MISSÃO IMPOSSÍVEL

Gilberto Carvalho reafirma que PT fará o possível para perder a eleição de 2018

“Agora querem trazer de volta o parlamentarismo. Isso tudo é porque eles não têm candidato forte ao Planalto e temem o Lula”.

Gilberto Carvalho, caixa-preta do PT especializado em questões ligadas ao assassinato de Celso Daniel, ex-ministro de Lula e Dilma Rousseff e atual chefe de gabinete de Gleisi Hoffmann, insinuando que tudo não passa de uma armação para tirar de circulação o único candidato do partido que, além de ostentar mais de 50% de rejeição nas pesquisas de intenção de voto, só poderá disputar a eleição se conseguir safar-se da confirmação em segunda instância da sentença que o condenou a nove anos e meio de gaiola e de outros cinco processos ligados à Lava Jato.

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

BAGGI – CHARGE ONLINE

SAUDADE

Que nostalgia nos chorosos, lentos
carros de boi monótonos da aldeia!
Que tristonha beleza nos rebentos
de meu sertão, à luz da lua cheia!

Recordo agora os rostos poeirentos
dos tropeiros da vila quieta e feia…
E o coração, revendo esses momentos,
de longínqua saudade se incendeia.

Repentino clamor de cavalgadas
na síncope noturna das estradas
vem devolver-me extintas emoções.

E no cheiro da terra e na ramagem
pressinto o rouco pássaro selvagem
que cantava nas minhas solidões…

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

VERONEZI – GAZETA DE PIRACICABA (SP)

FALCÃO E TARCÍSIO MATOS: UMA PAREIA DE ALTA CATILOGÊNCIA

À moda do exímio pesquisador popular Aristeu Bezerra, que garimpa frases, provérbios, ditados populares, anexins sobre a vida, reflexão sobre o tempo, filosofia de para-choque, frases anônimas bem humoradas… para dentro de sua coluna “Cultura Popular”, publicada no Jornal da Besta Fubana toda segunda-feira, resolvi seguir a cartilha, desta vez trazendo minha contribuição de algumas frases filosóficas-fuleiragens pinçadas dos bardos cearensês Facão e Tarcísio Matos, duas das maiores autoridades da cultura cearês da atualidade, quiçá do Brasil:

“Só porque ninguém ouviu não significa dizer que eu não disse a besteira.”

“No Brasil, escândalo é que nem cheiro de ânus: Acaba nunca!”

“Tudo foi experimentado com ratos, inclusive o homem”.

“No rio da vida, as enchentes de uma diarreia podem destruir sólidas pontes do intestino.”

“Se a reforma passar pelo congresso, seu cachorro será obrigado a dizer obrigado em francês.”

“Sogra só presta pra ter dois dentes, um pra doer e outro pra morder a língua.”

“O DNA tá todo na bosta seca.”

“Não vejo como perda de tempo você conversar com um jumento sobre a Academia Brasileira de Letras.”

“Receita do dia: Bolo salgado com cará tilápia e alho… Se não tiver tilápia, use só o cará e alho…”

“Ser doido não é ruim, o que lasca é não saber explicar isso pros outros.”

“Salário veio de sal, muito valioso tempos atrás. Hoje, o salário só dar mesmo pro sal.”

“A melhor forma de disfarçar o nervosismo é mascar fumo de Arapiraca.”

“Só não me lembro de nada porque nessa hora eu estava dormindo.”

“Se você acha que o chifre é inevitável, entregue-me logo sua mulher.”

“Não tenho adversário à altura de me roubar sua mulher.”

“Simples: quem é feliz não vive triste!”

“A principal fonte de prazer vem das raparigas naturais, sem corantes.”

“Uma coisa é saco escrotal, outra coisa são os ovos”

“Lá em casa nós tivemos uma crise tão grande, mas tão grande, que nós passamos dois anos comendo só ovo. Não tinha dinheiro pra comer carne. Só ovo, ovo, ovo. Ovo de manhã, de meio dia e de noite. No dia que papai mandou limpar a fossa, quando abriu a tampa encontrou dois mil e quinhentos pintos dentro.”

“Supunhetemos que de repentelho… – Locução que traduz dúvida sobre o que virá imediatamente.”

“69 – Número do Conjunto dos Naturais Inteiros (noves fora 6), mas que só dois podem fazer.”

“E dizem que quando Tiradentes era vivo estava com a corda toda.”

“Toda rapariga tem uma lamparina na alma.”

“Homem que não sabe ganhar dinheiro também não precisa aprender a perder.”

“Hoje eu tô feito serrote: só tenho dente.”

“Tudo no mundo tem uma ciência, inclusive o besouro rola-bosta…”

“Dois passos pra frente e um atrás são aceitáveis, mas se forem simultâneos o sujeito pode levar uma queda.”

“Primeiro, vamos nos entender, depois a gente briga…”

“Qualquer coisa a gente faz uma vaquinha e compra o Brasil.”

“Falcão, uma na entrada e a criança só daqui a nove meses.”

“A mulher, quando cisma, vai nem que seja com o marido!”

“É muito fácil comparar, difícil é fazer uma comparação…”

“Catilogência, definição falcãonista: categoria, lógica, inteligência.”

Canto Bregoriano II (clique aqui para ouvir) – “Bolero sacro-sindical, espelhado nos benditos do Padre Zezinho. A letra é um apanhado geral de tudo quanto é leriado litúrgico, porque não dizer ecumênico, misturado ao jargão profuso da classe trabalhadora nacional, através de seus representantes. O refrão é o grito do operário desiludido e deprimido frente ao contra-cheque. Quanto ao palavreado em latim, nem eu mesmo sei de onde é que veio – procure um professor ou conforme-se com tal. Sobre o versículo 16, deu bem certinho no verso – vá na onda não.”

“Segundo a OAB, não deve dar voz de prisão a quem está defecando.”

“Advogado não livra ninguém de prisão de ventre.”

“Tente NÃO SER imbecil.”

“O cara que inventou o alfabeto era analfabeto.”

“A música é um carro sem motorista.”

IMPERDÍVEL!

Assistam ao vídeo com Falcão entrevistando o genial produtor do Programa Leruiate, Tarcísio Matos, pesquisador, letrista, cantor, escritor. Um programa de rara inteligência cultural e fuleiral, coisas que só os gênios são capazes de fazer com maestria, competência, destreza e sutileza.

Mesmo para aqueles que se mostrarem indiferentes, vale apenas assistir à entrevista até o fim. A empatia entre entrevistado e entrevistando é pura catilogência, a beleza na diversidade. Uma aula de inteligência, sabedoria e bom humor entre dois titãs da cultura fuleiragem.

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

NICOLIELO – JORNAL DE BAURU (SP)

14 agosto 2017 A PALAVRA DO EDITOR

MAIS UMA PESQUISA ABESTALHANTE

O Instituto Data Besta informa:

Uma nova Enquete Fubânica está no ar.

Vá aí do lado direito e cumpra seu dever patriótico.

Não deixe de dar o seu pitaco.

E tenha uma excelente semana!

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

CLAYTON – O POVO (CE)

DITADO POPULAR

“A felicidade é algo que se multiplica quando se divide.”

“Por causa de peso e medida, tem muita alma perdida.”

“Rico em casa de pobre é perdição da galinha.”

“Boa fama granjeia quem não diz mal da vida alheia.”

“Entenda primeiro, e fala derradeiro.”

“Quem com cão se deita, com pulgas se levanta.”

“Cavalo de cachaceiro conhece o caminho da bodega.”

“Por mais santo que seja o dia, a panela tem que ferver.”

“Quem nasceu para ser tatu, morre cavando.”

“Ninguém quer ser velho nem morrer novo.”

“Por causa de uma esporada, perde-se a vaquejada.”

“Quando a barriga está cheia, toda goiaba tem bicho.”

“O seguro morreu de velho e o desconfiado ainda está vivo.”

“Não cortar a pata do burro por um único coice.”

“Falar mal dos outros é fácil, difícil é falar bem.”

“Quem quer agradar a todo o mundo, no fim não agrada a ninguém.”

“Antes morrer de azia do que de barriga vazia.”

“Quem sofreu o mal pode esquecê-lo, mas quem o fez nunca se esquece.”

“Quanto maior é o coqueiro maior o tombo do coco.”

“Ainda que sejas prudente e velho, não desprezes o conselho.”

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

Meu caro Editodos,

sobre pergunta que você me fez em postagem de ontem, a respeito do que seria “modelos de projeções“, tenho a dizer o seguinte:

certamente você como professor de matemática,  já botou muita equação de retas para que os alunos fizessem o gráfico. Atribuindo valores ao x, determina-se os valores do y, formava-se o par ordenado (x,y) e marcava os pontos no plano cartesiano.

Isso era possível porque eram dados os coeficientes da reta, por exemplo, y = 2 +3x.

Agora imagine você conhecer os valores de x,y, ou seja, conhecer os pontos e querer traçar uma reta por eles, do tipo y = a + bx. Obviamente, esses pontos não estarão alinhados, então é preciso estimar os coeficientes (a e b neste exemplo) da reta usando um método chamado mínimos quadrados.

Os pontos reais (que a gente chama de dados observados) estarão fora da reta e a distância deles à reta estimada é chamada de erro (erro é a diferença entre o que você observou e o que você estimou).

Então essa reta deve fazer com que a soma dos quadrados dos erros seja o menor valor possível.

Essa explicação está bastante grosseira, mas este tipo de modelo é usado para fazer projeções. Chama-se regressão linear.

Aquelas pesquisas eleitorais, quando diz que o cara vai ter tantos por cento dos votos com margem de erro tal para mais ou para menos, são projeções por intervalo.

Osvald de Souza dizia, no Fantástico, um intervalo para o número de acertadores da loteria esportiva. Eu ensino fazer essas maluquices….

Agora, pode ficar ancho porque o JBF é o púlpito do povo.

Antigamente se dizia a marca ABC era “a voz de ouro“.

Agora é o JBF.

Abraços.

R. Que explicação da porra!!!

Uma explanação federal, de um professor federal, da universidade federal.

Vôte!

Me deu saudades das aulas que eu dava sobre as retas representativas da função do primeiro grau.

Coeficiente angular, coeficiente linear, ordenadas, abcissas e coisas que tais.

Olhaí o gráfico da reta que você citou na sua mensagem, y = 2 + 3x

O Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais da Universidade Federal de Pernambuco está muito bem servido com um professor arretado assim feito você.

Quando eu digo que nesta gazeta escrota só tem gente malassombrada, tô falando a mais pura verdade.

Abraços e boa semana, seu cabra doido!

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

MYRRIA – A CRÍTICA (AM)


http://www.forroboxote.com.br/
INVERNIA

Debaixo de um céu quase azul, com nuvens se desmanchando sobre a plantação, vê-se a ribançã voltando pra casa, de asa molhada. Celebrando sua volta, o homem tira o chapéu, olha pro céu, se benze e agradece a chuva que vai pintar de verde o seu chão. São José atendeu suas preces. Dele e de tantos outros que têm na chuva a esperança d’água. Por isso aquele velho homem sorri. Sua mulher ajuda-o no sorrir e deixa bacias e vasilhas prontas à espera da bendita água que vem daquele céu benditamente escuro. O joelho tantas vezes dobrado, já tão ralado de tanto pedir, outra vez se curvará no piso da igrejinha, desta vez para agradecer. O menino sorri à beira do pote no aguardo do banho de chuva que está por tomar. Água virá. Sedes serão saciadas. O inverno anuncia que está chegando. Será bem recebido. ‘Tá bonito pra chover.

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

IOTTI – ZERO HORA (RS)

14 agosto 2017 A PALAVRA DO EDITOR

UM QUINTETO VIOLADO

Semana passada eu estava arruando pelo Recife quando cruzei com Marcelo Melo, um dos fundadores do Quinteto Violado na década de 70.

Depois de um rápido cumprimento, um monte de recordações me vieram à lembrança, na condição de admirador incondicional deste grupo desde quando ele surgiu.

Hoje o Quinteto nada mais tem a ver com aquele lá do começo.

Marcelo é o único remanescente da formação original do conjunto, que nasceu no ano de 1970.

Composição original do Quintento Violado: Marcelo Melo, Luciano, Fernando Filizola, Sando e Toinho Alves

Toinho, arranjador e diretor musical desta patota talentosa, encantou-se no ano de 2008. No seu velório, realizado no salão nobre da Prefeitura de Olinda, recebi a triste missão de ler uma mensagem do poeta Jessier Quirino, colunista do JBF, dedicado a esta figura simpática e querida.

Meu laço de admiração por Toinho foi reforçado quando ele me disse um dia que era fã d’O Romance da Besta Fubana. Um livro que, segundo me informou, vivia recomendando pra todo mundo. Fiquei ancho que só a peste.

Esta conversa mole todinha é só pretexto pra oferecer aos leitores fubânicos, nesta bonita segunda-feira, as músicas do primeiro LP gravado pelo grupo, em 1972.

Este balaio que vocês ouvirão a seguir, contém, logo na primeira faixa, a versão de Asa Branca, da autoria de Gonzaga e Humberto Teixeira, cujos arranjos foram feitos por Toinho. Arranjos que entraram para a história da música brasileira.

Quem quiser saber mais sobre o Quinteto, sua existência, seus prêmios e sua extensa discografia, clique aqui.

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

FERNANDO – JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)


http://pinheirochumbogrosso.blogspot.com.br
SOPHIA LOREN, A MUSA DO CINEMA ITALIANO

Para quem é cinéfilo, quando se fala em SOPHIA LOREN vem logo à mente a figura de MARCELLO MASTROIANNI, um ator determinante na carreira artística da Deusa de Nápoles (A parceria entre os dois foi a mais prolífica da carreira de ambos). Outra pessoa crucial na vida da SEGUNDA mulher mais bonita que já existiu no planeta terra (a primeira é a brasileira MARCELA TEMER), sem sombra de dúvida foi o produtor CARLO PONTI, seu futuro marido que era mais velho que ela 22 anos. Casamento este que durou, precisamente, exatos 50 anos, haja vista que se prolongou até à morte de PONTI em 2007, aos 94 anos.

O primeiro filme estrelado pela italiana em língua inglesa foi “Orgulho e Paixão”, quando tinha apenas 23 anos de idade e partilhando a tela com um ator que tinha um par de olhos irresistíveis(OI DE GATO), que era nada mais nada menos que FRANK SINATRA que se apaixonou perdidamente por ela, fato confirmado agora com o lançamento de um livro de memórias com 300 páginas, “ONTEM, HOJE E AMANHÃ – MINHA VIDA”. Sophia Loren manteve também um ligeiro romance com o ator americano Cary Grant. Ela nasceu como SOFIA VILLANI SCICOLONE, em Roma. Filha bastarda, os primeiros anos foram de pobreza pelas ruas em Pozzuoli, Nápoles. Hoje, a segunda mulher mais bonita do mundo está com 82 anos de idade.

Essa gatona prestes a completar 83 anos que no passado tinha belos cabelos castanhos, corpo escultural e memoráveis olhos verdes, continua em plena forma. Os atributos físicos da atriz Sophia Loren já seriam suficientes para torná-la uma das mulheres mais famosas e desejadas do mundo. Interpretações memoráveis, porém, fizeram dela não apenas uma mulher cobiçada, mas também uma das atrizes mais importantes da história do cinema. Sua boniteza e ousadia eram tamanhas que, na década de 50, em filmes faroestes ela já usava “CALÇAS COMPRIDAS JEANS”, o que era uma afoiteza e bastante atrevimento para os padrões comportamentais da mulher daquela época. Diz-se isso em razão de, apesar dos tempos bicudos e restritos às mulheres, Sophia, já era considerada um símbolo sexual em uma época sem PHOTOSHOP e em que os corpos femininos poucos se desnudavam…

Um fato negativo na vida dessa mulher que é uma divindade cinematográfica, surgiu em 1982, quando ela curtiu por um período de duas semanas um cubículo de tamanho 6 X 6m., dormindo numa beliche de cimento por ter sido trancafiada na cadeia em razão de ter praticado crime de evasão fiscal, por isto foi condenada e presa no xilindró(Só o Lula que não vai!!!)… Justamente na década de 1980, Sophia diminuiu o ritmo no trabalho para cuidar dos filhos e também para investir em outras áreas, sendo a primeira atriz a lançar sua própria fragrância de perfume e uma linha de maquiagem. Outra curiosidade na vida da atriz que abocanhou dois Oscars, já em setembro de 2014, no aniversário de seus 80 anos, ela ganhou uma tremenda festa do magnata mexicano Carlos Slim, o homem mais rico do mundo. Para celebrar tal vida e obra, o magnata Slim fez um baita jantar de gala com direito a presenças internacionais ilustres e uma exposição itinerante trouxe objetos curiosos como os dois Oscars de Sophia, alguns vestidos, figurino de filmes, joias da atriz, roteiros de filmes e um amplo acervo de fotografias.

A passagem do tempo não causa ansiedade na atriz, uma das estrelas mais elegantes do cinema mundial, pois ela ainda é a imagem da beleza e sensualidade que, em 2015, aos 81 anos, lançou um batom com seu próprio nome. Na campanha publicitária, veste um elegante vestido de renda preto, com um grande decote, e mostra um sorriso da cor cintilante, de um tom vermelho cereja que ela mesmo escolheu para combinar com a pigmentação de seus lábios. Em suas memórias Ontem, Hoje e Amanhã – A Minha Vida , a primeira intérprete a ganhar um Oscar por um papel em um filme estrangeiro – Duas Mulheres(1961) – afirma que “ENVELHECER PODE SER AGRADÁVEL, E ATÉ DIVERTIDO, SE VOCÊ SOUBER COMO USAR O TEMPO, SE ESTÁ SATISFEITO COM O QUE CONSEGUIU E SE CONTINUA SONHANDO”. Um sonho alimentado tanto por seu trabalho quanto por sua família, estrela do “conto de fadas” que sempre quis viver.

Sophia Loren ganhou fama internacional em 1962, quando recebeu o Oscar de Melhor Atriz pelo filme DUAS MULHERES, que também lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes. Ela detém o recorde por ter recebido seis prêmios de Melhor Atriz, o maior número já recebido, pelos filmes: Duas Mulheres (1960); Ontem, Hoje e Amanhã; Matrimônio à Italiana (pelo qual ela foi nomeada para um segundo Oscar). Sua carreira atingiu o auge em 1964, quando recebeu 1 milhão de dólares para estrelar o filme A QUEDA DO IMPÉRIO ROMANO. Além do Oscar, ela ganhou um Grammy, cinco Globos de Ouro especiais, o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes, e o Oscar Honorário em 1991. Em 1995, ela recebeu o Prêmio Cecil De Mille pelas realizações ao longo da vida. Em 1999, Sophia Loren foi reconhecida como uma das 25 MAIORES LENDAS DO CINEMA NORTE-AMERICANO DO SEXO FEMININO.

Trabalhou com Anthony Quinn em “Jogadora Infernal” e com John Wayne em “A Lenda dos Desaparecidos”, uma aventura Africana, em que John Wayne continua representando um Cowboy durão. Sophia, ao seu lado, é um belo enfeite que o diretor do filme explora habilmente, mas Sophia tem uma bela cena de briga, onde ela bota abaixo John Wayne. Estrelou também em 1958 o filme Desejo e em 1960, O Pistoleiro e a Bela Aventureira. No começo da carreira fez bico em vários filmes de Cawboys, como sempre, de calças compridas jeans, chapelão e cavalgando em belos garanhões.

Finalmente, o nosso espaço é minúsculo para descrever SOPHIA LOREN, dona de uma beleza sem igual(que Marcela Temer não leia o blog de Berto Filho) – uma das atrizes mais festejadas de todos os tempos, uma das poucas atrizes que interpretam todo tipo de personagem, e sempre num registro diferente, é com certeza a mais famosa atriz estrangeira de todos os tempos. Um rosto inconfundível, de uma assimetria estranhamente bela. Sem retoques, natural como Sophia sempre fez questão de ser. Exuberante, ardente, romântica, batalhadora incansável e empresária de sucesso. Por ser italiana ela é um símbolo de mulher latina. Na verdade, Sophia Loren FOI, É e SERÁ eternamente uma linda mulher. Digo melhor, UNA BELLA DONNA!!!

Assista ao vídeo de apenas três minutos da estonteante Sophia Loren contracenando com astros do porte de um Marcello Mastroianni, Marlon Brando, Clark Gable e tantos outros artistas de uma beleza e charme esplendorosos que faziam parte da nata hollywoodiana.

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

14 agosto 2017 JOSELITO MÜLLER

FOLHA PASSA A TRATAR VENEZUELA COMO DITADURA

PYONGYANG – A Folha de São Paulo, em mais uma atitude vanguardista no âmbito do jornalismo brasileiro, anunciou na tarde de ontem que passará a tratar o regime norte-coreano como ditadura.

A decisão foi anunciada poucos dias após o referido periódico passar a tratar do mesmo modo o regime venezuelano.

“TUDO BEM QUE O KIN JONG UN FOI ELEITO COM 100% DOS VOTOS, MAS A FALTA DE LIBERDADE NA COREIA DO NORTE JÁ ESTÁ MAIS PARA DITADURA QUE DEMOCRACIA PROPRIAMENTE DITA”, DIZ O EDITORIAL DO JORNAL.

O governo nortecoreano emitiu nota lamentando a decisão da Folha, mas negou que o regime seja ditatorial. No mesmo dia, o governo de Piongyang baixou uma medida provisória proibindo a circulação da Folha de São Paulo naquele país.

Após a publicação do edital da Folha, nossa equipe entrou em contato com Rubinho Barrichelo, que ridicularizou o jornal.

“SÓ AGORA QUE ELES NOTARAM QUE NA VENEZUELA A DEMOCRACIA JÁ NÃO MAIS EXISTE? EU JÁ HAVIA NOTADO HÁ MUITO TEMPO QUE ESSE HUGO CHAVEZ TEM TENDÊNCIAS DITATORIAIS”.

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

ZOP – CHARGE ONLINE


http://www.fernandogoncalves.pro.br
PARA AMPLIAR AS ENXERGÂNCIAS

No Mercado da Encruzilhada, de onde sou cliente desde o primeiro casamento, deparei-me outro dia com o Almeidinha, um alfandegário setentão, colega de juventude das sessões do Cinema Rivoli, Casa Amarela, e do famoso caldo de cano com pão-doce do Mercado do mesmo bairro, situado defronte do Colégio Dom Vital, de ensino e dirigentes bastante respeitados à época.

Depois das primeiras recordações, estrepolias expostas e últimas presepadas explicitadas por políticos que enodoam a dignidade nacional, consequências das escolhas de eleitores idiotizados que se imaginam amparados por promessas messiânicas de candidatos idem, mesmo que de apenas nove dedos, eis que o Almeidinha me faz uma pergunta de sopetão:

– Gordo (apelido de juventude), quais as lições que deveríamos apreender para erradicarmos o abilolamento que apenas nos tem proporcionado sermos vítimas dos “convênios pacus”, onde os eleitos por nós entram com os paus, nós participando apenas com os nossos orifícios anais?

Convidado para um pastel amigo numa das barracas próximas da praça da alimentação, mostrei ao Almeidinha um livrinho sábio recebido na véspera: Dia a Dia – Conceitos para viver melhor, de Paulo R. Santos, editado pela editora EME, de Capivari, SP, que mantém o Centro Espírita Mensagem de Esperança, que colabora com a Comunidade Psicossomática Nova Consciência, clínica masculina para tratamento da dependência química.

Dos sessenta conceitos contidos no livreto sábio, escolhemos dez para esmiuçar seus desdobramentos. Eis os que nos proporcionaram muitos fraternais debates durante mais de oito reuniões regadas a papel, cuspe, guaranás e esferográficas, com a promessa de divulgar sem qualquer esmorecimento:

1. A omissão é o maior dos pecados. E o primeiro passo para uma omissão criminosa é a intenção de votar nulo ou branco nas próximas eleições. Somos responsáveis pelo mal que causamos e pelo bem que deixamos de fazer, sabendo que temos responsabilidade no caso. Fugir dos compromissos jamais será alternativa diante de qualquer problema, por menor que ele seja.

2. As boas ações são as melhores preces. Quem deseja fazer algo de bom, simplesmente vai e faz. Deus não se preocupa em contabilizar as boas e más ações de cada um de nós, mas reconhecerá que a Lei Divina interpretará sua atitude solidária como uma prece em favor da humanidade.

3. Eliminando a causa, desaparece o efeito. Perdemos na vida um tempo gigante buscando impossibilidades. Ou desejando tapar o sol com a peneira, sem ter a coragem suficiente de detectar as causas que nos prejudicam. O manter a forma de muitas pessoas, inúmeras vezes, torna-se uma mania obsessiva de manter o corpo em nível performático excelente, pouco se lixando para o aprimoramento dos seus níveis de profissionalidade, a ampliação cultural sendo a mesma da adolescência, quando se acreditava em Papai Noel, Mula Sem Cabeça e Perna Cabeluda, além de Mau Olhado, Diabo e sexta-feira 13.

4. Fé inabalável é aquela que encara a razão frente a frente em todas as épocas. Frase própria da Doutrina Espírita, trata-se de uma proposição que se impõe diante das múltiplas fés tradicionais, originada de pais ou avós já desencarnados. Uma crença religiosa sadia leva na mais alta conta que não se deve temer a razão porque, estando embasada na própria racionalidade, não pode ser atingida em sua essência. A fé convencional, superficial e nunca devidamente analisada, pode ser vencida por um sopro mínimo de argumentos consistentes.

5. Guardar e aproveitar os bons conselhos. Muitos menosprezam as recomendações que passam de geração para geração, tornando-se perdidos, sem nortes, recheado de informações, laptops, pcs, celulares, apps e bugigangas outras que são plenamente válidas nas mãos dos que possuem, como dizia o poeta, “as duas mãos e o sentimento do mundo”.

6. Boa vontade somente não basta. Existem pessoas que possuem um vício desestruturador: promete a se corrigir a partir do início da próxima semana. Sempre postergando para amanhãs inatingíveis, as metas idealizadas às vezes com promessas pomposas, fictícias todas, sem consistência executiva. E tem mais: boa vontade sem um mínimo de conhecimento favorece o caminho da improvisação, muitas vezes a emenda saindo melhor que o soneto, tal e qual se comportam os fundamentalistas e sectários, militares, religiosos ou políticos. Por exemplo, no assunto “caridade”, não basta que se deixe apenas o coração falar, bastando uma melhor apreciação sobre as consequências da ajuda dada, posto que há pessoas que abusam sem o menor escrúpulo da boa fé de muitos, praticando as explorações mais absurdas, se possível com o auxílio de muitas lágrimas de crocodilo.

7. A vida é uma dádiva a ser vivida, jamais um desafio a ser vencido. Infantilmente, embora já taludos tecnicamente, permanecemos com um nível de infantilidade grande, nunca apreendendo que a vida é uma dádiva, devendo ser vivida com abundância, como nos ensinou o Mestre Jesus. Torna-se necessário criar um cantinho em nosso interior para criar um silêncio meditativo, para ouvir as orientações do Meste e dos seus espíritos puros, inclusive o nosso Anjo da Guarda.

8. A verdade é como o sol, que um eclipse pode escurecer, mas não apagar. Muitos políticos corruptos, inclusive os santarrões, que sempre mentem descaradamente, sem saber de nada, sem ter ouvido nada, sem nunca ter passado a mão no Erário Público, imaginando esconder a verdade de todo mundo durante todo tempo. Perdendo a fé na verdade, tornam-se vitimistas, coitadistas, declamando causas imaginárias, sem se importar com as consequências das suas irresponsabilidades, desconhecendo que a verdade sempre iluminará a realidade, garantindo a evolução da vida terrestre, jamais apagando-se diante da mentira proclamada.

9. A infelicidade está em nossas imperfeições. Por mais que a justifiquemos, nossa infelidade tem uma causa, provocada por nós mesmos, dados os nossos tropeços e ilusões que nos vitimam por ardilosos convencimentos dos enganadores mais sabidos que nós.

10. A fé não se prescreve, nem se impõe. Toda fé autêntica é resultado de um processo de maturação do Espírito, confiante em forças superiores, cada um de nós cultivando a divindade de acordo com nossos padrões culturais e nível evolucional. Toda fé robusta, independente de condição social e renda, é estruturada tal qual boa semente plantada em nosso interior, desenvolvida por orações diárias, espontâneas e sem qualquer coercitividade imposta por quem quer que seja.

A lição que extraímos: através da meditação evolucional, consolidam as boas forças espirituais, favorecendo a consolidação de uma fraternidade universal, na lata do lixo as ideologias, etnias, regiões geográficas, gêneros e denominações religiosas, posto que todos somos amados Filhos da Criação, originários de uma mesma Luz.

14 agosto 2017 FULEIRAGEM

EDRA – DIÁRIO DE CARATINGA (MG)

O QUE É QUE A BAIANA TEM

Carmen Miranda, que encantou-se há 62 anos, no dia 05 de agosto de 1955, em cena do filme “Banana da terra” de 1939 interpreta a música de Dorival Caymmi “O que é que a baiana tem?“.

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

IZÂNIO – CHARGE ONLINE

13 agosto 2017 FERNANDO GABEIRA

O INTERMINÁVEL MAR DE LAMA

Quantas toneladas/exportamos de ferro? Quantas lágrimas/disfarçamos sem berro?” Estes versos de Drummond contam uma longa história da mineração em Minas. Uma história que se confirmou pela anulação do processo de Mariana sobre o mar de lama que provocou 19 mortos, dezenas de lares perdidos e um rio envenenado.

O processo foi anulado porque a polícia teria lido e-mails da empresa, sem autorização. Ela só poderia ler e-mails de um período determinado. O argumento da anulação: violência contra a privacidade da Samarco.

Tenho dificuldades em entender por que a quebra da privacidade de uma empresa é superior à morte de 19 pessoas, destruição de comunidades e envenenamento do mais importante rio do litoral brasileiro.

Foi o maior desastre ambiental do Brasil. Precisa ser julgado. Se a polícia leu e-mails demais, basta neutralizar as informações não permitidas. O essencial está lá: a lama, as mortes. O desastre não é um segredinho da Samarco. É uma realidade que todos que viram sentiram e choraram.

No fim da semana, ao chegar em casa, soube que houve um saque a um caminhão de carne tombado. Para mim isso não é novidade. Vejo e filmo, constantemente, saques a caminhões nas estradas brasileiras. No entanto, este tinha um componente especial: ninguém se importou em socorrer o motorista. O saque se prolongou por quase uma hora, antes que chegassem os bombeiros e retirassem o pobre homem dos escombros.

Se junto esses fatos é para enfatizar como é grave um momento em que a vida humana perde seu valor. Um vereador do Rio chegou ao extremo de cobrar propina para liberar corpos do IML. A própria morte passa ser um objeto de negociação.

No seu livro sobre o homo sapiens, Yuval Noah Harari reflete sobre a linguagem humana. Ela não nasceu apenas da relação com as coisas, da necessidade de alertar sobre o perigo, ou mesmo do interesse das pessoas pela vida das outras, da fofoca. Uma singularidade da linguagem humana é sua capacidade de falar de coisas que não existem materialmente, de um espírito protetor, de um sentimento nacional. Esses mitos que nos mantêm unidos ampliam nossa capacidade produtiva e nossas conquistas comuns.

O que está acontecendo no Brasil é o esgarçamento dessa ideia de pertencer ao mesmo país, de partilhar uma história e um futuro.

O mito da nacionalidade é bombardeado intensamente em Brasília por um sistema político decadente. Eles voltam as costas para o povo e decidem, basicamente, aquilo que é de seu interesse pessoal.

Os laços comuns se dissolvem. Não há mais sentimento de comunidade, e daí para adiante é fácil dissolver os laços entre os próprios seres humanos.

No sentido de partilharmos aspirações comuns, já não somos mais um país. E caminhamos para uma regressão maior desprezando as possibilidades abertas pela linguagem, pelos ancestrais que a usavam para grandes conquistas coletivas.

Somos dominados por um sistema político cínico, que se alimenta, na verdade, da repulsa que nos provoca. Mais repulsa, mais indiferença, isto é, menos possibilidade de mudanças reais.

Quando visitei Israel, um motorista de ônibus, ao ver um incêndio, parou, desceu e foi apagá-lo. Muitas vezes na Europa vi gente reclamando quando se joga lixo na rua. E os próprios suíços chamando a polícia quando há barulho depois das dez da noite.

Isso não é aplicável à nossa cultura de uma forma mecânica. Eu mesmo devo fazer barulho depois das dez. Mas o que está por baixo dessas reações é a sensação de pertencer a um todo maior, de ter responsabilidades com ele.

A degradação política conseguiu enfraquecer esse sentimento no Brasil. Eles fingem encarnar um país e quem os leva a sério acaba virando as costas também para esse país repulsivo.

O resultado desse processo destruidor está aí. Reconheço que mecanismos de desumanização estão em curso em todo o mundo e que fazem parte de um processo mais amplo. Mas é uma ilusão pensar que nossas vidas são apenas um reflexo de uma época que tritura valores. Existem razões específicas, made in Brazil, que nos fazem recuar em termos civilizatórios.

A expressão “elite moralmente repugnante” foi durante muitos anos aplicada aos setores dominantes do Haiti. Ela pode ser transferida para Brasília.

A coexistência silenciosa e indiferente diante dessa realidade vai minar os próprios fundamentos da vida comum.

Os versos de Drummond não se limitam a descrever a tragédia mineral: quantas toneladas de ferro, quantas lágrimas disfarçadas?

O Brasil vai recuperar a força de sua humanidade quando se rebelar. Enquanto aceitar silencioso as afrontas que vêm de cima, a tendência é abrir mão de suas conquistas de homem sapiens e mergulhar numa noite de Neandertal.

O sinais estão aí. Adoraria estar enganado.

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

BRUNO AZIZ – A TARDE (BA)

CLASSE AA

Lula acusa ELES de só respeitarem ex-pobres que sobem na vida pela rota da ladroagem

“Eles querem acabar com o PT, porque essa gente não está acostumada a ver gente pobre de cabeça erguida”.

Lula, numa discurseira em São Paulo, voltando a acusar a misteriosa entidade que usa o codinome ELES de querer acabar com o PT, porque tem tanta raiva de pobre de cabeça erguida quanto de ex-pobres que enriquecem nos papeis de facilitador de negociatas no exterior e camelô de empreiteira, tornam-se donos de sítio e apartamento e guardam quase R$ 10 milhões no banco, fora o resto.

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

SINOVALDO – JORNAL NH (RS)

13 agosto 2017 JOSELITO MÜLLER

JOVEM DO ACRE FALA SOBRE O SEU DESAPARECIMENTO

ACRE – O já famoso menino do Acre, 25 anos, decidiu romper o silêncio na tarde de hoje sobre os motivos que o levaram a ficar desaparecido por cinco meses.

“FUI PROCURAR UM PAÍS ONDE O COMUNISMO TENHA DADO CERTO, MAS INFELIZMENTE NÃO ENCONTREI”.

Segundo ele, durante os cinco meses em que ficou ausente percorreu vários lugares do globo na companhia de alienígenas, que vieram em uma missão interplanetária na esperança de encontrar um país onde a teoria de Karl Marx tivesse tido uma experiência exitosa.

“Os ET’s ficaram putos da vida, porque perderam esse tempo todo e não conseguiram encontrar o que procurávamos”, revelou o menino.

“PARA NÃO DAR VIAGEM PERDIDA, PASSAMOS OS ÚLTIMOS DIAS DA MISSÃO PROCURANDO O MUNDIAL DO PALMEIRAS, MAS TAMBÉM NÃO ENCONTRAMOS NADA”, DECLAROU DECEPCIONADO.

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

VENEZUELA

Pobre Venezuela. Aliás, a desmantelada República Bolivariana da Venezuela entrou num tremendo caos institucional. Depois de Cuba, a Venezuela é o segundo país da América Latina a perder a prosperidade, o sossego e a paz. Por causa da grave crise econômica, política e social, cada vez mais ardentes, o país é empurrado para o abismo. Descendo ladeira abaixo em velocidade crescente. A população, vítima da pobreza e das penúrias, vive em desespero, num desvairado conflito.

O empenho ativista do chavismo dividiu opiniões. Desagregou o mais democrático país da América Latina, desmontou o setor produtivo, paralisou cidades, arruinou o poder do petróleo que formava a base econômica venezuelana, forjou falsos julgamentos de opositores, com o simples propósito de enjaular pessoas do contra, travou o câmbio, nacionalizou indústrias, armou incontroláveis déficits, enfraqueceu a oposição a fim de mandar isoladamente no pedaço.

Quando desembarcaram na Venezuela, em 1520, os espanhóis tinham a absoluta certeza de ter descoberto o 32º maior país do mundo em extensão. Cheio de belezas naturais, variada diversidade, rica fauna e gigantescas reservas de petróleo. No entanto, os colonizadores só não imaginavam o que podia acontecer de ruim na terra descoberta, exatos 495 anos depois do grande feito.

Definem o socialismo, como o responsável de ter lançado Venezuela no mar de lama. Fazer o país passar novamente por maus momentos. Mas, os antigos administradores e os que estão no poder também têm o seu grau de responsabilidade na calamidade que arrasou o país.

No século XIX os líderes implantaram a instabilidade política e um ensaio de ditadura. A fragilidade política durou até a década de 50. Todavia, a experiência foi curta porque, mesmo com alguns passageiros governos democráticos, sentiram a necessidade de implantar choques econômicos entre 1980 e 1990. O resultado trouxe duas tentativas de golpe e o impeachment de um presidente. Este, culpado por desvios de recursos públicos.

Em 1999 Hugo Chaves entrou em cena. Surgiu trazendo na manga do paletó o plano de Revolução Bolivariana e o projeto de nova constituição. A ideia acendeu o pavio de pólvora. Incendiou a estatização econômica, promoveu o sucateamento industrial, a má aplicação dos recursos financeiros, elevou a gastança, aumentou a perseguição aos adversários.

A reação disparou a inflação de tal forma que no instante o aumento abusivo de preços pulou para mais de 20%. Até o endividamento estatal saltou para 51% do PIB. Num nítido sinal de que o descontrole governamental sacudiu a Venezuela. De cabo a rabo. Apesar de também ter contribuído para deixar uma minoria privilegiada, que mamava nas tetas governamentais, bilionária. Usando meios escusos.

As dificuldades fizeram pipocar graves problemas econômicos e sociais. A inflação disparou, produtos básicos, como açúcar e farinha, sumiram nos supermercados, a criminalidade tornou-se assustadora e a imprensa, censurada e atada, foi impedida de mostrar os desmandos.

O impacto foi tão forte que nem a companhia de petróleo aguentou o tranco. Suportou a cacetada. Então, forçada pelas circunstâncias adversas, basicamente desestruturada, a Petróleos de Venezuela S/A-PDVSA deletou a meta de crescimento. Cortou investimentos, endividou-se, travou a produção. Com a receita em queda, a petrolífera venezuelana logo de cara demitiu 40% do quadro de pessoal.

O que segurou um pouco as pontas durante os 14 anos de Chaves foram a receita do petróleo, que apesar do preço em queda, ainda dava pro gasto. A receita dava para sustentar os enganadores programas assistencialistas.

Agora, assim como o chavismo implantou a desordem econômica/social, a situação permanece periclitante. Preocupante. Confusa. Inquietante sob as ordens do sucessor, Nicolás Maduro. Atualmente, nem exercer os direitos civis é permitido ao cidadão, porque reclamar contra o governo é cometer crime de acordo com a nova Constituição.

Tudo que não presta acontece na Venezuela de hoje. Com o governo autoritário, cerceando as liberdades políticas e civis, a tensão recrudesce. A instabilidade política e econômica reina no pedaço. As passeatas, as desordens e os protestos se multiplicam, a criminalidade renasce, a corrupção agiganta-se, o contrabando deita e rola, os saques não param, o desabastecimento de alimentos e remédios engrossa as filas. A falta de comida é uma cruel verdade, as milhares de prisões arbitrárias e as torturas enfurecem o povo. A crise se aprofundou devido a irresponsabilidade fiscal e à má gestão dos recursos oriundos das exportações de petróleo.

Segundo os indicadores, a coisa está aviltante. Insuportável. A alta dos preços subiu em 500%, o PIB encolhe sem parar, e a pobreza chega a 82% da população. Segundo o FMI a inflação para 2017 está estimada em 2.200%.

Até os afortunados, apelidados de golpistas, moram em bairros reservados e protegidos por preparados vigilantes, temem o pior. Receiando mais afronta e novas desapropriações, os investimentos privados caíram fora. Imediatamente. Quem tem sustança financeira, suspeitando perder tudo, resolveu trocar de lugar. Fixar residência em Madri, Los Angeles e Miami.

Em virtude da violação dos direitos humanos, coordenados pela Assembleia Constituinte, a ONU e mais 2 países do continente americano condenam o racha democrático. A abundância de cadáveres nas ruas. Até a França e aliados europeus se manifestaram, cobrando o restabelecimento do diálogo e da estabilidade.

O incrível é que diante das ameaças de retaliação mundial, Nicolás Maduro permanece na dele, autoritário, impassível, isolado no seu fanático e destruidor projeto político. Fingindo surdez e indiferença aos protestos, censuras e intimidações internacionais.

E ainda tem brasileiro que defende um regime que se esmera em produzir somente o caos. Desestabilizando a economia e oprimindo a sociedade.

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

HOMENAGEM AO DIA DOS PAIS

Altemar Dutra, interpreta esta homenagem que fazemos a todos os PAIS. Autor: Piero e versão de Nazareno de Brito. Música de 1970.

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

SINOVALDO – JORNAL NH (RS)

CORRUPTOS E TRAIDORES

Meus caros amigos fubânicos, um belo dia me perguntei se existe figura mais desprezível e repugnante que a do político corrupto. Concluí que sim: o traidor.

Infelizmente, essa personalidade grotesca e sombria sempre fez parte da Literatura e da História Universal.

Desde os primórdios dos tempos esse sinistro personagem, não raro, assombrou a confiança alheia e desfilou com desenvoltura pelas tortuosas veredas do cotidiano da humanidade. Quem conhece um pouco das obras do dramaturgo e poeta inglês, William Shakespeare, sabe muito bem disso.

Pois bem, imagine agora uma simbiose de corrupto e traidor embalada em uma só criatura. Pronto: está criada a sinistra figura do esquerdopata padrão PT (PARTIDO DE TRAIDORES) e seus correlatos.

É a pior das pragas! Onde se instala destrói tudo. Não fica pedra sobre pedra.

Lembram-se do então santo candidato Lula chamando todo mundo de ladrão?

Na edição de 8 de maio de 1993, a Folha de S. Paulo publicou o que Lula dissera ao grupo de jornalistas que o acompanhava em mais uma excursão caça-votos. “Todo mundo sabe que o ministro da Fazenda, Eliseu Rezende, é um canalha que tem compromissos com empreiteiras”. Depois de acusar o presidente de omisso, emitiu seu parecer: “O Itamar é um filho da puta”. Ainda em setembro de 1993, o homem que se compara a Jesus Cristo afirmou “que há uma maioria de 300 picaretas que defende apenas seus próprios interesses”. Até aí, ia tudo tão bem…

Só que tão logo fora eleito, o que fez o homem “maisonesto” do mundo? Comprou todos os picaretas do globo terrestre, instalou uma República de Ladrões e terceirizou o Poder, passando o país para as mãos das empreiteiras. O que não roubaram, distribuíram para quase todas as ditaduras comunistas do planeta. Vide Cuba, por exemplo.

O resto do que aconteceu todo mundo sabe. Não cabe aqui reprisá-lo, pois os leitores do JBF, muito bem informados que são, sabem muito bem o tamanho da devassa que promoveram neste país. Só Deus sabe quando sairemos desse imenso abismo.

Muito bem. Abrindo um pouco mais o leque e saindo da área doméstica, assistimos o ditador sanguinário, Nicolás Maduro, impiedosamente massacrando o povo venezuelano e instalando uma sanguinária ditadura comunista a ferro e fogo no vizinho país. Com as Forças Armadas compradas, o caminho para Maduro está livre. Ele só não chegará a cabo na sua vil empreitada, se houver uma intervenção militar externa, caso contrário a fatura estará liquidada, pois tanto lá como cá o povo foi criminosamente desarmado. Seguem à risca o decálogo de Lênin.

Enquanto Maduro comete todo o tipo de atrocidades, ainda temos que assistir na Câmara Federal e Senado, as ruidosas pocilgas de esquerdopatas grunhindo ferozmente em apoio ao ditador assassino, Nicolás Maduro. É demais!

E a coisa não para por aí. Veja o que publicou o site defesa net:

“O Partido dos Trabalhadores (PT), organizações sindicais de extrema esquerda e movimentos sociais como o MST e MTST, entre outros, estão financiando militantes para seguirem até a Venezuela. A intenção é apoiar e dar suporte, inclusive no reforço das milícias, ao governo de Maduro contra as manifestações pela deposição do presidente. As informações são dos serviços de inteligência do Brasil. (Nota – Defesa Net sempre adotou a terminologia de que estes movimentos são Irregulares, definição de “Guerra Irregular – não convencional” do Prof von der Heydte)

Essas caravanas estão seguindo de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Estados do Nordeste onde estão os principais redutos petistas. A organização do movimento em solidariedade e apoio à revolução bolivariana na Venezuela tem entre seus articuladores o próprio ex-presidente do Brasil e presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula, que tem mantido contatos diários com o presidente Maduro.

O pronunciamento da presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann em favor do governo bolivariano na Venezuela e denominando de golpe da direita reacionária as manifestações de rua, que já levaram a mais de 120 mortes nos últimos meses. O pronunciamento foi um chamado geral para que a militância seguisse para a Venezuela.

‘Apoio e solidariedade ao governo do PSUV [Partido Socialista Unido da Venezuela], seus aliados e ao presidente Maduro frente à violenta ofensiva da direita’, disse a senadora do Brasil na abertura do 23º encontro do Foro de São Paulo. O encontro foi usado para uma ampla articulação para apoiar o governo Maduro e preparar uma ofensiva, inclusive em diversos países, pela revolução socialista. A Bolívia foi o primeiro país a se movimentar neste sentido.”

Sobre essa matéria publicada no site DEFESA NET, tirem suas próprias conclusões.

E para encerrar, revejam a traidora, Dilma Rousseff, então presidente, chegando a Cuba com um multibilionário pacote de ajuda à maior democracia do mundo. Chega a ser comovente… Prestem atenção no semblante emocionado dela, quanta alegria e orgulho ao anunciar, entre outros, os seguintes recursos aos irmãos Castro:

– US$400 milhões para compra de alimentos;

– US$200 milhões para compra de máquinas agrícolas;

– US$640 milhões para melhorias no porto de Mariel.

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

LUCIO – CHARGE ONLINE

13 agosto 2017 A PALAVRA DO EDITOR

O MELRO

Como acontece todas as semanas, minha cunhada Ellen, irmã de Aline, veio aqui pra casa na sexta-feira, junto com o marido, meu concunhado Fábio, e os três filhos.

Uma trinca adorável, com idades que vão de 10 a 14 anos, cuja presença faz a felicidade de João. Um trio que ele chama carinhosamente de “os primos”. São sobrinhos que moram no mais fundo da minha estima. 

Uma coisa que Fábio gosta muito é de me instigar para que eu declame os poemas dos meus poetas prediletos, entre os quais se destacam Castro Alves, Augusto dos Anjos e Bocage. Poemas que li e memorizei ainda na adolescência e que trago na memória até os dias de hoje.

Pois na sexta-feira passada, depois de umas duas ou três declamações, entre elas “O Adeus de Teresa“, de Castro Alves, dei notícias a Fábio de um poema que eu gosto muito. Um poema intitulado O Melro, de autoria do escritor português Guerra Junqueiro (1850/1923).

No mesmo instante Fábio entrou na internet via celular e localizou um vídeo com o poema. Coisas desta vida moderna informatizada. É o vídeo que está no final desta postagem.

Não sei o poema de cor, mas é uma criação pela qual tenho muito carinho, desde que dele tomei conhecimento aos 14/15 anos de idade.

Este poema de Guerra Junqueiro é um enredo que envolve uma ave, o melro, e um padre, o cura.

É comovente e tocante o relato da desavença entre o pássaro e o religioso.

No fundo, trata-se de uma crítica contundente e certeira.

Uma aula de uma matéria humana muito importante.

Que matéria é esta, vocês descobrirão ouvindo o poema, declamado no bom sotaque português por Joaquim Sustelo.

Garanto que vale a pena ouvir até o final os 18 minutos que dura a declamação.

Tenho certeza que enriquecerá o domingo de todos vocês.

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

LEONARDO – CHARGE ONLINE

COMO JACK, O ESTRIPADOR

Como diria Jack, o Estripador, vamos por partes. Em pequenas porções tal qual grandes essências e venenos mortais.

Clonagem

Clonaram meu cartão de crédito. Na internet, logo eu que pouco uso o cartão na internet e, sou avesso a banco por internet, compras por internet, etc. Sou meio antigo, gosto das coisas cara a cara, bem de pertinho, um dinossauro nestas tecnologias.

Um gastador

O indivíduo que clonou meu cartão gastou cerca de 10 mil reais em dólares australianos, dólares das Antilhas e libras esterlinas. Será que o desgraçado comprou um canguru? Ou trata-se de um dos doleiros que a lava-jato ainda não pegou, usando minhas parcas economias para pagar suas despesas em paraísos fiscais? Sei lá.

Tinha de ser… lá

Quase não uso o cartão em compras on line. Aliás nos últimos meses fiz apenas uma compra, que me lembre. Portanto, segundo os peritos da administradora do cartão foi lá que, provavelmente, clonaram meu cartão. Adivinhem onde foi? Comprei na Livraria do Senado Federal. Não estou tirando conclusões precipitadas, mas parece piada pronta.

Eficiência estatal

A Cartões Caixa foi muito eficiente no meu atendimento, tanto que quase tive um infarto brigando com atendentes e supervisores ‘bem preparados’ e extremamente ‘bem educados’. A cada ligação, eu a vítima parecia o culpado e, me colocaram num mato sem cachorro, em termos de orientações. Isto só reforça meu pensamento, o Estado não deve imiscuir-se em assuntos privados. Agora tenho mais certeza ainda, PRIVATIZE JÁ! A Caixa, a Petrobrás e todos os outros cabides de emprego dos Governos Brasil afora.

Serviço público

Sou servidor público e cada vez mais me convenço, que salvo raras exceções o serviço público é o grande entrave do Brasil. Com suas guildas, máfias e sindicatos, prima pela ineficiência e pela procrastinação. Cheguei a um nível de indignação que acho que mesmo servidores como eu que trabalham e cumprem seu papel são dispensáveis. E penso sim, no meu sacrifício, de meu emprego público, se for em prol do Brasil. Hoje sinto vergonha de ser funcionário público!

Mudando de saco pra mala

Gleisi, a Narizinho, mostrou a que veio e quem é. Apoiar incondicionalmente a ditadura de Maduro, na Venezuela, é dar um tapa na cara da democracia e ferir de morte (no paredón) o sofrido povo venezuelano.Mas isto nos mostra do que escapamos. Não esqueçam que Gleisi era a mulher forte do desgoverno Dilma e ditadura socialista/comunista sempre foi o objetivo e sonho de nossos democratas de esquerda.

Cara-de-pau

Defendendo o cumpanhero Maduro e as maravilhosas conquistas do Chavismo vale dizer qualquer besteira e defender o indefensável. Até porque como todos sabemos só faltou papel higiênico na Venezuela porque o povo está comendo demais e cagando proporcionalmente. Gleisi está onde deveria, mostrando-nos a cara verdadeira do petismo. Mas vocês esperavam caráter de uma mulher que fez o que fez com o nosso dinheiro e com seu marido?

A conta

Nosso Presidente, candidato a mordomo de filme de terror, vai ficando e, provavelmente, ficará até o fim do mandato. Mas a que custo? Ao custo de milhões e, principalmente, do engavetamento das reformas trabalhista e previdenciária, do retorno do imposto sindical, do aumento de impostos. Ficará e pagaremos a conta!

Mesmo assim…

Será melhor do que se Dilma ainda estivesse no poder. Já teríamos convulsionado e o país estaria pior ainda, se é que isto é possível. Alguns índices estão melhorando, mais empregos, menos inflação. Temer não é o responsável por isso (pela melhora), mas a sociedade sob sua égide vem se organizando e reagindo lentamente. Algo impossível sob a loucura, burrice e canalhice de Dilma.

Culpa de quem? – 1

Ao fim e ao cabo a culpa é nossa. Sim! Minha, sua, de seus vizinhos. Afinal convenhamos somos nós que elegemos estas pústulas e permitimos que elas permaneçam no poder e façam o que fazem. Voto obrigatório, nosso sistema partidário, voto proporcional, etc., colaboram para a zona, mas no fim somos nós que usamos a urna como pinico.

Culpa de quem? – 2

Olhem, a crise chamada Temer, esta que vivemos é grave. Talvez se não tivesse aparecido teríamos conseguido avançar um pouco mais nas reformas necessárias. E aí, a culpa é da precipitação de Janot, que na ânsia ideológica de justificar-se para as esquerdas, tentou vigá-las na pessoa de Temer. Que também não é santo, não! Afinal era vice de Dilma. Diga-me com que andas e te direi se vou junto.

Culpa de quem? – 3

Janot é de esquerda, foi líder da esquerda no MP. Foi nomeado por Dilma, preciso dizer mais? Não preciso mas posso. Qual a moral do Procurador-Geral da República que nesta crise quis dar um aumento de 16% ao MP e mais aprovou o pagamento de auxílio moradia (cerca de 4000 reais por mês) aos procuradores? Sabem quem foi? Janot. Agora não preciso dizer mais.

Gripe

Passei a semana gripado. Achei que não pegaria gripe, mas ela veio. Fraquinha, a principio, meio decorativa, mas depois me derrubou e não tem jeito de ir embora. A gripe não larga o osso. Aqui no Sul dizem que esta é a “Gripe Michel Temer’.

Reformas

As reformas políticas não vão dar em nada. Ou melhor, vão aumentar a conta para nós pagarmos. Graças ao STF que achou bonitinho acabar com o financiamento privado de campanhas e nos passou a conta. De tudo que está ai proposto talvez o melhor seja o voto distrital misto, que vai acabar com a zona da proporcionalidade e dos puxadores de voto.Pelo berro das esquerdas, devido ao seu medo de perder a boquinha em 2018, passei a ter certeza que é o melhor caminho. Vou comentar isto em outro post.

Merecemos

O parlamento das Gleisis, das invasoras de mesas, do El Bigodón, de Renan e do deputado tatuado entre outras tantas criaturas escrotas e repugnantes, infelizmente é a cara do Brasil. Pelo menos da parte não pensante, que vive de esmolas do Estado e com base na lei de Gérson. Afinal fomos nós que os elegemos. Elegemos até o energúmeno que chamou a deputada de gostosa.

Gostosa!?

Meu Deus! Onde estamos. No mais alto parlamento da República, que se nivela como um prostíbulo do mais baixo meretrício. Gritar gostosa para uma deputada na hora de seu voto é ignóbil, é escroto. A deputada em voga é muito bonita, sim. Mas pelo que ouvi de seus posicionamentos não conquistou a vaga pela beleza e sim por sua atuação política. Mas mesmo que fosse pela beleza, que deve ser admirada e aplaudida, o plenário do Congresso não é o local. Nestas horas sou machista. Faltou um macho, de caráter, para defender a Senhora Deputada e baixar o braço no safado gritão.

O tempo passa…

O tempo passa e Lula, Gleisi, Dilma, Zé Dirceu, Aécio et caterva, continuam soltos. Até quando?

O tempo voa…

Esperemos presteza de Curitiba e Porto Alegre. Que a justiça os atinja em breve. Na forma de uma pajaraca voadora e que voem para a cana dura em Curitiba ou em qualquer de nossas maravilhosas prisões.

Homenagem

Hoje no Dia dos Pais, minha homenagem a todos nós que somos pais. Todos nós que sabemos dos sacrifícios que fazemos, diariamente, para sustentar, educar e criar nossos filhos. À todos nós que dia e noite ensinamos e mostramos, por nosso exemplo, a nossos filhos a importância de ter caráter, de ser um homem de bem e um cidadão útil.

A ti meu pai, obrigado pelo carinho, pelo exemplo e pelas lições de vida.

Que descanses em paz.

FELIZ DIA DOS PAIS!

13 agosto 2017 FULEIRAGEM

MÁRIO – TRIBUNA DE MINAS


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa