14 outubro 2018 A PALAVRA DO EDITOR

UMA OPORTUNIDADE IMPERDÍVEL

O empresário Luciano Hang, dono da Havan, uma das maiores lojas de departamentos do Brasil, com sede em Brusque-SC, está fazendo uma oferta genial.

Uma oferta imperdível para bolivarianos, petêlhos, cumunistas, chavistas, haddadeiros, maduristas, luleiros e zisquerdistas de um modo geral.

Aproveitem e façam suas inscrições!!!

É uma oferta da agência Havan Viagens.

Anotem o e-mail para fazer suas inscrições e tenha uma boa viagem!!!

havanviagens@havan.com.br

14 outubro 2018 CHARGES

CLAYTON

SEM VERGONHA DE SER FELIZ!

Posso estar redondamente enganado, mas esta eleição presidencial foi fragorosamente roubada de Jair Bolsonaro! Raciocinem comigo! Os números finais apresentados pelo T.S.E. foram os seguintes:

Total do Eleitorado: 147.306.295

Votos não apurados: 470 Votos

Votos apurados: 147;305.825

Abstenção (Pessoas que não compareceram): 29.941.265 (% do Total: 20,33%)

Comparecimento: 117.364.560 (% do Total: 79,67%)

Votos em branco (Elejam quem quiser): 3.106.936 (% dos válidos: 2,65%)

Votos Nulos (Ou que foram anulados): 7.206.205 (% dos válidos: 6,14%)

Votos em Bolsonaro: 49.276.990 (% dos válidos: 46,03%) (% do Total: 33,33%)

Votos em Haddad: 31.342.005 (% dos válidos: 29,28%) (% do Total: 21,09%)

Algumas considerações interessantes sobre estes números:

1. Logo para começar, UM QUINTO do eleitorado não se preocupou nem em dar as caras para votar. Simplesmente estão cagando e andando para a situação do país.

2. Dos que compareceram, mais TRÊS MILHÕES E CEM MIL ELEITORES votou em branco. Para essa turma, tanto faz! Qualquer que seja o resultado, lhes é indiferente. Só votaram porque é obrigatório e dá uma porrada de complicações depois se não o fizer.

3. Dos que votaram, mais SETE MILHÕES E DUZENTOS MIL ELEITORES anularam o voto ou, o que é ainda pior, TIVERAM SEU VOTO ANULADO compulsoriamente pelas malditas maquininhas venezuelanas. O número é tão absurdamente grande que nos deteremos a analisá-lo melhor mais adiante.

4. Ao final, mais de 31 MILHÕES DE ELEITORES foram suficientemente imbecis para acreditar mais uma vez nas patranhas da gangue de Lula. IMPRESSIONANTE é que ainda exista esta quantidade fantástica de bucéfalos amestrados capazes de endossar toda a nojeira desta trupe e ainda querer mais do mesmo. Vejam que esta imundície representa apenas 20% do eleitorado. Isto significa que apenas UM EM CADA CINCO ELEITORES brasileiros ainda vota no PT. É esta a minoria, bestificada e selvagem, que quer repetir o golpe aplicado na nascente democracia Russa, em 1917, quando o Comitê Central dos Sovietes, liderados por Lênin, derrubou o parlamento em San Petersburgo (a DUMA) e impôs a ferro e fogo a “Ditadura do Proletariado”. Quer dizer: A ditadura dele mesmo! Vade Retro, Satanás!

5. Quanto a Bolsonaro, seus mais de QUARENTA E DOIS MILHÕES DE VOTOS representam apenas e tão somente UM EM CADA TRÊS eleitores. Menos mal! Se um terço do eleitorado é tão imbecil a ponto de não tomar posição numa hora grave como esta que nosso país está passando, então tratem de enfiar a língua no rabo e sigam a liderança da maioria, liderança essa representada hoje pelo Capitão.

6. Explodiram nas redes sociais milhares de reclamações de eleitores que, ao tentar digitar o 17. Logo ao digitar o número UM, surgia a cara do meliante Haddad pedindo para ser confirmado. Se o eleitor se recusava a confirmar, o voto era IMEDIATAMENTE e INAPELAVELMENTE ANULADO. Para mim, isto representa uma roubalheira em escala nunca vista nas eleições deste país, e olha que sempre se roubou desbragadamente nas nossas eleições. Bastariam menos de DOIS TERÇOS destes votos que foram anulados para que Bolsonaro, a esta hora, já fosse o Presidente Eleito desta espelunca, que Deus o proteja e guie.

7. Este monumental esforço de roubalheira foi tão grande que saltou à vista de toda a população que ainda raciocina sem o cabresto dos esquerdopatas. Foi tão grande a patifaria que A FOLHA, filial paulista do PRAVDA e a serviço do PT, apressou-se em emitir imediatamente a manchete abaixo, na tentativa vã de convencer, com base em que critério só Deus sabe, que as anulações foram voluntárias, e não fruto da monumental fraude eleitoral;

Não é verdade que os 7,2 milhões de votos nulos representem fraude nas urnas eletrônicas. Ao contrário do que diz corrente de WhatsApp, votos foram anulados por ações dos próprios eleitores.

8. Todo este esforço fraudador visou única e exclusivamente empurrar a decisão desta quebra de braço para um segundo turno. Esta deverá ser a disputa real pela presidência do país. É a chance que os petralhas, mesmo se vendo engolfados em um tsunami de repulsa por parte da população pensante, utilizarão para dar vazão a toda sua capacidade de cometer canalhices e ignomínias a fim de tentar sobreviver politicamente. Imaginem o desespero que estão, só de imaginar ficar sem mamar nas gordas tetas estatais, sem as mordomias mil e, principalmente, sem as inumeráveis roubalheiras.

Ao final destas modestas considerações, minha proposta é que se passe uma imensa cerca em volta do Nordeste e mande para lá, sem uma única exceção, todos os palermas e patifes que votaram nesta gangue amaldiçoada.

Não esqueçam também de mandar todas as famigeradas lideranças destes jumentos: Lula (para o presídio de pedrinhas), Lindemberg, Dilma, Suplicy, Haddad, Manoela, Jean Willis et caterva.

Não precisaremos nem de câmara de gás para exterminar esta raça maldita. Bastará manda-los todos plantar batatas no solo esturricado do Nordeste, se quiserem comer.

Vai ser uma onda de miséria e de fome pior que as produzidas por Fidel, Maduro, ou mesmo Mao-Tse-Tung. Minha previsão é que atingiremos índices de letalidade superiores aos do HOLODOMOR, o extermínio pela fome aplicado por Stalin sobre o povo da Ucrânia, onde morreram cerca de SEIS MILHÕES DE PESSOAS de fome, mesmo morando num território que sempre foi considerado “The Bread Basket” da Europa devido à sua fertilidade e imensa produção de trigo.

Seria extremamente interessante vê-los todos provando do próprio remédio em doses maciças.

14 outubro 2018 CHARGES

TACHO

14 outubro 2018 DEU NO JORNAL

MILAGRE: ENXERGOU A REALIDADE E FALOU A VERDADE ! ! !

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, admitiu neste sábado (13) que, durante os governos do PT, faltou controle interno nas estatais e que diretores ficaram soltos para promover a corrupção.

Fernando Haddad fez uma autocrítica sobre casos de corrupção em governos do PT.

“Faltou controle interno nas estatais. Isso é claro. Diretores ficaram soltos para promover a corrupção e se enriquecer pessoalmente”, afirmou.

Indagado sobre os dirigentes do partido, respondeu:

“Aí é pior. Se algum dirigente cometeu erro, garantido amplo direito de defesa, mas, se concluir que alguém enriqueceu, tem que ir para cadeia, com provas”.

* * *

Esta espantosa, inesperada e anti-lulaica confissão aconteceu ontem, dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

Santa poderosa.

Poderosíssima!

Milagre, milagre, milagre!!!!!

14 outubro 2018 CHARGES

SPONHOLZ

14 outubro 2018 DEU NO JORNAL

AGORA SIM

J.R. Guzzo

Está finalmente explicado o motivo pelo qual o deputado Jair Bolsonaro venceu o primeiro turno das eleições presidenciais de 2018. Não é nada do que você pensa. A população nativa, na sua ignorância de sempre, estava achando que Bolsonaro ganhou porque teve 18 milhões de votos a mais que o segundo colocado. Imagine. Acreditar numa bobagem como essa só acontece mesmo com brasileiro, esse infeliz que vive longe dos bons centros do pensamento civilizado, progressista e moderno da humanidade, na Europa e nos Estados Unidos. Obviamente, não temos o nível mental necessário para entender o que entendem os jornalistas, cientistas políticos, sociólogos, filósofos e outros cérebros que habitam o bioma superior de Nova York, ou Paris, e dão a si próprios a incumbência de explicar o mundo às mentes menos desenvolvidas. Tome-se, por exemplo, a televisão francesa. Ali eles sabem exatamente o que aconteceu no dia 7 de outubro no Brasil: Bolsonaro ficou em primeiro lugar na eleição por causa do racismo brasileiro.

Racismo? Como assim ─ que diabo uma coisa tem a ver com a outra? Os peritos da TV francesa explicam. A esquerda e o PT, nos governos do ex-presidente Lula e de Dilma Rousseff, favoreceram a “inclusão dos negros” no Brasil, e isso provocou a ascensão do ódio racial. Revoltados contra os “progressos” que o PT deu para os negros, os racistas brasileiros foram para o lado de Bolsonaro ─ e com isso aumentaram tanto os seus votos que ele acabou ficando em primeiro. Além disso, o “oficial do Exército” (coisa que o candidato deixou de ser há 30 anos), recebeu o apoio da elite rica. Aí fechou o esquema, resumem os comunicadores franceses: somando brancos, racistas e milionários, Bolsonaro acabou com aquela votação toda.

Nada disso faz o menor sentido, mas nenhum mesmo ─ a começar pelo fato de que nem uma investigação do FBI seria capaz de descobrir o que, na prática, Lula e Dilma teriam feito de bom, algum dia, para algum negro de carne e osso. Como seria possível, num país onde apenas 40% da população se declara branca, a matemática eleitoral favorecer quem não gosta de preto? Seria a maioria de pardos e negros, então, que estaria promovendo a ascensão do ódio racional contra si própria? Também é um mistério de onde saíram 50 milhões de racistas para votar em Bolsonaro ─ ou porque o candidato Hélio Lopes, conhecido como “Hélio Negão” e deputado federal mais votado do Rio de Janeiro com 350 mil votos, foi um dos seus maiores aliados na campanha eleitoral. Para piorar, além de negro retinto “Helio Negão” é sub-tenente do Exército, pobre e da Baixada fluminense. Elite branca?

O Brasil seria um fenômeno mundial se houvesse por aqui uma quantidade de ricos e milionários tão grande que conseguisse definir o resultado de uma eleição presidencial. Não dá para entender, igualmente, porque raios o candidato das elites faria a sua campanha de carro e a pé, enquanto o candidato das massas populares, Fernando Haddad, anda de cima para baixo num jatinho Citation Sovereign ─ um dos mais luxuosos do mundo, pertencente ao dono bilionário das Casas Bahia através de sua empresa de taxi-aéreo. (Se Haddad paga pelo aluguel já é ruim ─ de onde está saindo a fortuna necessária para isso? Se não paga é pior ainda.)

Não dá para entender por que Bolsonaro não teve um tostão para a sua campanha e o “reformador social” Haddad, homem dos pobres, das massas miseráveis, dos sem-terra e sem-teto, das “comunidades” e das minorias, da resistência ao capitalismo, passou a eleição inteira nadando em dinheiro. Não dá para entender como seria possível existir no Brasil dezenas de milhões de “fascistas”, e “nazistas”, e exploradores do “trabalho escravo”, sem que ninguém tivesse conseguido perceber isso até hoje. Não, não dá para entender nada. Mas não esquente a sua cabeça; não é mesmo para você pensar em coisa complicada. A imprensa internacional, que tudo vê e tudo sabe, está aí justamente para explicar.

14 outubro 2018 CHARGES

PASSOFUNDO

14 outubro 2018 A PALAVRA DO EDITOR

DESENCARCERANDO E BOTANDO NA RUA A CARA-DE-PAU

O candidato-poste do PT prometeu que vai promover o “desencarceramento” de bandidos que venham a cometer “pequenos delitos”.

Achei arretada esta palavra “desencarceramento”.

Uma tecnocracia vocabular do caralho!!!

Procurando no Google, encontrei isto:

Gostei particularmente destes dois sinônimos: alforria e descativeiro.

Num tá arrretado???!!!

Uma coisa é certa: o fantoche ganhou eleitor que só a porra.

Afinal, as nossas prisões estão lotadas de candidatos ao “desencarceramento”.

Os chamados “pequenos delitos”, tais como roubar celulares e galinhas, vão ganhar um impulso que irá fazer crescer a renda dos lascados, implicando diretamente na melhoria da nossa economia.

E economia em alta é promessa de qualquer candidato que se preze.

Desencarcerando de baixo pra cima, aos pouquinhos, partindo do “pequeno delito” até chegar a “grossa ladroagem”, o falso candidato do PT vai chegar ao ponto de desencarcerar o verdadeiro candidato do PT, aquele que está encarcerado em Curitiba.

Sabedoria da porra, criatividade do caralho!!!

Esta meta petêlha merece o apoio de toda o eleitorado banânico, notadamente dos mais pobres, daqueles que moram na periferia, dos que pertencem às classes mais baixas, dos que vão pro trabalho de bicicleta e dos que andam de ônibus.

Vai ser maciça a adesão da população a esta importante promessa da campanha eleitoral do PT.

14 outubro 2018 CHARGES

SID

NOTAS

O ano de 2013 foi parada dura para o brasileiro. Choveram manifestações em 388 cidades. Em 22 capitais, os protestos juntaram mais de um milhão de pessoas para lutar pelos direitos do cidadão, contra os desacertos, o reajuste de passagens de ônibus, corrupção política, precariedade no metrô e no serviço público. Ousados, os manifestantes invadiram o Congresso, o Palácio da Alvorada e o Itamaraty. Foi cacete. O pau cantou.

Na época, 80% da população aprovaram as manifestações que chegaram a ser comparadas à da classe estudantil, que em 1992, pintou a cara e saiu às ruas para pleitear o impeachment do presidente Collor. Os caras-pintadas passaram dois anos promovendo passeatas, tumultos e vandalismo. Até conseguir o impeachment. Mas, sabidão, Collor preferiu renunciar para não ficar inelegível durante oito anos.

Decorridos cinco anos dos protestos, o cenário pouco mudou no país. A burocracia é infernal, o processo eleitoral viciado, a renovação no Parlamento desagrada, muitos políticos se eternizam, reina desigualdades, desemprego, corrupção, violência, alto custo de vida, queda da renda familiar, fragilidade econômica, carência de moradias, inércia de governos e altos sinais de pobreza, fome e miséria.

*
A fome se expande no mundo. Preocupado com o tema, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura-FAO, órgão da ONU, anualmente elabora o Mapa da Fome no mundo. No documento, consta que no Iêmen, no Oriente Médio, mais da metade da população de 17 milhões de habitantes passa fome braba, motivada por três fatores. Guerra civil, fechamento de fronteiras e crise de alimentos.

No Brasil, entre 2002 e 2013, os programas de proteção social retiraram da pobreza extrema o contingente de 40 milhões de pessoas. Em 2013, o índice de pessoas sofrendo com fome ficou abaixo de 5%, justamente o limite para enquadrar o país no respetivo mapa de pessoas desnutridas. Caso o indicador ultrapasse a marca de 5% da população, o país entra no abominável Mapa da Fome.

Devido à crise econômica, desemprego e a redução de investimentos em programas sociais pelo governo, o Brasil corre o risco de voltar a figurar como integrante do Mapa da Fome. Pelos dados levantados pelo IBGE, o índice de extrema pobreza tem crescido no período entre 2016 e 2017. Passou de 13,3 para 14,8 milhões de brasileiros sofrendo com a fome.

*
A construção de túneis pelo mundo impressiona. O túnel ferroviário sob o Canal da Mancha, com 51 quilômetros de extensão, ligando a Inglaterra à França, é uma demonstração de garra da engenharia mundial. Após consumir US$ 6 bilhões na construção, em 1994, a obra ainda é a mais cara do mundo, feita pela iniciativa privada.

Foi preciso juntar um consórcio de empreiteiras, bancos e investidores de países diferentes, desafiando culturas e leis diversas, para levantar tal cifra e realizar uma ideia que levou duzentos anos para se tornar realidade. Mais depois de Iniciada em 1987, a construção levou apenas quatro anos para vencer as profundezas do subsolo e unir os dois países pelo trilho.

Na área existem três túneis. Nos dois externos, passam trens. Com sentidos diferentes. Um vai pra Inglaterra, outro retorna pra França. O túnel do meio foi reservado para os serviços de manutenção e de saídas de emergência. Como os trens bala gastam apenas 35 minutos na travessia, ganhou a preferência no transporte de cargas, passageiros e de motoristas com carros entre os dois países.

*
Desde o desaparecimento da ética, a política avacalhou-se. Trocou a dignidade pelo oportunismo. Substituiu os valores morais pelos interesses pessoais. Esqueceu as prioridades para beneficiar o povo. Jogou o bem coletivo para segundo plano. A avalanche de escândalos acontece em todo canto. Na escola, nos concursos, nos subornos, nos desvios de dinheiro público, nos conchavos políticos.

A falta de ética aparece desde a colonização. Revelou a prepotência, a submissão e a renúncia. O opressor para mostrar autoridade, castigava. Abusava. O oprimido, para escapar de punição, obedecia, mesmo com razão. Até os escravos, depois de libertados, sofreram miséria. Ficaram livres, mas não ganharam uma casinha ou um pedacinho de chão para plantar.

A exploração humana perpetuou-se. Com o desparecimento dos colonizadores, chegaram os coronéis, os senhores de engenho e os capitães da indústria que impuseram a desigualdade entre o capital e o trabalho. É justamente por causa de interesses antagônicos que a falta de ética prevalece discriminando, cometendo injustiças, humilhando as classes inferiores.

*
Produtividade é o resultado da produção feita com técnica e qualidade. Com o uso de eficiência, obtém-se bom desempenho. Produze-se mais, melhor, em menos tempo, reduzindo custos. A indústria busca a produtividade. Para não perder luta arduamente pela competitividade. Sonho do setor produtivo.

Infelizmente, tem setor no Brasil que ainda não encontrou o norte da produtividade. A Justiça permanece emperrada. Não vislumbra os meios necessários para se livrar da lentidão. Os juízes ignoram o tema agilização. Os magistrados, não se preocupam em abreviar o tempo do trânsito em julgado.

A alegação do Judiciário para desrespeitar leis, normas e regulamentos, engavetar processos, adiar sentenças, acumular serviço, é a falta de estrutura. O excesso de trabalho, a carência de servidores. Dificulta priorizar o Estatuto do Idoso, o atendimento preferencial e imediato da lei. Por isso, muitos processos de idosos completam vinte anos de tramitação, longe da sentença, prejudicada pelo festival de recursos feitos apenas para postergar o trânsito em julgado.

14 outubro 2018 CHARGES

CELLUS

AS GRANDES ORQUESTRAS E A MÚSICA BRASILEIRA

***

No ano de 1999 Ray Conniff com a sua Orquestra e Coral esteve se apresentando em São Paulo no Parque Villa Lobos e uma das músicas executadas foi ” No Rancho Fundo ” de Ary Barroso e Lamartine Babo.

13 outubro 2018 CHARGES

SPONHOLZ

13 outubro 2018 DEU NO JORNAL

CINCO A MENOS

 

Cinco homens armados invadiram uma casa lotérica na Avenida Grande Circular, na Zona Leste de Manaus, por volta das 14h deste sábado (13).

Pelo menos 25 pessoas foram feitas de reféns no local.

Às 15h40, os assaltantes saíram da loteria usando um grupo de reféns como “escudo” humano.

Após troca de tiro com a polícia, quatro assaltantes morreram e outro foi preso.

Populares informaram à reportagem que os homens que invadiram o local estavam com armas de fogo, maçaricos e gasolina.

* * *

Nem só de coisas de ruins está repleto o noticiário do dia.

Este é uma excelente notícia.

Os reféns escaparam ilesos.

Parabéns à polícia do Amazonas.

A esta altura, os quatro pobre excluídos, vítimas da sociedade reacionária e capitalista, já estão sendo ressocializados nas labaredas de Satanás, lá nas profundas dos quintos dos infernos, umas 13 léguas depois da Casa do Caralho, pertinho do Ôco do Pau, vizinho do Espinhaço da Gata, quase ao lado do Buraco da Jia e mais ou menos nas imediações do Cu da Cobra.

O mundo ficou um pouco menos sujo e o PT perdeu mais 5 eleitores

13 outubro 2018 CHARGES

VERONEZI

13 outubro 2018 DEU NO JORNAL

BRIGA DE CACHORROS GRANDES: UNIVERSAL BOTA NO FURICO DO POSTE

13 outubro 2018 CHARGES

DUKE

13 outubro 2018 A PALAVRA DO EDITOR

ISENÇÃO MIDIÁTICA

Hoje pela manhã, quando estava saindo de casa, a edição de hoje do Jornal do Commercio estava na porta do meu vizinho de andar, aqui no edifício onde moro.

Meu vizinho, um cabra arretado e com quem me dou muito bem, é assinante do dito cujo.

Este jornal é o de maior circulação na capital pernambucana.

Quando vi o que lá estava escrito, como faço todos os dias, não resisti à tentação, peguei o celular e tirei uma foto do exemplar.

Vejam que lindo:

Perceberam?

Uma manchete sutil que só um elefante numa loja de louças.

Não há como não reconhecer a bem montada armadilha do petista que redigiu a manchete.

Bolsonaro, o fascista furioso, ataca o partido adversário.

Já Haddad, o humanista bonzinho, critica a violência.

O desespero vermêio-istrelado está chegando às alturas.

Ou, melhor dizendo, às baixuras da nossa grande imprensa.

No primeiro turno, esta baixaria não adiantou nada pro candidato do PT.

O poste de Lula perdeu não apenas no Recife, mas também em várias outras cidades da região metropolitana, como Olinda, Jaboatão, Camaragibe e Paulista. Além de Caruaru, a Capital do Agreste

Pelo que tenho observado, visto e escutado nas ruas, desconfio que no segundo turno o eleitorado desta beirada de praia vai enfiar uma pica maior ainda do que a do primeiro turno no furico do pau-mandado.

13 outubro 2018 CHARGES

CLAYTON

13 outubro 2018 HORA DA POESIA

SOMENTE – Joaquim Cardozo

Nasci na várzea do Capibaribe
De terra escura, de macio turvo,
De luz dourada no horizonte curvo
E onde, a água doce, o massapé proíbe.

Sua presença para mim se exibe
No seu ar sereno que inda hoje absorvo,
E nas noites com negridão de corvo,
Antes que ao porto do céu arribe.

A lua assim só tenho essa planície…
Pois tudo quanto fiz foi superfície
De inúteis coisas vãs, humanamente.

De glórias e de alturas e de universos
Não tenho o que dizer nestes meus versos:
– Nessa várzea nasci, nasci somente.

13 outubro 2018 CHARGES

SPONHOLZ

JOSÉ DOMINGOS BRITO – SÃO PAULO-SP

Caro Berto

Valeria mesmo a pena o Bolsonaro debater com o preposto do presidente Lula?

Um debate para valer não deveria ser entre dois candidatos de fato?

Não seria um disparate um candidato de fato e de direito ficar se debatendo, atritando, discutindo com um enviado, um office-boy da pessoa que vai governar de fato?

Abraços

R. Sua dúvida tem cabimento, meu caro colunista fubânico.

Um candidato debater com um preposto de um presidiário seria um situação absurda e inaceitável.

Aliás, a propósito do poste que faz as vezes de Lula na eleição, o PT já mudou tanto o visual do coitado, pra fazer ele ficar parecido com o capitão, que agora ele está se apresentando assim:

Vôte!!!

E tem mais ainda:

Segundo o leitor Marco Aurélio, de Guarapari-ES, Bolsonaro não tem nada que ir a debate.

Diz que ele que quem debate e briga com poste é bêbado.

13 outubro 2018 CHARGES

DUKE


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa