caipirinha-limao

Caipirinha de cachaça

Domingo. Mas, podia ser qualquer outro dia dos sete de uma semana. Descontrair, e rever (ou refazer) amizades, tomando cuidado para evitar bobagens que prejudiquem a si ou a outrem.

Fica bom quando a escolha do lugar não permite repetição.

É bom e excitante estar no desconhecido, desde que seguro. Bom. Limpo, respeitoso e que faça bem em vez de qualquer tipo de mal.

A companhia pode ser você mesmo – sendo capaz de sentir que, o vento, a luz, a liberdade de poder sentir e ouvir, também estão na mesma mesa.

Some-se.

Acrescente-se.

Viva a vida sem exigir dela nada além do que, generosamente, ela já lhe dá.

Faça um brinde à você mesmo. Delicie-se sem amarras e sem lembranças dos empecilhos do passado que, provavelmente te colocou num caminho sem volta.

Viva e continue vivendo – mas sem achar que “mamãe era e é maravilhosa”; e “papai, grosseiro, queria me tolher a liberdade”, limitar meus passos, inibir minhas ações.

tigela-torresmo

Torresmo – gostas?

Peça uma segunda dose, lembrando sempre que, a liberdade é algo que se conquista – nunca e jamais será aquilo que se ganha. Liberdade não é prêmio nem uma medalha. É um estágio espiritual que os lutadores conquistam.

Domingo.

Segunda-feira.

Terça-feira ou quarta-feira.

Qualquer dia é dia de ir à luta, rever valores e, principalmente, de conquistar a liberdade que, quase sempre precisa ser quixotesca.

8 Comentários

  1. Aristeu Bezerra disse:

    Zé Ramos

    O seu excelente artigo merece o atrevimento de fazer sete versos sintetizando tudo o que entendi, ou seja, a liberdade de usufruir como melhor companhia si mesmo.

    Quem divide bebida consigo
    Já Superou adversidade
    Muito comum na convivência
    De quem possui alteridade
    Zé Ramos possui sabedoria
    Vive em paz e com alegria
    Um pássaro em liberdade!

    Atenciosamente,

    Aristeu

  2. violante pimentel disse:

    Essa caipirinha e os torresmos, juntados à ausência de qualquer preocupação, formam o melhor relaxante para a alma! Se houver boa companhia com bons papos, melhor ainda! Parabéns pelo agradável texto, prezado escritor e amigo José de Oliveira Ramos!
    Um grande abraço.

    Violante Pimentel Natal (RN)

    Violante Pimentel Natal (RN)

  3. Marcos Pontes/DF disse:

    Nada como uma relaxante leitura pra finalizar mais um domingo, quanto a caipirinha, nada melhor para descontrair e animar um bom papo de fim de tarde. Vida longa amigo.

Deixe o seu comentário!


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa