Foto Ficha utilizada para fazer ligações telefônicas nos orelhões

Volto de novo ao tema do “passado” – ainda que não more em Pasárgada – pois gosto muito dele. É rico, pelo menos para mim. Me fez feliz e fiz a felicidade dos meus pais que, nunca me deram nada além da educação familiar e uma convivência que me fez gente. Nada contra o pais “babacas” de hoje. Cada um na sua.

Provavelmente são felizes, também, aos lado dos seus e na forma como os educam. Bola pra frente. Sem essa de ser ou querer ser um novo Don Quixote.

Fui ontem na parte da tarde dar uma rápida volta num dos shoppings da cidade. Vi lojas modernas, jovens bonitos (e provavelmente escolhidos) trabalhando como vendedores.

Me aproximei de uma vitrine e fiquei olhando uns sapatos. Nenhum me agradou. Caminhei e parei numa outra vitrine de uma loja de venda de telefones, tabletes e outros equipamentos afins. Uma jovem veio até mim e me convidou para entrar na loja. Entrei. Perguntei o preço e como poderia pagar um celular desses modernos.

A jovem me explicou tudo, pacientemente. Com a verve da molecagem cearense, perguntei:

– Qual dessas teclas eu toco para fazer caldo de cana?

A jovem sorriu meio constrangida. Não respondeu nada. Pedi desculpas pela brincadeira e segui em frente.

Noutra ala do shopping, que leva à Praça de Alimentação, passei por algumas pessoas na minha faixa etária. Bem vestidas e aparentando descontração. Mas, parei quando vi um senhor de aproximadamente 40 anos, forçar um escarro. Escarrou ali mesmo, naquele piso de cerâmica brilhante. Continuou andando e o escarro ficou realmente uma porcaria.

E aí lembrei que, na última esquina que dobrei, pessoas carregavam um ou até dois lenços. Numa necessidade intempestiva dessas, escarrava num dos lenços e o guardava no bolso.

E aí, perguntei a mim mesmo:

– Mudaram os tempos, ou mudamos nós, as pessoas?

Na volta olhei de novo a vitrine da loja que vende telefones celulares. Lembrei quando caminhávamos alguns metros para encontrar um orelhão que funcionasse e onde podíamos ligar numa emergência. Fazia-se fila para usar o telefone do orelhão.

Usava-se aquela ficha fotografada acima. Hoje, mesmo com o modernismo, continuamos tendo dificuldades (uma diferente da outra) para nos comunicar com alguém, quando isso se faz necessário. Mudamos nós, mudaram os tempos ou nada mudou?

* * *

A jabuticaba – fruta que nasce no pau

Foto 2 – Jabuticaba a verdadeira “pérola negra”

A jabuticaba ou jaboticaba é o fruto da jaboticabeira ou jabuticabeira, uma árvore frutífera brasileira da família das mirtáceas, nativa da Mata Atlântica. Com a recente mudança na nomenclatura botânica, há divergências sobre a classificação da espécie: Myrciaria cauliflora (Mart.) O. Berg. 1854, Plinia trunciflora (O. Berg) Kausel 1956 ou Plinia cauliflora (Mart.) Kausel 1956. Segundo Lorenzi et al., Plinia trunciflora seria outra espécie, a jabuticaba-café. A cidade de Jaboticabal, em São Paulo, foi nomeada em homenagem a essa planta.

Descrita inicialmente em 1828 a partir de material cultivado, sua origem é desconhecida. Outros nomes populares: jabuticabeira-preta, jabuticabeira-rajada, jabuticabeira-rósea, jabuticabeira-vermelho-branca, jabuticaba-paulista, jabuticaba-ponhema, jabuticaba-açu. Outra espécie de jabuticabeira é a Myrciaria jaboticaba (Vell.) Berg, conhecida como jabuticaba-sabará e encontrada com mais frequência nos estados de Goiás, Minas Gerais e São Paulo, no Brasil.

18 Benefícios da Jabuticaba – Para Que Serve e Propriedades

A jabuticaba é uma fruta 100% brasileira que vem da nossa Mata Atlântica. O seu nome vem do tupi e pode ter dois significados diferentes: o primeiro quer dizer jabuti (famoso tipo de tartaruga) + caba (gordura), ou seja, a gordura de jabuti; já o segundo significado vem de “iapoti kaba”, ou frutas em botão.

Existem vários tipos de jabuticaba, mas talvez a mais conhecida seja uma chamada Myrciaria cauliflora ou jabuticaba-sabará. As frutas da jabuticaba crescem no tronco de sua árvore e devem ser ingeridas logo que colhidas, para elas não oxidarem tanto, mas também podem ser consumidas como suco, geleia, licor e, até mesmo vinho. Seu sabor é doce com um final levemente azedo.

Propriedades da Jabuticaba – A jabuticaba é uma fruta ideal; sua polpa possui poucas calorias e carboidratos, e possui grandes quantidades de vitamina C e outras vitaminas como a vitamina E, o ácido fólico, Niacina, Tiamina e Riboflavina. Possui ainda minerais como potássio, cálcio, magnésio, ferro, fósforo, cobre, manganês e zinco.

Um grande diferencial são as propriedades da sua casca, pois ela é rica em antocianidina, ou vitamina R, que dizem ser 50 vezes mais potente que a vitamina E e 20 vezes mais potente que a vitamina C. As antocianidinas são encontradas normalmente em frutas e flores com coloração que varia do vermelho e azul e estudos dizem que ela possui propriedades antioxidantes e ajuda a combater os radicais livres. Outra substância importante, contida na casca da jabuticaba, é a pectina, que é uma fibra solúvel.

As propriedades da jabuticaba listadas acima propiciam vários benefícios para a nossa saúde. Vamos elencá-las aqui, novamente, separando em dois grandes grupos: a casca e a polpa, e vamos descrever com cuidado cada propriedade e os benefícios da jabuticaba.

Para que serve a casca? – Antocianidina: Como ela possui propriedade antioxidante e é capaz de reduzir e combater os radicais livres, que são responsáveis por inflamações, intoxicações e o envelhecimento da nossa pele, as antocianidinas podem trazer vários benefícios da jabuticaba, como:

1. Ajuda na recuperação da elasticidade e firmeza da pele, sendo uma boa combatente de rugas, e até mesmo podem ajudar na queda de cabelo;

2. Auxilia na redução da produção de histamina, desta maneira, ela pode ajudar a aumentar a resistência do corpo, diminuir o colesterol ruim e combater os radicais livres;

3. As jabuticabas também ajudam a fortalecer os vasos sanguíneos, prevenindo doenças relacionadas a eles, como varizes e derrames;

4. Podem auxiliar na melhora da memória, pois protegem células do cérebro, sendo muito recomendadas para pessoas com idade mais avançada;

5. Melhoram a resistência física, incluindo a disposição energética e elasticidade muscular, e até mesmo podendo melhorar a visão;

6. Possuem propriedades anti-cancerígenas;

7. Por ajudar na estabilização da taxa de açúcar no sangue, podem ser muito recomendadas para diabéticos;

8. Sua propriedade anti-inflamatória pode ajudar a aliviar as dores da artrite e outras doenças inflamatórias;

Pectina: Esta fibra solúvel tem a capacidade de reduzir a velocidade de absorção das propriedades dos alimentos conforme são ingeridos. Desta maneira, os benefícios da jabuticaba advindos da pectina são:

1. Além de também ser indicada para pessoas com hipoglicemia ou diabetes, por equilibrar o nível de glicose no sangue, contribui também para a desintoxicação do nosso corpo, pois auxilia na remoção de alguns metais pesados e substâncias tóxicas. Desta forma, melhora a função da vesícula biliar e diminui o risco de cálculos biliares;

2. A pectina também ajuda no combate de colesterol alto e da obesidade;

3. A pectina também pode auxiliar no funcionamento saudável do trato digestivo, proporcionando movimentos intestinais mais regulares e prevenindo contra a constipação e diarreia;

4. Se feito um chá da casca da jabuticaba e acrescentado mel (ou fazer um xarope), os benefícios da jabuticaba estendem para auxiliar pessoas com anemia, estresse, asma, bronquite, amigdalite, gripes e resfriados.

Para que serve a polpa da jabuticaba?

1. O ferro contido na sua polpa pode combater a anemia;

2. O fósforo, juntamente com outros minerais, pode auxiliar no melhor desempenho do metabolismo de energia no nosso corpo; ele também ajuda a combater o estresse e a aumentar a imunidade do organismo;

3. A vitamina C é conhecida como uma aliada do nosso corpo no combate à gripe, também pode ajudar em infecções no geral, e ainda auxiliar em casos de alergia, asma, glaucoma, varizes, hipertensão arterial, anemia, fadiga crônica, etc.;

4. A Niacina, ou também chamada de vitamina B3, se não ingerida em quantidade suficiente, pode causar indigestão, erupções na pele e fraqueza muscular;

5. Como a polpa desta fruta possui altos níveis de minerais como o cálcio, potássio e magnésio, os benefícios da jabuticaba podem se estender aos nossos ossos e dentes, pois estes minerais ajudam a fortalecê-los, prevenindo de doenças mais graves, como a osteoporose;

6. Por possuir ácido fólico e ferro, esta fruta também pode ser muito recomendada à mulheres grávidas, pois pode auxiliar no crescimento e desenvolvimento do feto. (Transcrito do Wikipédia)

10 Comentários

  1. orlando silveira disse:

    Pois é, professor. A coisa anda meio feia mesmo. Todo mundo “se comunica” todo dia, o dia todo. A maioria não tem nada que preste a dizer. Boa crônica. Abraço.

  2. Glória Braga Horta disse:

    Zé, postei meu comentário duas vezes e ele não saiu. Eu disse que gosto muito de jabuticabas e que sei fazer licor. Eu não sabia que essas fichas ainda estão em uso.
    Me diverti muito com sua ótima crônica!
    Grande abraço

    • José de Oliveira Ramos disse:

      Glorinha: é a glória! Ser lido por você e receber comentário tão generoso, só pode ser coisa de “amor”. Brigadão nêga.

  3. Deco disse:

    A evolução da ficha foi o cartão, que para quem não sabe encontra-se ainda à venda aqui no Brasil e no exterior.
    Quanto a Jabuticaba pergunto: Ela é uma fruta só do verão ou se consegue produzir o ano todo? Seria possível o Brasil exportar jabuticaba?

    • José de Oliveira Ramos disse:

      Deco: pelo que sei, a jabuticaba é uma fruta sazonal (uma vez por ano). Não sei muito dela, além de gostar muito de come-la.

  4. Dalinha Catunda disse:

    Zé, eu sempre gostei muito de Jabuticaba. Super saborosa e suculenta. Já tinha um simpatia especial pela fruta pela singularidade dela já nascer agarrada no pau. Agora depois dessas suas informações, eu que já gostava, passarei a ser devota. Meu abraço.

    • José de Oliveira Ramos disse:

      Dalinha: tudo que nasce no pau e continua agarrada nele, é bom demais. Aqui em São Luís já conheci a famosa mulher jabuticaba: vive no pau.

  5. CARLOS FRANCISCO DE FARIAS disse:

    Pois é seu Zé Ramos,quanto mais a gente vive mais aprende isso é vero.Nos anos setenta eu jogava por um time de futebol aqui de Alagoas e,depois dos treinos,que geralmente era pela manhã,pelo fato de sermos ainda juniores,o preparador físico mandava a gente tomar suco de jabuticaba.Na época,eu não sabia desses benefícios da frutinha.A cara tava certo e muitos como eu reclamava pra caralho.Valeu meu veio.

Deixe o seu comentário!


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa