20 abril 2017 DEU NO JORNAL

NO FUNDO DO MEU CORAÇÃO

Lula e Dilma foram os políticos mais citados no noticiário sobre a Lista de Fachin.

Ele 949 vezes, ela em 876.

Temer, 867.

Os senadores Aécio (453) e Romero Jucá (375) e o ministro Eliseu Padilha (344) também estão no topo da lista do escândalo de delações da Odebrecht.

* * *

Jucá e Aécio, um do PMDB e outro do PSDB, são dois corruptos que eu muito admiro.

Tenho uma grande estima por esta dupla de guabirus.

Isto sem contar os pmdebistas Renan Calheiros e Edison Lobão, dois ratos que merecem os meus aplausos.

Juntando todos eles com Lula e Dilma, fica formado um time que mora no fundo do meu coração.

Eu aplaudo todos eles com muito entusiasmo: clap, clap, clap, clap!!!

20 abril 2017 FULEIRAGEM

MICHELÂNGELO – CHARGE ONLINE

O TÍTULO E O SÍTIO

Comentário sobre a postagem AMORIM – CHARGE ONLINE

Altamir Pinheiro:

“O título de Campeão Brasileiro de 87 do Sport é igual ao Sítio de Atibaia.

No cartório é de um, mas todo mundo sabe que o dono é outro.”

* * *

20 abril 2017 FULEIRAGEM

BENETT – FOLHA DE S.PAULO

20 abril 2017 DEU NO JORNAL

MAIS UM DECEPCIONADO

“É simplesmente doloroso ver que o Partido dos Trabalhadores no Brasil simplesmente não pôde manter as mãos fora da caixa registradora. Juntaram-se à elite extremamente corrupta, que está roubando o tempo todo, tomou parte no esquema e desacreditou-se.”

Noam Chomsky, linguista, filósofo e ativista político, o último grande ícone do marxismo.

* * *

Mais uma declaração que Ceguinho Teimoso vai adorar. 

Ele vai fazer um contorcionismo explicatório maior ainda do que o que fez na postagem em que o conversador fiado Paulo Henrique Amorim entregou os pontos e reconheceu a guabirutagem vermêio-istrelada.

Com esta onda de zisquerdóides abrindo os olhos pras merdas que Lula e seu PT fizeram, acho que Ceguinho vai ter muito serviço no trabalho de explicar o que não tem explicação.

Para nossa grande alegria.

Noam Chomsky: “Que decepção da porra esta merda deste PT. Putz!”

20 abril 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

BOIADEIRO ERRANTE

A dupla Liu e Léu, num antigo programa de televisão, interpreta uma tocante moda de viola da autoria de Teddy Vieira.

20 abril 2017 FULEIRAGEM

FERNANDO – JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)

HAJA CINISMO

Líderes do PT na Câmara e no Senado vão dizer que conheciam Marcelo Odebrecht só de vista

“Todos os citados das bancadas do PT na Câmara e no Senado irão provar sua inocência nesse processo”.

Carlos Zarattini e Gleisi Hoffmann, líderes do PT na Câmara e no Senado, respectivamente, num manifesto publicado no site do partido, garantindo que os companheiros larápios envolvidos na maior roubalheira de todos os tempos entraram por engano na Lista do Fachin.

20 abril 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA


DEIDADE

Porte elegante, rosto angelical,
nariz perfeito, boca delicada,
olhos castanhos, pele acetinada,
cabelos pretos, corpo escultural…

Gestos suaves, caminhar de fada,
mulher de sonho, beleza ideal!
Isso tudo e bem mais é minha amada,
estrela do meu céu e meu fanal.

Entretanto, essa deusa, na verdade,
ao sentir-se, afinal, uma deidade,
exagera talvez na compostura.

Pois, sabedora do poder que tem,
trata às vezes quem a ama com desdém,
ferindo o coração da criatura!

20 abril 2017 FULEIRAGEM

SID – CHARGE ONLINE

SOBRIQUETS ET D’AUTRES PENSÉES PÉCHERESSES

Alcunhas e outros pensamentos pecaminosos

Listas

Em tempos de listas e mais listas, codinomes, alcunhas e mais uma lista, vem a minha lembrança a candura endiabrada dos tempos de meninice. Guris, como dizemos no Sul, são endiabrados e nos tempos que bullying era apenas uma palavra incompreensível em inglês, colocar apelidos nos colegas era uma ‘arte’.

Minha turma tinha o Cabeça, Pinguim, Cove, Nhonhô, Unha, Japão, Xuxa e Ratão, entre outros tantos. Alguns tinham tanta familiaridade com o apelido que esqueciam dos próprios nomes.

Hoje encontramos uma lista de apelidos e códigos da Odebrecht e, provavelmente haverão outras de outras Empresas corruptoras, imensa e que relaciona as grandes personalidades políticas de nossa última República. Consideramos última República os anos de ‘democracia’ após a ditadura militar. Incluso o período da República Cleptocrática Lulopetista.

São tantos nomes que daria para escalar uns 20 times de futebol. Imaginem um narrador a La Galvão Bueno, gritando entra em campo o escrete vermelho estrelado do PT reforçado pelos Comunistas e outros vermelhos contra o escrete azul ouro do Tucanato que se reorganizou e vem associado ao time do Movimento Democrático Brasileiro.

Feio, Italiano, Narizinho, Feia, Nove-Dedos/Amigo, Comprido, Contador, Do Reino, Mochila, Grisalho e Guerrilheiro, fora os craques da corrupção, enganação e ladroagem que ficaram no banco.

Do outro lado o time não se faz de rogado. Só tem craques e escroques. Índio, Justiça, Manaus, Mineirinho, Moleza, Boca-mole, Nervosinho, Neto, Caranguejo, Primo e Proximus. Mas o banco deles também é de peso, de peso na consciência!

Os jogos serão todos em Brasília, mas a Final será em Curitiba.

Aguardemos!

Sobriquets

Os apelidos. Ah! Os apelidos. Alcunhas ou sobriquets como falam os portugueses, emprestando o termo do francês.

De inocentes nada têm. Mas estes apelidos são fundamentais para passar a limpo nosso Brasil. Ao traduzirem e interpretarem, com ajuda dos delatores (ou alcaguetes, como queiram) da Odebrecht, a PF e o MPF puderam descobrir quem sujou as mãos no dinheiro roubado dos brasileiros.

Não desdenhem destas informações pois foi um contador delatando e decifrando um caderno de apontamentos que permitiu colocar na cadeia pelo resto da vida o maior bandido de todos os tempos nos EUA, Al Capone.

E vão ser estas informações das listas e das delações que permitirão prender nostro Capo de Tutti Capi, Lula o Nove Dedos.Nunca esqueceremos das listas nem dos Sobriquets infames atribuídos aos nossos garbosos corruptos.

Seria até engraçado, quase uma coisa de moleque, se estes filhos-da-puta não tivessem ferrado o país.

Radinho

Lembro de estar na casa de meu avô para fora em sua pequena chácara quando após o almoço ele escutava no rádio as notícias e recados.

Naqueles tempos e, não são tempos tão distantes assim, o rádio prestava (e ainda presta!) um serviço de utilidade pública. Recados, notícias de doentes hospitalizados, obituário e por fim as notícias policiais.

O narrador com uma voz grave e alongando os ‘aaas’ e os ‘ooos’ passava a narrar crimes grandes e pequenos, dando ênfase ao bom trabalho da polícia e regogizando-se, como todo homem de bem, quando os vagabundos se davam mal.Fico imaginando nos dias de hoje um destes radialistas narrando a zona reinante.

Narrador: EEEEm uma ação fantáááástica da Polícia Federal foi preso hoje o perigoso meliante Luis Inácio, vulgo Noooooove deeeedos, também conhecido pela alcunha de amigo. O Chefeão da Máfia vermelha foi entregue pelos alcaguetes da Odebrecht, quadrilha que trabalhava associada com os meliantes vermelho estrelados. Agora ele tááá´no xadrez e vai obrar de cócoras no xilindró de Curitiba.

Não falta muito e vamos festejar este acontecimento. Não perdemos por esperar!

Pensamentos pecaminosos

Nosso Papa Vermelho, ouvidos os Bispos da CNBB (Confederação Nacional dos bandidos de Batina) resolveu esnobar o país com maior número de católicos do mundo e deu uma banana para o convite de nosso Presidente legítimo.

Isto tudo para não ofender aqueles que ainda se acham donos do Brasil.Somos sim o maior país católico do mundo, mas não temos nem a metade dos 170 milhões de católicos citados no anuário do Vaticano.

Acho que o Vaticano andou contratando o Vox Populi ou o Datafolha para fazer estas pesquisas.E mais o número de católicos por aqui vem caindo e ligeiro.

Venha Papa Francisco antes que nossa Cisma lhe dê um país sem católicos.

Culpa da Igreja brasileira e latino-americana que reza pela Bíblia de Marx e Santifica Comunistas, os mesmo que odeiam a Igreja católica e pregam seu fim.

O Papa que abraça tiranos sanguinários como os irmãos Castro, Chávez e Maduro. O Papa que beija Dilma e Cristina Kirchner, duas loucas, psicopatas que destruíram seus países. O Papa que é humilhado e humilha seus fiéis ao aceitar uma cruz feita de foice e martelo de um Índio sem-vergonha. É o mesmo Papa que se recusa a visitar Brasil e Argentina dois dos países com maior população católica do mundo.

Por que? Para não ofender seus companheiros ditadores e comunistas. Que vergonha. Pobre Igreja! Que saudades de João Paulo II.Tomara que a Igreja Católica não inicie sua derrocada final no Pontificado deste Papa. Aliás nem sei se podemos chamar de Papa alguém que nem católico aparenta ser.

Talvez antes de sentar-se ao Trono de Pedro, Dom Bergoglio devesse ter se convertido ao catolicismo romano. Não o fez, vai dar merda!

Mais pensamentos pecaminosos

Lula para variar aprontou, listou 87 testemunhas. Para que? Para procrastinar, só isso. Levar vantagens.

Se o Juiz Sérgio Moro não aceitasse uma, apenas uma das testemunhas seria acusado de tudo e mais um pouco. Ele aceitou todas e a ideia era empurrar com a barriga o julgamento. Mas Moro deu o troco e exigiu a presença de Lula.

Se é para transformar o julgamento em Circo que pelo menos o Gran Palhaço esteja no picadeiro e quieto. Por um lado é bom, até para Lula. Pois se estiver em Curitiba assistindo ‘suas testemunhas’ não estará perambulando pelo Brasil , cometendo crimes eleitorais. É campanha antecipada é crime eleitoral.

Mas Lula já e seus advogados já botaram a boca no trombone. Acusam Moro de perseguição.

É, realmente não é usual no Brasil exigir a presença do réu na oitiva das testemunhas. Já tem advogado crucificando Moro. Mas não é usual, tampouco ilegal. Moro inovou, como inovou nas prisões preventivas. Nas preventivas deu certo, será que aqui, neste caso não dará?

Nos EUA e em outros países é usual que o Réu seja obrigado a acompanhar todo seu julgamento. Mas Lula não. Lula é superior por acaso?

Em tese esta peleia vai parar no TRF, acho pouco provável que o faça, mas torço para que o TRF confirme o despacho de Moro e obrigue o apedeuta a ‘ouvir’ sentado a corja que elencou para defendê-lo. Ia ser lindo.

Mas se não o fizer que o TRF 4 pelo menos diminua o número de testemunhas elencadas por Lula.

Gostaria de poder assistir o esporro que Lula dará nos seus advogados se tiver que ir assistir o espetáculo em Curitiba.

Vox populi, vox stultis (a Vox populi é a voz dos idiotas)

Vox populi, Datafolha e outros institutos tem a cara de pau de dizer que Lula tem chances de ser Presidente? Pior que ganharia no primeiro turno? Estes caras beberam ou tem outros motivos escusos ou pecuniários para fazer isto.

Tem de estar ‘doidão’ para cogitar isto! Onde eles fizeram a pesquisa?

Para ter este resultado devem ter feito as entrevistas na porta de saída do Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo. E mesmo assim tem de ser na saída do dia da Festa de Páscoa, da que distribuem presentes para as famílias e crianças (com a verba curta deve ter sido um ovinho de chocolate e um sanduba de mortadela).

Só assim para terem os resultados que divulgaram.É a síndrome da carta capital!

Mas é bom ficarem alerta a Carta e alguns blogueiros a soldo já se complicaram. Será que não teremos algumas Agências/Institutos de Pesquisas nas delações da Odebrecht?

Só o tempo dirá. Até lá penso que teremos uma semana interessante e indignante.

Haja saco! E haja estômago!

Guararapes

Por último e nem por isso menos importante.

Parabéns ao Exército Brasileiro! Parabéns aos milhares de abnegados heróis anônimos que deram e dão suas vidas por nossa Pátria. Infelizmente os estúpidos ainda não compreenderam o valor de nossas Forças Armadas.

Parabéns aos Militares Brasileiros, especialmente do Exército brasileiro, por seu dia.

Que os heróis e a vitória de Guararapes nos sirvam de exemplo de como começamos a construir nossa Pátria!

O Brasil é nosso! É de seu bravo povo não dos corruptos, ladrões e sem-vergonhas.

Viva o Exército Brasileiro! Viva nossos Heróis! Viva Guararapes!

E Obrigado, Muito Obrigado!

20 abril 2017 FULEIRAGEM

AMARILDO – A GAZETA (ES)

CHUPICLEIDE GOSTOU…

Comentário sobre a postagem OQUÊI, TANKIU E GUD BÔI

Adônis Oliveira:

“Caro Berto,

Para de tua besteira e começa a colocar anúncios pagos no JBF.

Se tu não quiseres o dinheiro, porque acha que gera conflito de interesse, doa pra uma instituição de caridade que seja minimamente séria.

Estamos desperdiçando uma oportunidade de ouro pra arrecadar uma grana preta pra alguma iniciativa do bem.

Não precisa nem ir atrás.

Tenho certeza de que tá lotado de gente querendo pegar carona no tremendo sucesso que é o nosso jornal. (Já tô até me inxirindo como dono também)”

* * *

Chupicleide, secretária de redação do JBF, feliz com a sugestão do colunista fubânico e já se candidatando pra ser “uma instituição de caridade”

20 abril 2017 FULEIRAGEM

ELVIS – AMAZONAS EM TEMPO

20 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

NEM TOCANDO NAS CHAGAS!

“Construí esse equívoco para mim mesmo, sem perceber que, ao fazer isso, eu estava sendo cúmplice de um sistema eleitoral corrupto e negativo.”

Esta frase foi pronunciada por João Santana, o marqueteiro que arquitetou as vitoriosas e sinistras campanhas presidenciais do PT.

Outro que também entregou os pontos foi o homem da maior conversa fiada de Banânia, o Paulo Henrique Amorim, conforme já foi publicado aqui no JBF.

Tenho certeza que o fubânico petista Ceguinho Teimoso não vai nos decepcionar: ele não entregará os pontos nunca e nem reconhecerá nunca a ladroagem petralha.

Felizmente!

Senão a gente perderia um excelente motivo pra se rir-se.

Pra se rir-se e pra constatar que a paixão ideológica, bem mais que a paixão política, deixa o ser humano completamente cegado.

A paixão ideológica é tão extremada quanto o furor religioso, como se pode comprovar pelos tristes atos terroristas praticados pelo Estado Islâmico.

Depois de todos os depoimentos que ouvimos desde a Quarta-Feira de Trevas, na semana passada, até o dia de hoje, mesmo que o Brasil se apresentasse sangrando em frente a Ceguinho e, como fez Jesus Cristo com o incrédulo Tomé, mandasse nosso querido fubânico botar o dedo nas chagas provocadas pelos crufificadores lulo-odebrechtianos, ele não daria o braço a torcer. 

E isto é uma felicidade pra todos nós.

Ceguinho vai continuar cego, felizmente, para grande alegria da comunidade fubânica.

“Toca na minha chaga Tomé, homem sem fé!”

20 abril 2017 FULEIRAGEM

LUSCAR – CHARGE ONLINE

LULA PROMOVE A TESTEMUNHAS 87 TORTURADORES DA VERDADE

20 abril 2017 FULEIRAGEM

CHICO CARUSO – O GLOBO

QUE DESPERDÍCIO… DEIXOU A GARRAFA PELA METADE

Comentário sobre a postagem LUCIANO MOREIRA – SÃO GONÇALO DO SAPUCAÍ-MG

Joe Bass:

“Li o laudo inteiro, as fotos são um deleite!

A prova mais contundente da proriedade do sítio é a garrafa de 2 L de Havana estar vazia.

Se estivesse cheia daria pra usá-la como prova de que o Lapa de Cachaça nunca frequentou esse recanto dos Jecas.”

* * *

20 abril 2017 FULEIRAGEM

MIGUEL – JORNAL DO COMMERCIO (PE)

20 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

O DATA BESTA ESTÁ NO AR MAIS UMA VEZ!

Há poucos dias um coxinha petista me acusou de ser “eleitor de Aécio“.

Uma acusação grave.

Gravíssima!!!

Me chamou de idiota.

Todavia, nesta linda quinta-feira, tenho que confessar: votei em Aécio, sim.

Mas não foi na eleição prisidencial.

Votei nele hoje, na Enquete Fubânica que está no ar.

No ninho dos emplumados, penso que ele é o campeão imbatível na corruptibilidade odebrechtiana. Fora as outras, ao tempo em foi gunvernador de Minas Gerais.

Votei num corrupto que mereceu destaque na Folha de S.Paulo há poucos dias.

Como é de amplo conhecimento de todos, fato público e notório, ninguém é obrigado a concordar com as opiniões deste Editor.

O JBF é um ambiente aberto e democrático, como nenhum outro espaço no mundo blogueiro banânico.

Votei em Aécio mas os fubânicos não são obrigados a votar do mesmo jeito que eu votei.

E aproveito a oportunidade pra repetir: ao contrário de muita gente que conheço e que milita aqui neste jornal, não tenho corrupto predileto e nem bandido de estimação.

Sigo a antiga lei lá de Palmares: ladrão só vai no cacete!

Qualquer um deles.

Lamento demais, lamento muito, que Aécio tenha um mandato e, deste modo, não esteja nas garras do Juiz Sérgio Moro. O nobre senador está sentado no casco daquela tartaruga chamada STF.

Os leitores desta gazeta escrota estão convocados a dar o seu pitaco. O sistema permite que seja dado somente um, e apenas um voto.

Mãos ao teclado!

20 abril 2017 FULEIRAGEM

S. SALVADOR – ESTADO DE MINAS

20 abril 2017 JOSIAS DE SOUZA

DELAÇÕES DERRETEM ESTRATÉGIA DA DEFESA DE LULA

20 abril 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE


http://orlandosilveira1956.blogspot.com.br/
NA PRÓXIMA SEGUNDA, OK?

Mais do mesmo – de novo, como sempre. Otávio percorrera a pé o quarteirão, fazendo as paradas obrigatórias: bar do Pedro, bar do Zé, bar do Paulo etc. Mas naquela segunda, mais que nas outras, não quis prosa alguma. Não estava disposto a ouvir. Falar? Nem pensar. Cogitou comprar algo para comer. Contentou-se com três maços de cigarros e dois litros de aguardente. Mestre da gororoba, ele faria um bem bolado com as sobras do domingo.

Pensou em Inês, a velha mulata de pernas ainda bem torneadas. Assanhada, ela sempre lhe dizia:

– Seu Otávio: o senhor precisa se cuidar: fazer a barba, cortar os cabelos. Que desleixo é esse? O senhor, aprumadinho, não é homem de se jogar fora.

Em casa, Otávio resolveu fazer o que há muito não fazia: olhar-se no espelho. Quase enfartou. Era uma réplica piorada do capeta. Um caco ensebado. Tinha que pôr um fim naquilo. Lembrou-se de seu Humberto, velho conhecido, dono de bar e de alguma sabedoria:

– Parei de beber, Otávio, porque percebi que estava deixando tudo para depois. E o depois nunca chegava.

Um sábio, esse seu Humberto. Otávio se prometeu mudar de vida. A partir de próxima segunda, claro.

20 abril 2017 FULEIRAGEM

AMORIM – CHARGE ONLINE


http://www.musicariabrasil.blogspot.com
RODRIGO NASSIF – ENTREVISTA EXCLUSIVA

Lançando “Mar de dentro”, Rodrigo Nassif volta ao Musicaria Brasil para um bate papo exclusivo onde fala a respeito de suas influências em sua sonoridade, um pouco de sua biografia, seus exitosos projetos fonográficos e outras peculiaridades neste excelente bate-papo.

20 abril 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)

20 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

PARA COMEÇARMOS O DIA RINDO E EM ALTO ASTRAL

Nesta véspera de feriadão, uma excelente quinta-feira para a aguerrida comunidade fubânica.

Um grande abraço pra todos vocês!!!

UM DESABAFO ODEBRECHTIANO:

20 abril 2017 FULEIRAGEM

ALPINO – YAHOO NOTÍCIAS

19 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

O INSTITUTO DATA BESTA INFORMA

Números da última Enquete Fubânica, fechada hoje:

Grato a todos pela participação.

O troféu Taça Enquete já foi entregue ao vencedor, que recebeu a comenda com muita alegria.

Sô o maió que eztepaiz já teve“, declarou o grande campeão durante a solenidade de entrega do prêmio.

19 abril 2017 FULEIRAGEM

AMORIM – CHARGE ONLINE

A TRÁGICA VIAGEM DE PEDRO ÁLVARES CABRAL

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa

Numa sala de aula, diante da pergunta – Quem descobriu o Brasil?

E qualquer criança responde com precisão: Pedro Álvares Cabral!

Ao que a professora complementa:

No dia 22 de abril do ano de 1500.

A verdadeira história, porém, nos seus meandros de grandeza e tragédias, só os versos do poeta português Fernando Pessoa (1888-1935) podem melhor enunciar:

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por que te cruzamos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nossos, ó mar!

Na década final do século XV, graças aos informes seguros trazidos pelo navegador Duarte Pacheco (1460-1533), D. Manuel I, O Venturoso, resolve consolidar o chamado Caminho das Índias, descoberto por Vasco da Gama (c.1469-1524), em 1498, iniciando a exploração das terras desconhecidas ao sul do Equador.

Para isso vem constituir uma grande esquadra formada por seis naus, três caravelas redondas, uma nau mercante, uma naveta de mantimentos, acrescida da nau-capitânia e da sota-capitânia, cujo comando, por carta régia de 15 de fevereiro de 1500, sob o comando de Pedro Álvares de Gouveia, depois Pedro Álvares Cabral, com o falecimento do seu irmão mais velho.caravela

Na manhã de 9 de março daquele ano, zarpou de Lisboa a armada levando em seu bojo entre 1200 a 1500 homens. Na tripulação, soldados, besteiros, feitor, agentes comerciais e escrivães, além do cosmógrafo Mestre João Faras, especialista em geografia e astronomia, do capelão frei Henrique de Coimbra, oito sacerdotes seculares, oito frades franciscanos. Levava como intérprete o cristão-novo Gaspar da Gama, também conhecido como “Gaspar da Índia”, um judeu polonês, capturado por Vasco da Gama, que lá vivera 30 anos e que, em Lisboa, fora convertido ao cristianismo e batizado com o nome de família do seu padrinho.

Contando com a experiência de navegadores consagrados, como Nicolau Coelho, que acompanhara Vasco da Gama em sua primeira viagem; de Bartolomeu Dias, o primeiro a contornar o Cabo da Boa Esperança (1487) – conhecido pelos mareantes como Cabo das Tormentas ou Cabo Não -, e de seu irmão, Diogo Dias, Pedro Álvares aventurou-se no mar. As demais naus eram comandadas por representantes da nobreza de então: Simão de Miranda Azevedo, Aires Gomes da Silva, Simão de Pina, Vasco de Ataíde, Nuno Leitão da Cunha, Pero de Ataíde, Gaspar de Lemos, Luís Pires e Simão de Pina.

Na terça-feira após a Páscoa, 21 de abril, segundo testemunho do escrivão da armada, Pero Vaz de Caminha, foram encontradas, muita quantidade d’ervas compridas a que os mareantes chamam de botelho e assim outras, a que também chamam de rabo d’asno confirmando assim os primeiros sinais de terra.

No dia seguinte, 22 de abril de 1500, segundo a mesma fonte, pela manhã, topamos aves conhecidas por fura-buchos, e nestes dias, a hora das vésperas, houvemos vista de terra, primeiramente dum grande monte bem alto e redondo e de outras serras mais baixas ao sul dele e de terra chã com grandes arvoredos; ao monte pôs o capitão o nome de Pascoal e à terra, Terra da Vera Cruz.

Estava assim lavrado o “Auto de Achamento do Brasil”, culminando com Pedro Álvares a série de incursões de navegadores anônimos.

Descobrimento do Brasil 02

Nas suas expedições, anteriores a 1500, procuravam esses anônimos portugueses, tendo a frente Duarte Pacheco, situar um ponto do desembarque oficial. De modo a obedecer a raia estabelecida a 7 de julho de 1494, quando da assinatura do Tratado de Tordesilhas, que reservara para a coroa portuguesa as terras existentes dentro das 370 léguas a oeste das ilhas de Cabo Verde.

A trágica viagem

Passada uma semana, Pedro Álvares continuou sua viagem com destino à Índia, seguindo as recomendações de Vasco da Gama, navegando, no sentido sudeste, em busca do Cabo da Boa Esperança (África do Sul), denominado então pelos marinheiros de Cabo das Tormentas.

A sorte, porém, que o acompanhara até então, parece o ter abandonado: logo no dia 23 de maio, quando uma forte tempestade, já nas proximidades do cabo veio a provocar fortes baixas na esquadra. Na ocasião naufragaram as naus de Aires Gomes da Silva, Luís Pires e Simão Dias, levando consigo mais de 300 homens, seguindo-se da caravela de Bartolomeu Dias, o mesmo que houvera descoberto o dito Cabo da Boa Esperança, com 80 homens.

Somente a 16 de julho, os cinco navios restantes da esquadra vieram se reencontrar, completamente avariados e com as suas tripulações em pânico, na ilha de Quiloa, na costa do atual Quênia.

A viagem se seguiu com o que restou da primitiva frota atingindo Sofala (Moçambique), em julho, e Melinde (Quênia), a dois de agosto, onde com o apoio do xeque Omar conseguiu os serviços de um piloto hindu que a conduziu até a Índia.

Em 13 de setembro, aportaram em Calicute (Índia) a capitânia de Pedro Álvares, a sota-capitânia de Sancho Tovar, e a Anunciada, de Nuno Leitão da Cunha, além de duas outras comandadas por Nicolau Coelho e Simão de Miranda.

No final de setembro o capitão-mor teve o esperado encontro com o Samorim de Calicute – ou Samudri-Raj, o “Senhor do Mar” -, quando lhe fez entrega da carta do D. Manuel I, escrita em árabe, e presenteou-lhe com moedas de ouro e prata, sedas e brocados, recebendo em troca autorização para instalação de uma feitoria naquele movimentado centro comercial.

Mas o pior estava por vir. Enquanto os portugueses carregavam suas naus de especiarias, enfrentando a concorrência dos comerciantes árabes, que os viam como uma ameaça aos seus negócios, a esquadra veio a ser atacada, a 16 de dezembro de 1500, por cerca de 300 árabes e hindus.

Na ocasião perdeu a vida o escrivão Pero Vaz de Caminha, juntamente com o feitor Aires Corrêa, seis frades franciscanos e 50 outros portugueses. Em represália, segundo relato do Piloto Anônimo, foi Calicute bombardeada durante dois dias pelos portugueses “matando infinita gente e causando muito dano à cidade”.

Em seguida Pedro Álvares buscou abrigo no reino de Cochim (hoje a maior cidade do estado de Kerala, na costa do Malabar), distante 200 km de Calicute, para onde se dirigiu no dia 20 de dezembro. O rajá local, rival de Calicute, permitiu a instalação de uma feitoria e o carregamento das naus de pimenta, gengibre, canela e outras especiarias.

Em 16 de janeiro de 1501, com uma cabeça de ponte instalada em Cochim, na Índia, os navios que restaram da esquadra de Pedro Álvares iniciaram sua viagem de retorno a Lisboa.

No seu regresso foi encontrar em Bezeguiche, hoje Dakar, a nau desgarrada de Diogo Dias, com uma tripulação de apenas sete homens, e, numa feliz coincidência, com a expedição de Gonçalo Coelho que seguia em busca do Brasil.

Dos treze navios somente regressaram a Lisboa, a nau Anunciada, sob o comando de Nuno Leitão da Cunha, em 23 de junho de 1501, seguindo-se depois da nau capitânia de Pedro Álvares, que veio aportar no Tejo a 21 de julho de 1501, unindo pela primeira vez os quatro continentes: Europa, América, África e Ásia.

O restante dos navios e suas tripulações pereceram no mar, juntamente com todos os seus tripulantes; bem de acordo com a descrição do poeta Fernando Pessoa:

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

19 abril 2017 FULEIRAGEM

ALECRIM – CHARGE ONLINE

O PSICOPATA

19 abril 2017 FULEIRAGEM

LEONARDO – CHARGE ONLINE

OSCAR – RIO DE JANEIRO-RJ

Caro Berto,

O bravo povo venezuelano está nas ruas há 30 dias e a nossa mídia esconde o fato.

Por favor, divulgue.

Grato.

R. Curioso…

Já vi várias matérias sobre este assunto naquilo que você chama de “nossa mídia”.

Clique aqui e veja, por exemplo, uma que foi ao ar hoje, dia 19 de abril.

E, em falando da Venezuela devastada pelo bolivarianismo, ontem vi na televisão uma reportagem feita numa cidade no norte do Brasil que faz fronteira com aquele país.

A matéria mostrava que o hospital do lugar abrigava mais pacientes venezuelanos do que pacientes brasileiros.

Os irmãos vizinhos tem um sistema de saúde pública que está pior do que o nosso, imagine!!!

É pra arrombar a tabaca de Xolinha.

O chavez-madurismo fudeu a outrora rica nação latino-americano de uma maneira impressionante.

Não é por acaso que os tabacudinhos zisquerdóides banânicos endeusam o regime daquele país: tudo que não presta neste mundo cabe na cabeça dessa turma de idiotas.

19 abril 2017 FULEIRAGEM

MYRRIA – A CRÍTICA (AM)


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa