21 dezembro 2016BOLERO DE ISABEL



Xangai, um menestrel pra lá de arretado,  interpretando composição do Poeta Jessier Quirino, colunista do JBF.

1 Comentário

  1. CÍCERO TAVARES DE MELO disse:

    Caro Luiz Berto:

    BOLERO DE ISABEL é canção genial que nos faz mergulhar na sensatez da beleza pura, pensar e sentir a pureza nos versos repentados pelo poeta de Itabaiana!

    JESSIER QUIRINO, é uma obra-prima da Natureza que teve a capacidade de fazer essa outra obra-prima!
    Xangai é um deus interpretativo que dá a canção a roupagem definitiva com sua voz de anjo aveludado!
    Ouvir BOLERO DE ISABEL sem sentir a pureza da interpretação de Xangai e a força da poesia de JESSIER QUIRINO é morrer para a vida e não acordar para a morte!

Deixe o seu comentário!


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa