25 setembro 2016PROVAS – QUEREM MAIS?



lula-petrobras

Mãos sujas – isso é prova suficiente

Lá pelos idos dos anos 80, nas salas de aulas da universidade, aprendemos com os professores: “Jornalista não é proprietário da notícia. A notícia é do leitor.”

Teoricamente, é isso, sim. Entretanto, na prática, a situação é outra. Há quem garanta que, quando o Banco Safra se aproximava de uma intervenção caminhando para a liquidação, um correntista em especial fora avisado com antecedência. “Raspou” a conta e a deixou zerada. Dias depois, o banco fechou (pouco importa se a palavra certa é essa) e os demais correntistas ficaram a ver navios. Isso, garantem alguns, recebe o nome de informação privilegiada.

Dentro do assunto que pretendemos tratar hoje aqui, não temos nenhuma informação privilegiada. Não temos qualquer aproximação com nenhum Operador Judiciário – mas, temos o privilégio de conversar com o dono do mundo. E ele está sempre bem ali, acima do que seus olhos veem quando procuram algo no infinito.

Fazemos questão de repetir: quando voltamos a votar para Presidente da República, votamos no Lula. Não há por que negar isso. Mas, de forma pensada ou não, eleito, Lula mudou.

Por correto, não é digno deixar de reconhecer que, no primeiro mandato, houve um avanço considerável em algumas áreas. Isso é fato. E, também não se pode negar que, a partir do meio do segundo mandato, as coisas degringolaram tal qual uma búlica (bila para os cearenses; peteca para os maranhenses; e bola de gude para outros tantos brasileiros) numa ladeira íngreme e comprida.

Foi a partir daí que as “cagadas” vieram à tona. E tome cagada e tome a aparecer merda. Ligaram o ventilar e a merda salpicou por tudo quanto foi parede. Marcos Valério foi o primeiro nome submergido.

pyu

Águia pega (e domina) a jararaca

O patrimônio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aumentou 360%, em valores nominais, depois do fim de seu segundo mandato como presidente da República, em 2010, com a renda obtida com sua empresa de palestras, a L.I.L.S. As informações, segundo uma edição do jornal Folha de S. Paulo, foram prestadas pelo petista nas declarações de Imposto de Renda que integram a denúncia apresentada contra ele na última quarta-feira, no âmbito da Operação Lava Jato.

De acordo com o documento, Lula tinha patrimônio de 1,9 milhão de reais até 31 de dezembro de 2010. Em 2015, o valor total de seus bens era de aproximadamente 8,8 milhões de reais – aumento de 6,9 milhões de reais. A evolução patrimonial teve lastro em renda obtida com a L.I.L.S., empresa de palestras de Lula, criada depois que ele encerrou seus dois mandatos na Presidência.

O ex-presidente disse aos investigadores que cobrava “exatamente 200.000 dólares, nem mais e nem menos” por todas as palestras. O preço era o mesmo do ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton.

Entre 2011 e 2015, a L.I.L.S. distribuiu lucros e dividendos de 8,5 milhões de reais para Lula. Nesse mesmo período, o ex-presidente deu cerca de setenta palestras no Brasil e no exterior, conforme ele mesmo disse às autoridades da Polícia Federal. A maior transferência de valor para Lula ocorreu em 2014, no total de 5,6 milhões de reais. Naquele mesmo ano, em novembro, foi deflagrada a fase mais ostensiva da Operação Lava Jato.

De acordo com a PF, a empresa de palestras de Lula recebeu 21 milhões de reais entre 2011 e 2015. Desse total, 9,9 milhões de reais foram pagos por empreiteiras investigadas na Lava Jato.

Na semana passada a Força Tarefa do Ministério Público Federal responsável pelas investigações da operação Lava-Jato, após extensas investigações com resultados cruzados com denúncias em depoimentos dos também acusados e investigados, por conta de delações premiadas, enviou ao Juiz Sérgio Moro, formalmente, a denúncia (mais uma!) contra o endeusado ex-presidente Luiz Inácio da Silva. A denúncia foi aceita, e o denunciado transformado em réu.

Tal como vem acontecendo em todas as situações em que Lula ou petistas são denunciados, os correligionários mais uma vez se manifestaram nas ruas e nas redes sociais – e, também mais uma vez, mantiveram o tema: perseguição.

Isso, entendemos, é jogar na vala de lama comum, as instituições (incluindo a Polícia Federal) que os petistas dizem ter reconstruído e democratizado, aparelhando-as para investigações – nas quais eles só acreditam se forem contra alguém que não tenha ligações ou orientações do Partido dos Trabalhadores.

Em discurso de mais de uma hora, em que se disse vítima de perseguição política por parte do Ministério Público e pela Operação Lava Jato, e se considerou o brasileiro mais popular, Lula afirmou: “Eu, de vez em quando, falo que as pessoas achincalham muito a política, mas a posição mais honesta é a do político. Sabe por quê? Porque todo ano, por mais ladrão que ele seja, ele tem que ir pra rua encarar o povo e pedir voto. O concursado não. Se forma na universidade, faz um concurso e tá com um emprego garantido para o resto da vida”. (Folha Dirigida).”

Também na semana passada, após anúncio da denúncia enviada pelo MPF e pela aceitação pelo Juiz Sérgio Moro, Lula se transformou na jararaca que acredita ser, ligou o ventilador e espalhou uma fedentina insuportável de uma massa ocre que atingiu principalmente alguns que ele diz ter tirado da miséria – que conseguiram aprovação em concursos públicos. Uma lástima. Está acuado e perdido e já conseguindo identificar o desodorante usado pelo Japa da Federal.

Os correligionários, entretanto, com o objetivo de ridicularizar a denúncia da Força Tarefa – ou, provavelmente, pela falta de estudo! – mudaram textos publicados e levaram para as redes sociais. Cobram provas. São capazes de querer que, quando da condução que será feita pelo “Japa”, as provas acompanhem o mandato.

Provas, dizem alguns juristas, são exibidas nas sessões de julgamento. E elas, garantem os Procuradores, são em grande número. Talvez não caibam em nenhum sítio de Atibaia.

Compartilhe Compartilhe

4 Comentários

  1. Paulo Terracota disse:

    Sr José Ramos, faço apenas um pequeno reparo, o banco que faliu foi o banco Santos e não o Safra, esse continua operando normalmente.Um bom domingo para o senhor.

  2. Don Pablito disse:

    O único reparo ao texto que eu ia fazer já foi feito pelo Paulo Terracota.
    Abraços, Ze Ramos

Deixe o seu comentário!


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa