo Jornalista Evaldo Costa, reunindo poetas que concorreram no Concurso de Poesia Cante o Cariri, realizado pelo CUCA – Centro Cultural do Cariri da cidade de Parari-PB.
 
Foi um grande encontro onde nos rendemos a uma noite de poesia num verdadeiro sarau poético/musical. Os violões de Roberto Araújo e Antonio Deon deram o som da noite acompanhando cada leitura do poeta Marco di Aurélio, declamações de Carlos Araújo, Xicão Almeida, e de vários outros poetas da ABES – Associação Boqueirãoense de Escritores. O Jornalista, escritor e historiador Bruno Gaudêncio coordenou os trabalhos daquele encontro junto a representantes da Revista de Literatura Blecaute.
 
A noite foi encerrada com momentos de autógrafos dados pelo organizador, Evaldo Costa, e por este colunista, vencedor da categoria geral.

13 agosto 2012 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
ENCONTRO ESPECIAL NO TAMBAÚ GRILL – JOÃO PESSOA

Roberto Cajá, Pedro Soares, Romério Zeferino, Oliveira de Panelas, Sandra Belê, Carlos Araújo e o colunista

Com a força da poesia e da música a noite se foi em minutos. Um gosto de quero mais, um doce tirado antes do tempo.

Pedro Soares e por Roberto Cajá deram o tom do encontro. Oliveira de Panelas encheu os ares de um repente bem elaborado. Carlos Araújo levou o verso declamando textos de nossos mais saudosos e valorosos vates.

Eu? Apenas preenchi os intervalos, falando de nossa terra encantada em versos alinhavados de sentimento.

Sandra Belê e Romério Zeferino

A noite completou-se com Sandra Belê e Romério Zeferino. Dois encantadores de gente. Cantando Luiz Gonzaga, Zé do Norte, Seu Pereira e outros mais.
 
Saímos todos satisfeitos com o que vimos e ouvimos.
 
Revejam Sandra Belê em mais um “Tesouros do Cariri”:

20 julho 2012 MARCO DI AURÉLIO


http://www.marcodiaurelio.com/
“TESOUROS DO CARIRI” – NANADO ALVES

Nanado Alves – poeta, compositor, intérprete, cantador de primeira, e nas palavras de Paulo Almeida, “um febrento”.

Sinto-me cada vez mais honrado e mais gratificado no trabalho que venho realizando. Com a série “Tesouros do Cariri” posso, além de assistir, registrar momentos como esses, de grande sensibilidade na música que se canta e que encanta a todos nós. Tenho dito ultimamente que esqueci o resto do mundo depois que mergulhei nas terras dos cariris. Sendo sertanejo me orgulho de sentir o que sinto e de reconhecer em meus irmãos aquilo que também é meu desejo de externar: a nossa voz… O verbo que se transforma como “Um mensageiro beija-flor” pintando com “Lápis de cor” “Um passarinho” de poesia.

Desta feita, produzindo de forma independente, com fotografia assinada por mim e por Asley Ravel, este grande companheiro, trazemos a público mais um dos grandes valores nascido em terras caririzeiras.

Assistam e gozem desse prazer que é ouvir o que presta:


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa