9 janeiro 2017O INFERNO MELHORADO



De João de Belli, saudoso colega do Banco do Brasil, publico partes de sua obra cheia de graça, que editei nos anos 80. Peças marcadamente interessantes por sua capacidade de permanência e espírito alegre. Foi escritor no tempo de Osman Lins, Hermógenes Viana, Gastão de Holanda e Everaldo Moreira Veras.

Primeiramente sobressaio, em alguns pingos, a figura do escritor. Gabava-se de ser paraibano e costumava dizer que havia nascido “em cima de João”… João Pessoa. Piadista insuperável, todos os dias inventava uma história engraçada para distribuir com os colegas de trabalho.

Muito sério, vivia de cara sempre fechada, assemelhava-se a Buster Keaton, que no tempo do cinema mudo desopilava o fígado de seus fãs sem mover os músculos da face. Seus escritos eram de humor fino. Ao me entregar um retrato 3 x 4 para o livro, escreveu ele mesmo a legenda: “Vista parcial do autor”.

Qualificava-se como “cronista do 3º Milênio”, ao escrever “O Inferno Melhorado” e “O Corpo Humano Modificado”, de onde captei algumas passagens, notas que através dos anos não perderam o valor:

No ano 2874 a casa funerária “Sorriso de Caveira” está remarcando seu estoque oferecendo serviço completo a preço de cova rasa.

Em festa de inauguração de moderno cemitério astral do Recife apresentou-se aos convidados o conjunto “Caveiras Solitárias” executando o “Frevo dos Finados” e “Viúva Alegre”, ambos em ritmo de choro.

O Legislativo decretou inovações: as estradas, que doravante, somente poderão ser aéreas; todos os mendigos serão sindicalizados. Outras notícias: Crianças estão nascendo com o corpo modificado: um olho na frente e outros atrás; as batatas-da-perna ficam na frente e o osso da canela atrás. O sexo dos machos é embutido, moralizando assim o ambiente das praias. As mulheres não possuem seios porque as crianças já nascem com dentadura completa.

Era um sujeito tão cheio de doenças que nunca se perguntava como ele ia de saúde e sim “Como vai de doenças?” Aquele senhor andava de binóculos porque seu psiquiatra lhe recomendou que se aproximasse das pessoas. Era tão grosso que nem tinha o “intestino delgado”. Era um tipo tão chato que até seu vago-simpático era antipático. Foi cantor tão compenetrado na profissão que morreu sofrendo de hérnia de disco.

Glutão, até na hora da morte ficou em estado de “Coma”. Tudo nele era indolência, tanto assim que foi atacado de “vesícula preguiçosa”. Suicida não é um sujeito cheio de vida, mas “cheio da vida”. Chama-se União Conjugal a convivência entre dois seres desunidos. Bom filho não é aquele que retorna à casa dos pais, mas sim os pais que o recebem e arcam com as despesas.

O inferno está realmente melhorado. Para comemorar os 100 anos da Criança-diabinho o Capeta-mor inaugurou parque infantil cujos escorregos têm pontas de prego e as piscinas são de água fervente cuja limpeza será feita com ácido muriático. As mulheres frias estão sendo submetidas a tratamento fisioterápico com chumbo derretido. O mais novo decreto disciplina que somente os Diabos casados terão chifres.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa