16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

AMORIM – CHARGE ONLINE

SIMPLESMENTE… O TREVO

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

16 Janeiro 2018 DEU NO JORNAL

TEM DE TUDO LÁ DENTRO

Não bastasse a sucessão de denúncias contra o ex-presidente Lula, condenado em primeira instância a nove anos de seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex do Guarujá, dois de seus principais aliados, cotados para postos-chave na campanha presidencial, estão na mira da Justiça.

Na segunda-feira, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, foi indiciado pela Polícia Federal por falsidade ideológica eleitoral, o chamado caixa dois.

Haddad é cotado para ser um dos coordenadores do programa de governo de Lula.

Já a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, ré por corrupção e lavagem de dinheiro no Supremo Tribunal Federal, pode vir a ser a coordenadora da campanha petista.

* * *

O antro petralha é um covil de corruptos que vão desde investigados e suspeitos até chegar em condenados e réus.

Alguns atrás das grades e outros ainda soltos.

Tem também gente com tornozeleira.

A quadrilha organizada que usa a sigla partidária de PT é uma verdadeira despensa: de tudo que se procurar lá dentro, se acha.

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

LUSCAR – CHARGE ONLINE


STAND-UP COM POESIA

CIÚMES LUNAR

Você mata a Lua de ciúmes
quando expõe os dotes do
seu corpo ao Sol, nem que
seja só para ganhar cor.

FANTASIA

Amar só uma vez, é pecado;
Porque fica-se fantasiando
Quão picante seriam as outras.

DE VOLTA AS AULAS

Hoje eu voltei à minha carta de ABC:
Uma professora, Um quadro negro,
Uma palmatória sobre a mesa,
alguns caroços de milho num canto da sala
e eu aprendendo a ler.

Ah se o tempo voltasse!

O PRIMEIRO PASSO

Sempre que dou um passo
Aprendo como dar o passo
seguinte, sempre que paro
esqueço como caminhar.

PRAZO DE VALIDADE

Meu prazo de validade está
quase vencido, mas meu prazo
de amar ainda há muito a ser
vivido.

SONHOS E PESADELOS

Meus sonhos se acabam antes
que eu acorde, meus pesadelos
continuam mesmo depois de
acordado.

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

SENNA – JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)

16 Janeiro 2018 ALAMIR LONGO - VENTO SUL

PARA REFLETIR

Meus amigos, eu estava planejando escrever algo sobre as causas dessa brutal desindustrialização por que tem passado esse nosso saqueado país, principalmente, nesses últimos tempos.

Sabemos que são diversos os fatores que contribuem para o desmantelamento do parque industrial de um país. No nosso caso, salvo melhor juízo, a massacrante carga tributária, insegurança jurídica, excesso de burocracia trabalhista, baixo investimento intelectual e mais uma parafernália de leis, códigos, normas e outros milhares de penduricalhos do gênero, penso que são os maiores vilões.

Enquanto nossas fábricas fecham, os produtos chineses vão tomando conta da nossa economia numa velocidade assustadora.

Como afirmei acima, pretendia abordar esse tema com maior profundidade, porém, ao receber o artigo “A CHINA VAI QUEBRAR A ECONOMIA MUNDIAL”, escrito por Luciano Pires – diretor de marketing da Dana e profissional de comunicação-, desisti da referida empreitada por achá-lo muitíssimo interessante.

Transcrevo abaixo, na íntegra, o referido texto que recebi:

A China vai quebrar a economia mundial

Há duzentos anos Napoleão Bonaparte fez uma profecia ao dizer: “Deixem a China dormir, porque quando ela acordar o mundo vai estremecer!”

A China do futuro

O futuro é hoje… A verdade é que agora tudo o que compramos é Made in China… Eis aí um aviso para o futuro!

Agora é só aproveitar… E APROVEITAR…

E depois como será para os nossos filhos? Que futuro terão?

Alguns conhecidos voltaram da China impressionados. Um determinado produto que o Brasil fabrica um milhão de unidades, uma só fábrica chinesa produz quarenta milhões…

A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reação é impressionante.

Os chineses colocam qualquer produto no mercado em questão de semanas… Com preços que são uma fração dos praticados aqui.

Uma das fábricas está de mudança para o interior, pois os salários da região onde está, estão altos demais: 100 dólares.

Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo, que acrescidos de impostos e benefícios representam quase 600 dólares. Quando comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero em benefícios, estamos perante uma ESCRAVIDÃO AMARELA, e alimentando-a.

Horas extraordinárias? Na China??? Esqueça.

O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego que trabalha horas extras sabendo que não vão receber nada por isso. Atrás dessa “postura” está a grande armadilha chinesa.

Não se trata de uma estratégia comercial, mas sim de uma estratégia “de poder” para ganhar o mercado ocidental.

Os chineses estão tirando proveito das atitudes dos “marqueteiros” ocidentais que preferem terceirizar a produção ficando apenas com o que ela “agrega de valor”: A marca.

Dificilmente você adquire nas grandes redes comerciais dos Estados Unidos um produto “made USA”. É tudo made China com rótulo estadunidense. As empresas ganham rios de dinheiro comprando dos chineses por centavos e vendendo por centenas de dólares. Apenas lhes interessa o lucro imediato e a qualquer preço. Mesmo ao custo do fechamento das suas fábricas e do brutal desemprego. É o que se pode chamar de “estratégia preçonhenta”(preço com peçonhento).

Enquanto os ocidentais terceirizam as práticas e ganham no curto prazo, a China assimila essas táticas e tecnologias, cria unidades produtivas de alta performance para dominar no longo prazo. Enquanto as grandes potências mercadológicas ficam com as marcas, os “designs” e grifes, os chineses estão ficando com a produção… assistindo, estimulando e contribuindo para o desmantelamento dos já poucos parques industriais ocidentais. Em breve, por exemplo, já não haverá mais fábricas de tênis ou calçados pelo mundo ocidental – só haverá na China.

Então, num futuro próximo veremos os produtos chineses aumentando seus preços, gerando um “choque na manufatura”, como aconteceu com o choque petrolífero nos anos 70.

-Aí será tarde demais!

Então o mundo perceberá que reerguer as suas fábricas terá um custo proibitivo e irá render-se ao poderio chinês. Perceberá que alimentou um enorme dragão e acabou refém do mesmo. Dragão esse que aumentará gradativamente seus preços, já que será ele quem ditará as novas leis de mercado, pois quem tem o monopólio da produção, manda. Sendo ela e apenas ela quem possuirá as fábricas, inventários e empregos, ela é quem vai regular os mercados e não os “preçonhentos”. Iremos nós, nossos filhos e netos assistir a uma inversão das regras do jogo atual que terão nas economias ocidentais o impacto de uma bomba atômica… chinesa.

Nessa altura em que o mundo ocidental acordar, será muito tarde. Nesse dia os executivos “preçonhentos” olharão tristemente para os esqueletos das suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados jogando boliche no clube da esquina, e chorarão sobre as sucatas dos seus parques fabris desmontados. E, então, lembrarão com muitas saudades do tempo em que ganharam dinheiro comprando “balatinho dos esclavos” chineses, vendendo caro suas “marcas-grifes” aos seus conterrâneos. E então, entristecidos, abrirão suas “marmitas” e almoçarão as suas marcas que já deixaram de ser moda e, por isso, deixaram de ser poderosos, pois foram todas copiadas…

Reflitam e comecem comprar já os produtos de fabricação nacional, fomentando o emprego em seu país, pela sobrevivência do seu amigo, do seu vizinho e até da sua própria… E de seus dependentes.

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

VERONEZI – CORREIO POPULAR (SP)

MÚSICA DO BRASIL – IDIOMAS

Humberto Teixeira e Luiz Gonzaga
* * *

01 – White Wings (Asa Branca) – (Luiz Gonzaga/Humberto Teixeira) – Demis Roussos – 1975 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


02 – Ave Maria On The Hill (Ave Maria no Morro) – (Herivelto Martins) – Scorpions – 1994 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


03 – Old Photographs (Casinha Branca) – (Gilson/Joran/Marcelo) – Jim Capaldi – 1981 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


04 – Fais Comme L`Oiseau (Você Abusou) – (A.Carlos/Jocafi) – Michel Fugain – 1972 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


05 – One Note Samba (Samba de Uma Nota Só) – (TomJobim/Newton Mendonça) – Frank Sinatra – 1967 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


06 – Watashi No Zen No Yoru (A Noite do Meu Bem) – (Dolores Duran) – Peggy Hayama – 1966 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


07 – Ancora Con Te (Outra Vez) – (Isolda) – Pepino Di Capri – 1986 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


08 – Todo Pasara – (Tudo Passará) – (Nelson Ned) – Matt Monro – 1969 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


09 – Comment Ne Pas Penser A Toi (A Volta) – (Roberto e Erasmo Carlos) – Les Safaris – 1967 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


10 – So Nice (Samba de Verão) – (Marcos Valle/Paulo Sérgio Valle) – Andy Williams – 1966 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


11 – Poxa – (Gilson de Souza) – Mocedades – 1981 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


12 – Tempi Duri (Disparada) – (Geraldo Vandré/Théo de Barros) – Ornella Vanoni – 1999 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


13 – Bossa Nova Hand Dance (Deixa Isso Pra Lá) – (A.Paz/E.Menezes) – Connie Francis – 1965 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


14 – How Insensitive (Insensatez) – (Tom Jobim/Vinícius de Moraes) – Ella Fitzgerald – 1981 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


15 – Corcovado – (Tom Jobim) – Stacey Kent & Jim Tomlinson – 2003 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


16 – Anna Julia – (Marcelo Camelo) – Jim Capaldi – 2001 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

DUKE – O TEMPO (MG)

16 Janeiro 2018 DEU NO JORNAL

QUANDO CHEGAR A FEBRE BRANCA

* * *

Se esta onde fosse batizada de Febre Negra, os babacas do politicamente correto já estariam berrando e cagando seus tolôtes orais, dizendo que a cor negra estava sendo associada a uma horrível doença.

Como a febre é amarela, não se escuta uma única voz contra a denominação.

Nem mesmo os japoneses protestam.

Como descendente de arianos, loiro dos zoios zazuis, eu só vou protestar no dia em que aparecer uma epidemia de Febre Branca.

Aí eu vou ficar puto e com a febre do rato no couro!

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

16 Janeiro 2018 OS PINGOS NOS IS

PT POSA DE PACIFISTA

* * *

MARCHINHA CONTRA GILMAR MENDES

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

TACHO – JORNAL NH (RS)

16 Janeiro 2018 DEU NO JORNAL

BANDIDOS FUGINDO DA JUSTIÇA

Enquanto o STF condenou apenas cinco políticos envolvidos na Operação Lava Jato, as instâncias inferiores mandaram para a cadeia 116 acusados.

Esse balanço explica por que vários políticos desistiram de tentar a reeleição no Senado e preferiram se candidatar à Câmara. Eles acreditam que têm mais chance na eleição proporcional do que na disputa majoritária.

E, caso eleitos deputados federais, vão manter uma condição essencial para continuarem em liberdade: o foro privilegiado, exatamente a prerrogativa de serem processados pelo STF.

Sem o escudo do mandato parlamentar, serão alvo da Justiça Comum. Ali, os processos correm mais rápido.

Com o receio de não conseguir se reeleger para o Senado, os petistas Gleisi Hoffmann (RS), Lindbergh Farias (RJ) e Humberto Costa (PE), além do tucano Aécio Neves (MG) e do peemedebista Renan Calheiros (AL) decidiram disputar um cargo de deputado federal em outubro, abrindo mão de novo mandato na Alta Casa.

Sabem que, processados na Lava Jato, teriam muita dificuldade em obter milhões de votos.

É mais fácil buscar alguns milhares e garantir a vaga na Câmara.

* * *

Eu só não mando este quinteto tomar no olho do cu porque seria desperdício de palavras com gente de 13ª categoria.

Mas, vá lá, vou fazer uma concessão:

Vão se fuder, seus felas-da-puta Gleisi, Linbergh, Humberto, Aécio e Renan!!!

E, aproveitando o embalo:

Vão se fuder os idiotas que votam em vocês!!!

Quatro corruptos da pesada, ladrões de várias tendências, unidos pela ladroagem

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

BAGGI – CHARGE ONLINE

16 Janeiro 2018 MEGAPHONE DO QUINCAS


SÉRIE GRANDES TRILHAS DE FILMES NACIONAIS – DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL

Deus e o Diabo na Terra do Sol: obra-prima, mesmo que você não goste

“Deus e o Diabo na Terra do Sol”, filme brasileiro, dirigido por Glauber Rocha, é considerado um marco do Cinema Novo, e apontado por muitos como a maior película nacional de todos os tempos, incluido na lista da Abraccine – a Associação Brasileira de Críticos de Cinema.

Músicas “Perseguição” – com falas de Antonio das Mortes (Mauricio do Valle) e Corisco (Othon Bastos) – e “O Sertão Vai Virar Mar”, do filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol”. Letras de Glauber e músicas de Sérgio Ricardo

Resumo

O sertanejo Manoel e sua mulher Rosa levam uma vida sofrida no interior do país, uma terra desolada e marcada pela seca.

Manoel, no entanto, tem um plano: usar o lucro obtido na partilha do gado com o coronel para comprar um pedaço de terra.

Quando leva o gado para a cidade, alguns animais morrem no percurso. Chegado o momento da partilha, o coronel diz que não vai dar nada a Manoel, porque o gado que morreu era dele, enquanto o que chegara vivo era seu. Manoel se irrita, mata o coronel e foge para casa. Ele e sua esposa resolvem ir embora, deixando tudo para trás.

Manoel decide juntar-se a um grupo religioso liderado por um santo (Sebastião) que lutava contra os grandes latifundiários e em busca do paraíso após a morte. Os latifundiários decidem contratar Antônio das Mortes para perseguir e matar o grupo.

Música “Abertura”, do filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol”. Letras do diretor Glauber Rocha, música de Sérgio Ricardo. A música não foi à versão final do filme

O Impacto de Deus e o Diabo

“Deus e o Diabo na Terra do Sol” foi realizado em meio à convulsão política do país, de 1963 e 1964, e estreou em três cinemas do Rio de Janeiro, há quase 54 anos, em 10 de junho de 1964.

Suas primeiras sessões privadas, realizadas nos meses anteriores, já haviam provocado assombro nos convidados do jovem diretor Glauber Rocha (então com 25 anos).

“É um grande filme, cruel, muitas vezes desconcertante, mas irresistivelmente envolvente”, escreveu Ely Azeredo, da Tribuna da Imprensa (em texto reproduzido no livro “Olhar Crítico”), editado pelo Instituto Moreira Salles, em 2010. O mesmo crítico afirma que, mesmo “sem ser como querem alguns exagerados, deixa muito para trás a quase obra-prima de Nelson Pereira dos Santos, citando “Vidas Secas” e mais “Os Fuzis” (Ruy Guerra, 1964), que comporiam a trilogia sertaneja que constitui a essência e a excelência do Cinema Novo Brasileiro”.

Yoná Magalhães em Deus e o Diabo na Terra do Sol

Exibido em Cannes na mesma edição para a qual foi selecionado “Vidas Secas”, “Deus e o Diabo na Terra do Sol” levou seu diretor a estreitar os laços com a prestigiosa crítica francesa, além de apresentar o Cinema Novo ao circuito dos grandes festivais europeus (“O Cangaceiro”, em 1953, e o “Pagador de Promessas”, de 1962), ofereceram experiências diferentes da produção do país.

Música “Antonio das Mortes”, da trilha sonora do filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol”. Letras de Glauber Rocha, música de Sérgio Ricardo

Em que pese a grande repercussão de “Deus e o Diabo..”, foi com o “Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro” (1969), que Glauber ganhou o prêmio de Melhor Diretor no Festival de Cannes. Mas foi com “Deus e o Diabo…” que ele efetivamente mudou a história do cinema nacional.

Semana que vem, tem mais…

16 Janeiro 2018 FULEIRAGEM

CLÁUDIO – AGORA SÃO PAULO

POSTE DO TEMER

Vanessa Grazziotin revela que quem fabricou Dilma não foi Lula, mas o vice também escolhido a dedo pelo chefão

“Com Temer, um em cada três brasileiros teve alguém na família que perdeu o emprego”.

Vanessa Grazziotin, senadora do PCdoB do Amazonas, revelando pelo Twitter que Dilma Rousseff, que desgovernou o Brasil durante 5 anos e deixou a herança que incluiu 13 milhões de desempregados, foi um poste fabricado não por Lula, mas pelo vice Michel Temer.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa