Em 30 de agosto de 2010, durante a entrevista de Eike Batista ao Roda Viva, a apresentadora Marília Gabriela quis saber onde o entrevistado guardava a montanha de dinheiro que há dois anos lhe vinha garantindo uma vaga no ranking da revista Forbes que agrupa os mais ricos do planeta. “Todos os meus recursos estão todos aplicados”, enfatizou o magnata que nunca tinha no bolso alguns trocados para o garçom ou para o flanelinha. “Você tem alguma coisa guardada?”, entrei na conversa. “Nãããooo”, enfatizou o entrevistado. “Meus recursos estão todos aplicados em meus projetos…”

Subitamente confuso, estacionou nas reticências, procurou em vão o fio da meada e soltou a frase sem nexo: “Por acaso, eu durmo bem”. Feita a ressalva amalucada, retomou o palavrório: “Mas esses meus projetos… quer dizer… projetos bem ‘engenheirados’ pagam todas as contas.” Aproveitei a pausa para dirimir a dúvida que me assaltara desde que conheci Eike Batista: “Quer dizer que se a gente sair para jantar eu pago a conta?”. Ele fugiu da resposta com um convite: “Vem comigo”. Ainda bem que não fui, disse-me no dia seguinte um amigo que sabe das coisas e conhecia muito bem o personagem: “Você não só pagaria a conta como, antes da sobremesa, compraria um lote de títulos de empresas que nunca existirão”.

2 Comentários

  1. Deco disse:

    Esse Eike Batista é, realmente, um verdadeiro Cara de Pau, mais liso que sabonete e conseguiu dar nó em pingo d’água e rasteira em sapo. Só não vendeu “Ações” do morro do Pão de Açúcar, porque soube que um malandro do Rio de Janeiro, dizem até que na verdade era um “minerin de Beo Zonte”, tentou antes vender o morro do Pão de Açúcar para um turista americano, sendo que a polícia chegou na hora e melou a venda. Aí o Erasmo Carlos fez um boa música, para marcar o ato, com o título de:

    PÃO DE AÇÚCAR (SUGAR LOAF)
    ERASMO CARLOS

    Paisagem super tropical
    Faz sucesso num postal
    Diz a foto que o morro do pão-de-acúcar
    é um eterno carnaval
    Pega o milho, galinha na boca
    Se é malandro, não dorme de touca
    Leva a vida ele mesmo levando
    por pura exigência da sobrevivência
    Mas meio-dia barriga vazia
    pega a nega e cai na folia
    só não pode é ficar domingando
    e o samba esperando sem grana na mão
    Pagamento a vista, vendeu pro turista
    o morro da foto do cartão postal
    dando de graça a conexão
    da praia vermelha com cara de pão
    Chegou a polícia e o pão de açúcar
    virou notícia.

  2. CARLOS FRANCISCO DE FARIAS disse:

    Votê!Se o cara era considerado como sendo o oitavo milionário do planeta pra que andar com dinheiro no bolso?Quem anda com dinheiro no bolso é pobre que adora aparecer dando uma de rico a cada trinta dias do mês.

Deixe o seu comentário!


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa